16 abril 2015

Fanfiction: Burning - Capítulo 10 – It Happened


Eu estava lá, jogada no chão, chorando... chorando muito! Ele, então, ajoelhou-se perto de mim:

- Liz, sou eu! - Ele disse.

- Impossível! Você morreu! Ai, droga! Estou mais demente do que pensei!


- Calma Liz! Você está ótima! Sou eu mesmo! Minha mãe mentiu pra você e Jenna para que eu conseguisse terminar meu tratamento em paz... - Ele explicou.

- Que mentira horrível! - Eu esbravejei.

- Mas, eu consegui terminar o tratamento! Estou ótimo! Vim para te contar a notícia... Estou vivo! - Falou com empolgação.

- Você quase me matou, Charlie! – Gritei, ainda chorando.

- Calma, linda! Vamos entrar! Sua mãe saiu com as garotas. - Ele disse ajudando-me a levantar.

Ele me sentou no sofá e eu só sabia chorar. Na minha cabeça, eu só pensava: "Charlie está vivo, Charlie está vivo, Charlie está vivo!". Ele se sentou ao meu lado e me abraçou. Eu ainda não sabia se estava feliz ou brava com ele. Eu estava com uma dor tão grande no coração: era amor, era ódio, era saudade! Então, resolvi abraçá-lo também.

Subimos para o meu quarto e deitamos na cama como antigamente. Quando deitei a cabeça no peito dele, parei de chorar. Ele me deu a mão e ficamos conversando por horas até minha mãe chegar. Ela nem entrou no meu quarto. Ela deveria já ter conversado com a mãe dele antes. Mas... dane-se! Eu não queria saber de mais ninguém, só de Charlie!

Eu contei tudo pra ele! Falei sobre o Taylor, minha primeira vez, Avril, Jenni, Thomas, Megan e tudo que aconteceu enquanto ele estava "morto". Quando percebi já eram 6h! Nem vi a hora passar, mas, não ia à aula porque queria ficar com Charlie. Mandei uma mensagem para o Thomas falando que ele não precisava passar em casa hoje. Enviei também uma mensagem para Jenna falando que já havia descoberto o assunto super importante...
        
Levantei da cama e chamei Charlie para tomarmos café. Depois, subimos para tomar banho: eu primeiro, depois ele. Quando terminamos, saímos no carro dele e passeamos até às 13h. Eu era a garota mais feliz do mundo! Andava agarrada nele como se, caso soltasse, ele sumiria e não voltaria mais.

Quando entramos em casa, minha mãe e irmãs já estavam almoçando. Quando minhas irmãs viram Charlie, levantaram da mesa e foram correndo abraçá-lo. Ele abaixou pedindo um beijinho das duas e, quando elas o fizeram, ele brincou fingindo ter desmaiado. Ele sempre foi muito brincalhão com elas que adoravam esse jeito dele.
        
Conversamos durante todo o almoço. Foi perfeito! Depois de almoçarmos, minha mãe saiu com as gêmeas para levá-las ao futebol. Uns 10min depois de saírem, a campainha tocou e eu fui atender enquanto Charlie manteve-se sentado no sofá em frente à porta. Era Taylor:

- Oi, linda! Por que faltou hoje? - Ele, então, olhou para trás de mim e viu Charlie. - Quem é ele? - Perguntou.

- É meu amigo da antiga escola. – Respondi.

- E por que você nunca falou nada? - Perguntou.

- É uma longa história... Bem longa e complicada. - Tentei explicar.

- Estou com tempo, pode me contar. - Ele insistiu.

- Agora não, Taylor. Depois, eu conto. Agora, você só precisa saber que ele é meu melhor amigo e que eu não o vejo ele há muito tempo! - Resumi.

- Amigo? - Duvidou.

- Sim, amigo! Por quê? Ciúmes? - Provoquei.

- E por que eu não teria ciúmes da mulher mais linda da cidade? - Eu sorri e ele me beijou. Quando fechei a porta, olhei para o Charlie:

- Ui, mulher mais linda da cidade? Amei, Liz! - Comentou.

- Kkkkkk, fazer o quê se sou mesmo? - Respondi, vaidosa.

- Convencida! - Ele falou.

- Ridículo! Mas, mudando de assunto... quando você volta pra casa? - Perguntei.

- Só quando você cansar de mim! - Brincou.

- Então, prepare-se pra morar aqui! - Brinquei também.

- Já estou pronto, minha mulher mais linda da cidade! - Sentei no sofá e abracei-o com o maior sorriso que já dei, e só conseguia pensar "Meu melhor amigo está vivo!"

Um comentário:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA