29 julho 2013

Fanfiction: No Regrets Just Love - Capítulo 6: Overturn


Winn’s Pov
Eu acordei com o sol batendo no meu rosto, e percebi que não havia fechado a janela, então peguei meu celular no criado-mudo, e acendi pra ver a hora, 12:40. O QUE 12:40? Eu estava super atrasada, tinha que me arrumar pra ir encontrar os meus amigos, tinha marcado com eles 14h, em uma lanchonete conhecida lá no centro, eu nem estava acreditando que iria conhecer meus melhores amigos depois de tanto tempo. Levantei-me num pulo, e fui correndo para o banheiro, tranquei a porta, fiz minhas necessidades matinais, tirei a roupa e entrei no banho, lavei meu cabelo e meu corpo, fiquei algum tempo pensando na vida, e como sempre no Taylor, eu tinha que tirar aquele garoto da cabeça, balancei a cabeça, terminei de jogar água no corpo, e desliguei o chuveiro, pegando uma toalha que se encontrava ali, me sequei, enrolei-me em uma, e coloquei a outra no cabelo, fiquei algum tempo me olhando no espelho, e fazendo caretas como eu tinha costume, então eu abri a porta do quarto, e sai distraída. Eu sai com os olhos fechados e cantarolando, quando olho pra frente, o Taylor estava sentado em minha cama, que já estava arrumada, fiquei com os olhos fixos nele, e boquiaberta, esperando a reação dele.

-Winn, desculpe entrar assim, mas é que..
-É que nada Taylor, você pode sair daqui? Estou de toalhas, por favor..
-Ah desculpe, vou esperar lá fora, eu realmente preciso falar com você.
-Ah sim, espere lá fora, irei me trocar e já te chamo.
Taylor saiu, e respirei fundo, ele realmente queria falar comigo, o que seria, olhei para os lados, e lembrei que eu estava atrasada, fui em direção ao guarda-roupas, e peguei a [ primeira roupa ] que vi na minha frente, e me troquei. Eu fui até a cama peguei meu celular e vi que marcavam 13:30.
-Pode entrar- Eu gritei indo correndo ao banheiro.
 Eu precisava passar uma make leve, enfim terminei e me abaixei para pegar o secador, quando eu olho para o lado Taylor estava me olhando da cabeça aos pés, continuei peguei o secador, liguei na tomada e comecei a olhar para o espelho secando meu cabelo desesperadamente, continuei olhando para o espelho, até que ouvi aquela voz quebrando o silêncio.
-Está se arrumando toda, pra onde vai?- Ele dizia num tom autoritário, que fazia minha espinha se arrepiar.
-Vou sair, hoje vou conhecer meus melhores amigos- Eu disse, olhando para o espelho, logo joguei meus cabelos para trás, olhei para ele, sorri, e voltei a olhar no espelho, agora eu passava uma escova junto do secador em meu cabelo para enrolar as pontas.
-Conhecer seus melhores amigos? Como assim?
-É que não os conheço, só os vi pela internet, só conversei pelo telefone, eles são os maiores motivos de eu estar aqui.
Ele ficou me olhando com um biquinho, apenas concordando com a cabeça, terminei de enrolar as pontas do meu cabelo e passei um gloss, assim eu ficava pronta.
-Prontinho, já estou pronta, queria falar comigo?
-É que eu ia te chamar pra fazer algo comigo hoje, mas você já tem companhia e planos, deixa pra outro dia.
-Sim, claro, teremos muitas oportunidades.
-E quem vai te levar?
-Acho que vou de taxi, não estou querendo incomodar, acho que o motorista esta de folga hoje não é?
-É sim, mas eu quero te levar, posso?- Ele disse olhando em meus olhos, e umidecendo seus lábios com a língua molhada.
-Claro que pode.
Eu disse saindo do banheiro, e vendo que ele me seguia, então peguei a bolsa, coloquei meu celular dentro, peguei meus óculos, e os fiquei segurando.
-Estou pronta, podemos ir?
-Claro, só espera eu pegar minha carteira.
-Ok.
Ele disse saindo pela porta de meu quarto, e indo até o seu, fiquei olhando da porta, assim que vi ele chegar na porta, vi ele fazendo um aceno para eu ir até lá, fui andando lentamente, e logo o vi descendo as escadas, eu o seguia, e via Deborah na sala.
-Deborah, irei sair, e o Taylor vai me levar. Tem algum problema?
-Claro que não, mas onde vai tão linda assim?
-Ah obrigado, irei encontrar meus amigos.
-Ah sim, aproveite por mim! E Taylor cuide dela.
-Só irei levar ela, mas pode deixar irei cuidar da minha irmãzinha- Ele disse tonalizando o irmãzinha e passando os braços pelos meus ombros.
Eu sorri, e a mãe de Taylor fez uma cara agradável demais. Assim então, saímos em direção a garagem, eu acompanhava o Taylor ao meu lado, sem dizer uma palavra, as vezes eu olhava para ele, parecia que ele estava querendo me dizer algo. Seguimos assim, ele abriu a porta do carro pra mim, e eu agradeci, entrei me acomodei, ele saiu, e eu disse o nome do local, ele sabia muito bem onde se encontrava, e fomos até lá sem dizer uma palavra. Eu olhava nos olhos dele sempre que podia, e ele sempre fazia o mesmo, e as vezes abria a boca parecendo que iria falar algo, mas sempre falhava, fiquei em silêncio mexendo nas minhas mãos, até chegar lá.
-É acho que chegamos- Eu tirei os óculos, e pude ver Ben e Chris me esperando ali já, abri um sorriso enorme.
-Sim chegamos, muito obrigado, aqueles ali são os meus melhores amigos.
-Winn, toma cuidado por favor, e quando for embora, por favor me liga dizendo pra eu te buscar.
-Ok, Taylor muito obrigado.- Eu disse me debruçando no banco, e dando um abraço forte nele, pude ouvir ele respirando e sentindo meu perfume, nos afastamos e eu sorri.
Sai do carro rapidamente, fechei a porta, e olhei para o Taylor.
-Muito obrigado.
-De nada.
Eu apenas sorri, e sai andando em direção aos meus amigos. Era estranho, eu mal os conhecia, mas sabia muito sobre eles, eles estavam de costas, então me aproximei lentamente, e silenciosamente, até estar perto dos dois, eu os cutuquei e logo os vi virando.
-Winn.- Chris disse, me olhando da cabeça aos pés.
-Amoooor- Disse Ben
-Meus amores, que prazer ver vocês- Eu disse puxando um de cada lado para um abraço.
-Você é mais bonita pessoalmente, alias linda, perfeita- Disse Benjamin passando a língua pelos lábios.
-Concordo- Disse Christopher, senti minhas bochechas corando, e fiquei muito sem graça.
-Ai agora para com isso, e vamos entrar logo, estou com fome.
-Ok- Eles disseram juntos.
Entramos no restaurante, fizemos nossos pedidos, e contei tudo de como tinha sido até agora, comemos sobremesa, e estávamos cheios, deu pra aproveitar bastante, já estávamos a tanto tempo ali dentro que eu tinha enjoado, resolvi me despedir, mas logo o celular do Chris vibrou.
-Ah não, a Ruby de novo.
-Que dó- Eu disse rindo.
Ele leu a mensagem, enquanto eu terminava de comer minha sobremesa.
-Eu vou ter que ir embora, você vai ficar chateada comigo?
-Claro que não, já já estou indo também, por enquanto o Ben me faz companhia, não é Ben?
-Claro que sim, será uma honra.
-Então eu vou indo.
-Ok, vem cá me abraça antes- Eu disse levantando e esperando o mesmo de braços abertos.
Ele me abraçou, um pouco forte, eu me sentia segura em seus braços, dei vários beijinhos em seu rosto, e ele saiu em seguida.
-Enfim a sós- Disse o Benjamin.
-É, mas já vou mandar ligar para o mãe do Taylor para pedir pra ele me buscar.
-Mas já?
-Claro, eu tenho que ir embora, já estamos a 2 horas dentro dessa lanchonete sabia?
-Nossa sério?
-Sério. Vamos saindo lá fora, vou mandar mensagem para a mãe de Taylor já que não tenho o numero dele, acho que ele vem rapidinho.
-Sim, vamos, porque tenho que te falar uma coisa lá fora.
-Ok- Eu disse digitando a mensagem, e enviando em seguida, saímos do restaurante, e logo senti um frio batendo em meus braços, e ombros, comecei a passar a mão por eles me protegendo do frio.
-Está com frio?- Disse Ben.
-Sim, com muito frio- Eu disse olhando para ele.
Rapidamente ele tirou o casaco, e colocou em meus ombros. Eu sorri e agradeci.
-Enfim Winn, eu tenho que te falar uma coisa.
-Ah meu amor, pode contar.
-Então Winn, desde o primeiro dia que eu conversei com você, eu senti algo estranho, não sabia dizer o que era, eu sentia ciúmes toda vez que ouvia você falar de outro garoto, sempre esperei o dia que pudesse te encontrar pra poder descobrir o que era, e hoje eu tive a certeza de que isso não era somente amizade.
-O que quer dizer com isso Ben?
-É que eu gosto de você, e eu queria te fazer sentir o mesmo.
-Como?
-Assim.
Ele terminou de dizer, e me puxou pela cintura, em seguida aproximou seu rosto do meu, eu fiquei sem reação, eu olhava nos olhos dele, até sentir seus lábios tocando nos meus, logo ele pediu passagem para um beijo, meio confusa cedi, senti sua língua explorando minha boca, eu apenas suspirava, e seguia seu ritmo no beijo, era um beijo calmo e saboroso, me deixei entregue em seus braços, ele era carinhoso, alisava minhas costas, enquanto eu subia a mão em sua nuca, continuamos ali daquele jeito, apreciando seus lábios, até que ouço um barulho estranho. Rapidamente separei nossos lábios, e me dei conta de que era Taylor, ele havia cantado pneus, e agora me observava com uma expressão nada boa, me afastei do Ben, tirei sua blusa dei pra ele, me despedi rapidamente, e fui em direção ao carro. Eu entrei no mesmo, e Taylor ficou me olhando daquele mesmo jeito que havia olhado antes.
-Não vou nem te falar nada Winn.

2 comentários:

  1. tá parecendo novela das 9h da Globo, na melhor parte acaba, hahaha vou morrer até a próxima segunda.

    ResponderExcluir
  2. Continua.Antes que eu morro de curiosidade.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA