10 maio 2014

Fanfiction: Um Amor Maior Que Eu - Capítulo 41: All Of Me


Capa: Érica Rocha
Texto/Fic:  @Rafaela_Vargaas
Beta: Letícia Monteiro
Música Tema: All Of Me - John Legend



Olá, como vocês estão? Bom, eu recebi muitos e muitos pedidos para que Taylor Lautner voltasse novamente. Então eu resolvi atende-los! Além de Lautner voltar em breve, eu ainda farei uma narração especial de Taylor em um dos capítulos da Fanfiction “Distance” (uma Fanfiction que narra à visão de Liam Evans, melhor amigo de Alice), e também teremos uma narração de Liam. Espero que vocês gostem desse e dos próximos capítulos que virão. Boa leitura e até a próxima!

Os lábios quentes de Liam dominavam os meus com tamanha fúria e paixão que em certos momentos duvidei que aquele realmente fosse ele. Uma de suas mãos ainda estava em meu bumbum, e a outra massageava a minha cintura, dando-me um momento relaxante, fazendo-me revirar os olhos por um instante. Meu corpo estava completamente colado ao de Liam; como se fossemos apenas um.
Eu mesma não estava me reconhecendo. Eu nunca tinha me visto tão faminta e fora de controle antes. Liam parecia ter um imã que me puxava até ele, e isso me fazia implorar para que ele tocando-se em mim.
Entrelacei meus dedos em seus cabelos, e apertei levemente os fios loiros que ficaram entre os meus dedos. Senti seus lábios se afastarem dos meus e ele iniciou uma pequena trilha com seus beijos úmidos que percorriam da minha boca até o fim de meu pescoço.
Seu aroma irresistível me inebriava cada vez mais; a cada segundo que se passava eu me tornava mais entorpecida por ele. Era algo viciante e que tinha poder sobre mim.
Revirei meus olhos mais uma vez, arfando com o ato do loiro que estava em cima de mim. Abri meus olhos por completo, levando meu olhar a percorrer o seu peitoral, que estava coberto por sua camisa de botões. Meus dedos foram até ela automaticamente, abrindo os dois primeiros botões, encontrando um pouco de dificuldade de continuar a sequencia.
Levantei meu olhar até ele, e encontrei seus olhos azuis, me fitando. Ao olhar dentro de seu imenso oceano, foi o mesmo que enxerga-lo quando era uma criancinha, no dia que o vi pela primeira vez.
E todo o fogo que se apoderará de mim, diminuiu assim que me lembrei do pequeno garotinho que fora meu melhor amigo por anos. Toda a minha consciência voltou imediatamente, fazendo-me jogar minhas mãos sobre a cama e deixa-las ali. Abaixei-me minha cabeça e a recostei no travesseiro, fechando meus olhos e tentando controlar minha respiração, que a essa altura estava o mais do que ofegante.
Senti o peso de Liam sair de cima de mim e o colchão inflar ao meu lado, avisando-me que ele havia deitado ali.
Talvez não fosse tão errado fazer aquilo o que estávamos prestes a fazer, mas ao mesmo tempo não era o certo. Eu ainda não estava pronta. Eu o amava muito, mas não estava preparada para levar o nosso relacionamento a um nível mais alto, pois da ultima vez que fiz isso, eu acabei com um coração partido e me sentido péssima.
Eu sabia que Liam não faria a mesma coisa que Taylor fez, mas eu também sabia que meu psicológico ainda não estava pronto para enfrentar tudo numa boa novamente. Eu amava Liam, mas não queria isso para mim. Não agora.
Mas e Liam? O que ele estaria pensando sobre mim? Com certeza ele me acharia uma medrosa, que não termina o que inicia, ou uma aproveitadora. Somente uma dessas coisas já acabaria comigo mesma.
- Me desculpe – Ouvi a voz de Liam, finalmente me encorajando a abrir os olhos.
- Não se desculpe – Respondi apressadamente, olhando para o teto.
Dois minutos de um silencio torturante nos rondaram, parecendo durar uma eternidade.
- Apenas não quero que você pense algo de mim... – Disse ele novamente, agora se sentando na cama e olhando para mim, mesmo assim não desviei meu olhar do teto.
- Eu ainda o vejo como o meu pequeno; o garotinho que conheci quando me mudei – Falei fechando os olhos por um momento e vendo a imagem do meu loiro ainda criança – Não pensaria nada de ruim de você, jamais – Finalmente o olhei, vendo seu rosto tenso em um misto de constrangimento e medo.
Liam me olhou por um segundo e depois desviou o olhar ao levantar-se da cama e sair caminhando sem rumo pelo quarto, abotoando a camisa enquanto dava os passos apressados. Sentei-me na cama, ajeitei minha roupa e logo depois me levantei para segui-lo.
Ele parou em frente à imensa janela que dava visão a uma boa e linda parte de Paris. Cobri sua cintura com meus braços, o abraçando por trás, enterrei o meu rosto em suas costas, exalando seu perfume delirante.
- Eu te amo – Murmurei ignorando o nó que se formou em minha garganta.
Alguns minutos de silencio se instalaram no ambiente, até que o corpo de Liam girou para ficar de frente para mim e seus olhos encontraram os meus.
- Eu te amo – Ele falou, mordendo o lábio inferior logo em seguida.
Fiquei na ponta do pé e lhe dei um selinho em seus lábios. O selinho se transformou num beijo novamente, fazendo nossas línguas e bocas criarem vida própria mais uma vez.
Aquele fogo ameaçou aparecer mais uma vez, mas dessa vez fui mais forte e eu o controlei. Coloquei minhas duas mãos no peito de Liam e o empurrei com cuidado, finalizando o beijo com selinhos leves. Dei um passo para trás e segurei uma mão na outra.
- Você não precisa ficar assim – Falei olhando para ele – Eu só preciso de um tempo para pensar bem nisso.
- Eu te entendo.
- Eu não sei se estou pronta novamente para me entregar.
- Só saiba que nunca faria o que ele fez – Liam por fim me olhou – Eu nunca seria capaz disso.
- Eu sei, e é por isso que te amo! – Disse.
- Eu também te amo – Ele falou, mas o vazio em sua voz veio como um golpe até mim.
- Você deve estar achando que eu não confio em você, não é? – Perguntei, dando um passo a frente e ficando a centímetros dele.
Ele não me respondeu, apenas levou o olhar até mim e ficou olhando-me.
- Eu confio em você, este não é o motivo. Eu não sei se estou pronta para me entregar para outro.
- Você não me deve explicações. Dou-te o tempo que você quiser – Ele falou, dando-me um beijo no alto de minha testa e virando-se para acabar com a conversa.
Eu sabia que com Liam eu não precisaria pensar. A balança dos prós e contras não fazia parte do que sentia por ele. Eu sabia que podia confiar nele, assim como ele confiava em mim. Ele era único. Ele não me faria mal de forma alguma. Eu me odiei por ter interrompido nosso momento, mas acontece que eu não estava pensando direito. E tive que ver a dor no olhar dele para descobrir, que Liam se encaixava perfeitamente em mim e ninguém cuidou tão bem de mim como ele.
- Eu quero continuar – Arfei.
Liam parou de imediato e virou-se para mim.
- Pode falar – Ele disse analisando-me.
Balancei minha cabeça e dei um sorriso sacana ao deparar-me com sua ingenuidade. Coloquei meus dedos sobre a gola de sua camisa e o puxei até mim, cobrindo seu pescoço com meus braços e tacando-lhe um beijo.
Liam pareceu não entender muito bem o que estava acontecendo, mas depois retribuiu o beijo com tamanha intensidade que voltamos ao começo de tudo. Suas mãos desceram até minha cintura, não passando dali. Sorri enquanto o beijava e peguei sua mão, colocando-a mais em baixo, dando liberdade a ele.
Eu sabia que com ele eu podia ter a certeza de que seria feliz de uma maneira ou de outra. Relacionamentos são feitos a base de confiança, e eu confiava mais nele do que em mim mesma. Eu sabia disso. E ele agora também saberia. 

PARA LER TODOS OS CAPÍTULOS CLIQUE AQUI


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA