14 janeiro 2015

Fanfiction: Your Love Is My Drug - CAP 7

Your Love Is My Drug
Escrita por: Kelly Tatto
Reescrita por: Jessica Keli.

*P.O.V LISA*

– O que eu quero? - Ele continuou dizendo em meu ouvido, eu estava começando a me arrepiar. - Eu quero você.

Na mesma hora em que disse isso, ele me virou e segurando em minha cintura me jogou na cama, e por cima de mim me beijava sem parar, eu tentava afastar ele, mas não conseguia, aquilo estava bom....Muito bom, aquele beijo estava me matando de calor, me deixando sem fôlego, comecei a retribuir, segurava em sua nuca, puxando o para mais perto, a mão dele agora estava na minha coxa, enquanto me beijava loucamente, tinha consciência que o que eu fazia era errado, mas estava gostando daquilo, não podia perder a chance...



Foi então que ouvimos minha mãe me chamar para jantar.

Taylor continuou me beijando, mas antes que minha mãe subisse até meu quarto, empurrei ele de leve, ele se levantou, e quando eu me levantei, ele me puxou pela cintura, meu rosto estava a centímetros do dele, quando ele disse, o hálito fresco batendo em meu rosto:

– Sabe, se você não quiser terminar com o Ryan, eu posso continuar fazendo isso as escondidas.

– Você sabe que isso não é certo.

– Eu sei que você ta gostando disso.

– Não estou acreditando no que eu acabei de fazer.

– Pois comece a acreditar, isso vai virar sua rotina.

– LISAA, VEM JANTAR!

– Bom, acho melhor a gente ir, ainda vai querer jantar comigo?

– Claro...Por que não?

[...]

Certo, vocês já devem imaginar como eu fui dormir né? Peso na consciência, adorando aquela adrenalina, e com o perfume do Taylor na minha cama, não preciso de mais nada.

[...]

Depois da primeira aula, encontrei com o Ryan no corredor, precisava falar com ele.

– Ryan, vem cá.

– O que foi, amor?

– Você tá tão distante, sinto sua falta.

– Ai, é que tenho tanta coisa pra fazer!

– Tipo?

– Ah, se sabe que eu fiquei de recuperação em um monte de matéria, tenho que estudar.

– Estudar? Sério? Você? Eu te conheço, Ryan.

– É vei, não to brincando.

– Provavelmente você vai estudar tomando cerveja com seus amigos.

– Nem.

– Sério, o que ta acontecendo, Ryan?

– Nada, affs Lisa, ja falei.. Quer saber? Tchau, vou ir pro treino agora.

Sim, Ryan fazia parte do time de futebol da escola, era bem o tipíco dele, sabe? Loiro, alto, forte, de olhos claros, que sempre está com o uniforme do tipo, mas pra manter a popularidade, vocês sabem como é.

Mas então, essa nossa história, ta cheia de problemas.

Depois da aula, fui correndo pra biblioteca, fiquei anciosa pro meu "Primeiro dia de Trabalho" , qual é, eu teria meu próprio dinheiro!

A mulher me explicou tudo direitinho, não foi difícil decorar aquilo. Ela teve que sair, mas minha grande dificuldade, foi aquela montanha de livros no balcão, tudo pra eu desmarcar, se alguém visse meu rosto, seria um milagre.

Bom, vi um livro que a história contava sobre um triângulo amoroso....Indireta? Talvez.

Pensando nisso, lembrei do Taylor, hoje eu nem tinha visto ele.

Foi então que o sininho da porta tocou. Eu olhei e vi que era ele, todo lindo, sedutor, de camiseta e bermuda, ele estava vindo em minha direção, não queria falar com ele, não agora, precisava me organizar, não somente os livros, organizar as coisas na minha cabeça também.

Tentei me esconder, mas quase caí da cadeira, e pra tentar me equilibrar, segurei no balcão, traduzindo, segurei em um dos livros e caiu tudo sobre mim.

– Lisa?

– É, sou eu.

– O que você ta fazendo?

– Hum, sei lá, não tinha o que fazer e joguei esses livros em cima de mim.

Ele continuou me encarando.

– Tava tentando se esconder de mim?

Velho, ele lê pensamentos, está confirmado.

– Claro que não, por que faria isso?

– Sei lá, é tipo, você....Que me xinga e depois ta me beijando. - Eu ficando vermelha.

– Correção: você fica me beijando.

– Ta, vocês dois ficam se beijando!

– Cameron? Cara, por onde você entrou?

– Pela porta ué - Cam.

– E cadê o resto do povo?

– O Zach ta vagabundiando com a Thassy. - Taylor.

– O Mike deve ta comendo a Mônica! - Cameron.

– Que isso menino?

– Mals aê, então, o Mike deve ta com a Mônica.

– E cadê a Lary?

– Ela ta andando de skate, depois nós vamos se encontrar.

– Cara, to com uma saudade delas, vocês nem fazem ideia, precisamos marcar de sair todos juntos.

– Não se preocupe, quando você for a minha namorada, você vai ver eles todos os dias! - Taylor.

– Taylor, vou te ignorar!

– Toma, trouxa! - Cam.

– Afinal, o que vocês estão fazendo aqui?

– Preciso fazer um trabalho de literatura! - Taylor.

Então olhei pro Cameron.

– Ah se quer saber o que eu to fazendo aqui? Bom, o Taylor não sai de casa sem o amor da vida dele, então, vim acompanhar!

Taylor deu um tapa na cabeça do Cam...

– Hey gente, silêncio, vocês estão em uma biblioteca, okay?

– Mals aê, Taylor, vai logo estudar, eu tenho que ir encontrar com a Lary.

– Ta, mas preciso do livro.

– Okay, meu trabalho, qual que você precisa?

[...]

Foi ótimo ter encontrado com o Cameron, sério, e vou confessar, foi melhor ainda ver o Taylor, que estava muito seduzente, sei que estou apaixonada por ele, mas isso não diz que devo largar o meu namorado e ir correndo pros braços dele.


A gente combinou de sair, tava com saudade daquelas loucas.

Bom, o Michael eu vejo de vez em quando na escola, o Cameron e o Zach não estudam com a gente e as meninas, bom, aquelas dali são as sumidas....E o Taylor, vejo ele direto... Direto mesmo.

Eu estava em casa assistindo televisão quando meu celular começou a tocar, pra ficar mais legal ainda, ele estava no meu quarto, subi as escadas correndo e ainda tive que fazer uma busca por ele, que estava dentro do meu estojo....Bacana isso, e quando eu peguei, era apenas uma mensagem, da Lary:

*Mensagem*

Oiii Lisa, como vc ta? Cameron me contou que encontrou com você, bom, já que vamos sair, por que não vamos hoje a noite? Sei lá, tomar um sorvete pelo menos! Me liga!

Na mesma hora:

– Alô?

– Oi Lary.

– Oi Lisa, como você ta?

– To ótima e você?

– Bem.

– Então, vamos sair hoje mesmo? Já ta tudo combinado?

– Só falta ver se a Mônica vai, mas o Mike disse que vai convencer ela de qualquer jeito.

– Ah...Então praticamente está tudo confirmado, que horas que a gente vai?

– Bom, eu e o Cameron vamos ir pra lá de outro lugar, o Mike, parece que vai ter que ir buscar a Mônica, se ela for. Bom, então, acho que você tem que combinar com o Taylor.

– Huum, ta bom então, vou ligar pra ele, obrigada!

– Nada, Lisa, agora tenho que me arrumar, beijos!

– Beijos, tchau.

Que lindo isso, de novo, Taylor e eu.

Liguei pra ele e combinamos o horário, 19h ele tava na frente da minha casa.

Hum, o que fazer agora, é sexta, já trabalhei hoje, acho que a única alternativa é ir me arrumar!

Tomei meu banho super relaxante, e ainda com meu roupão comecei a escolher a roupa, peguei uma bermudinha, uma sapatilha e uma camiseta escrita: Keep Calm and eat chocolate ....

Eu sei, roupa muito maneira!

Me troquei, sequei o cabelo e me maquiei, traduzindo: um lápis de olho, rímel e um gloss transparente, estava pronta!

* P.O.V. TAYLOR *

Maneiro, vou sair da novo com a Lisa, não vai ser só a gente mas dá pro gasto, posso beija-la novamente, e quem sabe tentar algo mais.

Assim que desliguei o telefone, fui me arrumar.

Tomei um banho ótimo, e com a toalha amarrada na cintura, comecei a pegar minha roupa, coloquei minha cueca box, uma calça jeans preta e uma camiseta, "baguncei" meu cabelo com as mãos, peguei as chavez do meu carro e desci.

Velho, ela deve ta muito gata, sério.

No caminho até a casa dela, liguei o rádio, mas nem prestei atenção nele.

Bom, quando parei no semaforo, vi uma coisa que me deixou muito feliz, apesar de saber que não deixaria a Lisa bem.

Ryan tava em uma lanchonete, com aqueles amigos dele do time de futebol, e bom, ele estava beijando uma garota, e pra complicar a situação, era a Gabi, a melhor amiga da Lisa.

Qaundo o semaforo abriu, virei a esquerda e ja estava na rua dela, bom, eu tinha que contar pra ela, mesmo que isso a deixasse muito triste, melhor do que ela ficar se iludindo e me rejeitando.

A mãe dela me convidou pra entrar e subi até o quarto dela, ela já estava pronta e OWW, muito linda!

– Vamos?

– Hum, Lisa, tenho que te contar uma coisa.

– O que? - Ela perguntou preocupada.

– Bom, acho melhor você se sentar.

– Taylor, fala logo, o que foi?

– Lisa... - Olhei nos olhos dela - Ryan ta te traindo.

– O que? Taylor para com isso! - ela deu gargalhada.

– É serio, Lisa.

– Não, não é, você ta me zoando.

– Lisa, eu vi ele beijando a Gabi.

– Pronto, agora se ta envolvendo o nome da minha melhor amiga?

– Lisa, eu não to brincando....Por que eu faria isso?

– Porque você me quer, e não suporta a ideia de que eu quero o Ryan e não você.

Cara, aquilo maguou.

– Sim, eu tenho meus motivos, mas não estou mentindo.

– Ta sim, Ryan... Não esperava isso de você, sinceramente, Taylor, você me decepcionou.

– Pode ter certeza, eu estou mais decepcionado que você.

Virei as costas para ela, e saí do quarto dela, da casa dela, não quero mais saber, já cansei, já provei que gosto dela, e ela prefere acreditar no Ryan? E na amiga dela? Então ta, ela não confia em quem ficou com ela quando ela mais precisou.... Se vai ser assim, beleza.

Entrei no carro e fui direto pra casa, no caminho, liguei pro Zach e disse que não ia dar pra eu ir, nem eu, nem a Lisa, e que depois eu explicava tudo.

Meu pai estranhou eu chegar em casa tão cedo, levantou a cabeça questionando, mas nem respondi!

Quando passei em frente ao quarto da Makena, ela me chamou, queria me mostrar algo da internet, mas só balancei a cabeça, negando e fui pro meu quarto, nem desci pra jantar, fiquei deitado o tempo todo e acredite ou não, eu chorei, não tanto, mas senti uma lágrima escorrer pelo meu rosto, a Lisa me chateou pra valer agora, mas tudo bem, se ela prefere eles....Deixa ela quebrar a cara sozinha.

[...]

* POV LISA *

Acabei de perder um amigo.

Sei que maguei ele, mas também sei que ele mentiu dizendo tudo isso, o Ryan? Com a Gabi? Isso só coisas de um ciumento mesmo.

Vou sentir falta dele, mas poxa, não podia acreditar nisso, que idiotice!

Já vi que eu não ia mais sair nessa sexta a noite, então, quando a Thassy ligou perguntando o que aconteceu só disse:

– Fiz uma burrada!

[...]

* POV TAYLOR *

Sábado.

De Manhã.

Ainda estou sem falar com a Lisa.

Makena me acordou cedo.

– Por que você fez isso?

– Preciso de uma carona até o shopping.

– Ah pede pro pai. - dizia enquanto ainda estava na cama, e ela me chacoalhando.

– Não dá, ele saiu.

– E a mãe?

– Mandou eu pedir pra você.

– Então espera que eu vou me arrumar.

– É pra se arrumar e não dormir, afinal minha amiga vai junto.

– Ta, e o que eu tenho a ver com isso?

– É aquela que gosta de você.

– Pera, você tem uma amiga que gosta de mim?

– Tenho.

– E ela é gata? - perguntei, todo interessado.

– Daniel, ela tem 12 anos. - Agora foi a vez da minha mãe, que apareceu no meu quarto pegando a roupa suja. E ela me chamava de Daniel, quando estava falando sério.

– Mals aê.

– Vai Taylor, se arruma logo.

– Eu preciso que vocês saiam do meu quarto.

– Makena, sai. - minha mãe.

– Dona Deborah, a senhora também pode sair.

– Ah qualé, filho! Eu dava banho em você, te via pelado todo dia.

– Ecaaa - Makena.

– Já chega né povo bom? Podem sair?

Quando elas sairam, me arrumei de qaulquer jeito e fui levar a Makena, o mais bacana ainda, é que eu passei em frente à casa da Lisa, e ela estava entrando no carro do canalha. Ela me viu, mas disfarçou... Fiz o mesmo.

Como era perto, fui na praça dos skatistas, por sorte, meu skate tava no carro e os meninos estavam por lá.

– E aí cara, por que você não apareceu por lá com a Lisa? - Zach.

– É vei, foi mó divertido. - Cameron.

– Comeu ela, foi? - Mike.
– Cala boca Michael! - respondi.

– Tá estressado é? - Zach.

– Sério gente, não falem comigo hoje!

– Qualé, ela não quis te beijar de novo? - Perguntou Cameron.

– Pior.


– Fala logo, vei - Michael.

– Deixa quieto.

– Olha aqui, Taylor, nós somos seus amigos desde....sei lá, desde sempre, então da pra contar logo que porra que ta acontecendo? - Zach.

– Ah cara, é a Lisa.

– Okay, já sabemos, o que foi agora? - perguntou Cameron.

Sentei em cima do meu skate e comecei a contar toda a história.

* POV LISA *

– Qualé Ryan, o que se tem?

– Nada, já falei.

– Se ta estranho.

– Affz Lisa, esquece isso.

Era melhor mesmo, não tava afim de arrumar briga.

– Ta bom então, aonde nós vamos?

– Bom, eu vou ir jogar bola, e você, pode ficar com suas amigas lá.

– Ta bom né - respondi, sem nenhum ânimo.

Ficou um silêncio no carro, parecíamos dois desconhecidos e não namorados, comecei a pensar nas coisas que eu disse pro Taylor, sei que magoei ele, mas só disse a verdade, só queria saber se a nossa amizade voltaria a ser a mesma, quer dizer, se ele ao menos olhasse em minha cara.

Vi ele quando eu estava entrando no carro do Ryan, ele me viu também, virei o rosto, ignorando-o, e ele fez mesmo.

Acho que vai demorar um pouco pra ele falar comigo novamente.

Chegamos lá no Club e logo Ryan me largou, fiquei conversando com a Gabi, mas não era a mesma coisa, não depois de ter ouvido Taylor dizer que viu ela com o meu namorado, sim, eles sempre foram grandes amigos, mas será mesmo que eles ficaram?

Ignorei ela, o máximo que eu pude, e fui conversar com a Lu. Outra que me fazia lembrar do Taylor, desde o dia em que a gente tentou estudar história.

Não adiantava, Taylor não saía da minha mente, estava com medo de perder amizade dele, quer dizer, de perder ele.

Não posso mais me enganar, eu estou apaixonada por ele, não tem como esconder.

Peguei meu celular na bolsa, e resolvi ligar pra ele, tentar consertar as coisas....

Estava chamando.....

* POV TAYLOR *

– Sério mesmo? - Cameron.

– Ahan.

– Nossa, que mancada da Lisa! - Zach.

– E que burra, agora, ela vai continuar sendo corna. - Micahel.

– Taylor, você pretende falar com ela? - Zach.

– Não, ela definitivamente perdeu a minha amizade.

– Olha, fica assim não. - Cameron, me dando a mão pra levantar - vou arrumar umas gatinhas pra você.

– Valeu Cameron, mas acho que não to com ânimo. - respondi.

– Que isso cara, não deixe uma garota estragar teu dia! - Zach.

– Verdade Taylor! - Michael. - Hey, pra começar, olha aquela gatinha ali.

Olhei e gostei do que eu vi, era uma garota loira, alta, olhos claros e muito gostosa.

Mas mesmo assim, preferi ficar no meu canto.

Quando meu celular começou a tocar.

Peguei ele do meu bolso e vi o nome "Lisa" piscando no visor.

– Fala sério.

– Que foi? - Cameron perguntou.

Mostrei a tela do meu iPhone pra eles e disse:

– Ela acha mesmo que eu to pra conversinhas?

Desliguei e na mesma hora em que coloquei o celular no bolso disse:

– É Taylor, ta na hora de você voltar pra sua fama de galinha.

– Isso aê, Taylor, aproveita! - ouviu Michael gritar, enquanto me aproximava da loira!

Ela parecia que tava interessada.

– E aí gata, tudo bem?

Ela jogou a franja de lado e respondeu:

– Tudo!

– Não vai perguntar se eu to bem? - perguntei sentando ao lado dela.

– Não.

– E por que não?

– Você parece ótimo.

– Pareço?

– Claro, é só olhar teu corpo! - Finalmente uma que valorizasse meus musculos.

– Hum, e você gosta do que vê?

– Adoro, você parece ser muito forte! - Ela mordeu o lábio inferior - Bem do jeitinho que eu gosto.

– E eu posso saber o nome da garota que eu agrado?

– Pode sim, sou a Thaís.

– Que nome lindo, hein?

– Valeu! E o seu? Como é?

– Taylor.

– Hum... Gostei do nome.

– Só do nome?

– Não, do cara que tem esse nome também.

– Se é linda, sabia?

– Ahan! - Puxa, ela era muito confiante! - Diz logo, você veio até aqui porque ta querendo ficar comigo né?

– É, você ta certa.

– Então para de enrolar.

Mina de atitude....Era disso que eu gostava.

Segurei o rosto dela e a beijei, enquanto ela segurava minha nuca, ela deu passagem e nos envolvemos em um beijo muito bom, muito bom mesmo...

*POV LISA*

Chamou, chamou e nada.

Pelo o que eu conheço do Taylor, ele deve estar com os meninos, e claro, com muita raiva de mim.

Será que o Taylor faria coisas por impulso? Será que ele já ta com outra garota?

Ai meu Deus, não posso pensar nessas coisas, vai me deixar mais nervosa do que eu ja to.

[...]

Quando terminou o jogo, Ryan abraçou o pessoal do time dele e veio falar comigo.

– Parabens, se jogou muito.

– Eu sei, sou o máximo né gata?

– Claro.

Entao, ele foi pro vestiário, sem a camisa, só mostrando aquela barriguinha sexy, que todas que estavam ali, olhavam, mas não, não senti ciúmes nenhum.

Quando estavamos indo pro carro, Ryan me surpreendeu, ele me encostou no carro e me beijou, de um jeito que ha muito tempo não beijava, o beijo dele sempre foi gostoso, mas hoje estava mais, acho que era a saudade daquilo tudo, do jeito safado de Ryan que apertava a minha bunda com uma mão e a outra segurava em minha cintura...

Dessa vez, esqueci Taylor de vez, e me entreguei ao Ryan, beijava ele sem parar, enquanto ele retribuía, mesmo sem entender o motivo daquela vontade repentina dele de me querer....

Um comentário:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA