22 setembro 2014

Fanfiction: A Viagem Cap. 12 – Um dia agitado


 Pov de Dany
Eu sabia que minha mãe me encheria de perguntas, então resolvi acordar bem cedo e sair, eu só queria ficar um pouco sozinha. Assim que me levantei, tomei um banho rápido, coloquei minha roupa de ginástica, calcei meu tênis, peguei meu celular os fones, uma bolsinha com dinheiro e saí. Deixei recado com a empregada e estava saindo quando trombo com Gabriel, que acabou me segurando pelos ombros pra não cair.


_ Nossa! Me Desculpe! –Eu disse sem graça.

_ Tudo bem. –Ele disse com um largo sorriso. – Mas onde você está indo tão cedo?

_ Caminhar um pouco. Sinto falta de caminhar na praia.

_ Posso ir com você? Assim eu me exercito um pouco.

_ Claro.

_ Eu não conheço nada por aqui, então...

_ Conheço um lugar que você vai gostar. Vamos. –Ele disse pegando em minha mão.

Fomos caminhando pelas ruas e conversando banalidades, era incrível como esse garoto me faz sorrir de coisas bestas, realmente não sei como o Henrique pode não gostar dele. Em 20 minutos chegamos na praia e confesso que foi a melhor das visões. Já disse que amo praia? O lugar estava lotado, musica rolando a solta, pessoas bonitas malhando, Gabriel pegou em minha mão e me levou a uma academia que havia por ali, ele foi direto falar com um rapaz e logo voltou com aquele sorriso perfeito nos lábios. Alguém deveria dizer a ele pra não sorrir tanto assim!

Ele me levou até uma parte da academia onde havia alguns aparelhos, no local havia algumas mulheres e confesso que fiquei um pouco tensa, pois elas são realmente lindas.

_ Hey... O que foi? –Gabriel disse notando meu desconforto.

_ Nada... Olha, se você quiser ficar por aqui, tudo bem, eu estarei na praia ok. –Eu disse saindo, eu realmente não estava a vontade no lugar.

Eu estava caminhando apressadamente, quando sinto mãos grandes em meu braço e logo voltei com tudo espalmando minhas mãos no peitoral de Gabriel (e que peitoral).

_ Hey, o que foi? Você parecia animada, porque a mudança de humor?

_ Eu sou bipolar ok. –Eu disse irritada tentando me afastar dele, o que não deu muito certo.

_ Tudo bem, vem. –Ele disse me conduzindo até a beira da praia.

Nos sentamos na areia e ficamos olhando para o mar em silêncio. Não sei quanto tempo durou isso, até Gabriel quebrar o silêncio.

_ Perfeito não é?

_ Sim... –Eu disse olhando para aquele mar todo a nossa frente. – Quando eu for independente quero uma casa na praia, amo essa tranquilidade toda.

_ Notei que você gosta de se isolar... Por quê? –Ele disse me olhando dessa vez.

_ Cresci assim... Não gosto de pessoas me dizendo o que fazer.

_ Lá na academia... Porque você agiu aquela forma, e não minta pra mim, por favor.

O que eu iria responder a ele? “Ah, não me sinto a vontade onde há mulheres perfeitas?” Não sei se foi sorte ou azar, mas fomos interrompidos por dois seres que eu realmente não queria ver na minha frente por um bom tempo: Hellen e Karyn. O que me fez levantar mais que depressa e logo Gabriel já estava em pé ao meu lado.

_ Oi Danielly! – Hellen disse toda falsa vindo me cumprimentar.

_ Ah... Oi Hellen. –Eu disse sem graça. – Oi Karyn.

_ O HD veio com vocês? –Ela disse alternando os olhares entre mim e Gabriel.

_ Er... Não e meninas esse é Gabriel um amigo meu... Gabriel essas são Hellen e Karyn, amigas do Henrique.

Logo elas foram cumprimentar Gabriel com um beijo no rosto e notei os olhares de Karyn pra ele, mas ele parecia não estar nem aí.

_ Ele vai frequentar a mesma faculdade que nós.

_ Que legal, poderíamos combinar de sairmos hoje a noite, assim poderíamos nos conhecer melhor, eu posso te apresentar pro resto da turma...

_ Não sei... –Eu disse hesitante.

_ Não é só porque você é a namorada do Henrique que não podemos ser amigas.

_ Namorada do Henrique? –Gabriel disse olhando pra mim sem entender.

_ Er... Quanto a isso... Esquece. Eu e o Henrique não temos nada.

_ Não?! –Pude ver um certo brilho nos olhos dessa garota?

_ O papo está ótimo, mas estou morrendo de cede. –Karyn disse com sua voz irritante. – O que acham de bebermos uma água de coco?

_ Ótima ideia amiga! –Hellen disse dando pulinhos no lugar, realmente essa garota deve ter algum distúrbio. – Venham! –Ela disse grudando em meu braço e me arrastando pela praia.

Não demorou muito para que chegássemos a um quiosque e Hellen logo foi fazendo os pedidos.

_ Essa garota é doida? –Gabriel sussurrou em meu ouvido.

_ Acho que sim. –Eu disse segurando a risada.

Depois que nossos pedidos foram entregues, ficamos um bom tempo conversando, a maior parte futilidades, não é a toa que o Henrique não gosta dela. A garota só sabe falar de compras, viagens... Não sei bem ao certo por quanto tempo ficamos ali conversando, até que Gabriel foi o meu salvador, nos tirando da li. Tentamos pagar a nossa parte na conta, mas Hellen não deixou e pra piorar nos deu uma carona até em casa, mas por sorte ela logo foi embora, mas não antes de trocarmos os números de celular.

Estávamos entrando pela porta da cozinha, ainda rindo da cara de pau da Karyn que deu em cima dele descaradamente, quando fomos surpreendidos por uma Fernando totalmente histérica.

_ Onde você estava menina?! Passei a manhã toda tentando falar com você!

_ Bom dia pra senhora também, mãe! –Eu disse revirando os olhos. – Eu fui caminhar na praia e não se preocupe, pois o Gabriel estava comigo e acabamos encontrando umas amigas...

_ Amigas? –Minha mãe disse erguendo uma sobrancelha. –Desde quando você tem amigas por aqui garota?

_ Mãe, me dá um tempo! –Eu disse irritada. – Eu não estava por aí roubando, nem me drogando, muito menos me prostituindo ok! Você tem que parar de ser super protetora e me deixar viver! Você conhece a palavra “CONFIANÇA”? Pois bem... O papai tinha isso e por isso ele não vivia me enchendo de perguntas!

Nisso saí e deixei minha mãe com uma cara surpresa.

~ Pov da autora ~

_ Mas o que deu nessa garota? –Disse Nanda surpresa e preocupada ao mesmo tempo.

_ Fica calma Nanda, é que a Dany não está acostumada com esse lance de família... No Brasil ela tinha liberdade pra tudo e o pai dela sempre respeitou isso. Não se preocupe, eu estava com ela, não fizemos nada de mal, realmente estávamos com umas amigas...

_ Tudo bem... Vou deixar ela esfriar a cabeça e depois falo com ela.

_ E eu vou pra casa, ainda tenho que fazer algumas coisas. Até depois.

Logo Gabriel saiu deixando Nada um pouco mais calma com relação a Dany, mas assim que ele saiu pra fora ele foi surpreendido por Henrique.

_ O que foi que eu te disse com relação a Dany? –Ele disse nervoso.

_ Eu não estou fazendo nada demais seu idiota! –Ele disse se livrando de Henrique. - Somos apenas amigos e nada mais!

_ Conta outra Gabriel! Te conheço muito bem! Anda fala! Está em cima dela desse jeito só pra me irritar não é?

_ Você realmente precisa se tratar cara. Confesso que a Dany é linda, inteligente... Qual homem não ficaria louco com ela? –Ele disse cinicamente. –Quem sabe a nossa amizade possa evoluir futuramente.

_ Tente fazer algo com ela pra ver... Eu te mato, está me ouvindo?

_ Ui... –Ele disse debochadamente. –Como se eu tivesse medo de você! –Gabriel disse rindo.

Quando Henrique foi pra cima de Gabriel, Nanda aparece na porta.

_ Algum problema por aqui Henrique?

_ Não Nanda... –Ele disse parado em minha frente com uma cara nada boa. – Já terminei a minha conversa com o Gabriel.

Nisso ele sai e logo Gabriel segue seu caminho, mas tendo algo em mente: Ele faria de tudo pra não deixar Danielly ficar com Henrique.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA