06 novembro 2013

Fanfic: Descoberta - Capítulo 1: Viajem Desagradável


Notas da Autora


Aqui, o Taylor não é famoso e o Jacob não é lobo! Espero que gostem! Obrigada!

Taylor:
     Puta dia que eu escolhi passar as férias viajando com meus amigos ao ficar em Los Angeles, em casa! Parecia uma boa idéia quando Sara veio falar comigo há uma semana, só de biquíni, com gotas de água escorrendo pelo seu corpo perfeitamente lindo... vai ver ela fez de propósito! Tinha como eu recusar passar um mês no mesmo lugar que aquela delicinha? Errrrrrrrr não!

     Pois é! Até agora você deve achar “e por que você está reclamando? Isso parece ser demais!”, bem... e seria! Se não fosse por Dean! O imbecil do namorado dela estava no meio do grupo. E se não bastasse ele ser ‘“namorado” da Sara, ele ainda tinha que me odiar, o por que, eu não sei.
     E estava eu lá, em Seattle, com Sara, Jessie, Gabi, Brad e Dean em uma boate da cidade. Eu era o mais sóbrio do grupo dançante, sabia que seria eu que levaria aquela cambada pro hotel.
     Eu já estava cansado, todas as noites daquela semana nós fomos a boates diferentes naquela cidade. Não só queria, mas precisava descansar.
     E pra piorar minha situação, Jessie não largava do meu pé, depois de um beijo que aconteceu em umas dessas boates que visitamos – onde todos estavam trebados,inclusive eu!- , ela sempre se insinuava, e isso estava me tirando do serio.
    Cheguei, exausto, no hotel que estávamos passando aquela semana. Fui o único sóbrio o suficiente para tomar um banho antes de cair na cama, e demorar uns 10 minutos para dormir, já que os gemidos vindos da cama de casal ao lado da minha cama de solteiro, não me deixaram dormir rapidamente, me fazendo xingar mentalmente por não ter conseguido um quarto só pra mim naquela porra de hotel e ter que dormir onde Gabi e Brad estavam.
Na manhã seguinte eu acordei com algum infeliz me balançando, e eu juro que se eu não estivesse com tanto sono, eu mataria o filho da mãe!
-Taylor! Acorda! A gente ta indo embora! –Era a voz de Gabi, que me balançava freneticamente. Virei-me para olhá-la e notei que a mala dela e do Brad já estavam arrumas em cima da cama deles.
-E pra onde a gente vai? –Perguntei tentando acordar, enquanto levantava lentamente da minha cama.
-Forks. –Ela disse somente, fazendo eu olhar para ela confuso.Nunca tinha ouvido falar nessa cidade!
-É onde a prima da Jessie mora, ela disse que lá é uma cidade pequena e é mais sossegado e como é a vez da Sara escolher o lugar... – Não foi preciso Brad dizer mais nada para eu entender. Sara também não curtia toda essa zona que o resto do grupo estava querendo, e como o trato era cada um escolher um lugar para passarmos uma semana, tínhamos que ir. E eu agradeci por isso!
     Fui obrigado a levantar e arrumar minhas coisas para a gente sair e em quase uma hora depois já estávamos na estrada.Com o carro enorme do Dean, quem dirigia era o Brad, com a Gabi no lado e no banco de trás estava Dean e Sara, deixando apenas a ultima fileira de bancos para mim e Jessie, naquele carro de sete lugares.
     Por algumas horas ficamos dentro daquele carro, com Jessie me mandando olhares intensos e Dean beijando Sara ali na minha frente, com um rock altíssimo no som do carro e eu com vontade de vomitar só de sentir o cheiro de álcool que vinha de Dean, que não soltava Sara por nada.
     Agradeci imensa e mentalmente quando finalmente chegamos a tal cidade. Ela era menos do que eu pensava, falaram que tinha menos que 4 mil habitantes, mas Dean já estava planejando sair naquela noite, e pelo visto iria sozinho, já que estava todo mundo cansado.
     Jessie foi guiando Brad até chegarmos na frente de uma casa não muito grande, com a pintura desbotada, mas mesmo assim bonita. Descemos do carro e logo depois de uma buzinada do carro uma menina que parecia da nossa idade surgiu na porta e veio em nossa direção, enquanto tirávamos a bagagem de cima do carro.
    Jessie apresentou sua prima Jay a nós e nos apresentou a ela. Entramos na casa e deixamos nossas malas aonde preferias dormir. A casa era bem confortável e tinha três quartos, um da Jay e os outros eram de hospedes, já que ela morava sozinha ali. Para não ter briga, resolvi dormir na sala mesmo, me contentaria dormir no sofá se não tivesse os gemidos de ninguém me perturbando.
     Mas para meu azar Jessie deixou a mala dela ao lado da minha, mas não reclamei, fazer o que, não é?
     Pedimos uma pizza, já que estava de noite já e comemos conversando.Dean já estava dormindo em um dos quartos, depois de desistir de sair já que não se aguentava em pé de tanta ressaca.
    Jay era legal, e bonita também - diga-se de passagem -, ficamos conversando até tarde e resolvemos ir dormir já era meia noite e pouca, Jay teria que acordar 6 da manhã para trabalhar. Não demorei a dormir, com Jessie em um colchão ao lado do sofá onde eu estava.
     Como de costume, eu acordei primeiro que os outros caras da casa. Era dez e quarenta e cinco da manhã e Sara e Gabi estavam preparando o almoço.
-Bom dia! –Falei entrando na cozinha e me sentando na mesa de jantar.
-Bom dia! –As duas responderam juntas, sem muito animo, elas deveriam ter acordado a pouco tempo.
     Ajudei-as a preparar o almoço e logo Jay chegou do trabalho, no horário do almoço, e nada de Brad e Dean acordarem.
     Não fizemos nada demais durante o resto da tarde, até as quatro da tarde, quando todos já estavam acordados e Dean já estava arrumando um lugar para a gente ir.
-Onde já se viu uma cidade não ter uma misera boate?! –Ele reclamou com Jessie, como se ela tivesse culpa daquela cidade não ter nenhuma boate.
-Dean, não grite com ela, por favor! –Sara falou educadamente a ele, quando ele se jogou no sofá onde eu estava sentado. Seus olhos estavam vermelhos e seu cheiro não estava nada bem, ele estava drogado. Como sempre!
-Cala boca,Sara! Não se mete! É por culpa sua que estamos aqui, então fica quietinha antes que eu desconte em você! –Dean quase gritou, o que fez meu sangue ferver de raiva. Como ele podia ser tão idiota de tratar Sara assim?
-Vai com calma, Dean! Você ainda não está bem! –Brad tentou aliviar o clima.
-Quer saber? Vão tomar no cu! –Ele disse levantando e automaticamente eu e Brad levantamos juntos para ver se ele iria fazer alguma coisa com uma das meninas. –Eu vou arranjar alguma gostosinha para comer, já que vocês estão de fogo no cu! –Ele disse antes de sair pela porta da frente da casa, batendo-a com força.
     A sala ficou em silencio por algum tempo, enquanto um olhava para o outro, sem saber o que falar ou fazer, até que Sara olhou para o resto da sala, com os olhos cheios de lagrimas e correu para a escada, subindo rapidamente para o segundo andar.
-Filho da puta!- Xinguei baixo, mas foi o suficiente para todos ali ouvirem.
     Gabi e Jessie subiram atrás de Sara e eu me sentei no sofá, me acalmando para não ir atrás de Dean e meter a porrada no infeliz que fez minha garota chorar. Por algumas horas eu deixei Sara com as amigas no segundo andar, mas quando já era sete e meia da noite eu não aguentava mais ficar sem saber como ela estava. Deixei Brad na sala assistindo futebol sozinho subi as escadas, batendo na porta do quarto que Sara e Dean tinham passado a noite.
     Foi Gabi quem atendeu a porta, ela deu passagem para eu entrar no quarto e fez um sinal para Jessei acompanhasse ela até o primeiro andar, me deixando sozinho com Sara, que estava sentada na ponta da cama, com as pernas cruzadas e a mesma roupa de moletom que ela usara antes. Ela não estava chorando mais.
-Está melhor? –Perguntei me sentando ao lado dela.
-Sim. – Ela disse desanimada, sem olhar para mim.
-Então por que está com essa cara ainda? Você consegue ser mais bonita do que isso! É só sorrir! –Falei tentando animá-la, usando a verdade para isso.
     Ela olhou para mim e riu sem humor. Eu era o único melhor amigo dela, o único homem com quem ela desabafava de verdade e ela sabia que podia contar comigo.
-Sei que é idiotice, mas eu estou preocupada com o Dean! –Ela disse desviando os olhos de mim.
-Tem razão! É uma idiotice imensa! –Concordei serio,a fazendo olhar para mim indignada.
-Taylor! –Ela me deu um tapa no braço que me fez rir.
-Ué! É verdade! Aquele idiota não merece que você perca seu tempo e se preocupe com ele!-Fui sincero e ela suspirou. Ela sabia desse fato.
-Eu sei disso!-Confessou. –Mas... não quero o mal para ele. Ele está muito mal, bebeu muito e acordou de madrugada para fumar e ainda brigou comigo por eu tentar impedir. –Ela disse de cabeça baixa, ela ia começar a chorar novamente.
-Sara... –Suspirei pegando sua mão. Odiava vê-la chorar. –Por que você ainda insiste em ficar com ele? Ele não presta, você merece alguém melhor, sabe disso! –Tentei convencê-la.
-Eu só queria atentar ajudar ele, mas ele não quer minha ajuda... –Vi uma gota de lagrima escorrer pela sua bochecha.
     Passei o braço em volta dela e a abracei de lado.Como ela sempre dizia “Um abraço ter o poder de melhorar”. Ela afundou o rosto em meu peito e deixou suas lagrimas caírem pelo seu rosto e molhar minha camisa.
-Estou cansada disso, Tay! Cansada demais! – Ela disse, quando eu dei um beijo em seu cabelo.
-Então o que você quer fazer? –Perguntei soltando e olhando-a.
-Não quero ficar aqui, quero sair e me distrair. –Ela disse secando suas lagrimas.
-Sabe algum lugar que podemos ir?
-A Jessie falou que uma amiga da Jay vai fazer uma festa hoje a noite e ela disse que poderia me apresentar uns caras legais..-Ela disse meio sem jeito, e eu não gostei nem um pouquinho do final da frase. –Então? –Insistiu me olhando com uma expressão manhosa, com os lábios apertados e os olhos atentos em mim. Suspirei profundamente e olhei para ela.
-Tudo bem, pode ser. –Concordei desanimado, mas sorri quando ela abriu um sorriso e me abraçou novamente.

Um comentário:

  1. Continua.Quero ver o que vai acontecer no próximo capítulo ta muito bom.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA