04 abril 2015

Fanfiction: Diário dos que já se foram - Capítulo 6 - Quarto Andar


Texto/fic: Olga Vitória.
Capa: Kat Fanfics
Beta: Correção: @ValzinhaBarreto

Todos estavam no funeral de Liam, todos que estavam ali estavam sofrendo muito. Ele parecia ser amigo de todos. Minha mãe, como era psicóloga, estava conversando sobre como superar as perdas a um dos garotos que estavam chorando desesperado no velório.

Eu não suportava funerais, então saí dali o mais rápido que pude, depois de dar apoio aos meus novos amigos que também estavam arrasados.

Estava em um dos poucos lugares da cidade que estavam abertos, percebi que todos da cidade eram muito unidos. Me sentei no fundo do café que era mais reservado e comecei a ler o diário de onde tinha parado.


"... enquanto isso Gabriela que eu pensei que era minha amiga nem se importou, preferiu rir junto com Liam do que me ajudar, como ela pôde fazer isso comigo? Antes dela virar a senhorita popular, eu era uma das poucas amigas que ela tinha. Agora a única coisa que ela sabe fazer, é dizer como Liam a leva as alturas, espero que ela não caia do quarto andar com esse namoro idiota".

─ Lily - Alguém disse, e eu me assustei. “As pessoas dessa cidade sempre tem que me assustar? – Pensei.

Quando olhei para cima, vi que era o Taylor. Ele parecia ainda mais abatido que o Logan, o que me faze sentir pena dele.

─ Oi Taylor. – Fiz um sinal para ele se sentar.
                                                                             
─ Não estava aguentando mais aquilo. – Disse ele sobre o funeral de Liam.

─ Eu sinto muito.

─ Também, mas o que você está fazendo?

─ Lendo, espera um pouco? Qual e o nome da namorada de Liam?

─ Gabriela.

─ Ela ainda está no hospital? - Sim, até onde eu sei está no quarto, tiveram que dopar ela depois que soube o que ouve com Liam.

─ Espera um minuto. – Falei abrindo o diário e tirando a foto lá de dentro.

─ Okay. – Taylor concordou.

─ Essa garota com o numero dois na cabeça, é a Gabriela?

─ Onde conseguiu essa foto tão antiga? - Ele perguntou admirado.

─ Você está na foto?

─ Sim. – Disse ele.                                                       

─ Mas essa é a Gabriela sim ou não?

─ Sim, o nome dela é Gabriela Smith. Por quê?

─ Você está com seu carro ai? - Gritei com ele guardando as coisas na mochila e deixando o dinheiro do café em cima da mesa.

─ Que cara é essa Lily?
─ Você tem que me levar para o hospital agora, por favor. – Falei agarrando o braço dele.

─ Tudo bem.

Eu não consegui pensar em uma boa explicação para dar ao Taylor. A única coisa que disse era para ele acelerar. Por que este hospital tinha que ser tão longe? – Me perguntava em pensamento.

Já era noite e tudo parecia ficar pior, mais sombrio, sei lá. Assim que Taylor parou o carro, desci e corri para dentro, ele logo me alcançou. Cheguei até a recepção quase sem fôlego.

─ Boa noite. - A mulher disse me olhando estranho. Esperei um pouco até recuperar meu fôlego.

─ Onde fica o quarto de Gabriela Smith... Por favor?

─ Um segundo. - Ela disse, digitando algo no computador. Ela está no quarto andar, quarto 222, mas você não pode vê-la fora do horário de visita.

─ Quarto andar? Obrigado. – Puxei o Taylor pelo braço até os elevadores e comecei a bater no botão do elevado com raiva.

─ O que está acontecendo? - Ele segurou minha mão.

─ Temos que chegar lá rápido. – Falei e do nada a porta do elevador se abre me assustando.

─ Que droga - Falei quando uma enfermeira entrou no segundo andar e apertou para parar no terceiro.
Quando a porta finalmente parou no quarto andar, corri procurando como uma louca o quarto em que Gabriela estava.  Esbarrei em varias pessoas e Taylor estava logo atrás de mim...

─ Ali o 222 – Taylor apontou para o quarto a frente e corremos para lá.

─ Ai meu Deus! – Falei quando chegamos à porta me deparando com a cena.

Gabriela estava na Janela em pé na beirada e não havia nada em que se segurar.

─ Gabriela! – Chamei tentando parecer calma. Ela virou o rosto para mim, mostrando o rosto machucado pelo acidente.

─ Não faça isso. – Pedi.

─ Por que não, ele se foi. – Disse ela.

─ Gabriela, você pode viver muita coisa ainda, ele não ia gostar se você fizesse isso. – Disse Taylor.

─ Mas é ele que está me chamando. Posso escutá­lo, ele está dizendo que me ama. – Ela disse delirando, com os olhos cheios de água.

─ O Liam está morto, mas você está viva e tem muita coisa boa para você Gabriela. – Falei.

─ Nós vamos ficar juntos para sempre. - Disse ela se jogando da janela.

─ Não, não! - Corri até ela, mas Taylor me segurou.

─ Lily você tentou, você tentou. - Ele dizia, mas podia sentir que ele estava chorando.

Percebi que não havia sido capaz de evitar aquela tragédia, mesmo tentando convencê-la. Eu tentei, mas não consegui. Jurei a mim mesma que iria salvar o próximo, eu tinha que salvar. Não havia coincidência. De acordo com a foto, o Liam era o primeiro a morrer e Gabriela a segunda. Quem seria o próximo?


Continua...

~ Recado da autora ~  

Quer que a fic continue? Deixe um comentário. Muitas vezes os comentários motivam e inspiram a continuar escrevendo. Se gostou, comente o que achou da história. Beijos: Vampire Revolts*Olga Vitória.

4 comentários:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA