19 março 2015

Fanfiction: Every Detail - Capítulo 7


Texto/Fic: Joseana Xavier.
Capa: Marih Ioshida.
Beta/Correção: Joyce Cruz.

- Luma me fala que você está bem...

Ele perguntou em tom de preocupação. Eu estava com raiva por ele desconfiar de mim. Estava com medo também... medo de perdê-lo... de nem ter mais sua amizade, pelo menos.

- Luma, pelo amor de Deus! Fala que você está bem, por favor! - Taylor falou ainda com tom de preocupação. Fiquei em silêncio - Eu não aguento ver você assim... Você está fazendo aquelas coisas de novo! Não faça isso, por favor!!! Pelo amor de Deus! - Ele estava implorando e eu tentando processar tudo aquilo. Paul ficava me olhando enquanto eu o encarava.

- Não dá! - Sussurrei e saí correndo, seguindo uma direção qualquer rumo à minha casa. Subi correndo, pois vi o carro do Paul parando bruscamente na frente do prédio. Ele e Taylor saíram apressadamente do carro, e foi, então, que corri mais ainda para fugir deles... quando abri a porta, não vi ninguém na sala, a princípio. Porém em seguida, apareceram Bia e Demi.


- O que... - Não deixei que elas falassem nada e fui para meu espaço. Corri e peguei as chaves reservas no meu quarto. E quando estou indo para a sala, lá estava eles, ainda subindo. Eu tive tempo de correr e trancar a sala. Eles ficaram batendo para eu abrir:

- Bia e Demi, vão procurar a chave reserva! – Ordenou. Ouvi os passos dela e os de Taylor andando de um lado para o outro, nervoso.

- Não encontramos! - Disse Demi.

- Procuramos por tudo quanto é canto... - Explicou tentando não ficar nervosa.

- CADÊ A POR... - Não quis ouvir. Liguei o som no volume máximo. Nesse momento, ouvi Taylor esmurrar a parede.

Então, comecei a dançar sem parar. Caso sentisse alguma dor... eu suportaria. Queria me acalmar, esquecer o que ocorreu. Queria esquecer que estou aqui, que estou viva e deixar tudo de lado... eu só queria dançar! Fiquei dançando por 2 horas, enquanto eles tentavam fazer-me parar. Mas, eu não parava. Foi então que...

- LUMA, ABRA ESSA PORTA... – Paul disse tentando parecer calmo. Houve um silêncio por algum tempo. Tudo o que podia ouvir era a música ligada enquanto eu só dançava...

- Luly... - Parei de dançar e desliguei o som. Ele me chamou... depois de tanto tempo ele me chamou... Taylor ainda se lembrava do apelido que ele havia me dado quando eu era pequena. Uma vez, enquanto brincávamos, ele encontrou uma boneca, então, eu dei à essa boneca o nome de Luly. Essa boneca era a minha favorita. Até que um dia, essa boneca sumiu. Eu chorei muito... Então, Taylor falou: "Quer saber? Você é a minha Luly!" Parei de chorar na mesma hora! A partir daí, ele só me chamava de Luly. Mas, depois que ele começou a namorar, tudo mudou! Prefiro nem citar nomes...

- Luly, abra a porta! Fale comigo... eu preciso de você! – Fungou. Ele está chorando? Não pode ser! - Eu quero você aqui comigo... vem?

Ficamos em silêncio por um instante, e foi aí que decidi algo...

Abri a porta e todos suspiraram aliviados. Porém, puxei somente a Bia e a Demi para dentro da sala...

Continua...

4 comentários:

  1. Continua.Quero verbo que vai acontecer no próximo capítulo.

    ResponderExcluir
  2. Continuaaaa! Mas os capitulos são muito curtos pode fazer um pouco maior por favor? E a fic ta perfeita!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA