05 julho 2014

Fanfiction: Ela é para o meu irmão - Capitulo 7

Texto FIC/Designer: JESSICA TLM/ @JESSICA_KELI.
Quando Taylor entrou no carro para levar Sarah e Hanna para a casa, Taylor percebeu que Sarah queria conversar.
Antes que Hanna chegasse ao carro Sarah quebrou o silencio.
Perguntou,  –quem é aquela menina.. ?
–quem?   Perguntou ele, afinal havia varias meninas lá.
–aquela amiga nova da Makena.. você não, parava de olhar para ela..    
 Disse com cautela.
Ele soltou uma risada baixa percebendo seus ciúmes confirmando para ele mesmo que a impressão era toda dela.
–nunca teve ciúmes.. agora deu para ter e de uma amiga da Makena? Por favor né..
 –sei la, eu não diria se não tivesse percebido.      Falou meio incomodada.
–além disto, ela deve ter mais ou menos a idade da sua irmã e isso não pegaria bem..
Ele tentou conforta-la,–serio que esta falando isto? Como vou me interessar por uma garota que tem a mesma idade ou um pouco mais que a Makena?
–sei la..
Ele vendo a pensativa ficou em silencio. Ela parecia se incomodar comigo.
–engraçado que, ela nem parecia ligar pra você..
 disse ela num tom debocham-te jogando suas fichas caso isto não fosse verdade dele.
E ele sorriu, olhando para frente, só sendo ele para saber oque pensava com aquele sorriso.
Ela se aproximou dele falando perto de seu ouvido.
–vamos lá pra casa hoje.. ficar comigo.        Sussurrou ela.
–não dá Sarah.. preciso acordar cedo amanhã..
 Ela se afastou furiosa.
–tem algo estranho com você! Parece longe, impaciente.
Hanna entrou no carro e Sarah procurou manter a calma e o silencio ficou.
–vamos?     Disse Hanna olhando para cada um deles percebendo a tensão.
–ta..      disse Sarah puxando o cinto de segurança.
Enquanto ele dirigia pensava quem estaria ainda na casa dele, se me encontraria lá para testar mais a minha pequena paciência.
Ele tentava entender do porqueeu ter mostrado tanto desinteresse, ele nunca foi uma pessoa convencida mais já estava acostumado com pessoas que ficavam surpresas com a sua presença e Makena dizer que eu não o queria conhecer o deixou incomodado, pura vaidade masculina de detestar ouvir nãos.
Ele pensou no que poderia fazer para que comprovasse em sua cara que meu pensamento poderia ser mudado. Enquanto dirigia lembrou-se do que seu pai disse quando sai da cozinha.“FLASH BACK”
 -essa menina estava te dando mole? É isso que vi?
preocupou-se enquanto ia buscar a bandeja.
–não, ela nem me deu atenção..     respondeu calma com meio sorriso.
–então para, porque a sua irmã parece gostar muito dela, não estraga a amizade das duas, entendeu.. ?
Daniel tinha razão, ele não deveria colocar algo negativo nas mãos de Makena.
E Taylor rapidamente concordou com isto, Mais Makena o conhecia bem e logo percebeu seu comportamento perto de mim. Como Sarah também havia percebido.
Mais a intenção dele não era nenhuma comigo. Mal me conhecia.
 Ele estava pensando “Porque ficaria tão balançado por uma simples garota?” ele só queria comprovar que poderia mudar pensamentos, opiniões e essas eram as minhas.
    POV de Makena
Depois que Emili saiu  esperei curiosa pela chegada do meu irmão, porque ele tinha tanto interesse em deixar uma boa impressão para a Emili? Eu o zoaria até morrer! “risos”
Ele nunca se importou com isto, sempre quis ser natural com as pessoas. Interesse não seria.. ou seria?
Der repente me lembrei do dia em que conheci  a Emili e quando acenei para ela antes de entrar no carro “FLASH BACK
Entrei no carro.
–quem é ela makes?        Perguntou ele assim que fechei a porta do carro.
–é a Emi, ela entrou para o time de vôlei, ela é brasileira.
Amanda Cortou animada,  -conhecemos ela hoje, ela é muito legal.
-E joga super bem!    Disse Sandra.
Ele continuou olhando.
Minha mãe bateu de leve em seu braço,   –ei! Vamos filho!
–tá..
Disse ele devagar ligando o carro.
Lembrei-me sorrindo. Talvez fosse possível este interesse, mais achei super Engraçado.
Despertei-me ao ouvir o barulho da porta da sala e fui até lá olhar.
Taylor Fechava a porta rindo baixinho.
Perguntei,  –oque foi?
–que susto!          Disse ele parando de rir.
–porque tomou susto? Concentrou-se em algo que acabou de passar? 
Ele me olhou franzindo a testa,  –não, oque passou por mim?
Cruzei os braços rindo,  –pelo tempo que você chegou você viu.
–uhum..       falou andando em direção ao corredor para ir em seu quarto.
–e era por isto que estava sorrindo?       O segui enquanto caminhava.
–Makes, me deixa em paz..
–eu quero falar com você sobre isso.       Falei sorrindo do jeito dele.
–não tenho nada pra falar.
–sabe que tem..
–eu não estou te ouvindo.
Corri parando na frente dele e andei de costas.
–eu vi que você não parava de olha pra Emi! e oque foi aquilo? Do seu quarto? Que besteira!
–para de falar isso alto!         Disse ele sussurrando enquanto olhava para os lados.
–então as minhas duvidas estavam certas.       Gargalhei.
–Makes, cala a boca.      Disse ele meio irritado passando por mim.
–você queria mostrar boa impressão a ela, isso foi engraçado.
–larga do meu pé.          Disse ele entrando no quarto sem graça.
Ri pensando nesta piada, Pelo contrario dele Emili não queria nem saber de homem nenhum na vida dela agora, devido aos seus problemas.
Não era algo pessoal com ele, era com Homens em geral.
Alguns dias se passaram e a Emili já poderia sair numa boa comigo, com a minha mãe e as garotas. Mais ela nunca queria ir se o Taylor Fosse.
 Então conclui em uma conversa com as meninas, se Emili estava evitando todos os lugares em que Taylor estaria, era obvio oque ele representava para ela. Oque já havia evitado desde quando chegou, os garotos que despertavam um grande interesse nela.
Eu tentava entender o seu medo, ela passou um sofrimento muito grande com seu Ex-namorado e Esse foi o seu maior motivo de hoje estar aqui no ESTADOS UNIDOS, “Mais junto com as malas ela trouce oque mais pesava, A magoa e o medo”
E isso a fazia evitar os garotos, se tornando imatura por defesa. Talvez meu irmão fosse uma ameaça ao seu coração. Ficamos por alguns meses assim e as meninas sentiam falta dela nos lugares que eram mais importantes.
–Vamos Emi!       Disse as meninas perto do carro do Taylor.
Enquanto as meninas entravam, tentei convence-la a ir.
–Vamos amiga.. sem você comemorar isso não tem graça. Ganhamos mais uma vez nosso jogo!
–não Makes, não dá.. eu.. vou.. sair com a minha irmã. Ela ficou alguns meses de viagem a trabalho, só a vi uma vez porque passou aqui na escola para mi ver, hoje ela volta para casa, E..      ela olhou para direção do carro.
–toda vez você tem uma desculpa diferente Emi. Já tem um mês e meio que agente só vence e você não vai comemorar isto é chato.
Mostrei minha chateação.
–desculpa..        respondeu sem graça.
–prometi que vai ir para comemoração do próximo jogo?
 Ela olhou para o carro respirando fundo.
Cortei sua atenção,  –prometi?      fiz biquinho.
Ela me olhou e sorriu.
–esta bem.. prometo.
Fui até eles, pensativa sentando no colo de Sandra rindo.
Enquanto elas cantarolavam, fiquei pensativa, já tinha certeza que ela não vinha por causa do Taylor, mais porque ela não me contou? Até Sandra havia percebido que a Emi estava estranha desde que viu Taylor. “FLASHBACK”
Estávamos sentadas na mesa.
–a Emi é tão bonita quanto sua irmã.      Disse Sandra vendo as fotos da festa.
–concordo..
–olha nessa foto.      Disse Sandra mostrando-me a foto que estava todo mundo do time e o Taylor
–Sabe, ficaria lindo o Taylor com a Emi, olha que bonitinho aqui um do lado do outro.
–não deixa a Sarah e a Emi ouvirem isto.        Falei rindo.
–tá. A Sarah eu sei, mais porque a Emi não pode ouvir? Que besteira.       Franziu a testa.
–Ela vai querer matar meu irmão só pra ninguém combinar com ela nesse mundo.
rimos.
–exagerou.
–não, ela é exagerada.
Amanda trouce os sucos e colocou na mesa.
–Amanda, não acha que a Emi combinaria com o Taylor, olha só.
Sandra esticou o braço pra mostrar.
–gente, ai a Sarah na foto também..        disse Amanda rindo
–ué.. oque que tem? Eles são fogo de palha, não funfa mais.
Concordamos rindo da forma de falar de Sandra.
–oque?!       Perguntei desacreditando na sua palavra. “funfa?”
–gente, vocês perceberam que o Taylor encarava a Emi toda hora?
Disse Amanda sentando-se à mesa.
–eu vi.. mais deixa quieto. Tomara que ela não tenha percebido.       Disse Sandra.
–ué porque?            Disse Amanda.
Perguntou Sandra,    –você não conhece a Emi?
-ih gente, Foi por causa da minha brincadeira..    falei.
-também né Makena, você disse na cara dos dois, como eles não ficaram sem graças?
Falei,  -mais é melhor deixar isto quieto, não sei se ela percebeu..
–já pensou se ela pega uma cisma com o Taylor?        perguntou Sandra.
–ela com certeza o mataria. “eu não quero saber de homens na minha vida”        disse Amanda imitando a Emili.
–qual é aquela aranha que mata o macho?         Disse Sandra se empolgando na zoação.
Pensamos quietas e gargalhamos.
–ai Sandra credo. 
–não, parei, foi um momento viajante.            Disse rindo.
–nos percebemos.       Falei.
–acho que seria impossível isso acontecer
–do que? dela matar ele?       Perguntou Amanda.
–não sua boba, eles são um pouquinho parecidos no jeito.. Acho que por isto não daria muito certo.             Disse Amanda
–na verdade, eu nunca mais vi eles se falarem desde do aniversario da tia Debora..      disse Sandra estranhando.
Fazendo Amanda e eu pensarmos em como não havíamos notado isto.
Elas me olharam.
–você já viu eles dizendo um “oi” pelo menos ?
–não me lembro..                                      falei já sabendo a resposta e completei.
–ai gente.. ela esta muito ocupada, fazendo cursos, o vôlei esta sem tempo pra nada direito.. vamos mudar de assunto?
Não queria dizer oque não tinha certeza, mais quanto menos pessoas souberem destas minhas duvidas melhor. Duvidas que já foram confirmadas por parte de Taylor.
–não, fala.       Ouvi um couro.
–você deve esta sabendo de algo que agente não sabe, eu te conheço dona Makena, você não sabe mentir.        Disse Amanda.
Tentei disfarçar sabendo que sou uma péssima mentirosa,  –eu não sei de nada gente! Olha, eu só sei que. A Emi esta muito superprotegida, tipo, ela esta evitando tudo que envolve meu irmão, se ele esta no meio ela esta fora e isso é estranho, Porque a Emi não fugiria de alguém assim se não tivesse motivos.
–verdade.. ela nunca esta quando seu irmão estar.. é mesmo..        disse Sandra.
–isso é loucura.. ele não fez nada para isso acontecer, isso não é coisa do Tay..      disse Amanda.
–é estranho, sim, mais ela não evitaria tanto ele assim atoa. Ela deve ter percebido alguma coisa, do jeito que vocês perceberam agente esta por fora e se ele disse alguma coisa pra ela?       Disse Sandra
–ele não estaria vivo ainda.                 Falei rindo
–ta mais alguma coisa aconteceu pra ela ficar assim. Só não sabemos oque.      Disse Amanda.
–mais isso é ruim pra ela, ela vai ficar fugindo de todo homem que aparecer pelo resto da vida?          Disse Sandra
–isso nós não sabemos, talvez um dia ela supere.
-Ela deve ter percebido alguma coisa pelo meu irmão..

POV EMILI
Depois do que aconteceu no aniversario da mãe da Makena eu não ficaria perto do irmão dela, Evitei o máximo que pude, era o melhor a se fazer já que poderia voltar a acontecer oque tanto temi.
Evitar os locais que ele estava era o melhor, Mais não era só isto que me fazia não ir, desde que o vi. Me lembrava muito dele durante o dia. Eu ainda era sua fã, mais não como era quando mais nova, oque me fazia medir o quanto estava voltando todas as minhas admirações por ele. Ecada vez mais sentia-me como uma fã apaixonada e isso me incomodava.
 Eu não ficaria perto dele e se ele percebesse que eu o admirava tanto ao ponto de descobrir que sua irmã tem amizade com uma fã? Depois do que havia acontecido na casa dele, já bastava. Eu deveria evita lo o máximo.
    Depois do jogo, Fui para casa e deixei o jantar pronto junto com Marli para que minha irmã tivesse uma surpresa agradável, Esperando ela chegar liguei o Computador.
Olhando minhas redes sociais avistei varias mensagens da Val.
 –ei! Precisamos conversar!
Respirei fundo Antes que começasse a dar atenção aquela conversa que eu já fugia há algumas semanas, Ela queria conversar sobre o Taylor e era oque eu estava evitando. Ela sempre perguntava e eu sempre mudava de assunto.
 Ligou a conversa de vídeo.
–fala Val..        falei se balançando na cadeira do computador.
–você, tem um mês que não conversa com agente direito! Oque foi? esta ficando metida a besta agora?
–não Val.. desculpa..
–agente esta esperando o nosso autografo sabia! e a carta eu quero te enviar para você entregar a ele falando sobre o fansite.
–ta Val..
–oque que foi? Por que esta com essa cara..?        Perguntou mais calma.
Fiquei em silencio.
–oque foi doida, fala..           disse ela novamente.
–tenho vergonha de falar..
–fala logo, desde quando tem vergonha de me contar as coisas?!
Fiquei pensativa.
–anda Emi.. estou curiosa.
–eu não falei do TLM pra ele, eu não tive coragem de dizer que era fã, acho que a Makes nem imagina que eu sou fã delee também como eu vou dizer isso e se me perguntarem algo atualmente? Eu não sei mais nada! Só do passado dele..
–viu, eu disse que deixar ele de lado por causa do Evan era doidera, que ridículo! E agora, você não tem o Evan, não tem informações nenhuma de alguém que você admira..
Respirei fundo jogando os olhar para cima.
–eu preciso que você conte, eu preciso dessas informações, não só eu como as meninas. É para as fãs como eu! Porque você não parece tão fã assim, as fãs não trocaria o Taylor por um rapaz qualquer.
–Val, como eu ia imaginar que ia esta aqui agora? Af! Ta, não precisa me lembrar que o Evan me fez fazer isto,  mais eu fiz porque quis.
–ok, que seja, vou te passar todas as informações que você deveria saber, agente vai dar um jeito. Vamos correr atrás do prejuízo, mais você tem que conseguir esses autógrafos! já.
–Val, calma ele mora aqui na frente, então tenho todo o tempo do mundo pra isso. Mesmo que demore um bom tempo.
–oque?!  A não.. Emi.. consegue logo, eu estou tão ansiosa. Você pode, porque não vai lá logo ?! é tão fácil!
–não.. não é tão fácil assim Val..
–porque não? é só dizer. “Hey Taylor eu tenho um fansite seu, eu sou sua fã você pode dar um autografo em nome do meu site, eu queria entregar esta carta para você”
–oque? Ta maluca cara.. não..            falei soltando um ar de riso imaginando rapidamente.
–qual é o problema disso?
Fiquei em silencio. Ela se aproximou da webcam.
–você esta com vergonha de falar? Ou tem mais algo envolvido ai?       Franziu a testa.
–Val.. é.. é que assim, acho que não tive um bom contato pra isso.
–ele não liga pra isso Emi. Ele esta acostumado.
Fiquei sem graça.
–Emi, anda me conta logo.. oque aconteceu..
–ai.. é que, aconteceu, uma coisa muito estranha, eu não sei bem como falar.. eu não quero falar com ele outra vez.
–oque aconteceu? Fala.. você anda muito estranha..          Ela sorriu.
Respirei fundo antes de falar.
–eu estava saindo da casa da Makena. Ai.. a rua estava deserta porque já estava tarde.. mais ai eu fechei a porta e agarrou a minha saia perto da porta. Eu puxei, ok.. mais quando mi virei ele estava ali. Eu tomei um susto eu não esperava.
–e que isto tem haver?
–e ai que, ele e eu.. nos esbarramos e..
–vocês oque!? Se beijaram ?       disse ela chocada.
–não!! não.. eu sai dali feito um foguete..         falei mais alto.
–idiota! Muito Boba!       Gargalhou ela
–af, você acha!?      Falei irritada.
–claro, eu tinha agarrado ele e dado oque ele quisesse!       Gargalhou.
Fiquei seria.
–agora sim esta bem explicado, ai você não quer pagar de fã maluca né.. entendi.. ai o TLM sofre as consequências. você precisa falar com a Makena pra conseguir então , sei la, nos ajuda Emi.
–ai.. Val.. não sei.. eu estou evitando ele desde então. Nem falar com ele eu falo de tanta vergonha. Eu não quero que isso se repita e além disso, eu não quero sentir oque eu senti outra vez.
–ui.. sentiu mais do que amor de fã? Cuidado hem.. olha a dor de cabeça..
–que isso! Não. eu não amarei ninguém nunca mais, mesmo que fosse ele.
–uhum.. ta bem.. sei..
Meu Celular tocou.
–pera ai Val..
Me afastei, era a  Makena.
–Makes?
–Emi, daqui a pouco estou indo pra casa, aqui esta demais, preciso conversar contigo, se tiver muito tarde e eu não for ai na sua casa, vem amanhã cedo aqui em casa me chamar, ok?
–ok.. então eu te espero.
Desliguei o celular.
–oque ela queria?        Perguntou Val quando eu sentei na cadeira.

–conversar..
DEIXE UM COMENTÁRIO. – muitas autoras deixam de escrever por falta de motivação. Diga o que achou, mostre interesse na continuação da história, que certamente ela continuará.
CLIQUE AQUI PARA IR A LISTA DE CAPITULOS

Frases ditas no capitulo: "Esse foi o seu maior motivo de hoje estar aqui no ESTADOS UNIDOS, “Mais junto com as malas ela trouce oque mais pesava, A magoa e o medo”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA