14 julho 2014

Fanfiction: A Viagem - 1 Cap. O Encontro

Texto/Fic: Lela Matuskellah.
Designer: @jessica_keli Tlm
~ Pov de Daniely ~

Nem acredito que eu estava em pé, esperando minha mãe no aeroporto de Miami. Depois que ela se separou do meu pai, achei que não a veria tão cedo, e agora eu estava ali esperando-a. O sonho dela era me ver cursando a faculdade no exterior e eu estava ali pronta para mais uma etapa de minha vida. Eu estava eufórica demais, não conseguia me conter.

Quando vi minha mãe parada lá também com um imenso sorriso por me ver, não consegui me conter e corri para abraça-la. Já fazia um ano e meio que não nos víamos, mal nos falávamos por telefone, eu achava que estava no meio dos rolos dela e do meu velho.

Assim que me aproximei ela me abraçou forte como há muito tempo ela não fazia. Depois de nos cumprimentarmos, ela me ajudou com as malas para que pudéssemos sair dali, mas sem hesitar eu lhe disse que queria ir ao banheiro antes de irmos embora e depois que ela me indicou o caminho fui rapidinho, pois eu precisava mesmo ir ao banheiro.

Assim que cheguei ao banheiro fui me aliviar (ta certo... porque não fui no banheiro do avião? É que fiquei apavorada e dormi a viagem toda...rs). Enfim, eu estava saindo do banheiro, quando toda distraída mexendo em minha bolsa, esbarrei em alguém e é claro eu, a bolsa e a pessoa fomos para no chão.

 Sempre fui estabanada, mas nesse dia eu me superei, caindo em cima da pessoa, que acabou me abraçando com força (sabe aquela pegada dos meninos com que tanto sonhamos? Bom, tinha rolado comigo). Envergonhada e sentindo meu rosto pegar fogo, comecei me desculpando, mas a pessoa, que estava com uma das mãos em minha cintura começou a rir da situação.

_ Não foi nada! –Ele disse rindo. – É a primeira vez que uma fã cai literalmente nos meus braços!

_ Fã? –Estranhei e logo prestei atenção na pessoa que estava embaixo de mim. –Nossa!... –Foi à única coisa que consegui dizer antes de me perder naquele olhar.

_ Olha... Realmente está ótimo o que estamos fazendo, mas... Temos que nos levantar, antes que alguma fã mais histérica nos veja assim e venha pra cá como louca.

 Percebendo que ainda estávamos no chão abraçados me levantei mais que depressa e fui me desculpando novamente.

_ M- me desculpe. –Eu disse toda atrapalhada. –Eu n-não fiz por mal. - Comecei a dizer envergonhada.

_ Tudo bem. –Ele disse com um lindo sorriso estampado no rosto que me derreteu mais ainda. –Deixe eu te ajudar.

Ao dizer isso ele logo me ajudou pegando minha bolsa e colocando minhas coisas de volta.

_ N-não precisa. –Eu disse me abaixando também e o ajudando.

_ É o mínimo que eu posso fazer depois de ter te derrubado. –Ele disse olhando intensamente em meus olhos.


 “Caramba, esse cara vai continuar me olhando desse jeito? Com certeza ele olha assim pra qualquer uma, mas só sei que mais um pouco eu vou enfartar!” –Pensei e começando a tremer por causa disso. Assim que ele arrumou tudo nos levantamos e ele ainda continuou me secando.

_ Suas coisas. –Ele disse me entregando e eu logo peguei.

_ Obrigada. –Eu disse me virando.

_ Espere. –Ele disse pegando em meu braço com gentileza.

_ Que foi? –Perguntei surpresa.

_ Nem sei o seu nome. –Ele disse com aquele sorriso travesso.

_ Daniely Rincon. –Eu respondi sentindo minhas bochechas queimarem.

_ Taylor Lautner. – Ele disse pegando em minha mão e dando um beijo em meu rosto quase pertinho da boca, isso me fez arrepiar a tremer.

_ Prazer em conhecê-lo. –Eu disse totalmente sem graça.

_ Pelo jeito você não é fã. –Ele disse ainda segurando minha mão.

_ Porque ta dizendo isso? –Estranhei.

_ É que você não fez escândalo por me ver, não se aproveitou pra me agarrar e tentar me beijar a força. –Ele disse me analisando e isso já estava me irritando.

_ Eu não sou dessas garotas oferecidas! Só porque você é um astro que está bombando ultimamente eu sou obrigada a ficar igual a um cachorrinho atrás de você? –Eu disse irritada e logo me virei novamente pra sair, mas ele me puxou novamente.

_ Me desculpe, eu não queria ofendê-la. –Ele disse pondo uma das mãos em meu rosto, mas instintivamente eu recuei.


_ Tudo bem. –Eu respondi ainda vermelha.

_ Nossa... Eu não sabia que ainda existiam garotas que ficam vermelhas com facilidade. - Ele disse com aquele sorrisinho lindo que já estava me levando a loucura.


_ E-eu tenho que ir, tem gente me esperando. –Eu disse mais nervosa ainda.

_ Como eu faço pra te ver de novo?- Ele disse gentil.

_ Hum? –Eu já não estava entendo mais nada.

_ Me dê seu telefone.


Nisso eu volto à realidade com minha mãe falando na minha cabeça.


_ Nossa! Pensei que você tivesse rodado junto com a descarga! –Disse minha mãe, para o meu alivio em português.

_ Foi mal, eu... –Mas fui interrompida pela minha mãe.

_ Hey! Você não é Taylor Lautner, ator daquele filme... “Crepúsculo”? –Disse minha mãe animada.

_ Sou sim. –Disse ele com um largo sorriso.

  “Alguém deveria parar esse cara! Com esse sorrisinho eu iria enlouquecer!”- Pensei eufórica.

_ Minha filha é totalmente louca pelo filme, principalmente você! No quarto dela tem muita foto sua, ela diz que gosta de ir dormir e acordar olhando pra você.

_ Mãe! –Eu disse roxa de vergonha.- Vamos embora!


_ Então você é minha fã? –Ele disse com um sorriso mais lindo se é que isso é possível.

_ Minha mãe que é exagerada! –Eu disse pegando no braço dela. – Vamos embora mãe, eu estou cansada!

_ Vamos sim, já pegou o autógrafo dele? – Minha mãe estava pior do que aquelas fãs histéricas. - Você tem que aproveitar assim você pode se achar perante suas primas!

_ Ai meu Deus. – Eu disse pondo a mão no rosto.

_ Deixa ela, eu gosto de estar com os meus fãs.


Logo minha mãe deu papel e caneta para ele autografar e logo pegou o celular para bater foto. Assim que ele autografou ele entregou o papel e caneta e logo veio me abraçando por trás e colocando o queixo no meu ombro. Sentir ele tão próximo assim me fez tremer e ele notou.

_ Tudo isso é efeito Taylor?- Sussurrou ele em meu ouvido enquanto minha mãe batia as fotos.

_ E-eu não sabia que você era convencido desse jeito. –Eu disse quase morrendo por aquele abraço.

_ Não sou, é você que me deixa assim.- Sussurrou ele novamente, mas dessa vez ele deu um beijo leve no lóbulo da minha orelha que me fez arrepiar, fechar os olhos e dar um gemido baixo que ele escutou. –Como faço pra te ver de novo?

_ Filha, vamos? –Disse minha mãe me trazendo a realidade novamente.

_ Vamos. –Eu disse quase perdendo o equilíbrio, mas ele logo me segurou firme em seus braços.

_ Você não vai me dar o seu telefone mesmo? –Ele disse para me provocar mais ainda.

_ Essa menina é desligada... – Disse minha mãe escrevendo o número no papel e entregando a ele. – Mas vê se liga mesmo, ela vai adorar manter contato com você.

Assim que ele pegou o papel ele guardou no bolso e se despediu da minha mãe, já na minha vez...

_ Espere que eu te ligarei. –Ele disse pegando em minha mão e me puxando pra me dar um beijo que pegou no canto da boca.

_ Não pense que sou mais uma que irá cair nos seus encantos. –Sussurrei envergonhada.

_ Foi bom conhecer minha sogra, assim ficará mais fácil. –Disse jogando uma piscadela.



Depois de nos despedirmos ele ficou parado só observando, e fui para o estacionamento com minha mãe em silêncio.



~ Pov do narrador ~


Assim que elas saíram ele olhou para o chão relembrando o esbarrão e percebe que ela tinha esquecido algo e foi pegar pra ver.


_ Nossa... Ela esqueceu a agenda. –Disse ele abrindo e lendo algumas coisas. – Espera, isso é como se fosse um diário! –Ele disse surpreso, mas já era tarde.

[...]

~ Pov de Daniely ~

_ Porque você está tão calada?

_ Nossa mãe, a senhora me fez pagar o maior mico! Porque fez aquilo? –Eu disse chateada.

_ Mas você não é fã do rapaz? Te conheço bem, sei que você não iria fazer nada, então resolvi te ajudar. - Disse ela prestando a atenção no trânsito.

_ Por favor, não faça mais isso.- Eu disse olhando a paisagem, eu estava com tanta raiva que nem conseguia encara-la.

_ Bem que você gostou... –Disse minha mãe debochadamente. –Eu vi o jeito que ele estava te provocando. Imagine se ele te liga? Suas primas vão morrer! –Disse ela rindo e isso fez com que eu risse também.

_ Até parece que Taylor Lautner vai me ligar!... Mas valeu recebi um abraço tão gostoso dele.


Isso foi assunto até chegarmos em casa mas eu ainda estava chateada por tudo o que aconteceu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA