25 fevereiro 2015

Fanfiction: Twinigt – Capítulo 4


         Eu não tinha acreditado no que acabava de ouvir. Ele torcia por mim e por Embry. Claro! Como ele não torceria? Meu Deus aquelas palavras atravessavam meu coração como facas.

         Ao desligar o telefone eu não chorei. Ao contrario disso eu torcia por uma ligação de Embry. Não ia parar a minha vida, definitivamente. Ia seguir o conselho de minha mãe.

         No dia seguinte, Domingo, resolvi ficar o dia todo no quarto. Não sai pra nada! Minha mãe tinha ido novamente na casa de Charlie. Estava estranhando essa amizade dos dois, apesar de nossas famílias serem unidas a muito tempo. Tudo bem, minha mãe precisava viver e eu também.  Assim que ela saiu eu fui comer alguma coisa. Foi quando eu ouvi o meu celular tocar.


- Alo? - disse sem saber quem era.

- Jen? É o Embry! - ele disse empolgado. - Pode falar agora?

- Claro que sim! - disse com a voz envergonhada.

- Ahm.. Bom, estava pensando em ir ao cinema hoje. Você me acompanha? - ele disse um pouco nervoso.

Por um instante lembrei da conversa que tivemos em frente a casa de Jake.

- Ah sim, claro. Ahm... Hoje a que horas? - eu perguntei.

- Ahm, pode ser às 17hs? - ele disse.

- Sim, pode ser! Onde nos encontramos? - eu perguntei.

- Eu passo ai! Mas podemos ir com o seu carro? Desculpe eu não tenho o meu ainda... - ele disse tímido.

- Claro que sim! Não tem problema. - disse rindo.

Eu tomei banho e não sabia o que vestir. Estava um pouco nervosa, admito. Mas como Embry não era o homem o qual eu imaginava em meus sonhos, eu não estava tão nervosa assim...

Estava fazendo uma trança em meu cabelo quando o meu celular tocou. Era Jacob.

- Oi Jake. - disse normal.

- Oi Jen.. Ahm e ai tudo bem? - disse desconcertado.

- Sim, tudo... - eu disse sem querer muito papo.

- Ahm... O que vai fazer hoje? Podemos ver um filme. - ele disse animado.

Jacob sempre vinha em minha casa nos finais de semana e assistíamos um filme comendo pipoca. Só que desde que Bella voltou para Forks não fazíamos isso com tanta frequência.

- Jake eu vou sair. Hoje eu não posso, desculpe. - eu disse desanimada.

- Sair!? A essa hora? Nossa você nunca... - ele disse e eu o interrompi.

         Neste momento eu estava brava, com raiva dele, com raiva dessa nossa amizade que seria eterna, mas não o suficiente pra mim. Estava cansada desse amor platônico. Cansada...

- Jake vou ao cinema com Embry, ok! Por isso vou sair a essa hora... Alias, estou atrasada. Depois nos falamos! Bye! - disse em tom acelerado.

- Ok Jen, bye. - e desligou.

         Embry chegou pontualmente. Estava bonito e tímido. Na hora em que o vi eu senti meu estômago revirar. Estava nervosa, estava realmente nervosa. Meu primeiro encontro depois do que tive quando tinha 10 anos. Que engraçado e triste... Eu ri por dentro.

         Ficamos o filme inteiro tensos. Dava pra sentir. Comemos pipoca e nossas mãos se esbarravam o tempo todo. Ele era quente, quente como Jacob. E mais uma vez eu pensava no Jake. Pensava nele a todo momento. Pensava que era ele quem eu queria ali, comigo.

Chegamos na porta de minha casa e nos despedimos.

- Jen, foi ótimo. Obrigada pela companhia e... - Embry disse tocando meu braço.

- Eu também gostei muito Embry. - disse tímida.

         Nos abraçamos e entrei em casa. Naquela noite eu entrei no meu quarto e suspirei bem fundo. Pensei na noite que tive com Embry e em como ele poderia me fazer bem.

         Estava ali em meus pensamentos quando as pedrinhas começaram a quicar na minha janela. Neste momento eu gelei...era ele.. Jacob... Foi quando pensei: porque, porque não posso viver minha vida em paz sem esse sentimento que me consome? Estou pela primeira vez em anos pensando em outro cara e até neste momento ele atrapalha...

         Era tarde quando abri a janela e Jacob entrou em meu quarto.

- Jake você está louco? Minha mãe me mata e te mata se vir você aqui a essa hora! - eu disse brava.

- Desculpe vir aqui a essa hora sem avisar e sei que está tarde... Mas... - ele disse com cara de choro se aproximando de mim.

- Mas o que foi Jake? Aconteceu alguma coisa? - disse preocupada.

- Não, não.. Nada... Eu só queria te ver... Afinal nos vemos todos os finais de semana e... - ele disse quando eu o interrompi.

- Não é verdade. Não nos vemos mais todos os finais de semana. Você tem muita coisa pra se preocupar ultimamente. - eu disse e ele sabia que eu estava me referindo a Bella.

- Eu sei... - ele disse cabisbaixo e se aproximando mais de mim.

- Jake eu preciso dormir. Amanhã tenho aula e depois vou para a loja. Se não se importa, por favor... - disse apontando pra janela.

- Jen, antes eu preciso saber de uma coisa... Não quero te atrapalhar mais, mas antes preciso ter certeza... - ele disse muito perto de mim.

- Ter certeza do que? - eu disse sendo interrompida pelo melhor beijo do mundo.

Foi um momento mágico. Palavras não descrevem o que senti. Era quente, arrepiante. Todas as partes do meu corpo estavam na mesma temperatura que ele. Foi gentil, calmo, mas intenso. Ele me abraçava e eu fazia o mesmo. Sonhei com aquele momento por toda minha vida.

Ele se afastou de mim rapidamente. Olhou bem nos meus olhos por uns segundos e disse o que eu não esperava ouvir:

- Jen, sinto muito.

***POV Jacob***

         Foi incrível. Muito melhor do que eu poderia imaginar. Eu estava nervoso. Não sabia o que fazer e enquanto isso eu a abraçava mais e mais. Mas depois de voltar a sã consciência eu me afastei dela.

         Jen me olhou sem falar nada. Não sabia o que dizer. Claro que não sabia.. Seu melhor amigo ali, beijando-a...

- Jake não entendo... - ela disse.

- Jen, eu sinto muito. Eu estou bem confuso e não sei o que falar.. Eu já vou embora...- disse me afastando cada vez mais.

Eu pedi desculpas e sai como um furacão pela janela.

         Chegando em casa fui direto pro meu quarto e não pude dormir. Eu não posso fazer isso com a Jen. Não posso magoa-la! Estraguei toda a nossa amizade por uma dúvida estúpida e por seguir os conselhos do meu pai! Há dias ele me perguntava se eu tinha certeza que não gostava da Jen não só como amiga... Dizia para eu esquecer a Bella e que Jen era a garota certa pra mim.

Mas e Embry? Era meu amigo! Não podia fazer isso com ele!

Naquela noite eu tinha certeza que não tinha certeza de nada.


2 comentários:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA