24 março 2015

Fanfiction: A filha do chefe – Cap. 31-Sobrevivendo e recomeçando -FLACH BLACK


Assim que o avião decolou, eu pensei que não ia sobreviver meu coração doía tanto e eu pensei que não tinha mais lágrimas pra chorar mas a cada lembrança eu conseguia me surpreender com um punhado de lágrimas até que uma moça sentou ao meu lado e começou a puxar conversa comigo.

-Vodka? -ela me ofereceu em francês.

-Eu pensei que bebidas alcoólicas fossem proibidas em aviões? -lhe respondi prestando mais atenção nela.

-Á brasileira! - ela me deu um sorriso tão sincero e comovente que não tive como não retribuí-lo.


- Eu amo o Brasil, pais maravilhoso e respondendo a sua pergunta não,não é proibido as aeromoças só não oferecem  -ela explicou sentando do meu lado.O avião não estava tão cheio. -além do mais vejo que você precisa mais que eu! -completou a frase num português meio enrolado.

- Merci. -disse pegando a garrafinha de sua mão e entornando o liquido de uma vez só.


-A propósito meu nome é Alice!


-Elena.

Apresentamos-nos e começamos a conversar,quer dizer Alice falava muito mais que eu até que na terceira garrafinha de vodka comecei a me soltar e ai sim engrenamos a nossa conversa. Alice como eu era ex-modelo mas sua profissão atual era de professora,seu sonho desde pequena,ela me contou quase a vida dela toda ,o voo até paris foi longo.

                 XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


Manoely colocou o melhor apartamento que a agencia tinha a minha disposição. Era sócia da Analy model's e ainda melhor amiga de Alice. Meses depois de está em solo Parisiense e de ter assumido o cargo que Manoely queria me descobri grávida do homem que eu amei e continuo amando no começo tive dúvidas em continuar com a gravidez, já que ser mãe naquele momento não seria nada fácil. Mas aquele filho seria a comprovação de um grande amor e Alice me convenceu disso.

Tentei contar varias vezes ao ligar pra minha mãe, mas acabava desistindo ao saber das novidades de lá. Taylor estava noivo. Então eu mentia e continuava tocando a minha vida sendo mãe solteira.

Vitor quando nasceu era uma criança muito doente não aguentava todo o clima do centro de Paris,que era onde nós morávamos,então Alice madrinha do Vitor me sugeriu.

-Porque você e o seu filho não vem morar comigo?!

Eu aceitei.

Alice morava num bairro mais afastado da cidade era longe de tudo que eu necessitava - como o meu trabalho, shopping e tudo mais - mas foi onde Vitor ganhou mais qualidade de vida e deixou de "visitar" o hospital um dia sim outro não. Hoje não moramos mais com Alice - não que ela não quisesse, mas eu acho que já é hora de recomeçar sozinha de novo- tenho o meu próprio apartamento onde moro com meu filho Vitor de 3 anos


2 comentários:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA