29 julho 2014

Fanfiction: O Plebeu - Capitulo 9 - Penúltimo Capitulo

Fanfic texto/FAN ARTS Designer: Jessica TLM/@JESSICA_KELI

Por Thalis:

 Conversamos bastante sobre tudo que não conversávamos há anos, relembrando momentos de quando éramos crianças, enquanto andávamos de madrugada, sabia que estávamos cada vez mais próximo de Herreiro.

 Ela então me perguntou sobre tudo que seu pai havia me ensinado, percebendo como estava experiente lutando com aquele soldado e não deixei de mostrar a admiração que tinha por seu pai. Ele era responsável por tudo que consegui ser.


 Podemos ver a ponta do palácio do reino de Herreiro e nos olhamos cientes que estava próximo sua chegada.

 Percebemos que a estação do inverno era menor naquela parte e Não teríamos problemas para o descanso dela. Coloquei sua capa no chão para que ela deitasse.

 Quando finalmente dormiu, voltei a pensar em tudo que era grato ao rei e percebendo o quanto confiava em mim.

  Lembro-me ser chamado por ele para avisar que talvez devesse me enviar para entregar Ermine ao reino de Herreiro. Assustei-me com a notícia mais prometi que cumpriria com meu dever. E Dentro de mim sabia o certo que faria por mais que sofresse.

 Esperando na cozinha pela confirmação se os portões de Dãnein estavam sendo realmente atacados, contei a Teresa, aquela que me criou como seu filho, o que poderia ter que precisar fazer.

Ela se preocupou.
–meu filho se isto for necessário, esta preparado para entregá-la ao reino de Herreiro?

Tentei disfarçar minha tristeza.
–estou mãe.. Treinei muito com o rei Toni, vou conseguir protegê-la se for necessário..

Ela respirou fundo.
–meu filho.. sabe que não perguntei desta forma.. estou te perguntando se vai conseguir ser forte ao saber que Ermine terá que casar com o príncipe. eu sei que você gosta muito dela.. e tenho medo de vocês fazerem alguma loucura que possa prejudicar a todos..

Tentei esconder as lágrimas que sentia que estavam.
–eu não sei se estou preparado..
Respirei fundo pronunciando o que mais me doía.   –eu a entregarei ao Príncipe de Herreiro.

–esse é o certo Thalis.. e depois você volta para Dãnein faz sua vida, talvez se case..
Ela sorriu parecendo achar que me deixava contente.

–me dê netos.. Encontrará alguém como você, você sabe que você e Ermine jamais poderiam ficarem juntos..

–eu sei..

Fomos interrompidos pelo soldado e Greice entrou pela cozinha na mesma hora.
–Thalis, esta confirmado estão atacando os portões de Herreiro!

Minha mãe e Greice se assustaram.
–ai Meu Deus!   Greice pronunciou atenta ao soldado.

Que Se mostrou preocupado.    –terá que levar a princesa Ermine imediatamente!

Greice perguntou mais alto.  –oque?!

Ignoramos apressados.
Minha mãe se apressou.  –Thalis! Irei  colocar algumas comidas na bolsa!

–Thalis não!
Disse Greice e o soldado correu para resolver outras coisas que deveria, apressei-me enquanto Greice me seguia.
–sabe que não vai voltar!

–vou voltar Greice!

–Thalis sabe que não vai! Você não vai conseguir entregar a princesa Ermine para o reino de Herreiro, você vai acabar fugindo com ela!! Eu sei!

Olhei para trás e ela chorava.
–já disse que vou voltar.

Me virei escolhendo as espadas para levar.

–isso é ridículo Thalis! Sabe que preciso de você!

Respirei fundo sentindo muito por causar aquele sofrimento a ela, sentindo muito medo dela não estar enganada, porque tinha realmente medo de cometer uma loucura desta.
–Sinto muito.. é meu dever.

Ela gritou.
–seu dever? Thalis, você pode pedir outra soldado! Não quero que vá!

Respondi calmamente  –Se é necessário fazer o que o rei pediu, vou fazer e irei voltar

A voz de Greice falhou.  –mais esse palácio não tem graça sem você!

Parei pensativo. Queria poder sentir algo por ela.
Completou.
–pena que o seu não é sem graça sem mim..

Gritou.  –então vai Thalis! Vai! Você vai acabar sozinho..

Diminuiu o tom de voz.  –você esta cego! Será que não percebe quanto amo você?

Virei-me.
–também te amo Greice..

Uma lágrima dos meus olhos caiu. Percebendo seu olhar de ternura.

–mais não como eu queria amar.. te amo com amor de um irmão, você sempre soube..

Ela tentou secar seu rosto.

–sei que não vai conseguir levá-la.. pelo que te conheço você vai se sentir forte agora!
Deixou uma lágrima cair.
–mais quando estiver chegando perto de Herreiro irá sofrer! Porque sua ficha irá cair que Ermine nunca poderá ser sua! E vai enlouquecer, irá fugir da realidade!

Respirei fundo procurando algo para tranqüilizá-la. Cheguei em sua frente com seriedade.
–O rei confiou somente há mim, não irei decepcioná-lo, irei e quando voltar conversamos, esta bem?

Olhou-me esperançosa.
Dei um beijo em sua testa. –preciso ir.

Despertei-me percebendo a madrugada começando a ir embora, e estava pensando em como Greice havia razão, cada vez que se passavam as horas mais agitado e nervoso ficava, olhei Ermine deitada e percebi que não tinha jeito, nem volta.
 Der repente senti-me desesperado em perdê-la para sempre sentindo a grande agonia sabendo que assim que o sol nascesse ela estaria em Herreiro prestes a se casar com o príncipe.
 Chorei em silêncio para que não há acordasse, passavam saídas para ficarmos juntos, realmente esta enlouquecendo.
   Minha vida nunca havia feito sentido, todos os meus passos eram escuros, nunca soube dos meus pais verdadeiros e se me deixaram no reino, saberiam onde me encontrar, Sempre fui sozinho diante do meu sangue e não seria justo fazê-la fugir comigo fazendo seus passos serem tão escuros quanto os meus.
..................

Por Ermine:

 Acordei pelo sol que batia em meu rosto, e senti falta do meu jardim suspirei entristecido olhando para o céu.
 Virei-me ainda deitada para olhar na direção de Herreiro e estávamos mais perto que esperávamos podia se ver o reino muito melhor de manhã.
 Respirei fundo pensando se estava sendo egoísta demais não gostando desta notícia porque teria que casar com o príncipe.
 Olhei em volta percebendo que Thalis não estava, me levantei apressada somente vendo o cavalo ao meu lado, será que ele havia me deixado seguir adiante dali?
 Indaguei olhando á minha em volta preocupada de estar certa da minha conclusão.

 Analisando em volta. Sentindo-me mais tranqüila ao vê sentado em uma pedra um pouco distante.

 O vi de longe e imaginei o quanto seria doloroso vê ele no reino e não poder se dirigir a ele porque seria infiel ao príncipe. Enquanto caminhava até ele, imaginei ter que ver Thalis formando sua família enquanto eu teria que formar minha, meu coração acelerava a cada pensamento escuro, não queria mais viver se estivesse sem ele, não queria mais ir para o reino, estava ficando completamente desnorteada com meus medos e pensamentos.

Parei do seu lado tentando me mostrar calma.

Ele não me olhou.
Então perguntei vendo sentado.   –Você esta bem?                     

Respondeu frio.   –estou.

Passou a mão no rosto.
–Thalis esta chorando?
–não..      e ele completou.
–vamos?

–Thalis, tenho que dizer uma coisa..
Respirei fundo enlouquecendo, deixando as lágrimas caírem.

–eu não quero ir, estou com medo, não quero entrar naquele reino.
Desesperei-me olhando para a pouca distância do reino.

–deve ficar com medo se estiver fora dele de lá, Você viu que querem matar você?

Ele respondeu meio frio virando-se para mim. Seus olhos estavam inchados e avermelhados.

 –estava chorando?
Levantou-se alterado, estava bastante nervoso.

–estou Ermine! Estou. Não está vendo?!

–se esta sofrendo, então porque quer me levar? Já disse que eu não quero ir sem você..

–não posso ficar com você. Você não entende? Eu sou um plebeu Ermine! Eu sou um simples soldado! Para os reinos não importa se é amor ou não! para eles não importa!

–eu falo com o meu pai, agente da um jeito. Mais.

–mais nada, você esta se ouvindo? Você esta enlouquecendo como eu. Não há jeito! Seu pai precisa da sua ajuda agora. Ele não pode te ajudar!

Gritou andando de um lado para o outro.
Minhas lagrimas caíram.

Continuei a insistir.  –eu não quero ir. Alguma coisa me diz que tenho que ficar com você!

Parou olhando-me,
–eu também sinto o mesmo, mais você precisa ir.. Eu não posso fazer parte da sua vida..

Chorou me olhando entristecido e completou.
–nunca deveria..

Sussurrei.   –eu te amo..

–eu sei mais me dizendo isto esta dificultando ainda mais as coisas, Se fosse só por nos dois..
até fugiria com você. Mais infelizmente não é por nós, O
reino de Dãnein precisa de você..

O abracei, estávamos enlouquecendo por ir contra nossos sentimentos. Ele se afastou secando as lágrimas.

–vamos.
Foi indo até o cavalo.

Sussurrei sentindo dor em meu peito.  –não.

Ele me olhou ainda entristecido.
Insistiu.  –você tem que ir Ermine.

Ele se virou puxando o cavalo e o vi começar a caminhar e me entristecia cada vez mais por não poder impedir o que deveríamos fazer, por um momento deixe-me levar pelo meu ciúme  fazendo minha imaginação fértil, imaginando como ele viveria tão bem sem mim.

–claro assim você voltaria para sua plebéia e faria sua vida sem mim, é claro, tudo seria mais fácil enquanto sacrifico o que sinto por você a vida toda!

Ele parou e veio em minha direção.

–e você estará com o príncipe de Herreiro! Pensa que vai ser diferente para mim sacrificar oque sinto por você? Já me sacrifico a minha vida toda por isso, mudei oque era, tentei mudar oque sentia por você! Tudo para te ver bem! Não diga que estou preocupado comigo.

Diminuiu seu tom. –porque quando você entrar por aqueles portões o que vier do meu futuro não me importa.

Indaguei sentida.
 Nossos lábios se choraram provocando-me ao desejo de continuar mais. Sentindo sua pele tão próxima a minha desejei guardar aquele momento para sempre.
 Quando percebemos o erro que estávamos cometendo nos afastamos assustados.

Ele se desculpou.  –eu não deveria ter feito isso. Desculpe-me!      

–não! me desculpa você! Ai meu Deus!
Virei-me de costas colocando as mãos no rosto.

Estava muito envergonhada, mais havia sonhado com esse momento um dia.

Senti o calor do seu corpo se aproximar das minhas costas E ele sussurrou em meu ouvido.
–me desculpe..

Senti ele se afastar enquanto permaneci sem jeito,ouvi seguir adiante com o cavalo, respirei fundo e segui em silêncio.

  Já podíamos ver os portões do reino de Herreiro, Meu coração estava cada vez mais apertado a cada passo que dávamos, comecei a andar lentamente ficando atrás dele vendo caminhar.
  Precisava guardar em minha memória aquele rapaz Bonito de Pele bronzeada, Cabelos negros, Olhos marcantes e um belo sorriso.
 Um bom rapaz de caráter que nenhum príncipe teria. Guardaria em minhas lembranças mesmo quando estivesse velhinha.
 Mesmo que ele mudasse, Que tenha filhos dentro do meu reino, Que tenha esposa, Eu lembraria aquela forma que estava, Sabíamos que não poderíamos mais nos falar, Isso seria infiel ao príncipe e Seria infiel a sua futura esposa.

Começamos a nos aproximar do portão e os soldados sentinelas que estavam na guarita ficaram atentos e com os olhos surpresos. Mais surpresos do que?
–espera..       disse Thalis parando e analisando a surpresa deles.
–por que estão olhando assim para nós?     Sussurrei somente para ele ouvir enquanto observava eles se comunicando e nos olhando fixamente.

Um dos Sentinelas se comunicou com o outro soldado que correu para comunicar os outros.
–não sei.. espere.
Ele deu seus passos a frente deixando o cavalo do meu lado e gritou.
–Vim trazer a Princesa Ermine para o Reino de Herreiro. Como prometido há 19 anos atrás.
O soldado se comunicou com o outro que o encarou.  O outro Soldado mais velho que os que estavam lá, chegava e olhou para Thalis, depois olhou para mim e chamou outro soldado que estavam na guarita. Indaguei com a boca seca do nervosismo.
O soldado mais velho disse.
–Tudo bem. Mais o senhor também deverá entrar. Somos cautelosos.
Puxei a corda do cavalo até a Thalis.
–você vai entrar?       Perguntei a ele.
–não devo. Foi ordens do seu pai para que eu só lhe enviasse aqui.

me desesperei e sussurrei.  –eu não quero entrar sem você.. 


ele negou com a cabeça me ouvindo.

-Eu não quero ficar.. Thalis. eu te amo.. eu não quero viver se você não existir na minha vida..    falei com os olhos embaçados das lagrimas que segurava. 

Eu estava desesperada.
–entra por favor..     disse ele serio com os olhos cada vez mais lacrimejados.
–não faz isso. Vem comigo. A gente da um jeito. Por favor Thalis..       implorei deixando uma lagrima cair.
–que jeito Mine? Não tem jeito nenhum. Entre você e a minha vida. Eu prefiro a minha vida. Eu não te amo o suficiente para carregar a culpa de destruir a vida do meu povo. nem você nem ninguém vale a pena por isto.
Ouvi aquelas palavras como um soco no estomago e ele completou.
–você é egoísta de pensar assim, Você não esta pensando como uma princesa, Na verdade. Você nunca pensou como uma.
–por que esta dizendo isto para mim? eu sempre me comportei como uma, eu não estou aqui?
–está, Mais está implorando um plebeu para ficar com você.      Disse ele frio.
–é porque eu te amo.. você é o único que eu amei em toda a minha vida.
–eu não quero ouvir você dizer isso. Você não esta sendo sensata. Isso é besteira!. Não tem como dar nenhum jeito. Você tem que ir e pronto! Porque, Eu mesmo podendo, não iria querer ficar com você. Nem se você fosse um alguém como eu.
Ouvi aquelas palavras e elas foram direto para o meu coração.
 Eu indaguei as empurrando com todo ódio. O olhei com raiva, então caiu a fixa de que não teria mais volta. Eu estava nos portões de Herreiro. 
Os Soldados gritaram em ordens.

 Uma Pequena brecha daquele portão se abria.


 Peguei a minha capa de cima do cavalo e o encarei pela ultima vez. Entrei apressada mais por pirraça, segurando a raiva que me consumia totalmente. Entrei pelo portão e comecei a chorar enquanto caminhava e muita gente no reino me olhava. Era um reino grande e os povos eram muito bem vestidos.  


As todos me olhavam, então comecei a secar minhas lagrimas. Pararam 3 soldados a minha frente como se estivessem apressados e se encurvaram em gesto de honra.
–Princesa Ermine..    disse o do meio. Eles eram pessoas da idade do meu pai mais ou menos. Pude reparar rápido.
–O soldado Aron. Levará até o palácio. Para lhe apresentar ao rei e a rainha.
Fiquei em silencio confirmei com a cabeça.
–Princesa Ermine.. queremos lhe perguntar sobre o rapaz que estava com a senhorita na frente dos portões de Herreiro.           Disse o outro.
–não sei.. ele ainda deve estar lá.       Falei secando meu rosto.
O soldado Aron ficou e os outros dois passaram apressados por mim. Ele  me levava até o palácio. Eu reparava que todos me olhavam enquanto caminhava. 3 meninas aparentemente uma de 5 a outra 7 e a maior de 12 anos me olharam e acenaram e retribui mesmo segurando as lagrimas.
Chegando no palácio esperei alguns minutos enquanto o soldado Aron que parecia ser de confiança deles estava na sala explicando que eu havia chegado. Um frio na barriga tomou conta de mim. daqui alguns meses eu estaria casada. E teria de ver Thalis ali e eu não poderia dizer nada. Por um momento senti raiva daquele príncipe muito antes de conhece lo e sentia muito mais raiva do Thalis pelo oque ele disse.
 Me convidaram a entrar.
E entrei.
–entrando a princesa Ermine de Dãneín.         Gritou um soldado perto da porta e me assustei.

O olhei com vontade de rir do seu jeito. Mais me lembrei de onde estava e voltei ao normal. Caminhando em direção a eles. Aquele casal me olhava atentos.
–oque posso ajudar Princesa Ermine..        disse aquela voz delicada e olhei para a rainha de Herreiro.

Respirei fundo antes de dizer.

-Meu reino está passando por problemas e não sabemos oque esta acontecendo, todos os reinos quebraram nossos acordos, não entra e nem sai nada do reino de Dãneín e não sabemos oque aconteceu, então eu estou aqui como foi prometido há 19 anos atrás para cumprir nossa união..

eles trocaram olhares preocupados e me preocupei.

Falou o rei.  -acreditamos que isto seja culpa nossa.. 

-é, sentimos muito princesa Ermine, deveríamos ter avisado antes..


GOSTOU? COMENTE SOBRE O CAPITULO!
ULTIMOS CAPITULOS - 10º Capitulo




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA