25 abril 2015

Fanfiction: Ela é para o meu irmão - Capitulo 29

CAPA/TEXTO FIC: Jessica keli/ @jessica_keli TLM
Pov de Emili:

Enquanto dormia sentia minha cabeça ainda confusa, como se mesmo dormindo minha mente estivesse trabalhando e aquilo estava me cansando. Virando de um lado para o outro tentando ficar mais confortável para voltar adormecer de vez, vozes perturbavam a minha mente.


"-Amor, é o Evan, que bom que esta ficando bem.. "
Em seguida ouvi outra voz "-Eu te amo Emi.. me perdoa porfavor"

Der repente muitas coisas ao mesmo tempo corriam na minha cabeça.
"-Eu não quero outro reprodutor de odio no coração da minha filha.."

Jogando vôlei com as minhas amigas brasileiras, do rosto do Evan sorrindo para mim.

Lembrei da Makes correndo no corredor do colégio antes do acidente, do Trevan bêbado, do som dos freios do carro e ACORDEI ASSUSTADA.

Olhei ainda ofegante para o relógio da parede, era 3:00AM, sentindo-me desesperada, me levantei apressada tirando as agulhas das minhas veias e ouvi meus batimentos no monitor enquanto a enfermeira entrava assustada.
-oque aconteceu Senhorita Emili?

Gritei desesperada pensando que ele havia morrido comparando ao estado que fiquei.
-cadê o Trevan?

-Ele esta bem!

-não! Não esta! Você esta mentindo pra mim ficar calma! Eu quero ver ele! Ele estava comigo!

-Ai meu Deus! Não levanta ainda menina!

-cadê ele?! Eu quero ver ele!

-ele já veio ver você, é verdade!
Ela abriu a porta para chamar alguém.

Joguei as agulhas no chão e Taylor apareceu junto com ela.

-Calma Emi..

-Não! cadê o Trevan!?
Tentei me levantar da cama.

-Ele já foi para casa fica calma..

-É mentira de vocês!
Tentei me levantar mais ele me impediu.

Fiz força e coloquei o primeiro pé no chão e me senti fraca.

-Calma Emili, porfavor.. acredita em mim, eu vou ligar pra você falar com ele.

Sua calma me irritou.
-Porque esta aqui?! Você não liga pra mim!!

-Há, agora você lembra de mim né?

Me pegou no colo e colocou na cama.
Puxou o celular discou o numero.

-Toma, fala com ele. Eu não estou mentindo.

Olhei o celular e consecutivamente para o seu rosto, me perguntando ainda, porque ele estava ali, na verdade não conseguia lembrar direito.

-Pega, fala com ele.

Peguei o celular e ouvi chamar duas vezes.
-Aló?  Ouvi uma voz que rapidamente me fez lembrar de quem era, fazendo todo meu corpo trêmulo.

Indaguei sentindo cala frio.
-Alô?   Pronunciei com medo.

-Alô? Emili?! É você?
Pude reconhecer a voz de Evan, Olhei assustada para Taylor que se preocupou.

Fiquei em choque ainda ouvindo Evan pedir que eu o respondesse.
Senti o celular se tornar pesado e Minha cabeça rodou. Tudo ficou escuro.

-Emi? Emi! Acorda Emi! Não!
Ouvi a voz de Taylor bem distante.

Somente ouvia enfermeira pedir ele que me deitasse e senti minha visão voltar aos poucos, Taylor estava com o celular no ouvido e em seguida desligou sem dizer uma palavra a Evan.

Indaguei com a boca seca.
-Calma Emili.. você esta me assustando.

O olhei e fechei os olhos cansada.
Depois de alguns minutos ouvi ele conversar com o médico.

Continuei de olhos fechados por sentir eles pesados.

-Oque aconteceu com ela para ficar assim?

-As coisas estão se encaixando na memoria dela, Ela ficou nervosa porque foi muitas informações e ela já esta fraca as emoções podem provocar esses desmaios.

-Entendi..

-Bom, tenho que olhar os outros pacientes, me chame se ela ficar agitada de novo.

A enfermeira entrou antes que o médico saísse.
Ouvi a enfermeira dizer depois da porta ser fechada pelo médico.

-Você é muito lindo, minha sobrinha é sua fã e ela fará 18 anos semana que vem, ela tem um monte de pôsteres seu, mais ela não tem um autografado.. você poderia autografar? Eu comprei um lá em baixo..

-claro..

Abri os olhos lentamente me virando de lado para ve-los.

-como é o nome dela?

-É Thaís.

Ele terminou de assinar.
-diga que mandei um beijo e meus parabéns.

E ela esboçou um sorriso.
-Ela vai amar!

Eles sorriram e me olharam, ela se retirou e ele sentou na cadeira próximo a cama.

-Porque esta aqui?

Ele sorriu sem jeito.
-primeiro me responde, lembra de mim?

-Lembro.

Ele rodou os olhos pelo quarto e riu.
Perguntei.  -Porque esta rindo?

-você lembra de mim, mais não lembra como me conheceu, né?

Tentei forçar a cabeça. Realmente me lembrava de poucas coisas.
-É.. isto é um problema?

Ele enrugou a testa. -hum.. acho que seria um problema se você  lembrasse.

Sorriu e me contagiou.
Olhei aqueles olhos, aquele sorriso, CARAMBA! como eu não lembrava disto?! Olhei ele por tanto tempo até ele mostrar que estava sem graça.

-Emili você esta bem mesmo?

Desviei o olhar. -estou..
Ele se aproximou colocando seus braços próximo a beira da cama.
 Perguntei. -Cadê as meninas?

-Foram para casa com a sua mãe, elas precisavam descansar..

Olhei seus olhos não me importando se ele ficaria sem graça ou não. Eu me lembrava da voz dele o tempo todo ali do meu lado, mais não sabia se era ap'enas imaginações como as outras. Me imaginei ali sozinha, com certeza estaria assustada se ele não estivesse do meu lado
-Obrigado..

-pelo oque?

-por estar aqui comigo..

Ele sorriu. -De nada.. eu não estaria bem em outro lugar.
Alisou meus cabelos.

-As coisas estão tão confusas na minha cabeça que parece que aconteceram ontem.. ê estranho..

-como assim?

-Sei la, ouvi tantas vozes, que parece que fiz uma confusão enorme na minha cabeça, muitas vozes, até a sua.
Ele sorriu.

-E se não foi uma confusão da sua cabeça?

O olhei tentando lembrar um pouco do que ouvi, mais era em vão dizer. Fora que era super louco!

-Impossível, você nem imagina oque eu ouvi. Nada fez sentindo, se bem que me lembro pouco.

Ele riu baixinho.
-eu estou ficando cansada tão rápido..

-então dorme..
 Fechei os olhos lentamente, mesmo querendo ficar conversando com ele.
Adormeci.

(...)
 Acordei com o barulho da porta se abrindo, era a minha mãe. Olhei para o lado e Taylor dormia sentado apoiando seus braços na cama.

Minha mãe me deu aquele sorriso de mãe feliz que só ela sabia fazer.
-Bom dia filha..

Olhou Taylor dormindo. -Oh.. Coitado..

Minha mãe o cutucou.  -Taylor, acorda..

Ele abriu os olhos lentamente.
-Vai descansar Taylor, eu fico com ela..

Ele me olhou preocupado.
Sorri,  -tudo bem, eu estou bem.

E ele se retirou ainda sonolento.
Minha mãe veio até a mim, alisando minha cabeça.

-Você esta bem mesmo?

-Estou..
-Ai, que bom minha filha, eu tomei um susto enorme, pensei que ia perder você.

Sorri.  -Ai, credo mãe.

-Sério, você não viu como estava..

Sorri, mais logo parei intrigada com o seu semblante, parecia  doida para me contar oque não devia.

Estranhei. -Que foi mãe?

-Nada!   Riu.

-Você parece querer me contar alguma coisa. Oque foi?

-Não..   sorriu.

-Mãe para com isto, oque foi? Oque esta pensando.

Ela gargalhou.
-Bom, deixa eu te perguntar, você lembra do Taylor? Assim.. um mês atras..

-Não.. porquê?

-Nada..

-Para mãe, oque eu não sei sobre ele? Fala logo.

Ela riu e tentou explicar bem cautelosa.
-É que eu, bom, fiquei sabendo que ele quando pensou que você tinha morrido.. ele ficou mal..

-Idai? É normal, se ele me conhecia..

-Bom, acha normal alguém parar na enfermaria do hospital por isto?

Fiquei abobalhada de tão sem graça. -Tem certeza mãe? Esta falando serio?

-estou.. e Makena me disse que ele precisou tomar um monte de calmantes..

-Serio?
Confirmou rindo.

Então pensei, Seja lá oque aconteceu entre mim e Taylor, seria impossível de ter sido algo ruim, caso contrário não sentiria as coisas que estava sentindo e muito menos as coisas que aconteceram enquanto ele estava ali ao meu lado.

Estava mais empolgada para lembrar de tudo.
-mãe.. eu me lembro, mais ou menos de uma conversa que você teve com o Taylor, aqui.. ou eu estava delirando?

Ela desviou o olhar.
-Não me lembro.. oque você consegue lembrar?

-eu consigo lembrar de pedidos  de desculpas dele, mais, eu não lembro de nada doque ele citou.

Ela me olhou sem jeito.
-Bom, eu não me lembro de nada..
Sorriu.

-Então, isto foi sonho? Mais parecia tão real e

-Não sei.. depois comenta com ele sobre oque ouviu.

Imaginei e ri.
-Oque eu ouvi? Acho que não.

Pov Makena:

 Estávamos no hospital de manhã cedo e Evan apareceu supostamente contra a vontade de Adria. Era bem dela inventar toda aquela cena. Ele estava muito agitado.

-Evan, calma! Você não pode ver a Emili! Vai fazer mal a ela!
Gritou Adria tentando impedi-lo de ir até ao quarto.

Minha mãe interviu.
-Evan, a Emili esta tentando lembrar das coisas, pelo oque ouvi você teve problemas com ela no passado, isto pode dificultar a melhora dela..

Ele olhou para a minha mãe surpreso, por minha mãe saber demais.

-Vocês não entendem que eu preciso ve-la?! Eu estou desesperado! Eu ouvi ela ligar para o telefone da casa dela! Ela já deve está bem!
Tentou desviar de nós.

Minha mãe respondeu. -Não, não está.

Ele respirou impaciente. -Eu vou ve-la.
Tentou desviar novamente, estava difícil impedi-lo.

Minha mãe, Adria, as meninas e eu, paramos na frente dele.

-Não Evan!
-Agora não!
 -Espera. -Calma Evan!
Taylor saiu do quarto sonolento deixando Evan mais irritado e se agitou.

-Porque ele pode ve-la?! E eu que sou namorado não posso?!

Adria cortou. -Você não é mais namorado dela!

Taylor chegou o encarando e todos pararam para olhar sabendo que se Taylor se irritasse iríamos ter uma discussão ali. Porque Evan já estava alterado.
-Eu vou ver ela, vocês  não podem me impedir.

Conseguiu passar por nós, mais Taylor parou em sua frente o impedindo. Estava calmo mais estava na cara sua vontade de impedi-lo aos socos e ponta pés.

-Elas não podem te impedir, mais eu posso, você não vai ver a Emili se a mãe dela não quiser.

Evan gritou próximo  rosto de Taylor e temi uma briga.
-Você pensa que é oque pra decidir isto? É dono hospital?! Por acaso é o dono do mundo só porque é alguém famoso?!

-Não, mais sou homem e mais forte, então você só passa daqui se for por cima do meu cadáver.

Evan pronunciou entre os dentes. -Isto séria um prazer.

Taylor desafiou.  -então tenta.
Temi uma briga neste momento.

Adria gritou.
-Parem os dois, porfavor! Todo mundo esta olhando!

Corri para chamar Suêmi, mais antes que chegasse no quarto ela saiu confusa ouvindo a gritaria.

-Evan, oque faz aqui?

Evan Respondeu ainda encarando Taylor. -Eu vim ver a Emili, a minha namorada!
Pareceu querer provoca-lo.

Adria cortou sua provocação.  -Ex, ex-namorada Evan!

-Evan, eu te disse para esperar em casa, você não vai ver a Emili agora.

Ele finalmente a olhou esquecendo-se do meu irmão.  -Não.

-Você tem certeza que quer o bem dela? Porque não parece..

-Claro que quero. Mais eu preciso.

Ela se pôs firme separando eles e ficou na frente de Taylor.
-não precisa e não são eles, nem Taylor que não quer que você a veja. Sou eu.

Ele indagou furioso e encarou Taylor detrás de Suêmi com muita raiva e saiu apressado dali como se segurasse para não fazer alguma besteira.

 Quando Evan saiu olhei diretamente para Adria. Gritei meio a emoção de ver meu irmão passando por tudo aquilo.

-sabia que você não havia mudado! Você é uma cobra!
Todo mundo me olhou assustados menos ela que se intristeceu.

-Oque é isto minha filha?

 Gritei irritada. -A Adria mãe! Tudo isto é culpa dela! Eu duvido que o Evan chegou aqui sozinho

-Eu já falei, eu não faria isto! Ele deve ter me seguido, eu juro!

-Duvido! Oque você não faria? Você trouxe a Emili pra cá só para ela me conhecer e te apresenta para o Taylor!

Ele olhou assustado para ela.
Ele perguntou.  -Oque? Makena oque esta dizendo?


Adria indagou com lágrimas nos olhos e Suêmi tentou entender tudo.

-Adria queria se aproximar de você, um desejo idiota! E se aproveitou dos problemas da Emili para trazer ela pra cá sabendo que conseguiria de alguma forma te conhecer atraves de mim e da Emi, pena que ela não esperava oque aconteceu de verdade!

Minha mãe cortou.  -Chega Makena.

-Não! É verdade! Eu estou revoltada eu vou!!
Agi por impulso indo em direção para bater nela mais Taylor me segurou e as meninas colocaram-se na frente.

-Me larga! Eu estou com raiva desta falsa!

Tentaram me acalmar. -Calma Makena! -Makena calma!

Suêmi a olhou. -Você foi capaz disto Adria?

Uma lágrima caiu dos seus olhos parecendo esta envergonhada, Ela merecia!

Suêmi a chamou para sair dali para conversarem. Taylor a encarava irritado, oque mais teríamos que resolver para tudo estar bem antes que Emili saísse do hospital?!

COMENTE SOBRE OQUE LEU!

11 comentários:

  1. Adorei o capitulo ansiosa pelo proximo parabens

    ResponderExcluir
  2. Super ansiosa continua logoooo! E ainda bem que a emi ta se lembrando das coisas!

    ResponderExcluir
  3. Continua!! Eu quero a Emi e Taylor Juntos <3

    ResponderExcluir
  4. Taylor e Evan se enfrentando, ai que tudo!

    ResponderExcluir
  5. quem é o ator que faz o personagem evan greice

    ResponderExcluir
  6. Toma essa sua bruxa! Bem feito pra Adria, passar por essa vergonha a frente de todos é o minimo que ela pode passar depois de tudo o que ela ja fez pra Emi.
    Taylor ta REconquistando elaaaa,que fofo! Continua...

    ResponderExcluir
  7. Uau q demais!!Ainda bem q a Emi já tá começando se lembrar de td,contt..

    ResponderExcluir
  8. Uau q demais!!Ainda bem q a Emi já tá começando se lembrar de td,contt..

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA