07 março 2015

Fanfiction: Projeto ESTRELA - CAPITULO 5



                                   Capa/escrito por: Jessica keli - @jessica_keli TLM
PERSONAGENS DA FANFIC

Havia resolvido tudo. E ele começaria sair com a escolhida para o filme já no dia seguinte. Pedi seu jantar a noite enquanto via ele ler os textos recebidos do filme. 
 fui para meu quarto. Recebendo telefonema de todos os meus amigos por verem a noticia que surpreendia todos.  Ellen foi a ultima há me ligar.
-Nossa.. agora esta difícil de falar com você hem! Ta importante.. ta esquecendo dos outros!    Riu.
-não.. desculpe. Meu telefone não parou de tocar.
-nossa! Isso é ótimo!
-Deve ser..   ri.
-eu vi a notícia daqui! Tinha que te ligar! Como você conseguiu mudar a imagem dele tão de pressa! Caramba!   Riu.
-Onde esta?
-estou resolvendo algumas coisas no Brasil. Aqui é lindo demais. Vim a trabalho. Mais precisei, implorei a mim mesma. Que tinha que aproveitar um tempinho.   Riu.
-Nossa! Se essas notícias estão pelo o mundo todo! Ta explicado porque todo mundo me ligou..
-é..      riu.
-Esta tudo se encaixando perfeitamente.
-estou por dentro de tudo.. vi a entrevista dele. Parece que esta ótimo.
-ainda só parece.. preciso ficar de olho enquanto isso. Tenho medo dele voltar a fazer tudo de novo.
-é, continue de olho nisto..

Conversamos um tempão, passei tanto tempo com ela nas viagens que já estava sentindo falta dela por perto. Desliguei e fui dormir. No dia seguinte não teriamos muito oque fazer. Então me levantei disposta a sair daquele hotel para sempre. Risos.

Bati na porta dele. E ele abriu já arrumado.
-nossa! Oque deu em você?! Tinha formigas na cama?   Ri reparando. Estava lindo mais disfarcei bem. 

E ele riu.
-não, eu vou precisar resolver algumas coisas e vou no hospital.

Sorri surpresa finalmente.. iria resolver alguma coisa. Ele mal queria se levantar da cama. não impediria dele resolver qualquer coisa que fosse.
-Claro..,Então já que você não vai comigo porque esta ocupado. Vou indo..
-Ok     sorriu.
Quando ele fechou a porta. Roger chegou no corredor.
Sussurrei    -Fica de olho nele..
-Ta bem.    Riu.

E fui fazer oque ele precisava a muito tempo. Procurei uma casa. Chega de ficar naquele hotel gastando muito podendo ter seu proprio lugar. Olhei varias casas e o corretor de imóveis já estava cansado de me levar em tantos condomínios. E adorei o último. Era uma casa linda, média e elegante. Ele iria adorar. Depois de horas, Roger já sabia e iria para lá com ele depois de tudo que fizeram durante o dia.

-acho que vamos ficar com essa.   Falei para o corretor. E ele suspirou aliviado.
-nossa.. ainda bem.. já estava sem ideia de casas para te mostrar.   Riu.
-oh.. me desculpa..    sorri para ele.
E ouvi passos se aproximarem. E o corretor falou se virando.
-tudo bem.. esse é meu traba.. oomyygoood!! É Taylor lautner! É Taylor lautner! Ohh!
Falou ele correndo e mudando sua postura. Quando Taylor entrou com Roger,Acho que esse corretor era gay.
Taylor sorriu.
-ooo my good!    Ele pulou.
Provoquei um pigarro pelo seu exagero.
E ele despertou e se recompos.
-Ah.. Senhor Taylor.. prazer em ve-lo.
-Obrigado..    sorriu.
-Porque esta aqui?     Taylor me Perguntou.
-Essa é uma surpresa! Olha!    Falei abrindo os braços.
-Oque é uma surpresa? Um homem de palito?   Falou estranhando.
E Roger riu.
-Não seu doido, a casa. Você vai comprar ela!!     Ri.
E ele se assustou rindo. -oque?
-é! Ou você quer continuar morando em um hotel?    Perguntei.
-eu não me importo..
-mais precisará se importar agora.
O corretor deixou escapar.
-oo my goood! Taylor Lautner comprará uma casa das minhas mãos!!
-É!!    Falei animada. -não é Taylor?
Perguntei rindo e ele sorriu pensativo. -É..
E eu me aproximei deles dois. Taylor falou.

-Roger pode resolver os lances que te pedi? Vou resolver isso aqui.
Roger sorriu. -Claro, to indo lá.
E saiu.

-oouh! Vou ajeitar os papéis mais rapido possivel para você vir pra cá!    Disse o corretor animado.
E sorrimos enquanto ele saía.

Taylor olhou rodou olhando a casa.
-Parece bem legal. Vou me sentir avontade aqui..   parou de frente pra mim.
-Eu sei..    sorri e completei.
-você nem imagina o tanto de casas que visitei procurando uma pra te agradar.  Ri.
Ele me encarou fixo.

-ih.. oque foi Taylor?   Ri sem graça. Eu estava amando ele olhar assim pra mim. Soltou um ar de riso.
-nada..
O corretor voltou animado. -esta tudo pronto! Já fiz a ligação! Se quiser já podemos ir direto na corretora, ai!!
Falou saindo novamente.
-ele esta mais feliz de ter vendido a casa para você do que feliz por ter vendido a casa. Viu?   Ri fazendo ele ri.

E saimos para resolver tudo. Estava dando tudo certo até agora. 

Chegando no Hotel, havia uma ligação no Ramal. Legal. Antigamente seu antigo assistente não tinha nada para fazer e eu não parava! Porque?! Ri do meu pensamento entrando no quarto.
Era uma ligação de Fernando.
-Oi..
-Oi minha linda.. você nem me ligou.. tive que rodar a cidade toda pra saber como encontrar seu numero.
-Hum.. conseguiu com quem?
-há. Andei pesquisando por ai..   falou num tom sem graça.
-Que bom.    Ri.
-Depois me dá um toque pelo celular para que eu grave seu numero.
-ta, pera ai.    Falei mexendo no meu celular e deixando chamar uma vez.
-Chegou aqui.
-Então.. queria falar comigo?
-Sim, é.. queria te perguntar se você quer dar uma saída hoje é sexta e eu estarei sozinho outra vez.    Riu.

-Hum.. não vai dar.. tenho que ler muitos contratos e vou tentar adiantar para não pesar no próximo dia..     menti. Não sei porque mais vinha Taylor em minha mente.
-Poxa.. tudo bem, e amanhã?
-Talvez, depende. Se não surgir trabalho..
-Então amanhã te ligo para ver se Você poderá..

respirei fundo.
-Ta..
Desliguei o telefone pensativa. Amanhã realmente seria minha folga se não tivesse nenhum trabalho dele. Mais no momento não havia cabeça pra isso.

Senti um desejo enorme de comer x-burguer. Pensei, será que por aqui tinha fastfood? 
E rapidamente me Lembrei de um próximo ao posto. Era uns 5 minutos a pé. Dava pra ir. Decidir ir.

Fui caminhando pelo corredor colocando minhas mãos para dentro do sobretudo E virei o proximo corredor. Olhei para frente, e foi como se tivesse tomado um soco na boca do estômago. Parei.

Taylor, Roger, Ricardo e Stevan estavam com uma garota. Que eles apresentavam a Taylor. Meus olhos der repente pareciam me trair. Tentei controlar todas as emoções que estava sentindo.
 Aquela garota parecia combinar perfeitamente com ele. Não era atoa que não poderia ser escolhido outra pessoa se não fosse ele para atoar com ela.
 Indaguei olhando ali parada. E der repente todos se viraram para mim.
-Oi!!    Disse Stevan. Não havia visto depois do primeiro dia que cheguei.
-Oi..   falei olhando sem graça, estava dificil de me segurar.

Der repente o desespero estava batendo na porta da minha consciência dos meus sentimentos em relação a Taylor.

-esta tudo bem Anny?   Perguntou Roger me deixando mais nervosa.
Se ele fez essa pergunta. Era porque estava na cara o meu nervosismo. E isso me deixou mais assustada agora!

Tentei sorrir.  -Esta.. esta tudo bem.

Olhei Taylor e ele desviou o olhar. Que vontade de arranca-lo de perto daquela garota.
Que merda que eu estava sentindo? Não! Eu não podia sentir nada por ele!

-onde vai?   Perguntou Stevan.
-Eu.. estava indo no fastfood.   Sorri sem graça.
E eles riram inclusive a garota.

-então..Taylor. Vamos?     Perguntou a garota.

-Há! Espere.    Disse Stevan puxando a garota até há mim.

-Anny esta é a Marie e Marie esta é a Anny.
Sorri e ela retribuiu.

-então, vão. Vão.. se divirtam!    Falou Stevan para eles dois, super animados de apresenta-los.
 Por Stevan ser casado, talvez achasse que isso ajudaria ele também.

Eles foram até o elevador.
-não esquecem! Quando os paparazzis tiverem na cola de vocês, mostrem alegria de qualquer coisa!    E eles riram entrando no elevador.
-Tchau..    disse Marie.
-Tchau pessoal   disse Taylor e ele me olhou completando mais baixo.
-até mais tarde..
E eu estiquei os lábios tentando sorrir E a porta se fechou.

-caramba! Finalmente ele voltou!!    Falou stevan me abraçando todo animado e Ricardo e Roger. Me abraçaram ao mesmo tempo.
-cara Anny! Quer casar com agente?!
Brincou Ricardo.
E eu ri. -parem seus bobos!

Me soltaram rindo.
-eu.. agora vou comer meu x-burguer no fastfood ok.   Ri
-agente pode ir com você?

-claro.. vamos.
Fomos caminhando até lá, conversamos sobre a mudança do Taylor. Conversamos sobre musicas. E descobri que Ricardo e Stevan ajudaram muito no começo da carreira dele. E Roger nos contava os acontecimentos da infância dos dois. Ele contava as coisas que eles aprontavam enquanto moleques e riamos muito. A hora passou depressa demais. E vimos alguns paparazzis tirarem fotos nossas.

-até nós eles não vão deixar em paz, né?    Falou Roger olhando um de fora do restaurante.

-isso nota que tudo que esta sendo feito esta do jeito certo, ele esta tão bem, que querem saber de tudo a sua volta.    Stevan falou.

-sempre acreditei nele, mais eu juro que estava quase desacreditando..   falou Ricardo.
-Ele tem talento demais. Mais ele não mudou por completo, isso é somente uma semana.. não sabemos oque vem depois.    Falei

-se continuar neste ritimo, esta ótimo!     Falou Stevan.

-E a garota, é perfeita! Linda. Ele se deu bem.   Riu Ricardo.
Tentei não pensar nisto e fiquei sem graça.

-Vamos?   Perguntou Roger olhando para o relogio.

-Ual!! A hora correu!    Falou Ricardo surpreso.
Saímos e fomos caminhando conversando sobre a casa que consegui fazer ele comprar. E Ricardo e Stevan ficaram impressionados rindo.

Entramos no elevador. -Sempre quiz que ele fosse para uma casa, é bem melhor. Menos movimentado e fixo.   Disse Stevan.
E chegamos no ultimo andar.

-E a melhor coisa é ter privacidade, e dormir na sua própria cama. Não é atoa que ele vivia de mal humor.   Falei.
E a porta do elevador se abriu. Saímos.

-Oque deixava ele de mal humor era as noites mal dormida e as bebidas o tempo todo, aquela loucura que ele vivia.    Disse Ricardo.

-Isso também.   Sorri.
-Bom.. vou entrar, estou com sono, até, amanhã gente..

-Até amanhã.       Roger disse.
-tchau Anny.   Falaram.

Entrei e tranquei a porta no escuro. acendi o abaju perto da porta e me virei.

-Ha! Ai que susto Taylor!     Sussurrei.
Vi ele sentado no pequeno sofá.
-Desculpa..
-Ta..  ri sem graça. -Tudo bem..  coloquei a bolsa na mesa.
Ele estava serio.

-porque entrou no meu quarto essa hora? Oque foi?e.. como conseguiu entrar?    Ri estranhando.

Ele respirou fundo e se levantou.
-Preciso conversar com você..
-aconteceu alguma coisa de errado?    Me preocupei.
-Aconteceu.
-Fala, oque?        Fui até ele.
-aconteceu tudo errado, mais isso não me impede de dizer..
-Ta, fala..

-Lembra do que aconteceu, bom, quase aconteceu com agente?
Olhei sem graça sentindo um arrepio pelas aquelas palavras.
-Uhum..
-Então, eu..só queria que..   falou com dificuldade.
-Que..   completei tentando ajuda-lo.
-Que eu.. ,ai porra não sai as palavras.   Falou olhando pra cima.

Ri dele. E ele olhou pra mim rindo sem graça.
-é, ta rindo?.. eu não sei como dizer, ta legal..

-Tenta de outra forma então, talvez te entenda, ja entendi que tem haver comigo.   Ri.
-Quer mesmo entender?   Perguntou serio.
-Agora eu quero. É sobre o
Ele cortou me agarrando e me dando um beijo, fiquei surpresa. Suas mãos rodaram minha cintura com força e senti intensamente todos os meus desejos por ele ficarem mais fortes. Não tinha como dizer não pra ele. 

Seus labios macios ficavam cada vez mais pesados pela intensidade dos nossos beijos. Eu não queria mais soltar ele. Fomos nos beijando e fui dando meus passos atras e ele me acompanhava. Eu desejei mais e mais. Der repente suas mãos me apertaram mais forte me fazendo ter a vontade louca de joga-lo na minha cama.  Então o joguei e voltei a beija-lo mais intensamente ouvindo e sentindo nossas respirações mais pesadas. Ele parou e tirou sua camiseta rapidamente e voltou a me beijar. Agora meu sobre tudo parecia o inferno de tão quente e fechado.
Ele parou de me beijar e me olhou sorrindo.
-Oque foi?    Sussurrei.
Ele pegou na beirada da divisoria do meu sobre tudo. 
-Não!     Gritei  vendo ele puxar forte ao ponto de soltar todos os botões,não queria que estragasse. Era meu favorito!!
E ele voltou a me beijar passando as mãos por todo o meu corpo por dentro daquele sobre tudo. E que sobre tudo? Depois disto até me esqueci!
Tirei meus braços da roupa ainda o beijando. Ele me jogou para cima dele. E eu não tive mais controle nenhum. E não me importava mais quantas roupas ele quizesse rasgar do meu corpo.
- - -

GOSTOU?  DEIXE SEU COMENTÁRIO!
Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho dos outros deixando um comentário.

7 comentários:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA