28 fevereiro 2015

Fanfiction: Projeto ESTRELA - Capitulo 4

'
Capa/Fic: Jessica keli TLM
POV Anny.

Ja era, não tinha como parar aquele desejo, era o motivo de querer sair correndo daquele quarto.

ouvimos uma batida na porta e paramos.
-Anny,Taylor?

-Porra.. Roger você me paga.. sussurrou Taylor.
E eu tapei a boca dele.
-Oi Roger? Gritei.
-Tem um telefonema no Ramal do seu quarto, posso mandar pra cá? Querem falar com o Taylor.

Sai de cima da cama e ia em direção a porta.

-há não! Volta.. susurrou Taylor me puxando.
-Para! Sussurrei me desviando dele e o olhei parado em pé.
-posso Anny?! Perguntou Roger.
Gritei.
-Pode! Sorri voltando para perto dele E ele sorriu Voltando a me beijar.



E o telefone tocou e Fui atender. Era do hospital queriam falar com o Taylor, normalmente não poderia deixar mais entreguei o telefone a ele.
 E ele prestava atenção no que diziam. Vi seus olhos brilharem e me preocupou. 
Ele sentou na beira da cama começando a chorar. E soltou o telefone em cima da cama.
-Oque foi? Sussurrei
-A Endri não resistiu.. começou a chorar. 

E tudo que pude fazer foi mostrar meu apoio. Abracei tentando confortar mais senti uma grande dor vendo ele daquela forma.
-A Endri não podia morrer!! Não podia! Eu nem tive tempo de me despedir dela!! 
-Calma.. tentei confortar. -Eu sei que sua amiga de onde ela está, esta torcendo pra te ver bem.. 
Ele me apertou mais forte. E ficou em silêncio.
-Obrigado Anny.. sussurrou ele
E parou aos poucos de chorar secando as lágrimas. -não precisa agradecer, eu estou nessa com você..
O abracei mais.
Tentei ignorar aquele pouco que aconteceu. Precisava dar apoio, eu iria cancelar a entrevista mais ele se recusou, disse que faria assim mesmo. E estudamos algumas falas. Era preciso até ele ficar bem. Enquanto ele falava alguns trechos, percebi que não havia tocado em um só gole daquela bebida. E senti orgulho de tudo que estava sendo feito por ele.

-Que foi Anny? Perguntou calmo me vendo olha-lo.
-Nada.. sorri orgulhosa.

Continuamos até ficar bem tarde e vi a hora de ir dormir. Amanhã voltariamos para o país e enfrentariamos entrevistas, enterro, perguntas, e acusações.

(..)
Chegando no dia seguinte voltamos ao país e tudo que já estavamos esperando estava bem ali. Enchia de jornalistas a nossa volta. resolvemos quase tudo e chegariamos a tempo para entrevista o enterro seria daqui algumas horas.

-Olha.. você não precisa fazer isso. se quiser, posso muito bem cancelar agora mesmo e.

-Calma Anny, eu estou bem. Vou fazer essa entrevista bem.. ta legal? Falou ele mais calmo do que eu.
Estranhei. -Ta ok.. vou ficar aqui atrás do Camera man. Sorri.
-ta, vai lá. A apresentadora se aproximou.
-Ola Taylor! Que maravilhoso te ver! Nossa! Como você esta lindo!!

Olhei pra ele e sorri indo em direção ao camera man.

-obrigado.. falou.
-Nossa.. realmente, estou impressionada.. falou a apresentadora o olhando de cima em baixo.

-Vamos começar a entrevista? Perguntou o diretor.

-Sim! Claro, vamos Taylor? Convidou para ele a sentar.

-Vamos lá! Gravando! Disse o diretor.

-Ola! Uma boa tarde a todos! Estamos aqui com Taylor Lautner! E iremos saber como anda sua vida, oque ele anda planejando para seus novos lançamentos. E ele estará nós respondendo Agora. Disse ela olhando para a camera.

-Taylor.. uma boa tarde, agradecemos pelo seu tempo.
-eu que agradeço...

-Huum... Taylor. Ficamos sabendo que infelizmente você tem sofrido problemas, como o ultimo que aconteceu, que muitas pessoas foram parar no hospital. Sabe como explicar quais problemas motivaram a esses?

Ele respirou fundo.
-Sim, sei.. mais infelizmente quando passamos um problema na vida. Precisamos resolve los. E não aponta los. Quer dizer.. você, eu, todos nós cometemos erros e é muito fácil apontar o dedo para isso.. ainda mais quando você mesmo não se importa no momento que as pessoas te apontem..

-Então você não se importava?

-Não vou mentir, eu não me importava tanto.. mais. Eu estava sendo egoísta.. ele olhou para camera.

-Eu tenho muitas fãs que precisam de mim.. que precisam que vejam notícias boas, de que acordei bem. Que vou lançar um single no próximo mês. Eles merecem o melhor de mim..

"Pensei' Essa parte não havíamos decorado. E sorri pra ele. E ele me olhou e se voltou a jornalista.

-Ual! Estamos felizes de ouvir isso de você, porque sei que todas ficaram felizes como eu. Pois também sou sua fã! Sorriu contagiando ele.

-O assidente que aconteceu te motivou mais há continuar? Ou isto foi outro motivo? Sorriu ela curiosa.
Ele ficou meio surpreso com a pergunta demorou e me olhou. E eu gesticulei pra ele responder logo.

-Também.. Endri foi muito importante pra mim.. e eu estou muito arrependido do que fiz. E peço perdão também aos meus dois fãs.. E ao meu amigo que ainda esta no hospital..
-Humm... também? Então pode nos contar o outro motivo?

-Não.. riu ele.

-ok, desta vez eu deixo passar! Riu a apresentadora e completou   

-Tem novos singles para seus fãs? Você não faz a tanto tempo!

-Em breve.. estou compondo uma musica nova e muito especial.. riu.
Me perguntei. "Esta?"
Meu celular tocou. Era mais uma vez perguntando sobre a entrega dos scripts para que Taylor lêsse para avaliar se aceitaria ou não o papel. Eu havia deixado para mais tarde.. pedi mais um tempo, e voltei a prestar atenção na entrevista que já estava terminando. Quando Taylor saiu não pensei duas vezes em pergunta-lo sobre o papel do filme. Se ele gostaria de aceitar. Mais Ele disse que queria um tempo para pensar e daria a resposta a noite. E fomos ao enterro.

Chegando lá a familia toda de Endri estava encarando Taylor como se fosse culpa dele. Ela não fez tudo obrigada. Me chatiei. 

Mais continuei ali para apoiar ele. Chorava muito sobre o caixão. Eu alisei suas costas angustiada de ver ele desta forma, ela parecia muito importante para ele, E entrou pela porta sua familia. Pai,mãe,tio,tia,prima e a sua irmã.. estavam muito abatidos E ele olhou para tras.

-Ta feliz agora!??! Gritou sua tia.
Ele ficou calado.

-Você acabou com a vida da minha filha! Deduzi que Endri era sua prima.

Fiquei atenta ao escandalo.

-Por isso ninguem quer ficar do seu lado! Você estraga tudo que esta perto de Você!

Olhei pra ele. Ele estava muito mal, não queria nem revidar. Olhei sua familia quieta. Pensei, 
'quem cala conscende' eles iriam mesmo deixa ele ser tratado desta maneira? Percebi que familia não era da forma que eu idealizava. 

Respirei fundo.

-Você não tem nada pra falar né?! Eu odeio Você ! Você acabou com a vida da minha filha! Olha onde ela esta!! Olha onde ela esta!!

Gritou descontrolada e os pais de Taylor a seguravam e os outros familiares tentavam ficar na frente.

-Filho.. vai embora por favor.. falou a mãe de Taylor.

-Porque ele tem que ir embora?! Me intrometi. E ela me olhou.

-Ele não teve culpa. Sabia que quem estava dirigindo era ela?! Foi ela quem bateu o carro! Agradeça a Deus seu filho esta vivo!!  

 Falei e ela se assustou olhando para ele.

Me virei para sua tia.

-E VOCÊ Para de gritar! Meus pesames pela a sua filha! Mais ela não estava no carro obrigada! Foi ela quem quase matou todo mundo.

Taylor tentou me interromper pedindo pra parar.

-não. Espere.

Dei meu passos há frente.
-Seu sobrinho esta vivo, seu filho esta vivo. Preferiam que ele esteve morto, também ?! Perguntei 

Olhei Taylor
 -me desculpa. Alguém tem que deixar de hipocresia aqui e falar a verdade. Não importa Oque Você fez, eles estão sendo piores agindo desta forma com Você. Vamos embora.    

Peguei em sua mão e o puxei.
Ele estava muito mal para opinar alguma coisa.

Entramos no carro sentamos atrás e ele estava muito abalado como se estivesse em choque.

-Roger, podemos dar uma folga hoje? Ele não parece bem pra fazer as coisas. Falei vendo Taylor paralisado.

-ok, estamos acostumados. Riu olhando para trás.

-Taylor? Perguntei preocupada mais ele ignorou.

Chegamos no hotel e levei ele para seu quarto. Eu não poderia deixa-lo sozinho.
 Ele foi dormir e Roger e eu estavamos assistindo o jogo de basket na tv. Olhei de minuto a minuto para ver se ele dormia bem.

Roger me olhou. -calma.. da nossa vista ele não some.. riu.

-Não é isso Roger.. você não viu a forma que a familia dele tratou ele.

-Não vi, mais imagino.. e eu te digo, ele também não é nenhum santo.

Respirei fundo.-Eu sei que ele não é, mais achei que eles pegariam leve. Porque.. ele ta com cara de que mudou bastante. Olhei pra ele dormindo.

-aparência não diz nada Anny.. não para eles, eles já estão desacreditados.

-Oque ele fez? Porque tratam tanto ele assim? Perguntei disposta a querer saber de tudo.

-Ele deu muito trabalho a eles, desta forma que venho tendo. Tratava eles grosseiramente como nos trata, bom. Ele olhou para o Taylor dormindo.

-Como tratava uma semana atrás. Riu completou.

-E a família dele é enorme, como você pode ver no enterro, e nota-se que muitos ainda não tinham chegado lá. E ele foi fazendo desgraça atrás de desgraça, até que um dia ele estava muito bêbado.. não sabíamos se ele havia usado drogas também. Não sabemos ao certo. Ele mandou todos embora da casa dele de madrugada.

Fiz careta surpresa. E ele riu.
-Ele falou que estava cansado de ve-los desfrutando de tudo que era dele enquanto ele estava sendo julgado como o idiota, o bêbado miserável.

Olhei para ele dormindo.
-E depois disto?

-Eles não vieram mais, mais sempre ligam para saber como ele esta, e pedem para que não diga.

Fiz careta preocupada.

-Ih.. falei. Para ele, Me desculpa..

Ele riu. -não.. tudo bem, sei que ele não acreditou mesmo.. olhou para Taylor dormindo.

-eu acho que ele acreditou.. mais. Depois do que ouve hoje não. Sorri.
Ele me olhou.

-Estou feliz por estar aqui. Percebi o quanto ele mudou.. hoje foi a primeira vez que consegui conversar com ele como uma pessoa normal.. faz muito tempo que isso não acontece. Senti saudades desse meu amigo..

-Vocês amigos?

-É.. por isso não sai daqui, uma vez prometi que estaríamos sempre juntos, prometi de irmão para irmão. Mais.. acho que ele nem se lembra mais.. porque vivia me mandando Embora.. é estranho, percebia que cada vez mais me distanciada mais dele, e quando percebi que estava sendo, somente o funcionário. Serio.. demorou muito pra cair a ficha. E foi muito ruim quando caiu E eu ainda estou aqui. Sorriu.

-o ótimo amigo é assim Roger, você viu como ele precisava de você e continuou.

-E chegou você.. sorriu. -Serio te agradeço muito por isso.. só de ver o quanto ele mudou em uma semana, me motiva apensar no que ele pode melhorar em um mês. Riu.

-Fico feliz por saber, também estou pensando da mesma forma que você..

-Eu estou impressionado com a sua facilidade.. riu me contagiando.

-acredite, eu também estou. Ri.
Ele olhou o relógio. -Vou precisar ir, tenho um encontro essa noite. Deu um sorriso maroto.

-Nossa! Que ótimo! Quando vai trazer para a familia conhecer?! Brinquei.

-Em breve.. falou se levantando.
Se despediu de mim e saiu.

Depois que ele saiu. Me abaixei perto da cama vendo Taylor dormir. Sequei suas lágrimas ele chorava dormindo.

 Eu deveria me preocupar mais notei que estava mais preocupada doque deveria. Olhei para baixo pensativa.
-Anny..

Olhei para ele -Oi..?

-Eu estou me sentindo muito mal.. a culpa toda foi minha.. vi mais lágrimas cairem.

-Não chora Taylor.. a culpa não é sua. Para com isso.. não liga pra eles.. todo mundo esta abalado, precisavam por a culpa em alguém para se sentirem melhor.. não chora. Sequei suas lágrimas.

Ele indagou tentando parar de chorar.
-Vamos, levanta um pouco. Ficar na cama não vai te ajudar, não vai te fazer bem.

-Eu quero ver o Santos.. disse ainda deitado.

-Calma, tenta ocupar sua mente, ele já esta fora de risco, vai ficar bem, mais não pode passar emoções fortes agora. Vamos trazer ele pra ficar com você assim que puder sair do hospital, ok?

-ta.. falou e se levantou aos poucos.
Sentei no sofá vendo que o jogo havia acabado e começaria o programa de fofocas.

Ele foi até o banheiro e falei alto para que ele ouvisse.

-Que ótimo! Vamos ver oque vão inventar de você desta vez. Ri.

Começou a aparecer a entrevista que Taylor havia feito. Quando acabou a entrevista aquele apresentador e aquela apresentadora. Começaram a conversar sobre tudo que envolvia Taylor. E ele veio se sentar no sofá interessado no resultado da sua mudança. Querendo ou não dependia da boa visualização da mídia para dizer que ele havia mudado. Ouvimos atentos.
-é.. notamos que a mudança foi radical. Riu o rapaz.
-Ele esta mais lindo do que nunca! Disse a garota do seu lado totalmente animada.

E comemoramos batendo nossas mãos.

-Mais, oque será que motivou sua mudança tão repentina? Perguntou o rapaz.

-e! Ele diz que é por causa do assidente com a perda de sua amiga, mas... ele também disse que havia outro motivo e que não diria.. Falou a garota olhando para o rapaz. -Será que a alguém envolvido? Falou curiosa rindo.

Fiquei sem graça prestando atenção. Nem ousei olhar para ele depois dessa.

O apresentador riu. -Talvez uma garota nova no pedaço?! Olhou para a camera e completou olhando para ela. -pode ser, no meu caso seria, e no seu?!

-Bom, no meu caso seria um garoto novo no pedaço! E poderia ser ele! Riu.
Ri sem graça, der repente me esqueci da Tv. tendo uma grande ideia. Isso poderia fingir ser verdade. Um dos contratos daquele filme que queriam Taylor, dizia que ele precisaria fingir um relacionamento com a sua co-Estrela. Seria uma ideia ótima!

Me despertei prestando atenção novamente na tv tentando entender oque ainda falavam.

-Taylor! Tive uma grande ideia!
Olhei pra ele sorrindo. E seu rosto estava todo corado. Não entendi porque. Oque eles falaram que eu perdi?!

Mais Ignorei porque a minha ideia era ótima e deveria contar.
-qual? Perguntou calmo.

-Já sei oque fazer a respeito do que eles disseram no começo. Podemos dizer que eles acertaram! Você aceita aquele projeto. E automaticamente isso vai fazer com que pareça tudo que eles estão dizendo ser verdade! Falei empolgada.
Ele me olhou confuso.

-Oque foi? Perguntei vendo ele parecendo não gostar da história.

Ele olhou para Tv e me olhou. 
-Há.. sei la, não acho que precisamos de tanto..

-Sim! Precisamos. Eles já estão esquecendo todos os problemas que você causou! 

  Fiquei feliz! 
Não via a hora dos meus amigos e a minha chefe ouvir aquelas notícias!
Fiquei eufórica e me levantei pegando o telefone. -Vou ligar para eles agora! Quanto mais rapido melhor!   
E ele estava meio lerdo ainda pelo oque ouve, e se mostrou confuso sobre aquelas decisões. Se apoiou no sofá me vendo telefonar.



(Continua...


GOSTOU?  DEIXE SEU COMENTÁRIO!
Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho dos outros deixando um comentário.

5 comentários:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA