11 dezembro 2014

Fanfiction: Ela é para o meu irmão - Capitulo 12

Texto FIC/Designer JESSICA TLM/ @JESSICA_KELI. 

Trilha Sonoro: Points Of Authority

Abri a porta com a pergunta na ponta da língua.
-o que você esta fazendo aqui?      Perguntei sussurrando como se estivesse gritando.

Falei enquanto Taylor entrava pela porta. Dei meus passos atrás vendo ele fechar a porta com as chaves. 
-eu estou falando com você! o que quer aqui Taylor!?    falei um pouco mais alto.

ele se virou. -porque veio pra cá?        Fiquei em silencio e ele completou.

-eu quero saber de você, porque veio pra cá.. é por minha causa, não é? Ouvi uma conversa da Makena no telefone.
Disse ele dando passos em minha direção e meu coração disparou.

-é melhor você ir embora..     falei baixo.

-não. eu tenho tanta coisa pra falar Emili.

-e eu vou ter que ouvir?!

-para de ficar na defensiva garota!    disse em tom baixo.

-Eu não estou. eu só não quero ouvir você dizer que eu não mereço nem sua grosseria! que me odeia e mais o que você ultimamente costuma falar quando suas ações são totalmente diferentes! e ainda me chamou de imprevisível e o que você está fazendo agora é o que? pra quem me odeia e vir 03:00 horas da manhã na minha casa é bem estranho né? Muito imprevisível.

ele ficou em silencio me ouvindo pensativo e completei.
-Bom, você também me chamou de estranha e

-Cala boca Emi.       disse ele serio chegando perto de mim 
E a eu me calei olhando nos seus olhos.
Aqueles olhos negros  me hipnotizaram por um estante e cada vez mais próximos.

-agora é minha vez de falar.       disse bem serio.

Deslizou suas mãos nas maçãs do meu rosto e eu pude sentir o calor do seu rosto se aproximar do meu. Vi que eu não teria força alguma para impedir qualquer coisa que ele ousasse. O telefone tocou fazendo me assustar.

eu peguei o telefone.
-Alo?      disse Makena.

pronunciei sem forças por sentir sua respiração próximo ao meu rosto, -oi?

-é a Makena!

-eu sei..     falei olhando pra ele.

-Taylor esta ai Emi?

-esta..

ele pegou o telefone da minha mão.
-Makes, Eu vou demorar, não vou voltar pra casa agora. mais tarde estou ai.
desligou o telefone.

-não, você não vai demorar!   Dentro de mim mostrei-me em desespero, eu realmente estava com medo de gostar mais dele.

-Eu vou sim! eu já disse que eu tenho que te dizer muita coisa! 

-Eu não quero saber!

-mais você já sabe! não finja que não percebe as coisas! eu já estou aqui a essa hora, será que você não desconfia de nada?!      disse ele meio irritado.

-sim, desconfio! você está querendo me deixar doida!

-eu não preciso fazer isso!       disse ele meio irritado.

-esta vendo! foi pra isso que veio! Pra insinuar que sou doida?

-Eu não sei mais o que eu faço pra você se ligar Emi..    disse exausto.

Afastei-me sentindo-me com a boca seca, a sede que senti nem a agua me impediu de perder.

Fui na cozinha pegar uma garrafa d'agua e coloquei na mesinha de centro da sala e ele estava quieto e se sentou no sofa.

-toma a chave.    disse ele esticando o braço. -pode decidir se quer que eu fique ou se quer que eu vá.

-ta tarde. eu não te deixaria ir.

ele me encarou e jogou a chave na mesinha.
-vou pegar alguns cobertores pra você.   Falei colocando meu celular na mesinha.

Eu precisava ligar para o Trevan e se ele chegasse cedo lá? o que eu diria ?
pensei nisto enquanto trazia os cobertores, coloquei no outro sofá e peguei o telefone residencial pra ligar pra ele e fui até o canto da sala. Enquanto Taylor mexia nos cobertores e  parecia que prestava atenção no que eu fazia.

Chamava, chamava e caiu na caixa de mensagem. Então, não tive escolhas.
-Hey, Trevan, então. Eu não sei se você vai chegar aqui cedo, mais.. se você encontrar alguma coisa na sala. não pensa besteira esta bem? te explico quando você chegar.. e se puder chegar um pouquinho mais tarde. vai ser melhor..tchau.

 Virei-me desligando o telefone e vi Taylor sentado no sofá com o meu celular nas mãos. Muito atento.

 Lembrei de tudo que estava aberto no celular. Fotos novas, fansite, Twitter. estava tudo relacionado a ele.

 -Taylor!    corri em direção a sua mão e ele se levantou continuando a olhar meu celular desviando das minhas mãos e estranhava a cada coisa que ele passava com o dedo.

-Calma! vou te dar o celular espera! caramba! quanta coisa!
Enrugou a testa surpresa com oque estava vendo. 

Disse ele prendendo a atenção no celular enquanto eu quase o escalava pra pegar o celular.
-me dá Taylor! me dá ! 

-para de gritar garota! Caramba! tem muita coisa.. o que é isso.. 

-me dá!      Pulei segurando seu braço pra pegar meu celular.
agora eu estava morrendo de vergonha.. como eu me defenderia disto?

-Espera.    falou ele e eu parei desistindo. Meus olhos, meu rosto estavam vermelhos de tanta vergonha.

-sabe, eu ouvi você dizer uma vez que preferia Roberth mais.. cadê as fotos e o fansite que você administra dele?        Disseirônico me entregando o celular.

Indaguei sem graça, Não tinha nada que me defendesse.
-é isso Emi.. é isso que eu estou tentando dizer, mais você me impedi. por que esta tornando as coisas tão dificis pra mim? eu estou aqui e eu estou com medo, mais estou tentando dizer que.. Eu não paro de pensar em você..

Meu coração batia desgovernada mente, tão forte que eu pude ouvir os batimentos em meio a sua voz, um arrepio me dominava de minuto á minuto. eu não queria mais me render novamente.. Força Emi.

Ouvi-lo dizer me fazia sentir tudo que não queria sentir.
-como quer que eu prove que eu estou realmente pensando em você..?

fiquei em silencio o olhando. Meus olhos estavam tomados pelas lágrimas que segurava.
Ele viu o quanto estava abalada pelo oque ele havia dito, mais riu,  -agora não quer revidar essas palavras? Né?

Tentei ser mais fria possível,  -dorme ai.. amanhã cedo você vai embora. 
Virei-me de costas e dei meus primeiros passos para ir ao quarto.

senti seus braços rodarem minha cintura e me virarem deixando-nos cara a cara. Senti-me fraca.
Seus olhos encararam os meus um por um.

-Eu não acredito que não sente nada por mim, eu não estaria aqui se eu não tivesse notado.

-me solta..    falei quase sem força.

-você não ficaria assim se não sentisse, não estou fazendo força, pode sair quando quiser.

e notei que era verdade. Quando me soltei ele continuou parado me olhando.

-você veio por minha causa e você sente algo por mim.      disse ele serio e bem certo do que estava falando.
-Eu só quero que você saiba que, eu estou  cansado, eu não estou tendo paz alguma. não consigo parar de pensar em você.

respirei fundo. Ele se afastou indo até os portas retratos de trás da pequena estante do sofá. Rolou seus olhos nas fotos encostando seus antebraços na estante.

-Vou buscar.. o travesseiro.    falei meio tonta, tentando ficar calma.

joguei o travesseiro no sofá e fui até onde ele estava. 

-essas são as jogadoras de vôlei do seu pais?    Disse apontando para a foto das minhas amigas.

-é.. elas são suas fãs, muito. era delas que eu estava falando..

-hum.. essa eu vi no fansite agora.      apontou ele para a Alexia.

-é..    falei sorrindo.

-e esses?         falou ele apontando pra foto do Jonas e da minha mãe.

-esses são os meus pais..

-eu não notei.. mais agora percebi. você é a cara da sua mãe..    disse ele rindo.

-Então Obrigada..     falei sorrindo e completei,  -E o Jonas, ele é meu padrasto, mais é como um pai. só que melhor..

-e seu pai?    perguntou.

-ele.. deixou minha mãe, minha irmã e eu quando tinha 6 para 7 anos.. ele fugiu com uma garota de 20.

-Oh boy..    olhou-me assustado

-é..    falei rindo da sua expressão.

-eu acho que já vi essa garota..        disse ele apontando pra minha irmã.

-bem capaz.       e ele olhou continuou atento as fotos.

-quem é esse?       tentei continuar com o meu sorriso mais não consegui.

-esse, é o Evan..

-Evan?      disse ele parecendo querer saber mais.

-é o meu Ex-namorado..

-se é Ex deve ter tido um bom motivo.    disse ele soltando um ar de riso.

-é..

-Eu vou poder saber?

-não.. acho que não.     falei sorrindo.

ele ficou parado olhando as fotos e um silencio tomou conta.
 mais ele quebrou rapidamente.
-você é minha fã né?     falou ele ainda olhando os retratos.

-sou..     falei seria.

-isso é.. estranho.     falou ele soltando um risada baixinha me contagiando.

-para tá.. não tem graça.      Falei tentando para de rir e ele continuou rindo.

 - - - - - -
Ele foi dormir e eu fiz o mesmo. na minha cabeça tava tudo bem. não sei na dele também.

 Mais eu sabia que eu tinha sido covarde, eu só estava defendendo meus medos e eu não sei o que viria Depois..

Acordei e fui de fininho até a porta do meu quarto pra ver se ele ainda estava lá.
mais os cobertores estavam dobrados e a chave parecia ter sido jogada por baixo da porta bem na hora em que eu olhei.

Trevan me ligou perguntando sobre a Caixa de mensagem e pude conseguir fazer com que ele esquecesse disto sem que eu explicasse.

Makena me ligou normalmente durante os dias que passei lá e Val me deu todas as informações que eu ainda não sabia e que eu precisaria saber para dizer que eu era realmente fã do Taylor Lautner. a sua mensagem era obvia.

"Como você vai fazer parte novamente de todo o site. pega essas informações que fiz especialmente pra você. você não pode deixar de saber de nada.
Anda, Ler todas essas informações e as coloquem em pratica."

Eu ignorei essa mensagem por 2 dias.
eu estava mexendo na internet e a mensagem dela chegou mais uma vez.
-Visualizou e não respondeu porque? 

-Desculpa. ainda não vi as informações. Só aquelas que me enviou daquela vez.

-não demora, você é a fã mais poser que eu conheço e olha que eu acabei de ver uma que chamava ele de "tailor Lautener"

-hahaha ok..      digitei.

-liga a sky.               e liguei.

-olha, preciso de uma missão sua. Uma missão até pra se redimir né. voltar com boas noticias..

-tipo oque?

-é facil.. vai lá e entrega uma carta do TLM e pede a ele um autografo no nome do site.

-oque? esta doida Val? não não.. eu não vou fazer isto.. o que ele vai pensar? que eu sou uma fã louca por ele. não não vou fazer.

-o que?você não vai porque?

-há.. sei la, não.. eu tenho vergonha.

-vergonha? ele esta acostumado com isso Emi! ele nem vai ligar! é só chegar lá e dizer. hey Taylor. eu queria um autografo. você pode dar em nome do meu site? e pronto!

-não!! esta louca..     falei rindo sem graça.

-Emi. você então esta mostrando pra mim que se importa com o que ele vai pensar de você, você disse que não gostava dele...   disse irônica.

fiquei sem graça. -olha Val, eu prometo que vou pensar. Esta bem?

-por causa de um orgulho bobo! você vai prejudicar agente!

Respirei fundo. -Eu prometo que vou tentar pedir.. ok?!

-ta.. assim esta melhor..      riu.

-Vou precisar arrumar as coisas e passar na recepção pra ver se fui aprovada naquele estagio que te falei. Eu não sei se vou passar por ser brasileira e não ter certificado aqui.. vai ser na sorte.

-vai passar sim! pensa positivo. mais você é doida. podendo cantar. atoar que você é boa. preferir ser uma fotografa. ficar atrás das câmeras. Você definitivamente é uma estranha.

-cada um tem seu sonho.. não é mesmo? 

-e vai entender de alguns né.. até mais tarde então. e vê se pedi logo ok.

-ok...    falei exausta da conversa sobre o autografo.
meu celular tocou e no visor dizia ser Makena.

-Tchau Val..    desliguei atendendo o celular. -Oi Makes.

-iaai! ja esta vindo? 

-vou descer  agora o Trevan já esta chegando.

-hoje eu vou sair pra jantar com os meus pais.. então agente só se vê amanhã.

-ok.. bom jantar..

Desliguei o celular e desci em busca da minha carta e só abriria em casa. fui até o estacionamento e lá já estava o Trevan.
 Entrei no Carro.
-eai.. como foi o Spar?

-Otimo! estou muito calma..     ri.

-oque te fez ficar aqui esse tempo? e se desligar das coisas assim? 

-han.. é uma longa historia.

-eu estou com bastante tempo..   disse ele rindo, se aconchegando no banco do carro.

olhei pra ele com receio de dizer.
-que foi? sem segredos, lembra?

-Então. foi.. por causa do irmão da Makena.     falei a ultima olhando pra ele. ele fez uma cara como se tivesse visto um fantasma.

-aquele cara?

-oque que tem?

-há.. nada não.     disse ele olhando para os lados e passou as mãos no rosto.

-olha Emi, é melhor você ficar mais um dia e conversar com a sua irmã.

-porque ?

-por nada.. bem, é melhor ela conversar com você. fica mais um dia.     disse ele piscando os olhos e me preocupou.

-do que você esta falando Trevan? eu tenho campeonato daqui a duas semanas, preciso treinar.

-ok.. vamos..    Disse nervoso.

-porque mudou de opnião? do nada?

-você vai ficar sabendo.. eu acho melhor ela falar com você antes.. disse ele dirigindo.

eu via o Trevan como um irmão. um irmão

Ri olhando pra ele. -tá estranho.

ele ficou serio e pensativo, depois de um tempo em silencio quando estávamos chegando.
Perguntei,  -Caramba.. oque esta acontecendo com você?

-nada..

-como esta minha irmã?     perguntei enquanto ele parava o carro.

-você vai ver..    disse serio.

-você ainda gosta é da minha irmã né?

ele abriu a porta pra mim e sorriu. -infelizmente sim..

-não sei, ficou todo nervosinho quando falei do Taylor..

-quanto tempo conhece esse rapaz?      perguntou fechando a porta do carro e pegando minha mochila

-Desde sharkboy.    falei rindo enquanto caminhávamos até a porta de casa.

-não.. quanto tempo ele te conhece, melhorou a pergunta?

-hum.. desde que viemos pra cá, desde a festa na casa da Makena.

ele respirou fundo abrindo a porta.
-e porque saiu correndo daqui?    disse ele parecendo segurar sua irritação.

-mas, o que há com você?    perguntei assustada.

-se eu te disser você não vai acreditar, então vou deixar você descobrir. procura sua irmã. só isso.

Disse ele largando a bolsa em cima do sofá e foi para o seu quarto.
-do que você esta falando?       ouvi a resposta com a batida forte da porta.

-euhem..  sussurrei preocupada.

eu estranhei seu comportamento. Ele não parecia ter interesse em mim, então não entendia seu comportamento, se isso que contei era problema totalmente meu. fiquei sentada assistindo televisão depois de ter ajeitado tudo para amanhã.

Finalmente depois de um banho tomado e relaxar vendo TV resolvi abrir minha carta do estagio e ali estava. Estava sendo aprovada. trabalharia para uma empresa como fotografa.

Ouvi barulho na varanda. Ruídos de sapatos. Eu estava animada para contar á ela. 

Corri até a porta e abri, Mal há vi e já soltei minhas palavras.
-Adria!Adria! eu estava doida pra.      parei de falar ao ficar em choque com oque via.

Taylor e Adria estavam quase se beijando na frente de casa.
Era como se eu levasse um soco no estomago e os olhos dele mostravam o quanto estava assustado com aquela situação ao me ver ali.


DEIXE UM COMENTÁRIO. – muitas autoras deixam de escrever por falta de motivação. Diga o que achou, mostre interesse na continuação da história, que certamente ela continuará.
CLIQUE AQUI PARA IR A LISTA DE CAPITULOS

3 comentários:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA