25 julho 2014

Fanfiction: "Além Da Vida" - Capítulo 10


Capa: Jéssica Kelly
Texto/Fic:  Lela Matuskellah
BETA: TLM



~ Quatro Anos Depois... ~

Hoje está completando quatro anos que venho visita-la, e hoje eu posso dizer que entendo perfeitamente o que ela quis dizer pra mim de que a vida é cheia de surpresas. Tudo o que ela me falou nunca me saiu da cabeça principalmente de que era pra eu aceitar quem eu era e foi o que eu fiz, parei de lutar contra o meu destino. No início eu vinha visita-la todos os dias enquanto eu estava na cidade, até que ao completar dois meses eu tive uma grande surpresa.


Eu estava agachado colocando flores no túmulo de Manú quando senti um cheiro delicioso de morangos, e senti uma presença atrás de mim e quando olhei vi apenas a silhueta de uma mulher, não dava pra ver o rosto, o sol me cegava então mais que depressa me levantei e assim que a vi, meu mundo parou, meu coração falhou uma batida, eu não via mais nada em minha frente a não ser ela.

Era como se aquela mulher fosse o meu sol, a minha existência, sem ao menos conhecê-la eu já sabia que pertencíamos um ao outro. Tudo foi um choque pra mim, pois as palavras de Manú estavam fazendo sentindo naquele momento. Era como se eu estivesse escutando sua voz...



“Estava escrito que iriamos nos encontrar, mas iriamos sofrer muito com isso. Você estar aqui agora era necessário para que você encontrasse a verdadeira paz que seu coração necessita.”

Se ficássemos juntos sofreríamos, pois ela iria morrer naquele acidente, e o mais surpreendente de tudo era de que a garota a minha frente era igual a Manú fisicamente, a única diferença entre elas é de que Manú parecia ser tímida e a garota que estava na minha frente parecia mais descolada.

Lembro-me perfeitamente como foi nossa conversa:

~ Flash back on ~

– Oi. –Ela disse com um lindo sorriso. –Você era namorado da Manú?



–Não, digamos que não nos conhecíamos pessoalmente. Ela era fotografa e no dia do seu acidente iriamos trabalhar juntos, eu não sabia que ela tinha uma irmã.

–Não nos falávamos a mais de um ano. Brigas de irmãs... Ela disse com a voz falha.

–Ela dizia que eu era a filha perfeita e ela a estranha. Ela disse começando a chorar.

–Por favor... Não chore. Eu disse me aproximando dela e limpando as lágrimas em seu rosto.

–Saiba que onde ela estiver ela está feliz, ela não guarda magoa de você..

–Como você pode ter tanta certeza?

–Eu apenas sei. Eu disse sorrindo.

–Alias... Eu sou Taylor Lautner.

– Prazer... Emilly Dansky. Ela disse tentando conter as lágrimas.



~ Flash back off ~

E foi nesse dia que conheci Emilly Dansky, hoje Emilly Lautner. Estamos casados há três anos e estamos muito felizes. Moramos em Los Angeles, e sempre que dá, minha mãe vem pra cá fazer companhia pra minha linda esposa e nossa felicidade é completa, pois temos duas garotinhas lindas, a Emanuelly, como a irmã dela, de uma forma ou de outra foi Manú que nos aproximou e por isso resolvemos dar o seu nome e Giovanna, em homenagem a sua avó. Preferimos não dar nomes parecidos, queríamos que elas tivessem vidas próprias, nada de viver na sombra uma da outra por elas serem gêmeas.

Uma vez por ano sempre voltamos onde tudo teve um fim e um novo começo e dessa vez as meninas vieram conosco pela primeira vez visitar o tumulo da tia. Elas têm dois anos e meio, elas são muito parecidas comigo, morenas de cabelos castanho escuro e os olhos da mãe, um verde acinzentado, é a mistura perfeita de nós dois.

Neste exato momento estamos no cemitério, nunca deixei de cumprir minha promessa, por morarmos um pouco longe, visitamos Manú uma vez por ano e sempre a agradeço por colocar Emilly em minha vida, mesmo sendo de uma forma tão sobrenatural.

–Amor? Disse Emilly me tirando dos meus devaneios.

–Sim pequena? Eu disse ajeitando Giovanna em meu colo.

–Será que a Manú está feliz por nós?

–Tenha certeza que sim amor. Mesmo ela não estando mais entre nós ela deu um jeito de nos aproximarmos e tenha certeza de que onde ela estiver ela está feliz, assim como nós.

Eu disse me abaixando e colocando as flores no túmulo de Manú. Hoje eu entendo de que tudo o que aconteceu comigo foi natural, eu precisava passar por tudo o que passei pra encontrar o meu verdadeiro amor e me aceitar como sou, e tudo isso eu devo a ela... A Emanuelly Dansky que me mostrou que o amor está além da vida.

"Com as mais belas palavras venho dizer que você é tudo que eu preciso, que quando alguém me pergunta o que é felicidade, eu simplesmente falo seu Nome.

É em você que encontro a felicidade e ela se resume em você.

Mais não posso negar os dias que sua ausência me feriram, o dia em que sua falta mudou o clima do dia, e colocaram lágrimas em meus olhos, a dor da incerteza de que tudo possa apenas ser um sonho distante.

Quando digo eu te amo, não é que eu espere de volta. Digo eu te amo porque é o sentimento que sinto, é o que me mantem vivo, é o que me ajuda a levantar todos os dias, saber que seu sorriso é meu, ou pelo menos imaginar que ele seja.

Eu te amo na intensidade da luz, na força de uma rocha... E na beleza de uma primavera.

Eu te amo por tudo que você veio representar em minha vida, e mesmo com essa lágrimas em meus olhos, não posso dizer á você que desisto, porque jamais desistiria dos meus sonhos e você é o meu.

Te amo na incerteza do amanhã, na delicadeza dos seus lábios, no brilho do seu olhar, eu te amo e amarei mesmo que o Mundo venha acabar hoje. Eu te amarei até que meus dias venha se findarem, pois você é o Melhor sonho que Sonhei."

bbzinha181



*FIM *

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA