24 outubro 2014

Bizarre Love triangle – BLT - Capítulo 19


POV. Flávia

Quando Robert falou aonde nós iríamos, eu quase tive um infarto. Nossa! Há quanto tempo não pensava nele, meu “Jacob Black” dos sonhos. Eu sabia que ao ver o ator ia relembrar tudo, dele, de Gill, de meus sonhos.

Sorri e ri baixinho, abaixando a cabeça e movimentando-a em negação enquanto pensava e me relembrava. Voltei a levantar a cabeça e lancei meu olhar através da janela. Estava pensativa. Parecia tudo tão distante hoje, tanta coisa havia mudado em minha vida. Com certeza toda aquela loucura de “Jake dos sonhos” tinha passado. Me achei até ridícula de ter pensado aquilo um dia. Neurose de adolescente tardia, vê se pode...



- O que foi? - Rob quis saber o porquê da minha risadinha. - Nervosa por causa da festa? - ele pegou minha mão e levou até seus lábios, beijando-a suavemente. Ele ainda me olhava pelo canto dos olhos e analisava cada movimento meu.


Revirei os olhos e sorri. -Nada importante... - respondi- só estou pensando em como minha vida está diferente a cada ano. O teatro, a fama, você..... Hoje eu estou indo a uma festa de cinema, é muita coisa nova... - eu disse a ele disfarçando. Não tinha porque falar tudo para Rob, aliás, a partir de agora teria muita coisa que eu guardaria só para mim.

-Se acostume minha linda. - ele disse ainda segurando minha mão. - Se não for para me acompanhar, será para suas estréias. Do jeito que você é talentosa, em breve estará em Hollywood.- Rob falava e gesticulava. Ele parecia estar muito feliz com nosso encontro.

Sorri incrédula, balançando a cabeça novamente. - Até parece Robert, até parece... - eu ainda não me imaginava com tanto potencial assim.

-Quer saber, quando eu liguei para Taylor e avisei que você estava indo, o deixou bem animado. Por incrível que pareça esse cabeçudo ainda não viu fotos suas de tão envolvido com esse novo filme. Está louco pra conhecer a mulher que me enlouquece. Nós conversamos muito sobre você, sabia? - ele passou a mão delicadamente em meu rosto e eu a puxei para minha boca, beijando-a. Quando baixei sua mão, olhei para Robert e seu olhar me dizia o quanto ele me queria. Apenas mordi meu lábio inferior, provocando-o.


-Sério? - eu perguntei despretensiosa. - E o que vocês tanto falam sobre mim? - provoquei Robert olhando-o nos olhos com cara de malícia. Percebi que ele deu um suspiro nervoso e sorriu seu sorriso de lado encantador.
-Se eu contar, você vai ficar muito convencida... - ele me disse se divertindo com a situação. Robert era um amor. Carinhoso, gentil, quem poderia imaginar. Pensei que ele seria um babaca arrogante...

Dei um tapa de leve em seu ombro e sorrimos juntos. Parecia que a noite convidava a um final romântico comigo e com Robert. E eu começava a achar que isso era uma boa ideia.

Chegamos ao evento e paramos o carro em frente ao prédio. Seguranças vieram abrir a porta do carro e logo Robert já estava ao meu lado, ajudando-me a sair.


-Eu já disse que você está maravilhosa? Acho que todos vão me agradecer por ter trazido você hoje. - Robert sussurrou quando me tirou do carro puxando levemente minha mão e se aproximando de mim. - Sou o homem mais invejado desta festa. - ele disse ao meu ouvido, me arrepiando dos pés a cabeça e passando a ponta do nariz, suavemente, em meu pescoço.

Foi só eu e Robert nos virarmos para a multidão na porta do evento que a chuva de flashs começou de maneira intensa. O assédio dos fotógrafos não me assustou dessa vez. Eles estavam enlouquecidos comigo e com Robert juntos.

-Vejam! São Flávia Sánchez e Robert Pattinson juntos.

-Srta.Sánchez, há quanto tempo estão juntos?

-Sr. Pattinson, uma pose junto dela. Isso! Que lindos!!

Foi uma loucura! Eram tantos fotos que nem eu, nem Robert, conseguíamos sair do lugar. Na verdade, eu até já estava mais acostumada com tudo isso. A vida na Broadway me fez aceitar melhor esse assédio da imprensa. Apesar de que não esperava tanto, afinal eu estava ali como convidada. Mesmo assim os flashs não paravam!

Entramos na festa e estava tudo lindo. Tinha muita gente de cinema ali, principalmente dos filmes sobre a saga, pude reconhecer na hora. A decoração era fantástica, tudo no tema do filme, que eu presumi que fosse de ação. Fotos de Taylor estavam espalhadas por todo salão. Nossa! Tinha me esquecido como ele é bonito. Senti um arrepio subir pela minha espinha. Será que a loucura ainda não havia passado?


Robert e eu fomos até uma mesa onde estavam alguns amigos dele. Pela primeira vez em toda noite fiquei com medo de encontrar-me com Taylor, mas ao me aproximar da mesa percebi que ele não estava com o grupo.


-Deixa eu te apresentar. Pessoal, essa é a “Minha” Flávia. Vocês já devem conhecê-la, não é mesmo? - ele falou me abraçando pela cintura e eu enrubesci. Cumprimentei o grupo com um sorriso meio sem graça e me sentei. Estava super nervosa em meio a tantos atores conhecidos.



-Claro! A brasileira, não é? Meu deus, você é linda, hã.... quer dizer, ótima. - um deles falou vidrado em mim, provocando risos no grupo. - Tenho certeza de que em breve trabalharemos juntos em Hollywood. Sou Kellan Lutz.


Eu logo reconheci ele do filme. Assim como alguns outros que estavam na mesa.


-Flávia?- outro disse muito animado. - Nossa! Você é muito mais bonita pessoalmente. Seu talento é conhecido. Seja bem vinda. - o ouvi dizer, muito educado. - Meu nome é Jackson Rathbone, é um prazer Flávia.

Todos me cumprimentaram e foram muito receptivos, alguns até receptivos demais, mas eu não dei importância. Robert sentou-se a meu lado de maneira muito possessiva.


-Ta bom, ta bom. - Robert cortou todos eles, pegando minha mão que estava em cima da mesa e enrolando-a em seu braço.
- Podem parar que ela está CO-MI-GO, seus gaviões. - a risada foi geral. - Alguém sabe onde está Taylor?


-Olá Robert! - a voz veio detrás e com um tom meio sarcástico. - Vejo que já está de brinquedinho novo? - eu e Robert olhamos juntos para trás e lá estava ela. Kirsten Stewart, com uma cara debochada.


-Olá Kirsten. - Robert disse se virando um pouco mais para ela, mas mantendo-se sentado a meu lado. - Conhece a Flávia, não é? - ele nos apresentou de maneira casual, mas se manteve muito perto de mim.


Eu sorri e a encarei. Será que eu sempre vou encontrar meninas assim por aqui? Como se não bastasse uma Amanda em minha vida... Mantive o olhar fixo em Kirsten, senti ali que havia arranjado mais uma inimiga, mas continuei sorrindo e olhando-a nos olhos.


-É um prazer conhecê-la Srta. Stewart. - eu falei educada, porém muito formal. - Por que não se senta conosco? - estendi a mão em direção ao lugar vago na mesa convidando-a para ficar. Kirsten me fuzilou com os olhos, ela não esperava que eu fosse gentil depois do jeito que ela se aproximou da mesa.

-Não obrigada. Estou sentada com outro grupo. Foi um prazer. Robert...... meninos.... - ela se despediu e saiu para outro lado. O pessoal que estava na mesa começou a rir e alguns ainda empurraram Robert, zombando dele.


-Uhhh. Ela ficou zangada.... - EdiGathegi falou, seguido de risadas.


- Hasta La vista, baby! - Robert falou em direção a ela fazendo-lhe um aceno com a mão, tirando mais gargalhadas do grupo. Era estranha essa situação para mim. Quem imaginaria uma disputa entre eu e uma atriz hollywoodiana?
É Flávia, sua vida está cada vez mais diferente... pensei enquanto o garçom servia os drinks na mesa.


-Então, quem sabe onde está Taylor? Quero apresentar Flávia pra ele. - Robert falou enquanto bebericava seu uísque.


-Ah, cara. Ele está por ai. Também está acompanhado. Trouxe a filha do Phill com ele. - um dos rapazes falou e eu estremeci mais ainda. Acompanhado? É claro que um homem daquele deveria ter mil mulheres a seus pés... Estremeci novamente com a nova informação e mais uma vez desejei não conhecê-lo aquela noite.


Robert sentiu minha leve mudança e aproximou-se de mim, falando em meu ouvido. - Você está gelada... Aconteceu alguma coisa? - ele me olhava dentro dos olhos. Olhei para ele e sorri, tentando disfarçar.


-Acho que é por causa do ar-condicionado. Vou ao toalete, já volto. - eu disse a Robert e me levantei pedindo licença ao grupo. Minha cabeça parecia que iria explodir. Meu coração estava acelerado e eu precisava de ar.


No salão do evento, fiquei dando voltas procurando o toalete. Foi ai que eu o vi, no meio da multidão, em uma parte superior do salão, lá estava ele, Taylor Lautner, o meu Jacob dos sonhos.

Estremeci todo meu corpo quando ele encontrou meu olhar no meio de todo aquele movimento. O tempo parou! Era como se só estivéssemos os dois ali. Ficamos nos encarando, olho no olho, ele no alto do salão e eu perdida no meio dele, entre vários convidados para o lançamento do filme. Ele sorriu de leve e eu continuei encarando-o. Baixei meu olhar e sai em direção a uma varanda que tinha a esquerda do salão. Se eu não tomasse ar, com certeza desmaiaria.


Me apoiei no balcão deixando o ar frio da noite bater em meu rosto. Eu estava tonta. Que loucura.... O que esse homem faz comigo? Tentei me recuperar aos poucos, pois tinha que voltar para a mesa onde estavam Robert e seus amigos. Ia ser difícil ficar ainda mais ali na festa. Vou dizer que não estou me sentindo bem e vou embora de taxi. Foi o que pensei ali, encostada de frente ao balcão, olhando a vista de Nova Iorque lá embaixo. Ouvia a música tocar distante, no salão da festa.



Foi ai que o vento trouxe um perfume diferente no ar. Meu coração falhou uma batida e eu enrijeci meu corpo segurando firme no balcão.


-Quem é você? - ouvi uma voz rouca perguntar atrás de mim, tão próximo que podia sentir o calor de seu hálito em minha nuca. Fechei os olhos, sentindo sua respiração em meu pescoço.


Lentamente me virei e ficamos de frente um para o outro. Nossos corpos quase se tocavam, Taylor me olhava de maneira intensa, devoradora. Seus olhos não conseguiam se controlar entre me olhar nos olhos ou olhar para minha boca. Ele aproximou-se ainda mais de mim, me imprensado contra o balcão, colocando um braço de cada lado de meu corpo, impedindo que eu saísse dali.


Presa em sua armadilha eu tentava reorganizar minha idéias. A respiração de Taylor estava tão próxima de meu rosto que ambos sentíamos o hálito um do outro. Meus olhos também estavam frenéticos, olhando olhos e boca em uma louca alternância. Eu estava muda...


-Eu preciso ir... - foi o que consegui dizer enquanto tentava sair dali.


-Não sem antes me dizer quem você é... - Taylor falou olhando-me tão profundamente nos olhos que tive medo que ele roubasse minha alma. De sobrancelhas juntas Taylor me prendia com seus olhos negros. Nossa respiração estava sincronizada. Em um único movimento nossos lábios se tocariam. Minhas pernas ficaram bambas, eu queria sair dali, mas estava hipnotizada.


E foi ai que ele veio em minha direção. Me apertou de encontro a seu corpo e me beijou de maneira devoradora. Meus braços subiram involuntariamente até seu pescoço e eu o apertei ainda mais, forçando minha língua em sua boca onde Taylor aceitou perfeitamente. Foi um beijo urgente, apaixonado como nunca havia sentido antes. Tinha calor, intensidade, como se fossemos nos devorar ali mesmo.

Em um breve momento em que nos separamos para recuperar o ar, minha consciência voltou e me afastei de Taylor, abaixando meu rosto, envergonhada. Ele me puxou delicadamente pelo queixo e continuou me olhando de maneira intensa.


-Por onde você andou... Procurei por você minha vida toda.... Me diga seu nome. - ele falou e eu enlouqueci. O que estou fazendo? Ele é amigo de Robert.... Estou maluca... Minha cabeça girava. Eu precisava sair dali

-Me deixe ir, por favor. - sussurrei como um gemido, quase implorando e Taylor afrouxou os braços que me seguravam e deixou-me sair de perto dele. Sai andando em direção ao salão, ainda tonta, parando na porta da varanda e virando-me, olhando para ele novamente. Taylor ainda estava com uma das mãos no balcão, virado para mim e com cara de confuso.

Nos olhamos mais uma vez e eu o ouvi dizer antes de entrar no salão - Eu vou descobrir quem você é. Você foi feita pra mim... - me virei e entrei no salão cambaleando. Senti que as lágrimas já começavam a cair de meus olhos. Corri em direção ao banheiro para tentar me acalmar. Meu deus! O que faço agora? Esse homem será a minha loucura...


N/A: O.O Gentemmmmmm!!!!!!! E agora????? A coisa vai ferver!!!! O que vcs acham???? O que não se pode negar é a atração entre nossa heroína e Taylor. Vamos esperar e ver no que isso vai dar..... Beijos apertados e Abraços sufocantes! Fui!!!


Fique por dentro das novidades e atualizações sobre suas fanfics favoritas, siga-nos nas redes sociais do Lautner Fanfics. 

Acesse nossa página no Facebook - clique aqui

Siga nosso Twitter - clique aqui

Em caso de dúvidas, pergunte em nossa Ask - clique aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA