12 abril 2015

Fanfiction: Projeto ESTRELA - CAP 10

Capa/Texto Fic: Jessica keli - TLM.


PARTICIPAÇÃO ESPECIAL:


Ele tentou respirar.
Makena estava muito sem graça. E nervosa. Ele não parava de gritar desesperado.

 -Para Taylor! Calma! Calma!    Falei puxando pra longe dela. Ele estava muito agitado.


-Taylor! Calma respira!! Respira!

Falei fazendo se apoiar na parede do lado da porta. pensei que ele teria uma ataque!

-Meu pai vai te matar garota! Você enlouqueceu!?   falou parecendo fazer força para respirar.

-Taylor! Eu posso explicar! Não conta pro papai!

-Esse cara velho?! Você essa hora aqui?!

Ela respirou fundo abrindo e fechando os olhos agressivamente, parecendo estar com tontura.

Se encostou na parede.
tentei acalma-lo.  -Taylor calma! Você esta muito nervoso!

-Como eu não vou ficar?! Minha irmã estava dentro desse lugar com um cara da minha idade!
Tentou respirar.
( - - - )
Dirigi porque ele estava em choque, Makena estava quieta.

Quando chegamos na casa dos seus pais. Ele saiu do carro discutindo com ela. Caminhei em silêncio perto deles prestando atenção na discussão.

-Você sai! Porque eu não posso?!?
Questionou.

-é bem diferente! E olha minha idade pra sua! Você ainda é uma menina!!

-Não! Eu não sou! Tenho a idade de quando você começou a sair!!

-É bem diferente, eu sou Homem! E você quer acabar como eu me acabei?!

-Não me importa! Eu também posso! Eu estava apaixonada por aquele cara desdo ensino fundamental!!

-É e quando ele estava no ensino médio! Eu não quero você trancada com um cara da minha idade!! Você só tem 16 anos!!

-E oque que tem?! Você saía com as meninas desta idade!
Ele parou. Respirou fundo. Paramos e fiquei do lado deles.

-Os homens da minha idade são diferentes!

-Haha! Tipo como?       Falou cruzando os braços.

ele tentou se acalmar diminuindo o tom de voz.
-Conta pra ela como são os homens da minha idade que vão  naqueles lugares Anny!

 Falou ele  me fazendo se meter naquela conversa, ela me olhou.
 Eu até diria. Mais ele completou. -Já que você é dessas festeiras!

Me irritei e olhei torto para ele antes de dar meus passos em direção a Makena, me segurando para falar algo convincente para ela.

-Claro..   dei dois passos ficando no meio deles.

-Olha Makena, homens que vão naqueles lugares não se importam com nenhuma mulher.

Olhei para trás e ele ouvia calmo e muito atento.
Não consegui segurar minha linguá pelo oque ele havia dito antes de pedir minha ajuda e me virei para ela.

-Mesmo quando eles tem alguém ESPECIAL! Eles preferem mulheres mais fáceis de serem conquistadas, ENTÃO ELES mostram INTERESSE! PASSA A NOITE COM VOCÊ E DEPOIS VÃO BEIJAR OUTRA NA SUA FRENTE! depois.. VÃO FAZER UMA MÚSICA QUE SE CHAMARÁ APOLOGIZE.

Ela fez expressão confusa e Ele me olhou desesperado.

-Sai dai, você também não sabe oque os homens da minha idade são.
 Falou passando na minha frente ficando na frente dela.
Ele olhou bem nos olhos dela

-Não comete esse erro.. Você vai se cegar.. Sair com homem da minha idade? Não vai prestar! Eu já fui assim! E eu te digo que nunca levei uma garota da sua idade a serio.

-nem da dele ele leva!     Falei olhando pra ela entre o ombro dele.
E ela sorriu.

-cala boca Anny.   Riu sem graça olhando para o lado E Makena riu prestando atenção.

-Espera mais um pouco.. os garotos da sua idade não são um santo, mais, te levaram mais há serio..

-Ta..
Ela sorriu e eles se abraçaram.
Ela me olhou sorrindo e cortou o sorriso olhando para quem estava atras de mim.
Seu pai havia ouvido parte da história e parecia bem bravo.

-Ai meu Deus! Pai!     Falou Makena e Taylor se afastou olhando para trás.


POV DE TAYLOR:
Apesar de estar com o coração na boca, e sabendo que minha irmã merecia. Não queria meu pai bravo com ela. Anny achou melhor voltar para casa E eu preferi ficar para ajuda-la. Na idade dela sai de várias confusões.

Entramos em casa meu pai super furioso. Prestei atenção.

-Você quebrou nossa confiança!

-Pai me desculpa! Porfavor! Se eu tivesse pedido vocês diriam NÃO!

-Claro que não!! Viu. Não disse só o não!

-Minha filha.. como pode ter feito isso..?   Perguntou minha mãe.
Sentei calado no sofá.

-Mãe, eu estava louca para ir..

-Aqui tem regras! Não é assim, você pensa que vai ser igual! O.

Eles pararam de falar e me olharam.
Continuei calado ouvindo.
-vocês podiam confiar em mim! Só isso!

-Como? Agindo desta forma? Confiança é algo muito frágil minha filha E É algo que você vai demorar muito tempo para ter outra vez!   Falou minha mãe se retirando.

-Sua mãe falou tudo, não preciso falar mais nada.
E as lágrimas dela caíram.

-Taylor.. vem comigo, precisamos conversar.   Falou meu pai, deixamos Makena na sala.

Começamos a conversar, ele agradeceu por ter protegido Makena e finalmente reconheceu que a culpa de Endri morrer não era minha e que realmente eu estava mudado. Mesmo tendo meus problemas com Anny, agradeci mentalmente por ela ter me ajudado tanto.

Agora poderia conquistar a confiança da minha família que estava perdida a muito tempo.
Depois de horas de conversa com meu pai, minha mãe desceu gritando.

-Makena fugiu!! Não esta no quarto!
Nos preocupamos.
 Correndo para ligar para os parentes próximos e Santos veio com o meu carro para me ajudar procurar Makena
 Enquanto ele dirigia, olhava as ruas em busca dela.

-po, cara, foi tenso na boate. Acha mesmo que a Anny ia bater naquela garota?    Riu.

-Não.. ela não é disso.   Falei olhando para ele.

-Eu também achava, até ver como ela reagiu.    Riu.

-em falar nisso, vou ligar pra ela, Makena poderia ir pra lá.

Chamou uma,duas,três e ela atendeu parecendo sonolenta.
-Alô?

-Que foi? Ta em outra balada?   Ironizei.

-Taylor, fala logo oque você quer se não vou desligar na sua cara..

-Ih.. ta nervosa?

-Não! Porque eu estaria? Porque meu chefe é um mané?!

Me irritei, -Olha só.    Santos me cortou.

-Cara, pergunta logo da sua irmã!

-A Makena esta ai com você?

-Não, ela nem deve saber como chegar aqui..ela nunca veio na sua casa.

-Ela sumiu.

-Isso é perigoso.. se ela chegar aqui te ligo.

-ta valeu.

Desliguei. Depois de procurarmos em todo lugar meu pai resolveu ligar para a polícia.

Estávamos dentro de casa, Santos babava dormindo sentado no sofá. Olhei pela janela e bateu saudades da minha casa na árvore, lembro de subir lá quando era moleque.

 -Santos, vou dar uma saída.  Cutuquei o braço dele. E ele meio que acordou confirmando e se aconchegou de novo.

Fui em direção a árvore.
Subi as escadas e olha só quem estava lá. Makena.
-Rodamos o bairro todo pensando que você tinha fugido.

-Fugi.. mais voltei.. lá fora pode ser perigoso..

Ri sentando do lado dela E a abracei de lado.

-Não faz mais isso.. você me deixou desesperado.. esses caras são muito maldosos.. não existe nenhum inocente.

-eu também não sou nenhuma inocente..   falou ela tentando se achar.

A olhei firme. E ela respirou fundo.
-Ta legal.. eu sei que sou..   jogou o olhar para cima.

E rimos juntos.
-Obrigado Taylor..

-Pelo oque? Te meti em confusão.. sorri.

-Não.. você me defendeu.. achei que não teria mais um irmão para me defender dos garotos.. como as minhas amigas tem.

Sorri pensando no tempo que perdi sendo problemático. Não fui o irmão protetor que ela queria.
Fiquei muito arrependido percebendo o tempo que perdi.

-Me desculpe.. agora te defenderei a vida toda e irei atrás de você em todas as festas até completar 30 anos.

Rimos. -Não exagera, ta!

E ela me olhou. -Você mudou tanto.. foi aquela garota mesmo que te ajudou? A.. Marie?

Olhei pra baixo pensando se diria.
-Não.. Foi a.. Anny..

-A sua assistente?!   Falou surpresa.
Confirmei com a cabeça.

-então por isso ela disse aquelas coisas.. nossa, ela é engraçada!

Rimos,  -é.. as vezes meio chata e mandona também.

-Eu vi no dia do velório da Endri, achei bonito ela ter te defendido, também sabia que não era culpa sua.. mais não pude dizer nada..   falou triste.

-Tudo bem.. sei que teria problemas se fizesse isso..
beijei sua testa.

-E a Marie.. ela é legal?

Pensei.. ela parecia acreditar que Marie e eu tínhamos alguma coisa. Então resolvi contar para ela. Seria bom termos nossos segredos. Amigos e irmãos. Eu recompensaria o tempo perdido. Depois daquela longa conversa, Respirei fundo me levantando.

-Vem, vamos descer.. precisam de explicações..   ela esticou sua mão e a puxei para a levantar.

-Estou com medo Taylor..

-Calma, vou te ajudar.
Sorri e ela retribuiu.


GOSTOU? COMENTE!

7 comentários:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA