18 julho 2014

Fanfiction: "Além Da Vida" - Capítulo 9


Capa: Jéssica Kelly
Texto/Fic:  Lela Matuskellah
BETA: TLM





Eu corri feito louco, abri o portão, corri até a porta de entrada, entrei na casa e subi as escadas correndo, e assim que cheguei ao corredor comecei a tremer, eu estava apavorado, mas mesmo assim fui em frente.

Ao chegar em frente a porta do meu quarto, respirei fundo e girei a maçaneta bem devagar e abri a porta e literalmente travei, não consegui me mover.

Tudo só pode ser uma brincadeira de mau gosto, demorei pra encontrar meu verdadeiro amor, me apaixonei por uma completa estranha cheia de mistérios, pra chegar agora ela sair da minha vida assim? Nosso encontro foi sobrenatural, e eu não conseguia entender como e porque tudo isso aconteceu e vi o que eu temia, me vi deitado dormindo e ao meu lado sentada me observando estava Emanuelly, toda linda em sua perfeição, ela acariciava meu rosto, estava vestida, era como se ela estivesse se despedindo de mim. Eu estava com muito medo, eu tremia inteiro, então depois de um longo tempo observando aquela cena eu finalmente falei alguma coisa.

– Manú? Eu disse com a voz falhada.

Nisso ela se assustou e olhou pra mim, ela estava com lágrimas em seu rosto. Ela veio caminhando lentamente até mim, colocou a mão em meu rosto, sua mão fria, ela me olhava com intensidade.

–Me perdoe Taylor... Perdoa-me por te fazer sofrer, mas quero que saiba que seu sofrimento terá um fim.

–Por favor, Manú, não vá. Eu disse pegando em seus cabelos delicadamente e a trazendo para mais perto, colando nossos corpos.

–Estava escrito que iriamos nos encontrar, mas iriamos sofrer muito com isso. Você estar aqui agora era necessário para que você encontrasse a verdadeira paz que seu coração necessita. –Ela disse colocando a mão sob meu peito.

–Então é verdade... Tudo o que vi...

–Sim, mas não se preocupe, eu ficarei bem. Ela disse com um lindo sorriso.

–Eu sempre vou te amar e, por favor... Viva sua vida...

–Como vou viver sem você? –Eu disse chorando.

–A vida é cheia de surpresas. Ela disse me dando um selinho.

–Me prometa uma coisa?

–Tudo o que quiser.

–Vá me ver sempre que der?

–Sim, é uma promessa.

–E não se esqueça... Abra o seu coração... Aceite quem você é.

Ao dizer isso ela desapareceu e como em um flash eu acordei tremendo inteiro, eu estava desesperado com tudo o que estava acontecendo, era muita informação e eu não estava conseguindo processar tudo.

Olhei no relógio e eram sete horas da manhã, eu sabia que não iria conseguir dormir, então me levantei e fui tomar um banho, eu ainda iria trabalhar e teria que descobrir mais sobre Emanuelly. Assim que terminei meu banho, troquei de roupa e logo fui preparar meu café, hoje minha empregada chegaria um pouco mais tarde.

Depois de tomar meu café, peguei minhas coisas e fui direto para o estúdio, eu queria acabar logo com a sessão de fotos. Em vinte minutos eu finalmente cheguei, havia várias pessoas preparando tudo para a sessão de fotos, até que finalmente meu agente chegou.

–Bom dia Taylor. –Ele disse vindo me cumprimentar.

–Bom dia. Você falou com a fotógrafa por eu não ter aparecido ontem?

–Não, tive que arrumar outro fotógrafo de última hora. –Ele disse colocando sua pasta em cima da mesa.

–Por quê?

–Você não ficou sabendo?

–Sabendo o que? Estranhei aquela conversa.

–A fotógrafa morreu em um acidente. Parece que um caminhão avançou o sinal vermelho e pegou ela em cheio. Ela estava de moto.

Ouvir aquilo fez minha cabeça girar, não dava pra acreditar que isso estava acontecendo de verdade.

–E qual era o nome dela?

–Emanuelly... Ele disse pensativo como se tentasse lembrar o sobrenome dela.

–Dansky? –Eu completei.

–Como você sabe? A conhecia?

–E quando vai ser o velório? Eu disse ignorando sua pergunta.

–Foi ontem mesmo no final da tarde.

–Ela tinha algum parente por aqui...?

–Não sei.

–Preciso ir. Eu disse saindo do estúdio.

–E a sessão de fotos?!



Nem o respondi, saí e fui direto para o cemitério. Em dez minutos eu cheguei e logo fui pra recepção e depois de pedir informações fui direto para o túmulo dela. Estar ali me fez lembrar da promessa que fiz a Manú, de ir visita-la sempre que desse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA