11 dezembro 2014

Fanfiction: Ela é para o meu irmão - Capitulo 11

Texto FIC/Designer JESSICA TLM/ @JESSICA_KELI. 

Eu não estava reconhecendo mais os meus desejos, o que aquele cara estava fazendo com todas as minhas vontades? Colocando as maiores que o meu eu.

Há..eu deveria Evitar tudo que relacionava a ele.


Quando eu estava na escola pegando meus livros no armário, tentava explicar o básico do porque eu estava indo passar alguns dias no apartamento da Adria no Centro da cidade. Eu sabia que Makena não reagiria bem e iria querer explicações. Afinal ela se importa e é minha amiga.

Mais eu precisava ficar um tempo sem ver o Taylor para que todos os meus pensamentos voltasse como antigamente, porque depois de vê-lo não fazia outra coisa se não pensar nele.

-oque?!      Disse ela quando acabei de falar.

-é só por alguns dias Makes..

-tá. Mais e o motivo? Pra que isso? Vai ficar longe da escola e o vôlei? Nosso campeonato mês que vem !e
.
-calma Makes..eu preciso resolver algumas coisas.. do meu estagio e também eu preciso colocar minha cabeça no lugar..

Falei me esquivando do seu olhar enquanto ela estudava minhas expressões.
-e desde quando ela esta fora do lugar?

Fechei o armário e ela ficou me estudando. Oque me deixou bastante nervosa.
-oque foi?
-cara, aconteceu alguma coisa e você não esta querendo me contar e eu quase tenho certeza do que é..

Eu percebi que não sabia mentir para ela e eu estava assustada agora.
-foi por causa de ontem? esta na cara Emi!     Disse ela soltando uma risada.

-não! Não. Eu não estou indo pra lá por causa do se irmão, ok!      Falei seria.

Ela foi cortando o sorriso e ironicamente disse,–eu não falei do meu irmão. Eu estava falando do Mark. Pensei que ia ficar no centro pra ver ele.

Veio como Flash na minha cabeça e uma tontura tomou conta de mim, como pude ser tão tonta ao ponto de sair o que não devia? Odeio quando isso acontece.
Ela riu.
-hey... o que aconteceu naquele jardim? Eu lembro muito bem de vocês falarem sobre isso no carro.

Respirei fundo e passei por ela,–desculpaMakes.. não sei, não dá pra falar..

-dá sim.    Disse ela colocando a mão no meu ombro fazendo virar pra ela novamente.

-cara, meu irmão se interessou por você, não foi? Emi, Ele não se interessaria por uma qualquer, É você!

-Makes, eu não estou ouvindo isso esta bem!    falei querendo sair dali.

-para Emi! Meu irmão é legal!

-Makes, vamos parar de falar disso.

-aí, até nisso vocês são parecidos, os únicos que me chamam assim..
Afirmei,-esta bem, eu não te chamo mais assim, Makena.
E Ela riu.

Dei meus passos para sair e ela disse rapidamente.
-Emi, eu sei que você é fã do meu irmão!      Disse ela como se não agüentasse mais guardar.

Me virei preocupada para olha-la, como ela soube disto?

Perguntei muito sem graça,-o que?

-é Emi, eu sou sua amiga, estou na sua casa sempre e Eu vi tudo que você tem, revistas, sites, e até papel de parede do computador e isto muito antes de saber que ele era meu irmão.

Dei meus passos pra perto dela e ela completou

-é isso que eu estou tentando dizer..porque ficar assim? Você sabe que ele é legal!

Fiquei quieta ouvindo o que ela dizia e indaguei de minuto a minuto.
-porque não me disse que era fã dele?

-por que eu não sabia que você era irmã dele, eu só sei de tudo que aconteceu com ele quando era mais novo.

-e porque isso? Realmente só vejo fotos antigas, revistas antigas, oque aconteceu?

Respirei fundo, eu não me orgulhava mais do que tinha feito.
-eu era fã do seu irmão. Muito fã.

-era?
-só que ai..o Evan apareceu e

Perguntou ela curiosa,-e..?

-e ele morria de ciúmes de eu ser fã dele e ai
Ela pareceu entender oque fiz,-aa Emi.. não acredito.. você deixou de ser fã do meu irmão por causa do Evan?!
      Disse ela mostrando sua chateação.

-Makes, entenda, eu jamais pensei que estaria aqui.

Perguntou cruzando os braços,-e jamais pensou que estaria sem o Evan, não é mesmo?

Balancei a cabeça.
-e agora você não tem o Evan! Você não tem nada! Porque. Você nem consegue ver mais. O quanto meu irmão é legal..
      disse ela querendo se afastar.

-Makes me desculpa. Eu não,     ela me interrompeu muito seria.

-olha Emi. Não tem que me pedir desculpas. Você não me deve nada, ta. Só te peço que Se não vai assumir suas vontades, não quer sentir nada por ninguém, então.. fica longe do meu irmão,ok? Não quero que ele fique como você..só isto.        Ela se virou e saiu andando.

-makes?

-te vejo semana que vem! Eu te ligo!      Disse ela andando sem olhar pra trás.
Encostei-me no armário. Pensativa.
- - - - - -
Fui para o apartamento depois da escola, comecei a conversar com todas as minhas amigas Brasileiras pela internet, eu precisava de um tempo com elas, até ficar mais tarde.

Conversei com Val até mais tarde,    -Menina, eu vou ai e vou ver aquele gato! Eu nem acredito que você ta ai!

-legal,você vai vir pra ver ele, eu, você nem diz nada. Ok.
Falei me jogando de bruços nada cama

-larga de ser chata, sabe que eu vou ai pra ver você

-hum..sei..

-e ele também!     Disse ela gargalhando.
Olhei com olhar de tédio pra webcam do notebook.

-mas me conta, o que ele costuma fazer na casa dele?
-seila. Ele vive preso naquele quarto.

-não vejo a hora de fazer ele sair dele.

-não esta perdendo nada Val, vai por mim.      Falei mexendo no ursinho.

-esta louca?

-não tem nada demais nele..    falei

-o que? Diz de novo!     Disse ela gargalhando.
-porque ?

-diz de novo ué, só isso.      Disse ela me estudando.
O que me deixou preocupada e não querer  repetir.
-pra que isso?

-não, estranhei o tom da sua voz, não foi o que esta parecendo no seu rosto..você disse tão diferente..   disse ela rindo.

-há! EuhemVal !para de graça..      Ri sem graça.

Como Makena estava aprendendo, Val já sabia a muito tempo estudar minhas reações e isso me preocupava, deveria pensar em tudo antes de falar.

-diz! Diz pra mim que ele não é tudo isso, como você dizia antigamente?! Diz é engraçado.

-E Val, pra que isso? Que coisa!     Falei sem graça enquanto ela se divertia.

-Sabia..         disse ela parando de rir.

-sabia  o que?

-você já era caidinha por ele. Agora você desaba!      Disse ela rindo novamente.

-há!não começa, ok!

-veja bem, você é amiga da irmã dele, vive o tempo todo com ela, automaticamente ver ele sempre, Ai da nisso!     Disse ela tentando me convencer.

-ih..parata bom! Ele não é tudo isso mesmo que todo mundo fala não!

-é melhor!       Disse ela rápido.

-exatamente!    Me liguei. –não! Caramba! Você embola minha mente!

-mais ainda?!      Ela riu.

-palhaça. Eu pensei que ia dizer outra coisa. Você fica querendo me deixar nervosa.

-hã. Hã. Quem te deixa nervosa não sou eu!      Disse ela irônica.

-eu estou falando.. Mal falo com ele.

-e desde quando isso é motivo pra não pensar?

Sentei na cama tentando explicar pra que ela nunca mais falasse aquelas coisas.
-mais não bate, entendi?

-não, não entendi nada, explica.
-não nos damos bem, brigamos toda vez que nos vemos.

-nossa! Que intimo! Quando ia me contar isso?!      Riu prestando a atenção.

-não isso não é algo intimo.    Rindo completei,–perdi as contas de quantas vezes brigamos.

-hãm? Muitas vezes?     Ela ficou seria e completou,–é normal.. é lindo.

-o que?      Perguntei desentendida.

-você esta gostando dele Emi..

-não, não estou não. estalouca?

-posso dizer o que eu estou pensando disso?

-han..não.
-mais eu vou dizer mesmo assim!    Soltou um ar de risonho. –você esta gostando dele, e esta assim agindo dessa forma porque é normal. Você sofreu com o Evan, não vai querer sofrer outra vez e fica desentendendo como se isso fosse funcionar. Mais eu te digo. Não vai!

-me incomoda de falar nisso, vamos parar.

-eu sei. Um sinal de que o que eu estou dizendo é pura verdade..

-me incomoda muito até pensar.

-você sofreu Emi, esta com medo de sofrer de novo e ainda mais ele que deve ter fila de mulheres pra ter uma chance com ele, você ai desperdiçando. Boba!

Fiquei pensativa controlando minha própria mente.
-me conta tudo Emi! Você não ia me contar isto? Que coisa! Anda!

Comecei a contar tudo pra ela e cada vez mais ela afirmava com mais forças tudo que havia dito antes. O que me incomodava, eu só precisava ver que alguém estava do meu lado. Dizendo que eu não estava errada. Mais ainda não havia encontrado esta pessoa.

 Passamos a madrugada conversando sobre isso.
-fala a verdade Emi, você esta gostando dele né? Pelo que você me disse..esta na cara e olha que eu não sou psicóloga.    Disse ela rindo.

-não sei..eu  não quero.      Falei desanimada.

-gosta ou não?
Fiquei em silencio.
-então gosta.
-ele é tão idiota, me da raiva Val! Isso não é gostar! Ele me irritou muito.

-pelo que você me disse, verdade. Mais ele não tentaria te tirar do jardim atoa Emi!
-eu sei disso..

-eu te conheço, você esta só confundindo..

-ele falou que não queria me beijar, mais me provocava o tempo todo!     Falei me defendendo.

-logico! Se eu fosse ele agarraria outra na sua frente! Assim! Bastante mesmo!
Eu arregalei os olhos.

-vem cá. Você é amiga de quem mesmo?

-desculpa, pelo que vi, os dois são farinha do mesmo saco.

-que amiga boa né..
Ela riu. –ué? Quer que eu diga oque? Que você esta certa? Ele esta errado, mais você esta muito mais mocinha!

-ok. Obrigado, sabe o que eu vou fazer? Eu fujo! Fujo de tudo que tem haver com ele. Assim melhora.

-ok, vai em frente, fica fugindo de todo homem que se interessar por você, você não vê que quem perde com isso é você? Esses homens vão casar, construir família e você só será lembrada como a mulher problemática que passou na vida deles!
Fiquei em silencio.

-os pais dele não iam gostar disso também. Tem muita coisa que impediria. Então. Pra que pensar?

-e a Makena?

-ela descobriu que eu era fã dele quando mais nova e eu contei a ela que não era mais por causa do Evan.

-e oque ela disse?

-ela agiu que nem vocês. Ficou muito brava e até agora. Nem me ligou.
Ela ficou pensativa.

-ela disse que o irmão dela é legal,que eu não deveria ter feito isso e diz as mesmas coisas que vocês..

-estou vendo que ela é gente boa..

-vocês vão se dar bem, ela é incrível.
-mais que o irmão?
-mais ainda!
Perguntou fazendo uma brincadeira,-então ele é incrível pra você não é mesmo?

-para Val! Que isso! Que coisa, Boba.

-boba é você, que esta perdendo a chance por causa de um trauma patético!

-patético? Você não passou pelo o que passei e ainda bem!

-desculpa, mais você precisa acordar. Vai ficar assim pra sempre?
Fiquei em silencio.

Cortei este drama, perguntei.  -e o Evan ?como esta?

-Sua mãe e o Jonas estão viajando muito, eles estão numa verdadeira lua de mel..    disse ela cortando o assunto.

-eu perguntei pelo Evan,Val. Com eles eu falo quase todos os dias..

-então ela deve ter te contado que nos proibiu de falar sobre ele.

-af! Mais porque?! Ele esta longe e seria impossível nos vermos.

-ela pediu. Mandou.    Riu ela sem graça.

-ok né.

-ele te procurou? Por telefone ou por email?

-não..esta tudo trocado.. e meus emails e contas estão restritas para o pais, só quem eu adiciono daí pode ver..

-menos mal..
-não vai dizer que esta com saudades?

-não..    respondi calma.

-também né, um moreno desses ai ao lado..

Sorri pensando em qualquer coisa que o Evan poderia esta fazendo, só por curiosidade.

-Emili, vou ir dormir. estou cheia de sono.

-eu vou ficar muito tediada. Não estou com sono e estou elétrica.
-estou vendo..

A campainha tocou e meus olhos pularam para fora.
 Olhei para o relógio do notebook marcava 3:25 da manhã.
-meu Deus! Quem é essa hora?     perguntou ela preocupada.

-ai não faço a mínima idéia..bom pode ser o Trevan, mais acho que ele esta com a chave..     falei olhando pra porta do quarto.

Ameacei a levantar.   –hey! Pra onde você vai, ficou doida?

-eu vou olhar no olho mágico. Aqui tem seguranças por toda parte. Se eu não te responder..

-eu chamo a policia, o bop, a FBI sei La oque tem ai.

-esta vendo muito filme de ação.     Falei rindo.

Ela riu, -ta ok. Me responde amanhã cedo em se não eu ligo mesmo.

-tá..    falei rindo e abaixando a tela do notebook.

Caminhei na ponta dos pés em direção a porta e a campainha tocou mais uma vez fazendo-me pular de susto. Mais continuei caminhando. Olhei e não acreditei quem estava ali.
Abri a porta com a pergunta na ponta da língua.

-o que você esta fazendo aqui?      Perguntei sussurrando como se estivesse gritado.

DEIXE UM COMENTÁRIO. – muitas autoras deixam de escrever por falta de motivação. Diga o que achou, mostre interesse na continuação da história, que certamente ela continuará.

2 comentários:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA