24 junho 2014

Fanfiction: O PLEBEU - Capitulo 5


Fanfic texto/FAN ARTS Designer: Jessica TLM/@JESSICA_KELI



Por Ermine:

Soltei um ar de susto vendo Thalis descer dele apressado.
–veste a capa.   Sussurrou entregando-me a capa rosa.

Perguntei vendo sua pressa. –para que?

–você precisa sair do palácio urgente.
Disse ajustando uma fivela de uma bolsa do cavalo.

Assustei-me com o que disse.  –Mais por quê?!

–estão entrando no reino e seu pai me mandou levá-la daqui.

Coloquei a capa preocupando-me.
–mais cadê meus pais?

–não temos muito tempo, Vem , anda!

Levantou-me para sentar no cavalo fazendo-me se surpreender com sua força.
 Saímos do reino sem chamar atenção, de tantas horas de corrida já estava ficando a noite e o cavalo estava mostrando cansaço.

Parávamos próximo há um lago. Ele desceu e me tirou de cima do cavalo.
Pegou um objeto para pegar água para o cavalo tomar, A água estava um pouco fria pela temperatura, sentei em uma pedra observando o que fazia.

Perguntei quebrando o silêncio, queria saber de tudo agora.
–porque estou aqui?

E ele ignorou minha pergunta pegando mais água  para dar ao cavalo.

Falei mais alto.   –você me ouviu?!

Ele demorou um pouco e finalmente respondeu.

–invadiram o reino, seu pai me deu ordens de levá-la até o Reino de Herreiro, Vocês tem um compromisso forte com eles E salvará todo o reino com isso.

–mais se invadiram o reino..
Assustei-me com a minha conclusão.
–E se fizerem algo com todos eles?

Ele ficou em silencio sabendo a resposta da minha pergunta. Já imaginava a resposta. E comecei a chorar.
 Enquanto estávamos indo a Herreiro, Dãnein poderia esta sofrendo ataque e poderia ser tarde para o meu povo, o reino era distante e reinos distantes somente se comunicavam para uniões.. depois de anos se encontravam para o cumprimento.

Chorei com medo de este sacrifício ser em vão, não queria que nenhumas daquelas pessoas se ferissem por um capricho meu. Porque sabia que não estava preparada para casar com o príncipe de Herreiro, E tudo se atrasava por mostrar ao meu pai que não estava pronta para isto.
 Sequei minhas lágrimas vendo Thalis me olhar em silêncio e ele voltou a pegar água para o cavalo beber.

–precisamos ir, é longe Não podemos perder tempo.

–estou nervosa! Estou com muito medo! não queria ir para o reino de Herreiro..
Sequei as lágrimas que insistiam em cair.

Ele virou-se olhando para o lago.
–por quê?

–porque não queria casar com alguém que não conheço e se ele não for uma pessoa boa? E se não gostar dele? Eu estou com muito medo.
Indaguei triste.

–ele pode ser um bom rapaz.

E virou-se para me olhar. Dizendo friamente.
–E também, precisa fazer isso pelo reino, pelo nosso povo e não pela senhorita.

Indaguei com a sua indiferença novamente.
 Puxou a corda do cavalo.
–vamos.
Disse ele Caminhando e me levantei para segui-lo.

Caminhamos por algumas horas em silêncio. Estava irritada, porque tinha que ser ele a me levar? Logo ele?
Respirei funda já exausta.

–Esta cansada? Quer subir no cavalo?

–não..   Falei olhando para o quanto ainda andaríamos.

 Pensei em perguntar e com muita cautela consegui.
–porque desde que voltei esta tão diferente comigo? Tenho te perguntado isto a maioria das vezes.. Esta como se fosse outra pessoa..

Ele me olhou parecendo exausto de ter aquela conversa. Então completei.

–esta bem.. Sei que disse que mudou, Mais pergunto por que sei que só foi comigo essa mudança.

Ele parou furioso e me olhou nos olhos.
–porque Plebeus não devem andar falando por ai com princesas.
E saiu andando.

–qual é o problema?
Ele ignorou novamente e começou a caminhar de novo me fazendo segui-lo.

  Já estava farta dele me tratar assim, me lembrar do que houve com Greice hoje me fazendo sentir vontade de ficar longe dele para sempre!
 Caminhei apressada esbarrando nele e passando sua frente.

–o que esta fazendo?    Perguntou.

Andei mais apressada ouvindo sua voz distante.
Gritou  –o que esta fazendo?

Virei-me agitada para responde-lo.
–eu estou me apressando Para te poupar estresse, Não é drama Nem nada, só quero agora chegar a Herreiro mais rápido, só para ter certeza que você ficará muito melhor sem mim por perto, Já que mostrava toda sua irritação por estar perto de mim!

Ele indagou parecendo engolir suas próprias palavras.

–agora, me ajuda chegar mais rápido.
Virei-me apressada.

Sentia-me com um nó na garganta odiando meus sentimentos, porque o único que me fazia ter certeza que não seria feliz com o príncipe de Herreiro era ele, Por mais que o príncipe fosse a melhor pessoa do mundo, não seria feliz por ter que imaginar minha vida sem Thalis.
 Ele foi meu primeiro amor desde a infância. Mais também era minha primeira e unica decepção.

 Estava ficando muito frio conseguimos encontrar uma pequena caverna.
 –não podíamos parar, mais acho que deveria te entrar ao reino com dedos nas mãos.

Sorri sem ele ver.
 Ainda estava muito frio peguei a capa de cima do cavalo e joguei em mim para ver se melhorava o frio.
 Ele acendeu uma fogueira com pequenos galhos ao lado e saiu em busca de mais.

 Meus dentes batiam daquele frio terrível, abracei meu próprio corpo sentindo dores fortes na espinha.

 Ele voltou com mais galhos e os jogou no fogo fazendo ficar mais alto agradeci mentalmente percebendo diminuir um pouco mais do frio.

–a fogueira não esta adiantando?    
Olhou-me preocupado vendo meu estado.

Tentei responder.

 Sentou-se ao meu lado e sussurrou.  –calma..

Rodou seus braços em mim, fazendo-me apoiar a cabeça entre seu peito e melhorar um pouco mais a temperatura.

Com o calor humano senti menos frio, nunca havia sentido tanto frio como estava sentindo, senti a dor ir embora e me aconcheguei mais em seu corpo desejando nunca mais sentir aquela dor.

Sussurrei aliviada.  –obrigada..

Seu queixo encostou-se a minha cabeça.

–tudo bem.. o frio passou né?
Sussurrei sentindo sono.   –sim..

Adormecemos.

Abri os olhos aos poucos me aconchegando ainda mais onde estava. Dando-me conta de onde estava deitada me levantei apressada. Totalmente sem jeito por esta entre seus braços, tirei minha capa e dobrei no meio jogando em cima do cavalo.
 Pisei no final do fogo para apagá-lo percebendo Thalis se levantar.

–espere aqui, vou buscar água no lago, Tem algumas bolsas penduradas no cavalo pegue oque quiser comer.
Frio novamente fazendo-me jogar olhar para alto.

 Quando o tempo passou, estávamos terminando de comer.
  Ele se levantou preparando o cavalo.

–Já vamos?
Perguntei por ser muito cedo.

–você precisa chegar no reino mais rápido possível ou já mudou de idéia de querer se apressar para ficar longe de mim?
Ironizou aprontando o cavalo.

–mais porque toda essa ironia?! O que é isso? te fiz algo de errado? Acho que prefiro que continue tratando-me como uma princesa.

Levantei-me.
–eu sou assim, Você não quer que eu te trate como alguém normal? Estou tratando!

–não, não esta! E vou dizer sempre! Esta sendo mentiroso.

Procurei diminuir o tom de voz. –vejo isto no seu rosto.

Ele ficou parado de costas.
–eu sei que esta mentindo!

Virou-se irritado.
–não você não vê você só não aceita o fato de me ver crescido e não querer dar a mínima para você!

O encarei.
E ele puxou o cavalo.
–vem.

Continuamos nossa caminhada apressados há cavalo.

GOSTOU? COMENTE SOBRE OQUE LEU!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA