19 março 2015

Fanfiction - Projeto ESTRELA - Capitulo 7


                                   Capa/escrito por: Jessica keli - @jessica_keli TLM
PERSONAGENS DA FANFIC



Depois de um tempo sentada pensando em como tudo estava deixando de fazer sentido para mim.

 Ouvi uma batida na porta e logo foi aberta, Me apressei secando as lágrimas. Era Roger.


-Anny, ja cheguei com o jantar e.

Me olhou.  -Tava chorando?


-Não..    respirei fundo tentando secar as lágrimas rapidamente, me levantando para disfarçar.



Fomos jantar na cozinha.

-Essa cozinha é bem maneira, né?    Falou Roger reparando enquanto copia.


-É.. também gostei.

Falei mexendo na comida.


-Que pena que o Taylor não estreou  a cozinha.



Riu e completou me olhando.   -Há, mais agente fez isso muito bem.



Tentei Sorrir cortando a carne.

-Oque foi Anny? Você parece meio tensa.


-Nada.. devo estar com saudades de casa..



-Ata.. poxa, não queria que você fosse embora.. você é tão legal. Porque você não fica para sempre? Podia ser a assistente ao em vez de temporária.



-Porque meu trabalho é diferente, vou para lugares onde precisam de mim como o Taylor esta precisando e parece que ele não precisa mais. Só precisamos avaliar e manter.



Ele ficou sem graça.

-Ele ainda precisa Anny, mais do que você imagina..


Respirei fundo.   -Mais uma hora ele não vai mais precisar.



-E então, quando esse dia chegar, irei embora..

Ele me olhou pensativo,


-Se esse dia chegar, será uma pena..



Pensei na possibilidade deste dia esta chegando. aquele bolo na garganta me impedia de engolir a comida.



-Vamos mudar de assunto? Adorei meu quarto.

 Falou Roger.


E sorri. -Achei que ia gostar e na verdade estou no quarto do Ricardo. Já que ele esta viajando preparando nova Turner para o Taylor e o Stevan é casado não vai precisar.



Perguntou.  -E o outro quarto?



-pensei no amigo de vocês que irá sair do hospital



Roger fez uma cara insatisfeita.

-Oque foi?   Perguntei.


Ele me olhou entristecido.

-Eu odeio o Santos. Foi ele quem começou tudo isso, ele quem apresentou todos esses problemas para o Taylor. Eu gostava dele, mais não depois das merdas que ajudou o Taylor a fazer.. E o pior de tudo é que se o Taylor pudesse escolher entre mim e ele. Ele escolheria ele aqui.


Respirei fundo, prometi ao Taylor que traria ele pra cá. E agora? Teria que ajudar seu amigo também? Achei um saco, sabendo que teria um pouco mais de trabalho, se não tudo que havíamos construído para Taylor. Desabaria por causa dele.



Conversamos sobre música e ele ficou surpreso com o meu gosto para músicas. Country, reage, um pouco de cada coisa. Ele ria das musicas que eu tentava cantar para ele.



---



Depois das 23:00, Ficamos vendo TV não conseguia mais ficar calma. Fiquei inquieta olhando o relógio, Forcei minha cabeça para prestar atenção na tv, mais só vinha em minha mente Marie e Taylor juntos.



 Tentava me aconchegar no sofá mais nada estava confortável.



-Caramba..    riu me olhando.



Olhei estranhando sua risada E ele falou.

-oque foi? Não para quieta.. Não para de olhar nesse relógio.


Riu me deixando mais sem graça.



 Aquelas horas, aqueles minutos me torturavam. Me sentia mais angustiada cada segundo.



Respirei fundo.

-Vou tomar um ar la fora, não estou me sentindo bem.


-Ta.   Falou me olhando torto e rindo.



 Comecei a caminhar pelo condomínio reparando as casas. Comecei a respirar fundo o tempo todo para ver se aquela impaciência passava. Me sentia de uma forma estranha. Como se amarrasse minha própria forca.



 Me arrependi de não ter aceitado o convite do Fernando. Pelo menos minha cabeça estaria sendo distraída agora e não seria essa tortura que estava passando.



 Parei e me sentei em um banco. Caramba eu não estava mais aguentando, Forcei meus olhos para abri-los mais. Oque eu faria meu Deus! Meu estômago não parava de revirar. Fiquei pensando e pensando.



 Dei voltas no condomínio e decidi voltar, minha boca estava seca. Entrei na casa e hoje não estava mais na sala, fui em direção há cozinha. Bebi uma agua e me apoiei no balcão segurando a vontade de chorar.

-chega. Vou ir dormir.   Pensei alto.


Me levantei apressada indo até a sala.



E me deparei com Marie e Taylor aos beijos no canto da escada.



 Fechei os olhos sentindo tontura. Nossa! Oque ele estava causando em mim? Nada estava sendo controlado em meu corpo!



Abri meus olhos devagar e subi as escadas ouvindo sua voz chamar meu nome. Tranquei a porta do meu quarto e agora percebi o quanto era facil pra ele estar sem mim.



Não tinha como controlar minhas emoções eu estava morrendo de ciúmes. Não pensei duas vezes em ligar para Fernando e marcar pra sairmos na próxima semana E depois de algumas horas tentando, finalmente consegui dormir.



- - -



 Fiquei super distante dele, dizendo o básico. Passamos uma semana assim.



 Sai bem cedo para acertar com o assistente de Marie, fotos para uma revista.

 Falando sobre os dois E descobri que já rolava as notícias de quem era a heroína das fãs do Taylor. Tudo bem. Era oque queriamos desdo  começo, Entao marcamos aquela entrevista.


 Roger me ligou surpreso e doido pra contar a nova notícia.



-serio??!    Falei contente.



-É cara! Ele comprou um notebook, esta na sala acabou de criar suas redes sóciais. E menos de 30 minutos já tem 1 milhão de seguidores.



-Que bom, é bom ele dar essa atenção aos fãs dele, isso ninguém poderia obriga-lo.



-Cara! Estou muito feliz vendo meu amigo assim Anny!!

Disse ele animado.


Ri contente por ele. -Que bom.. não esqueça de dizer isso há minha empresa.

Brinquei


-Não, não quero que você vá embora. Vou dizer que você é tão ruim que vai precisar que fique a vida toda porque você até me fez ficar mais mal que ele!

  Brincou rindo.


-Não faz isso!!   Ri.



-Estou brincando.. hoje tenho que te apresentar uma pessoa muito especial pra mim..



-Se for aquela pessoa que anda passeando com você por ai. Vou adorar!   Ri.



-Eu.. vou passar o dia com ela e a noite eu trarei ela pra você conhecer.



-A noite?    Pensei em Fernando. Tinha marcado com ele.



-É.. vai estar ocupada?



-Vou sair..



-Poxa.. tudo bem. Amanhã quem sabe. Talvez eu nem volte hoje mesmo.



-Nossa! Esta tão sério assim?   Ri.

E desligamos o telefone.


Depois de ter resolvido tudo, fui para a casa de Taylor pensando como agiria normalmente na frente dele mais um dia.



Entrei e tranquei a porta, já estava anoitecendo. Joguei minha bolsa no sofá. E fui na cozinha beber água.



 Voltei pra sala vendo Taylor descer apressado com o celular e uma revista nas mãos e ele parou na minha frente me encarando muito zangado.



 Terminei de beber água vendo me encarar e coloquei o copo na mesa e ele colocou o celular na mesa.



Continuou me encarando.

Perguntei.  -Oque foi?


-Porque fez isso?!   Perguntou com raiva.



-oque eu fiz?



-ter dito que o motivo da minha mudança era a Marie!

 Falou muito irritado.


-Era isso que tinha que ter sido feito.



Falou mais alto.  -Minhas fãs acham que ela é uma heroína por isso!!



-Ótimo, era isso que queriamos.

Passei por ele indo até a escada.


-Não!   Falou puxando meu braço para perto dele aproximando nossos rostos.



E ele pronunciou bastante irritado.  -Era oque você queria! Eu não me lembro de ter te pedido isso!



Olhei seus olhos de perto, ele estava tão irritado, mais estava ainda tão lindo.



-Era oque você deveria querer Taylor!



-Não! Isso é oque você queria que eu quisesse. Mais eu não quero!



-Porque não??!! Esta tudo ótimo pra você!!



 puxei meu braço se afastando dele.



-Você não entende?! Você esta louca ou oque?!!? Por acaso você ficou burra agora??!



-Eu não fiquei burra! Não me ofenda!



-Você mereceu ouvir!



-Eu não sou burra, minha ideia foi brilhante!!



-não! Não foi! Você acha certo isso?!



-Porque eu não acharia?!?



-Porque a motivadora disto tudo foi você!! Você sabe!

  Falou irritado me deixando um pouco emocionada E me despertou.


-E você ainda com esse cara idiota! Você sabia o tempo todo que meu motivo de ter mudado era você! Mais parece estar cega! Você não vê que eu só penso em você!



 Me lembrei da semana passada, beijando a Marie ali onde estavamos. E revidei sua cobrança.



-minha vida intima não esta no seu contrato, lembraa?!!



 Falei fazendo lembrar do que me disse no México quando vi ele com aquelas duas garotas.



Ele respirou fundo parecendo se controlar. Ok, aquilo parecia uma prova de quanto ele estava melhorando.

-presta atenção Anny.


-Não! Você vem me perguntar sobre esse cara, não é mesmo? Então. Pelo menos não beijei ele na sua frente depois de ter passado a noite com você!!   Gritei



E ele tentou se acalmar me vendo mais irritada que ele.

-Anny.. eu


-Anny nada. Eu vi!! Você realmente não presta! É o mesmo de antes!



-foi você quem me empurrou pra isso! Era você quem queria que eu tivesse uma garota como ela! A culpa foi sua!



Ironizei.  -há! A culpa de você ter beijado ela foi minha?!



-não, bom. foi, se não tivesse inventado isso!



-há! Me desculpa então!    Ironizei. Subindo as escadas



-Não, não.. Anny. Espera..   disse calmo.



-Pra que?



-Anny, desculpa.. eu estou nervoso, não estou conseguindo lidar com isto..



Me virei.

-Ótimo. Estamos nervosos! E também te digo que também não sei!
Gritei.


-Mais, não deveria ter feito isso, de ter confirmado essa notícia. Sabe que não é verdade..



-Eu estou me preocupando com oque deveria! Com a sua imagem. E oque você faz atras disto, não é da minha conta Taylor.. você pode ficar com quem quiser e desde que não afete sua imagem eu não devo me importar.

Segurei as lágrimas.


-Deveria.    Falou assim que virei para subir as escadas.



Me virei descendo todos os degraus que subi.

-Já parou pra pensar se me importasse com todas as mulheres que você pegou?! Eu sou burra por não pensar nisto?!
 Falei irritada. Na verdade já estava pensando.


-Não! Você não entende mais nada do que eu te falo! Deveria se preocupar no primeiro momento    que sentiu algo por mim!!



Indaguei controlando minhas lágrimas e ele completou.



-Mais você preferiu me jogar pra outra! E eu não preciso de você pra isso..



Cruzei os braços o encarando E ele gritou.



-Não preciso disto! Eu poderia ter tido aquela mulher no México! Eu poderia ter tido aquela repórter!

Poderia ter tido a Marie e outras que passaram na sua frente e você nem percebeu que me deram mole! Todas estavam dispostas a me dar oque eu quisesse!!


-ae?!  Se acha tanto assim então porque não ficou?!!?    Gritei.



Gritou.  -porque querer! Eu só quero só você!!



 Parei vendo seus olhos brilharem, estavamos discutindo mais tudo que ele me dizia era admirável. Tentei me acalmar mais uma vez. olhei seus olhos cheios de lágrimas. Meu coração apertava sabendo que não poderia dizer as mesmas palavras a ele.



 Nos olhavamos ainda agitados tentando nos acalmar. E nada falei.  Ele se acalmou, Talvez percebendo o quanto eu estava sentida, mais não poderia largar tudo por ele. Então teria de cortar agora.



olhou-me entristecido.  -to cansado. Você realmente não vai me querer do jeito que quero você..

deixou uma lágrima cair.


Fiquei paralisada vendo sair apressado pela porta. Sentei na escada chorando. Como queria ir atrás dele..



Me levantei tomando coragem, dei meus passos em direção a porta Mais desisti.



  Fui para o meu quarto me arrumar para sair, escolhi minha roupa ainda chorando, como teria cabeça para um encontro agora?!



Me arrumei mesmo assim, escolhi um vestido longo, preto.

 fui de encontro ao Fernando no restaurante, Chegando lá, ele me olhou assustado de cima em baixo.


-ual!!



-eu acho que devo dizer obrigado. Né?

Fiz ele rir.


Ele puxou a cadeira para me sentar.



-Não é dizer que você não é bonita.. mais, se tivesse te visto do jeito que esta, insistiria pra casar comigo em vez de insistir pra um jantar..



Ri do seu jeito, Conversamos sobre os lugares que morei onde nasci. Ele dizia que era louco para conhecer o Brasil.  Falou da sua familia que mal via por morarem uns longe dos outros. Conversamos e rimos muito.



-Eu amo musica, como não sei cantar. Estudei para ser oque sou. Na verdade a música precisa mais de mim do que qualquer coisa!    Riu.



-Verdade.. bem pensado..   ri



-sei tocar todos os instrumentos

que você possa imaginar.   Riu.


-nossa! Que legal.. estou conversando com um homem talentoso..    sorri.



-A quanto tempo esta solteiro?  

Perguntei vendo seu interesse em mim, mas deveria perguntar, um rapaz bonito e talentoso sozinho? Deve ter algum defeito, pensei.


Ele sorriu.  -Há muito tempo..



-quanto tempo? Porque um rapaz como você solteiro. É bem estranho. Sabe, talentoso, simpático e bem bonito.



Ri contagiando ele.

-obrigado.. mais faz pouco tempo que melhorei..


-Como assim, melhorou?

Ele riu.


-Quando estava no colégio, sempre fui o gordinho nerd da sala.. e isso não mudou depois da faculdade.   Falou sem graça.



Ri surpresa.  -Serioo? Não acredito..



-É.  Riu. -Todo mundo me zuava. As garotas me esnobavam.. mais por uma parte eu agradeço.. porque se não fosse isso.. eu não teria estudado tanto e não chegaria onde cheguei.. e se me conhecesse 2 anos atrás você não acreditaria.. no que esta vendo agora..   sorriu.



-Você esta assim somente 2 anos?  Ri surpresa.



-Uhum.. assim que tirei o aparelho e cortei meu cabelo. Percebi que meu cabelo grande fazia mais espinhas nascerem. Então acabei com tudo e entrei na academia E aqui estou eu.



-Caramba, que engraçada a sua história.   Gargalhei.



-Não foi tanto assim, não me orgulho do que fiz..   falou sem graça.

-Do que?


-quando as meninas me esnobavam. Já estava tudo bem. Nem ligava. Mais quando melhorei. Vi uma das garotas que me pisou a vida toda, nossa! Eu era apaixonado por aquela garota.. ela era a garota mais linda do colégio! Então ela ficou surpresa por me ver assim.



Perguntei curiosa. -Iai?



-Iai que realizei o meu sonho..



Sorri.  -qual sonho?



-passei a noite com ela, esse era meu sonho desde moleque!   Riu.



-Mais depois que ela ficou muito apaixonada. Resolvi deixa-la para ela sentir um pouquinho do que fez comigo.



Gargalhei. -nossa! Estou impressionada.



Ele riu sem graça.  -desculpa, tinha que contar..



-e eu adorei! Faria a mesma coisa!   Rimos.



-Isso foi muito divertido! Adoraria ver uma foto sua de 2 anos atrás.



-Não. Nem pensar.   Riu.

Paramos de rir aos poucos.


-Hey.. você é um cara maneiro..

Sorri.
-E você é uma garota muito maneira e linda..


Sorri sem graça. Ele colocou sua mão em cima da minha E olhei e rapidamente, voltei a prestar atenção no seu rosto.



-queria poder te ver mais vezes Anny.. quero tentar ser mais direto possível.. estou tão interessado em você.. desde quando te vi.



Sorri sem graça, Fernando poderia ser um homem excelente para mim, sem boletins na polícia, sem tablóides, sem pessoas preocupadas com quem ele sairia no dia seguinte.. que roupa vai vestir..

Respirei fundo e tentei sorrir.


-Sei que ainda não se interessa tanto por mim.. mal me conhece. Mas.. tempo não vai faltar..

sorriu.


-já vejo o quanto você é legal. Não será nada mal sairmos como bons amigos..

Ele sorriu satisfeito.


Olhei seu seus olhos, além dele senti alguém me olhar e através do seu rosto vi Taylor sentado em três mesas depois da nossa um pouco distante de nós ele me encarava e meu sorriso foi cortado pelo inesperado. Abaixei a cabeça sentindo uma tontura pelo susto, olhei novamente seu semblante estava serio me encarando sem pausa, via seu maxilar sendo apertado mostrando que descontava a raiva entre os dentes, enxergava o desapontamento em seu olhar.



GOSTOU?  DEIXE SEU COMENTÁRIO!
Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho dos outros deixando um comentário.

7 comentários:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA