26 março 2015

Fanfiction: Projeto ESTRELA - Cap 8


                                   Capa/escrito por: Jessica keli - @jessica_keli TLM
PERSONAGENS DA FANFIC

Taylor me encarava o tempo todo. Ele ja estava muito irritado comigo antes, agora parecia muito mais.

 Em sua frente estava Marie e ela estava de costas, Parecia nem ter me visto.
 E então ela olhou para a direção que Taylor olhava. Caramba. Como queria desaparecer!!

-Anny.. oque foi?    Perguntou Fernando.


E cortei meu olhar para Fernando. Mais ele virou seu pescoço para saber oque eu tanto olhava, será que consegui disfarçar meu nervosismo?

 Ele se virou respirando fundo.
-é muito estranho isso.. oque há com esse cara?

Olhei para os lados sem graça e olhei rapidamente para ele.

-vou ao banheiro..   peguei minha bolsa.

Respirei fundo me levantando.
  Me olhei no espelho. Passei um pouco de água no rosto. Me Preocupei com a maquiagem. Retoquei E me encostei na parede. Não queria sair dali nunca mais.

Eu não sabia mais oque pensar! Parecia que Meus neurônios estavam todos dormentes.

-Que burra eu estou sendo!   Pensei alto olhando para cima.

-É, esta sendo.      Falou Taylor entrando pela porta.
Como sempre, ainda com um pedacinho da sua falta de disciplina. Estavamos no banheiro feminino.

Olhei assustada.
Ele parecia bem bravo comigo agora.
-é bem eu que não presto, não é mesmo? Ou vai dizer que isso foi um troco?     Falou.

Indaguei.
-Taylor, eu gosto de você.. mais. Me entenda, não poderíamos ficar juntos.

-Porque? Por causa do engomadinho lá fora?

-Não,  Taylor. Você precisa saber que não posso ficar com você, porque estou fazendo meu primeiro trabalho e se eu fizer isto será o meu fracasso! Mostrarei a todos que você só mudou porque se interessou por mim..

comecei a chorar me encontrava sem saídas.

Ele me olhou parecendo nenhum  pouco comovido.
-Se gostasse mesmo de mim, largaria tudo isso pra ficar comigo!

-E se você mudasse de novo?! Oque eu faria da minha vida?!?

-Você não pensaria nestas coisas se gostasse!

-Taylor! Eu te amo! Te amo muito! Mais não posso largar tudo que construi minha vida toda!

Se alterou.  -Aé. Ok, mais, é assim que você diz que me ama?! Saindo com outro?!

-Eu tenho! Eu preciso esquecer você!! Você pode não ser alguém pra mim!

Ele me olhou com raiva.
-E aquele idiota lá fora é, né?!    Gritou.

Se aproximou do meu rosto.
-Olha só! Eu irei mudar tudo de errado na minha vida!! Começando por você! Eu irei seguir todas as regras! irei fazer tudo certo! Até doarei sangue de tão limpo que será!! E eu vou te mostrar!!Que mudei porque quiz!! E que mudei por vontade de própria!! E não pra ficar com você!! Porque agora, eu vou mudar completamente porque quero!! E eu. quem não quero mais Você!! Chega de ser otário!!

Indaguei segurando as lágrimas.
Ele se afastou. -Eu fui muito babaca! Enquanto escrevia uma merda de musica você estava com esse filho da puta!      Respirou fundo. -Fica com ele agora! Se ele é o cara perfeito pra você!    

Falou tentando baixar o tom de voz.   -eu sou pouco pra você.
Me olhou pela última vez Saindo apressado.

-Taylor!     Falei desejando que ele voltasse ali. Mais me ignorou.
-Taylor!   Gritei.

E ele não voltou. Chorei muito sem conseguir me controlar. Fiquei alguns minutos lutando com meu próprio olhos, quanto mais tentava parar de chorar mais meu olhos insistiam em deixar as lágrimas rolar.

Ouvi uma batida na porta.
-Anny?   Era a voz de Fernando.

-Oi?   Falei alto.

-esta bem?    Perguntou.
Fui até a porta e abri.

-Nossa! Oque foi?!   Perguntou vendo meu estado.

E o abracei chorando ainda mais.
-Fica calma.. não chora..    falou me abraçando e alisando meus cabelos.

Saímos dali e resolvi contar tudo a ele e ele ficou surpreso.
O carro estava parado na entrada do condomínio.
-Quer que eu te leve até lá dentro?

-Não.. tudo bem..

-Talvez ele tenha razão.. talvez eu seja alguém perfeito pra você..  sorriu.

Respirei fundo. Nao estava com cabeça pra isso, mais ja estava decidida conhecer mais Fernando.

-Talvez..    falei secando minhas lágrimas.
E ele me deu um beijo na testa.

-Boa noite.. a noite foi ótima.. tirando ver você chorando por ele.   Riu.

-Me desculpa, isso não vai mais se repetir.   Tentei sorri.
-estou torcendo por isso..

Saí do carro e fui pra casa. Entrei e Roger estava na sala com a sua namorada. E eles se levantaram.

-Anny!! anny! Olha essa é a Melany. Minha.. minha namorada!    Deu um sorriso maroto.

Taylor saiu da cozinha. Calmo como se não tivessemos discutido.
Sorri para ela. -Oi.. prazer em te conhecer! Você é muito linda! Como se apaixonou por um cara tão feio?!
Ri fazendo ela gargalhar.

-Ha,ha! Muito engraçado. Tá.   Falou Roger.

Ela sorriu.  -estou muito feliz em ve-los. Roger não para de falar sobre vocês dois!

Disse Melany e eles trocaram olhares.

-Você é daqui mesmo?   Estranhei seu sotaque.   Falei.

-Não.. sou do Mexico! Mais moro aqui desdos 16 anos. Ouvi dizer que você é Braseileira..  que mora aqui desde pequena..   riu.

Nossa! Ela sabia muito sobre mim!
Ri sem graça.
 -nossa! Ele falou muito de mim então..

 ri olhando pra ele e ele riu sem graça cortando. -Então.. vamos ir  há um Show.. querem ir? Posso conseguir dois ingressos com um telefonema.

-não.. obrigado..   falei. Mais temi esta com Taylor a sós em casa.
Mais ele facilitou as coisas.

-Então eu vou.
Olhei pra ele. Pelo seu. "Então" a garota olhou confusa e disse.

-mais vocês são nam?
Roger cortou.   -Então. Vamos Mel?

E ela olhou para ele confusa.
-Ha. T..Ta.. vamos.

-Então vou trocar de camisa e já vou com vocês.   Falou Taylor subindo as escadas.


Pov de Roger:
Melany quase pos tudo a perder agora. Ri da sua inocencia. Quando me apressei para sair de lá.

-Oque foi amor? Fiz algo errado?  Perguntou preocupada.

Ri, -não, mais quase.

-Han?! Oque fiz??!

-das coisas que te contei, esqueci de dizer que não deveria dizer a ela.

-Não entendi.

-Ela nem imagina que tenho noção das coisas que veem acontecendo.. e muito menos você. Só te contei porque quero nosso relacionamento totalmente sincero.

Sorri e ela me abraçou rindo.
-Caramba amor, que mico que paguei.    Falou rindo. -Mais porque isso?

-Bom, quer ouvir mesmo?
Perguntei abrindo a porta do carro pra ela.

-A, agora quero. Odeio ficar curiosa! Me conta do início, eu quero saber tudinho!!

Falou enquanto dei a volta no carro e entrei.

-Ta.. mais, nada de sai falando tudo que  você sabe para ela.

Ela sorriu e jurou com os dedos cruzados.

-Bom.. não sei como ou quando começou, mais só comecei a enxergar depois que descobri pelo Taylor, Anny sabe disfarçar muito bem.. bom, não muito agora que sei..

sorri lembrando de tudo.

-Mais vou te contar desdo começo.

 "FLASH BACK"
Depois de chegarmos do hospital, aliviados de Santos estar bem, ouvi um belo som de violão.
Parei vendo ele de costas tocar. Olhei para cima rindo, meu amigo estava de volta!!

Ele olhou pra trás. -Roger?

-Oi?

-Ta ai parado porque? Ta ai a quanto tempo cara?

-Acabei de chegar.. trousse lanche pra você.   Coloquei na mesa e sentei vendo dedilhar.

Me impressionei com que ele tocava.  -Ual! Ficou foda!

-Sério?   Riu surpreso.

-Vai marcar essa entrada.   Sorri.

-Olha oque quero fazer durante a musica.    Falou ele empolgado indo me mostrar no violão.

-Show.

-Só não sei qual dos instrumentos ficaria legal. Depende da velocidade da música.   Riu.

-Po cara, to tão feliz de te ver bem..

Ele sorriu.
-Estava sentindo falta do meu irmão.   Falei

-Eu tenho que pedir desculpas todos os dias pelo que te fiz passar. Me perdoe é sério..  
falou colocando o violão na cama.

-Esquece, ta tudo bem, não sofri nenhum dano. Estou aqui, né?!  Ri.

E ele foi pegar seu lanche. Conversa vai conversa vem. Ele me disse oque havia acontecido, oque eu não deveria ter interrompido. E me fez rir muito disto. Nem imaginava oque estava acontecendo quando fui avisar sobre o telefonema no Ramal da Anny. E eu estava ainda pensando entrar no quarto, nossa! Seria muito constrangedor.

Fiquei surpreso. Mais me preocupei. Como conhecia Taylor. Tinha medo dele sacanear Anny, ela era legal demais pra isso. Eu nunca vi Taylor apaixonado! Até ele confessar.

-A anny me deixa diferente.. eu me sinto bem com ela, eu posso conversar com ela sobre qualquer coisa.. e também nem me importo se acontecer algo errado durante o dia.. porque quando vejo ela.., nada mais me importa.. eu acordo pensando nela e durmo pensando nela. Eu acho que não consigo mais viver sem ela..

Ele falou me deixando um pouco emocionado, ta legal. Eu sou um homem, um ser humano. Eu estava apaixonado também, pela Mel.. sabia bem como ele estava se sentindo. E ele completou.

-E, eu.. pensei que fosse mais um fogo de palha.. achei que depois de te-la do jeito que tive, tudo ia mudar.. até mudou.
Se jogou no sofá.

-Iai?     Perguntei.

-Iai, que to fudido.. ta tudo ficando mais forte.   Falou passando as mãos no rosto.

Ri dele esta preocupado com oque estava sentindo, era normal o medo dele, Anny era uma mulher aparentemente segura E muito objetiva, tirar ela do caminho que pecorria parecia não ser muito facil.

Depois de um dia. Taylor e eu fomos até a gravadora. A ideia dele era louca! Mais boa.

Ele queria fazer uma música em português. E desde quando ele sabia falar português?

-ta louco Taylor?   Perguntei dentro da gravadora.

-Não, estou falando serio. Ta vindo um amigo do Santos que é produtor, vai ajudar agente nisto.

-Ok.. vam bora.    Eu o apoiaria em qualquer coisa que fizesse. Não diria mais não o tempo todo.

Irmãos não dizem não o tempo todo.

Enquanto nos divertiamos fazendo aquela música, resolvi contar pra ele oque na noite retrasada, esperei o rapaz saí.

-Tenho que te contar uma coisa..

-Oque?

-Poderia dizer o quanto ela fica mal vendo você sair com Marie..

Ele riu desacreditado -Ela não fica..

-Como você sabe?     Perguntei.
-Você não enxerga de costas ok, eu sei doque estou falando.

Riu sem graça querendo Não acreditar.
Insisti.  -é serio.. devia pensar nisto.

Falei lembrando do dia em Que Anny tentava disfarçar no corredor do Hotel.
 No dia seguinte. Descubri que Anny adorava Reager e pela letra Era perfeito e os fãs do Taylor adorariam o ritimo.

Cheguei apressado na gravadora. Interrompendo Taylor.

-Taylor. Muda muda, descubri que ela gosta de Reager!
Falei perto do amigo Brasileiro do Santos, Eles se apressaram.

-po, que instrumento usamos pra esse tipo de musica?

-Faz algo diferente, mistura!   Falei animado.

Fernando o Editor veio junto com o dono da gravadora vendo nossa animação.

Taylor se concentrou na guitarra tentando imaginar um som legal para aquela entrada.

Fernando olhava atento. Enquanto conversavamos eufóricos.
Fernando se meteu.

-olha, ficaria bom esse som com trompete ou sax.

Olhamos pra ele tipo. "Oque?  Hahhaha'

E ele percebeu ninguém concordar.   -É.. ou sax. Esperem.
Falou ele pegando o instrumento.

-Vai, toca na guitarra pra mim pegar o som.

Taylor não gostou da ideia de Fernando se meter. Mais mesmo de cara amarrada fez o som e Fernando ouviu e fez o som no instrumento.

E ficou muito Show! Ao ponto de todos esboçarem um sorriso.

-Caralho! Ficou muito show!
Falou o amigo do Santos. Como sempre com os que andam sem educação nenhuma. Mais ignorei.

Passamos daquela forma. Já estava pronto. E só faltava um pedaço do refrão. E novamente insisti com a confirmação de que Anny estava mal sim enquanto via ele sair com Marie. Ele não acreditou novamente. Mais permitiu finalizar do meu jeito aquela musica.

Chegando a noite perguntei empolgado. Quando ele mostraria aquele single. Mais parecia a hora errada pra perguntar. Ele estava muito irritado.

-Que foi?     Perguntei vendo ele respirar fundo.

-Ela tava com aquele babaca!!

-Que babaca?!

-Aquele Fernando da gravadora!!
Fiquei surpreso. E ele foi até o sofá.

-Eu to com tanta raiva! Aquela música não vai rolar! Posso fazer varias em uma semana..
se deitou no sofá.

-Tem certeza? Porque pode até fazer, mais, só uma poderá mudar sua vida.

Falei indo até ele.
-Não adianta mais. Nem tem como.. ela disse na minha cara que eu não sou alguém pra ela..
sua voz saiu falha.

Pelo o que vi dos dois. Isso não parecia ser verdade. Mais não opinei.

-Eu poderia.. te dizer pra continuar. Mais.. isso só você pode decidir..

E o telefone tocou. "Flashback FINALI"
-E era você  Melany.
Sorri dando um beijo nela.

-Ai.. coitado.. então ele esta sofrendo..own. ainda bem que ele vai ir com a gente. Minhas amigas vão adorar consola-lo.
Riu.

E ele saiu da casa entrando no carro.
Melany olhou para trás vendo Taylor sentado.
-Me desculpe pela minha cara amarrada, tive uma noite ruim., não costumo mais ser assim, que quando sou, me incomodo.
E rimos indo em direção ao Show.


POV DE TAYLOR:

Era definitivo. Melhoria tudo. Viveria na lei! Nem que se eu virasse um santo!! E eu mostraria a ela que mesmo mudado não queria mais a posibilidade de ficar com ela! estava revoltado por ouvir dela que, não seria a pessoa certa pra ela E eu então não seria por simplesmente não querer!

 Fomos ao show e não fiquei com nenhuma das amigas de Melany. Elas estavam cheias de álcool e teria que evitar esses tipos de pessoas por enquanto. Até ter certeza que estava melhor para beber somente de vez em quando sabendo ter meu controle próprio.

Depois de algumas semanas vivendo do lado dela e dizendo o básico do básico. Fiz oque prometi ao Roger. Uma lista de músicas. Poderia lançar o novo CD.

 Fiz as fotos e a entrevista sobre o filme que faria E naquele mês viajei para fazer o filme com Marie. Roger e Ricardo foram comigo, Continuei saindo do lado de Marie depois das gravações, eramos bons amigos mais isso não nos impediu de termos recaídas juntos. Mais ainda depois de tudo que fazíamos sentia um peso no coração lembrando de Anny. Eu não queria, mais ainda sofria por ela.
Ficamos 1 mês fora.

Quando voltei de viagem, fui direto com Roger para casa e depois seguimos ao Hospital buscar Santos. Conversávamos muito e Roger ouvia permanecendo calado.
Santos precisaria ficar de cadeira de rodas até se recuperar. Chegamos na sala paramos na frente da escada.
-caramba! Você ta ótimo Taylor! Quem diria!hem.. nem parece real.
Rimos.

Ouvi passos descerem as escadas era ela com certeza, mais nem olhei.
 Santos olhou de boca aberta,  e ela sorriu. -Santos, Não é?

Ele olhou pra nós meio bobo e voltou a olha-la. Ele então encostou seu dedo indicador na mão dela meio com medo E segurei para não rir, Já tinha feito isso antes.

Ela olhou-me confusa E Roger também.
-Isso é efeito do remédio deste hospital?    Perguntou confusa colocando seu cabelo por de trás da orelha.

Roger riu e perguntou. -Como assim?

-Isso aqui!   Falou ela fazendo o mesmo nele e riu.

-Não entendi oque isso tem haver com remédios.  Falou Roger confuso.

ri lembrando de mim, então sabia exatamente oque ele estava fazendo. Olhei ele ainda paralisado.

-hã.. então vamos comer alguma coisa Santos.   Ri sem graça.

-Tá.. então vão lá. Tem bolo no balcão..   disse ela se esquecendo. Eles saíram enquanto me virei para empurrar a cadeira E ele abobalhado sussurrou.
-Ela é real né..?

Chegamos na cozinha.
Ri dele -é, mais não é pro teu bico não.

-A.. qual foi Taylor já pegou de novo, sacanagem! Não deixa uma passar e ai.
 cortei.
-Fala baixo!

Ele sussurrou fingindo gritar, -po! Você não deixa uma garota passar! E ai eu nem posso pegar!

Ri. -Cara, esquece. Ela não é pra mim e muito menos pra você.

-Ela é uma irmã sua encontrada depois de anos?

-Não.   Ri.

-Ela é prima?

-Também não.  Ri.

-Então não tem porque não ser pro nosso bico!    Riu empolgado.

Então resolvi contar oque estava sentindo por ela. Mesmo tentando esquece la. Ele como sempre, achou que fui um mané.
-Aé?
-É!

-garotas como essa, você não pode desistir, mesmo se ela te mandar passear e querer te matar ou sei la!! Cara na boa, ela é muito gata! Parece um anjo!
E completou.
-Eu me orgulharia de ser pelo menos pisado por ela!    Riu.
como sempre exagerado.

Ri sem graça.
-Já é tarde demais. Agora eu não quero mais.

-Ih, para cara, te conheço! Sei que foi da boca pra fora oque falou agora.
Fiquei sem jeito.

-pode ser.. mais agora vai ser assim.

-caramba, que lavagem fizeram em você?   Riu indignado.

-Porque?

-você desistindo com um simples, não? Vai perder pra esse cara que você falou ai?! Fala serio Taylor! Você já foi problemático, ok! Mais você era muito mais seguro e persistente.

Pensei. Antes eu não me importava.

Pra mim meu coração era de ferro. Nao me importava magoar alguém ou muito menos ser magoado. Ou pensar no meu futuro.
Roger entrou na cozinha.

-Roger, ta ouvindo que esse mané anda dizendo?

Roger me olhou preocupado.
-do que?

-Ele ta querendo desistir daquela garota que estava ai agora, diz pra ele que ele ta ficando doido!

Roger me olhou quieto sabendo muito mais que Santos E Santos esperou. Mais Roger não disse.

-Fala serio! É tu que ta botando essas merdas na cabeça dele?!   Falou Santos.

-não, mais quem tem que decidir é ele. Ele já sabe o que penso sobre isso E é a mesma coisa que você.
Respirei fundo.

Não gostava de pensar na possibilidade de mostrar mais algum interesse por ela. Ela já havia me perdido.


Pov De Anny:

Antes da viagem de Taylor, precisava ir com ele até a entrevista da revista que divulgaria seu filme.
Depois das fotos ele foi por outra roupa. Então me sentei para esperar. Marie veio até há mim, era a primeira vez que nos falamos sozinhas. Ela cruzou os braços. Parecia que a conversa não seria boa se dependesse dela.
Me levantei.

-O que houve?    Perguntei.

Ela disse,  -Quem você pensa que é garota?!

Respirei fundo para ter paciência com ela.
-Porque isso Marie?   Perguntei calma.

-Você não tem que fazer ele sofrer desta maneira! Não quer ficar com ele? Ótimo! Eu quero! Mais com você aqui isso não vai ser possível!

-Olha só Marie. Eu não quero ficar com ele. Fica tranquila..

-Não dá! Porque você ta aqui!  Arregalou os olhos.

-em breve estarei indo embora.. e

-eu não aguento mais esperar! As fãs dele me amam! Ele já esta perfeito! É tudo que eu queria!

-Marie. Não sabemos se ele esta totalmente bem.

-besteira!! É desculpa pra você ficar mais tempo!!

-Não, não é E se ele voltar a ser quem estava sendo?

-Eu consigo ajuda-lo!
Ri. -A familia toda dele achava isso, e o abandonou! Você não sabe e nem tem noção do estado que ele estava. Ok.

-Não me importa! Ele ja esta bem, vá embora. Enquanto você não for. Ele vai continuar pensando em você e pensando em você ele não vai ter espaço pra mim!

Parei analisando sua baixaria. Mais pelomenos ela foi sincera e bem direta.

-Eu.. prometo que.. vou tentar apressar as coisas. Mais não pense que é por você!  É por ele.. ele precisa de alguém do lado dele..

Falei com o coração apertado.

E ela revidou.  -é, e essa pessoa. Não é você.

Olhei pra ela me controlando. Já estava como a garota que ajudou ele pra todos. Fui eu quem causou aquela aproximação dos dois E ainda achar que estou atrapalhando?!.

 Por um minuto pensei no certo, Ela Tinha razão. não tinha mais volta tudo que fiz e precisava dar espaço a ela.

GOSTOU? ENTÃO COMENTE SOBRE O CAPITULO!

5 comentários:

  1. Meu Deus , continua .. Marie até aqui atrapalha -_- kkk

    ResponderExcluir
  2. Vdd ate aqui vem enxer o saco
    Continua

    ResponderExcluir
  3. Tô passada !!Essa Marie é mto oportunista msm hein?Q raiva dessa garota,mas contt..

    ResponderExcluir
  4. Tô passada !!Essa Marie é mto oportunista msm hein?Q raiva dessa garota,mas contt..

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA