17 setembro 2013

Fanfiction: No regrets Jus Love: Capítulo 12: Boys also cry


Winn’s Pov
Eu ouvia o que o Taylor dizia e mal podia acreditar que ele estava realmente me dizendo aquilo, paralisei e meu mundo parou, eu poderia esperar de qualquer um menos daquele homem que eu imaginava ser perfeito, fui largando aos poucos o BooBoo, e meu corpo foi amolecendo, as lágrimas rapidamente rolavam pelo meu rosto, e sem pensar eu larguei tudo ali e sai correndo, tropeçando nos meus próprios pés, eu corria desesperadamente e só precisava achar meu refugio, vulgo quarto, sai pela lateral da casa onde não tinha ninguém, e fui correndo para dentro, subi as escadas rapidamente, e finalmente cheguei no meu quarto, fechei a porta e me joguei no chão, agora eu chorava de soluçar, parei um minuto e me olhei no espelho gigante que havia de frente para a porta e definitivamente eu estava horrível, a maquiagem borrada em meu rosto, junto com o cabelo bagunçado, e as lágrimas me deixavam numa maneira que eu não queria estar, então levantei e fui ao banheiro tirar todo aquele estrago.

Taylor’s Pov
Eu vi ela correndo e chorando, foi ai que me dei conta de que eu havia passado dos limites, vi BooBoo me olhando um tanto decepcionado, eu respirei fundo, e passei a mão no rosto tentando acreditar no que eu tinha feito, então quando vi eu já estava jogado no chão, segurando as lágrimas, respirei fundo de novo, e sem forças falei para o BooBoo.
-Me perdoa.
Vi ele se aproximando aos poucos, e logo ele estava sentado na minha frente, senti sua mão em meu ombro, e olhei para seu rosto, ele me olhava atentamente.
-Você sabia que ela te ama não é?- Ele dizia enquanto me olhava.
-Não, eu não sabia, e isso não é verdade.
-Para de ser cabeça dura Taylor, ela vai querer me matar por eu estar te dizendo isso, mas sim ela te ama e me confessou isso hoje.
-Eu amo ela BooBoo, isso tudo era amor.
-Eu sei que a ama, e isso é ciúmes. Mas Taylor, ficar fazendo barraco, beijando outras na frente dela, tratando ela mal, não vai resolver as coisas, ela é uma garota muito sensível, não merece isso, eu sou seu amigo, mas ela se tornou especial num piscar de olhos, você já viu o quanto ela é linda, o quanto ela está querendo ficar com você? Você tem noção do quanto machucou ela ver você beijando a Sara? Eu tenho parte da noção disso, se eu fosse você eu iria agora pedir desculpas, alias implorar desculpas, e tentaria concertar as coisas porque Taylor, você errou, e errou muito feio.
-Eu sei, e vou pedir desculpas, agora. Me desculpe por hoje.
-Não precisa se desculpar, e corre lá vai!
Sem pensar duas vezes eu sai correndo em disparado para dentro de casa, no caminho fui afrouxando a gravata, e tirando o terno, parei na frente da porta do quarto de Winn, e respirei fundo antes de bater, nenhum sinal de vida lá dentro, bati de novo, e ouvi uma voz lá dentro.
-Vai embora.
-Como você sabe que sou eu?
-Eu sei Taylor, então simplesmente some da minha frente.
-Eu não vou sair daqui até você me ouvir.
-Então pode ficar ai até quando quiser, estou colocando meus fones de ouvido pra não ouvir sua voz insuportável.
-Winn, me deixa falar, ou simplesmente fale você.
-Você quer que eu fale mesmo?
-Quero.
-Taylor, eu me dei conta hoje do quão idiota eu sou, eu me iludi com aquele beijo que você me deu, simplesmente fiquei toda feliz e depois me dei conta que você não era nada do que eu imaginava, você é simplesmente um famosinho arrogante, que acha que pode chegar beijando os outros, e virando as costas, e daqui a alguns minutos beijar outra em sua frente como se nada tivesse acontecido, e se não bastasse ainda a deixar sozinha, e quando essa pessoa fosse desabafar e acabasse abraçando um amigo você chega e faz um barraco não é Taylor? Eu pensei que você era um príncipe, sim me apaixonei por você, eu estava perdidamente apaixonada, porque? Porque eu pensava que você era tudo aquilo que demonstrava, você era um fofo, amigo, sincero, cavalheiro, mas hoje você me mostrou o que é de verdade, você não é nada do que eu pensava. E muito obrigado por se mostrar o que é de verdade tão cedo, assim eu tenho tempo para te esquecer, e seguir minha vida, agora Taylor você já pode sumir da minha frente, porque eu não tenho mais nada pra dizer.
Eu não aguentei do lado de fora eu me joguei no chão, sentindo cada palavra como uma pedrada, uma facada no peito, um tiro, ouvi tudo que ela tinha pra dizer e fiquei ali sentado no chão chorando, isso mesmo TAYLOR DANIEL LAUTNER também chora!

Um comentário:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA