14 março 2015

Fanfiction: Ela é para o meu irmão - Cap 23



Capa/Fic: Jessica keli TLM

pov de Makena.
Ficamos um bom tempo no trânsito que estava totalmente parado, ouvíamos sons de buzinas, Nanda e Sandra estavam no banco detrás.

-Pai, oque aconteceu na pista?

Respondeu. -Não sei, vim por outro lado e lá esta normal..

Perguntou Nanda.
-será que aconteceu alguma coisa?

-Dã! É óbvio né!
Sandra respondeu.



Nanda resmungou. -Ih, chata.

Os carros andavam de pouco em pouco.
-Nossa que impaciência..  
respondi batucando os dedos no carro.

Andamos mais um pouco e ouvimos os bombeiros gritarem organizando a pista enquanto os outros terminavam de apagar o fogo.

 Ao chegar a nossa vez de passar, ficamos atentos olhando.
-Ai meu Deus!    Dizemos em couro.

E meu pai quis olhar também.
Gritei.  -É o carro da irmã da Emili!!

Perguntou meu pai.
-Oque?!

Sandra se desesperou.
-Ai meu Deus quem busca a Emili é o Trevan!!

Gritamos querendo sair do carro.
-Ai meus Deus a Emi!!

-Para o carro Tio! -para o carro pai! -Vai para no canto! -Deixa agente descer aqui! 

Gritou. -Calem a boca!!!
Nos assustamos.

-calmem! Nervosas não vão conseguir ajudar em nada.
Disse ele chegando com o carro para o lado.

E saímos apressada antes mesmo de desligar o carro, havia fumaça por toda parte E confirmei que era sim eles no carro por ver a bolsa da Emili do lado e me desesperei.

Perguntamos onde estavam, mas ninguém nos respondia passando apressados.
Vi que haviam acabado de apagar totalmente o fogo. 
Me abaixei para passar pela a faixa e peguei a bolsa da Emili chorando assustada com tudo.
-hey mocinha não pode ficar aqui..

O bombeiro me arrastou, tentei olhar para o carro que estava todo queimado e paravamos todos que passavam na esperança de alguma resposta.
Chamávamos muito com o.pensamento" Emi morreria? Como!??!"

Não estava acreditando no que estava acontecendo! Meu pai foi falar com o bombeiro responsável e prestamos atenção de longe. 
Todos os bombeiros se afastaram do carro então Pulamos  as faixas correndo até o carro com muito medo do que poderíamos ver.
 Chegamos perto do carro tapando o nariz pela fumaça.

Choravamos sem controle e Solucei quase sem forças.  -não vou aguentar olhar Nanda.. olha você.

-Eu não vou conseguir.. não acredito nisto..

Sandra se aproximou da janela do carro olhando para dentro.
Meu pai gritou.
-Makena!

Olhamos e o bombeiro acenou.
Olhamos para Sandra sorrir.
-não tem ninguém aqui..

-Vamos, estão chamando agente!
Corremos aliviadas ate eles.

-a garota e o rapaz estão neste hospital aqui, sorte que uma ambulância passava na hora do acidente. Se chegassemos um pouco tarde teria acontecido uma tragédia.
 Disse entregando o cartão para o meu pai.

-Ai meu Deus!!   Dissemos felizes nos abraçando.

-Mais o estado deles é critico. A batida foi muito forte, inclusives na parte do passageiro.
 Ficamos preocupados.

Meu pai pegou o cartão. -Obrigado, vem vamos lá.

Corremos depressa para o hospital. Esperamos respostas na recepção enquanto meu pai resolvia tudo.

Perguntou Sandra com lágrimas nos olhos.
-Será que ela esta bem?

-eu estou tão feliz e ao mesmo tempo triste, pensei por um momento que.

Não consegui terminar a pronúncia e chorei, Sandra e Nanda me abraçaram.

Uma enfermeira chegou há recepção.
-estão no penúltimo andar no CTI.

Perguntamos Assustados -CTI?!

Disse ela com cautela.
-Eles não passam muito bem..

Fomos ao elevador até o penúltimo andar.
 Tivemos que esperar todos os exames serem feitos pelos médicos e minha tensão estava cada vez mais forte.
 Ruí todas as minhas unhas pelo nervosismo.

Depois de duas horas, meu pai resolveu ir lá em baixo ligar para minha mãe e tínhamos que avisar Adria.
 -Querem comer alguma coisa?

Não respondi por estar em choque.

-Não tio, obrigado.. estamos sem fome..

-Vou ir lá em baixo, qualquer coisa me liguem..

Sandra perguntou para mim. 
-quer ligar para o Taylor?

Respondi imaginando como ficaria preocupado.
-Não consegui ligar para ele, chama e não atende..

Elas se intristeceram.
Caiu minha ficha.
 -Nossa.. quando a mãe dela souber..
 Voltei a chorar.

O médico saiu do quarto e levantamos apressadas.
-Boa noite.

Respondemos. -Boa noite..

-Fiquem calmas eles estão fora de perigo, mais a menina teve uma batida muito forte na cabeça, é normal eles estarem desacordados, mais ela terá que fazer mais exames..

Nos preocupamos.

-Eles estaram em coma induzido e depois irão acordar sozinhos, iremos ver os resultados do primeiro exame para ver se não ouve seqüelas. Porque aparentemente só tem arranhoes, esfoliações pelo corpo. Em breve darei mais notícias sobre os exames.

Voltamos nos sentar e me levantei rapidamente ao ver meu pai entrando do lado da minha mãe.

-Mãe!!     Fui abraça-la chorando ainda mais.

Perguntou.  -Você esta bem?

-Mãe ela esta viva! E o Trevan também!

-que ótimo minha filha.. seu pai me contou, imagina o susto que tomamos quando ficamos sabendo pela televisão..

Abri os olhos assustada,
-o Taylor já esta sabendo?!

Ela olhou para o meu pai.

-oque foi mãe! Me responde, onde ele esta?

-lá em baixo, eles não sabem que Trevan e a Emi estão aqui..

Fiquei confusa. -porque não?

Ela sorriu olhando para o meu pai.
-Eles estão na enfermaria..

-a Adria esta passando mal? Vamos lá avisar a eles dois.
Ameacei a dar o passo.

Minha mãe me impediu e olhou para o meu pai.

-Como eu vou dizer isto a ela Daniel?

Ela me olhou, -ha.. então Makena, a Adria passou mal..

Meu pai cortou. -e o Taylor esta na enfermaria porque passou tão mal quanto ela..

Ouvi as meninas rirem atrás de mim e fiquei surpresa.
-Sério?

(...)
 Entramos na sala da enfermaria. Adria estava acordada olhando para o teto ao ouvir nossos passos nos olhou com lágrimas nos olhos. Ela começou a chorar baixinho e o Taylor abriu os olhos olhando para nós e se virou para dormir.

Sussurrei.  -Calma Adria..
Sorri.

-Porque esta rindo?   Enxugou as lágrimas.

A enfermeira prestou atenção enquanto ia por remédio na veia do Taylor.

-A Emi esta no CTI lá em cima.. esta viva!

Seus olhos abriram.
-eu quero ver minha irmã.
Tentou se levantar.

Meu pai respondeu. -Não, espera.. no momento ninguém pode ve-la, então descansa..

Perguntou assustada.  -E o Trevan, cadê ele?

-Também esta fora de perigo e a Emili esta bem.. fica tranqüila.

Ela se aconchegou mais aliviada.
A enfermeira veio e colocou o remédio na veia de Adria e sussurrou em meu ouvido.

-O rapaz esta falando este nome o tempo todo, é melhor você dar a notícia a ele.

 Adria se mostrou sonolenta e se virou para dormir. Meu pai minha mãe decidiram ir lá em cima saber o estado da Emili para ver se seria preciso ligar para sua mãe.

Fui até ao Taylor e notei que estava entupido de calmantes.
O olhei estranhando seu semblante muito lerdo, e a enfermeira parou ao meu lado o olhando e sussurrou.

-desculpe, ele estava muito nervoso, o médico receitou o mais forte..

-Tudo bem, ele já é meio assim, não faz muita diferença.
E ela me olhou rindo baixinho e se retirou.

Cheguei mais próximo dele.
-Taylor?

Ele arregalou os olhos. -huum?
E ri da suas expressões.

-você esta bem?

-Não..   sussurrou.

-passou mal porque?

Ele pareceu se lembrar e colocou as mãos no rosto parecendo que iria chorar.
-A Emi.. 

Não resisti e liguei a camera do celular me segurando para não gargalhar e assusta-lo.
-oque tem a Emili?

-ela estava no carro.. não estava?

-Não.

Arregalou os olhos levantando um pouco a cabeça. -Não?

Ri baixo. -não.

Perguntou confuso. -e oque aconteceu? Fui eu que bati o carro?

Bufei segurando a risada.
-não, por isso estou te perguntando porquê passou mal..

Ele encostou a cabeça novamente.
-É porque.. há não sei.. ela esta bem?

-ela esta ficando..

Perguntou assustado. -com quem?

Ri. -Taylor, você entendeu minha resposta?

-Não.. eu estou estranho..
Ri das suas expressões confusas.

-lembra como veio parar aqui?

-mais ou menos.. pensei que a Emili tinha morrido..
Passou as mãos no rosto de novo.

-E ai oque aconteceu.

-ai eu fiquei fraco.. só lembro disto.

-hum.. mais você ficou assim por causa da Emili?

-Fiquei.. pensei que ela tinha ido para longe..

Ri. -Para longe?

-É..
Sua lágrima caiu e segurando o celular enxuguei com a outra mão.

-Agora ela esta viva, oque vai fazer?

Seus olhos mostravam-se pesados parecendo lutar contra o sono.

-Agora eu vou casar com ela.
Tentou sorrir quando gargalhei.

-ual! Serio Taylor?!

Ele sorriu totalmente lerdo.
-Só se ela quiser..

Fechou os olhos aos pouquinhos.
-Taylor? Taylor?

-porque quer casar com ela? Você ama a Emi?

Ainda de olhos fechados disse.
-Não vou responder isto, estou assim mais ainda estou lembrando das coisas, tá..

Ri, -sim ou não?

-sim não, sim.

Ri.
-Não que não vai responder ou não que não ama? Ou Isto por acaso é um código?

Ele estava parecendo uma criancinha hahhahhah
-Sim..   tentou abrir os olhos.

-Há. Ok..

-Você tem que ficar bom para falar com ela.. não fica nervoso que ela esta bem..

Respirou fundo e voltou a dormir.
Desliguei o celular e fiquei de olho nos dois que estavam muito maus.

(...)
 Fiquei o dia inteiro lá e não sairia de lá de jeito nenhum!

 Meus pais entraram em contato com a mãe de Emili e ela estava vindo depressa a Los Angeles.
-Filha você precisa comer, dormir, tomar banho..

-Mãe não quero sair daqui sem ver a Emili.
-Eu também tia.
-E eu também.

Dissemos as meninas e eu.

-Vocês por acaso quando ela acordar irão abraça-la jogando bafo e com cheiro ruim de baixo dos braços?

Falou minha mãe fazendo a gente trocar olhares.

-Acho que ela não vai se importar..
Riu Nanda.

-É, com certeza ela vai dar um pulo da cama quando sentir o cheiro de vocês, anda vamos, se não ainda coloco todas vocês para irem a escola.

-Haa não tiaa.. -a não mãe -não tia! a gente vai tomar banho, ta.

Rimos e fomos interrompidas pelos médicos saindo do CTI com o Trevan na máca ele estava com corativo na testa.
Gritamos. -Trevan!!

E o  médico pediu silêncio enquanto os outros médicos levavam ele até o quarto.
 Ele estava aparentemente dormindo e o médico nos explicou.

-Ele esta indo para o quarto este quarto.

Entregou um cartão a minha mãe e completou.

-ele já acordou e passa bem, só precisamos que ele.descanse um pouco e daqui a pouco poderam ve-lo.

-Toma Makena, entrega a Adria quando ela sair da enfermaria e avisa que o Daniel conseguiu entrar em contato com a familia dele e o primo dele esta vindo pra cá.

-ta..
Guardei o cartão no bolso.

O médico ia saindo e minha mãe perguntou sobre a Emili e nos preocupamos com o seu semblante.

-o caso dela é muito mais grave.. tivemos que repetir uma série de exames, por que olhamos alguns quadros que apontam que a batida na cabeça foi muito forte e poderá provocar alguma seqüela.

Ficamos assustados e me desesperei.

-Sentimos muito.. ainda não temos certeza de nada.. iremos esperar os resultados dos novos exames e torcer para ela acordar sozinha.. pelo oque vimos o risco dela é muito grave..

Fiquei em transe imaginando um monte de coisas assustadoras, não queria perder minha amiga!!

-Ela esta com uma pequena fratura no pé e já providenciamos gesso.. qualquer resposta prometo passar á vocês..

Respondeu meus pais.
-Esta bem.. obrigado..

Lembrei do tempo que estavamos juntas, no primeiro dia em que conheci ela e jogamos juntas, no dia da festa na casa de Sandra fazendo-me desesperar cadavez mais.
 E se ela não acordasse mais?
Fiquei o tempo todo em transe sentada no banco do corredor daquele hospital todos em silêncio e já estava de madrugada.
 Não aceitaria perder minha amiga assim! Olhei todos sentados quase dormindo e por um momento me senti revoltada.
 Não sentia sono, nem fome, nem sede e todos estavam muito calmos menos eu.
Me levantei indignada indo ao banheiro molhar o rosto em silêncio e Nanda entrou no banheiro.

Olhei-me no espelho e ela disse.
-Queria dormir assim passaria o tempo rápido e quando acordasse saber que ela acordou..

Respirei fundo irritada com todos eles por estarem calmos. Por um momento passei a julga-los.

-Taylor acabou de subir, ele já esta normal..

Continuei em silêncio.
-Makena você esta bem? Fala alguma coisa.

Falei irritada. -oque quer que eu fale? Ninguém esta se importando com a Emili tanto quanto eu!

Ela se assustou.
-Calma Makena eu também estou me importando.. eu estou aqui.

Respirei fundo não me reconhecendo saindo do banheiro apressada, passei por eles sem olhar para nenhum deles e peguei as escadas e as desci em meio as lágrimas que tentava secar, precisava fazer algo para me distrair, tirar aquela raiva de dentro de mim.

Terminei de descer as escadas e fui até ao banco que ficava no pequeno jardim ao lado de fora do hospital, olhei o relógio e era 4:40 e comecei a chorar feito criança, com toda vontade que tive para tirar a dor do meu peito.
Ouvi passos se aproximarem e não me importei em parar de chorar.
 E sentou-se alguém do meu lado e não me importei em olhar.

-Eu sei oque esta sentindo..
Disse meu irmão.

Respondi fria olhando para baixo. -Não, você não sabe.

Ele respeitou minha raiva ficando em silêncio.

Se aproximou me abraçando e senti vontade de chorar ainda mais e o apertei sentindo suas lágrimas cairem em meu ombro e choramos juntos jogando todas as nossas dores para fora..
GOSTOU? COMENTE SOBRE O CAPITULO!

10 comentários:

  1. Eu simplesmente amo essa fanfic, mas por favor Emi tem que viver sem sequelas!! Snif snif

    ResponderExcluir
  2. Continuaaaa! E a emi nao pode ficar com seqüelas!

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus , fic tá mais que perfeita , continua logo

    ResponderExcluir
  4. Meu Deus , fic tá mais que perfeita , continua logo

    ResponderExcluir
  5. Ai meu Deus, coitada da Emi, coitado do Trevan, a Makena ta tão triste, acho que dessa vez ela vai.intervir na relação do Taylor com a Emili, ele tem mais é que pedir ela em casamento mesmo! Continuaaa...

    ResponderExcluir
  6. Continua.Quero ver que a.Emili vai ficar bem.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA