02 abril 2015

Fanfiction: Projeto ESTRELA - Capitulo 9

                                   Capa/escrito por: Jessica keli - @jessica_keli TLM


PERSONAGENS DA FANFIC


PERSONAGENS DA FANFIC
Eles viajaram para fazer o filme em nova york, preferi ficar em Los Angeles mesmo. Assim eles teriam mais tempo juntos, e Roger deu conta das coisas de lá. Sai mais vezes com Fernando e ia todos os dias pra casa entristecida.


Sentei no sofá vendo sua guitarra encostada no outro lado.
 Lembrei dos primeiros dias que estava ao seu lado, de como ele havia mudado. Lembrei dele dizer em nossa discussão no banheiro do restaurante que estava fazendo uma música. Fui em seu quarto.
 Deitei na sua cama tudo ali lembrava ele. Seu perfume ainda exalava pelo quarto.

 Respirei fundo fechando os olhos. Parecia que ele estava ali..
Olhei para o notebook dele na escrivaninha. E fixei meus olhos naquele  ao lado. Me levantei apressada. Peguei o Cd nas mãos e estava escrito "Apologize" coloquei no seu som E era uma única música. Esperei ansiosa para a musica começar.
E AQUELA LETRA DA MUSICA, ACABOU COMIGO:

Eu estou me segurando em sua corda, deixou-me a 10 metros do chão
E estou escutando o que você diz, mas eu simplesmente não consigo emitir nenhum somVocê me diz que precisa de mim, então você vem e me derrubaMas espere...Você me diz que sente muito, não imaginava que eu fosse emboraE diriaQue é tarde demais para pedir desculpasé tarde demaisEu disse que é tarde para pedir desculpasé tarde demaisWooa-wooa-oooohhhhEu me arriscaria de novo, cairia, levaria um tiro por vocêE preciso de você como um coração precisa bater, mas isso não é novidade (Yeah, Yeah)Eu amei você como um flama acesa, que agora está se tornando fracaE você diz"Sinto muito", feito um anjo, que os céus me fizeram acreditar que você eraMas eu temo queSeja tarde demais para pedir desculpasSeja tarde demaisEu disse que é tarde demais para pedir desculpasé tarde demaisWooa-wooa-oooohhhhÉ tarde demais para pedir desculpasé tarde demaisEu disse que é tarde demais para pedir desculpasé tarde demaisEu disse que é tarde demais para pedir desculpas (yeah)Eu disse que é tarde demais para pedir desculpas (yeah)Eu estou me segurando em sua corda, deixou-me a 10 metros do chão.Se Desculpar (Part. OneRepublic)

Ao ouvir o começo daquela letra me provocou cala frios. Realmente, era pra mim. Não era algo inventado da boca pra fora simplesmente pra fazer sucesso.

 Me deitei na cama prestando atenção em cada detalhe daquela letra. E um aperto no peito se formava. E pensei. 'Será que realmente era tarde demais pra me desculpar?'

E não me segurei para chorar. A música por ser única no Cd repetiu por varias vezes até que eu adormecesse.

 Acordei ainda com sua voz entrando em meus ouvidos e pulei de susto pensando que ele estava ali. Olhei e percebi que era a sua voz na musica que ainda se repetia. sorri aliviada pensando no mico que pagaria se ele chegasse e me encontrasse ali de manhã.
 Me levantei indo apressada fazer a copia daquela musica, precisava guarda-la comigo.
 Não tive muito oque fazer neste dia e isso me fez refletir mais ainda em relação a tudo que eu estava passando. Eles chegariam naquele dia, Como faria para mudar a minha cara?
 Meus olhos avermelhados pareciam que não sumiam! Olhei no espelho.

-Droga! Só faltava essa!   Joguei mais agua no rosto.

-Anny!!??chegamos hem!!   Gritou Roger.

Pensei "ferrou!" Hoje não sairia do quarto para nada!! Ele bateu na porta. Ai que droga! Abri e me virei de costas.

-Chegamos, não vai la receber ele?   Brincou.

-Mais tarde eu desço pra falar com ele. Hoje não tem nada marcado..

-Ou seja, estamos de folga?   Falou animado.

-É.. mais ligaram dizendo para buscarem o Santos no hospital.

-Ou, olha pra mim aqui! Eu to aqui.. oh!..   falou rindo.

-Não, estou sem maquiagem, alem disto não dormi bem e.

Ele me virou e se assustou.
-Caramba Anny! Oque aconteceu!?
Olhei pra baixo.

 -Nada, só não dormi bem. Só isso.

Ele riu. -Cara, preciso te contar..

-Oque?   Perguntei.

-Que.. eu não acredito. Oque o Taylor fez desta vez? Isso é saudade?!

Gargalhou me deixando sem graça. E me afastei virando.

-Palhaço.. não é nada, daqui a pouco passa.

E ele riu. -Se não passar, eu peço ele pra vir aqui te ajudar.  Brincou saindo pela porta. E tranquei no caso dele estar falando serio.

Seu amigo já havia chegado e fiquei de olho caso aquele rapaz influenciasse ele. Estava com medo de um simples erro, assim. eu não conseguiria ir embora tranquila. Seu cd havia saído E me ligaram fazendo um convite irrecusável para ele.

 Eu como sempre estava animada pelas coisas boas caírem em nossas mãos.

 Ele chegou em casa a noite, finalmente tive um sorriso para dar. Oque não mostrava algum tempo e isso não o motivou a retribuir.
 -tenho uma surpresa!
Ele colocou a chave na mesinha.

-Da última vez que me disse isso me fez comprar uma casa.   Se sentou no sofá.

-Ha! Ha! Muito engraçado.    Falei irônica e ele finalmente sorriu.

-vai, fala.

-Todas as empresas no ramo da musica sabem que seu Cd é o mais esperado pelos fãs este ano.

-E..  ?    completou.

-E que eles conversaram muito, resolveram tudo pra me comunicar que adorariam fazer uma coletiva com seus fãs!   Falei empolgada.
Ele sorriu surpreso.

-Tem noção de como isso é legal?!

Ele cortou o sorriso aos poucos.
-já fiz isso um tempo atrás, terei que responder perguntas deles..

-É, mais é só sobre o Cd. Então fica tranquilo, todo mundo esqueceu as coisas que aconteceram.
Sorri sem graça.

Ele respirou pesado. -Bom, tomara que todos tenham esquecido. Tudo..    me olhou fixo e desviei o olhar.

-Obrigado pela notícia.      Levantou passando por mim e ouvi seus passos subirem as escadas. Fechei os olhos ignirando a vontade de ir lá, implorar seu perdão e desistir de tudo por ele.

Mais seria muita loucura! E se ele voltasse a ser quem era antigamente? E tudo que lutei pra conseguir?!

Sentei no sofá pensativa, como queria perguntar isso para o meu pai.. oque deveria fazer, por quais coisas desistir. Chorei em silêncio.

Ultimamente vivia assim pelos cantos. Isso estava acabando comigo. Talvez Marie tenha razão estava na hora de partir
Contava os dias me preparando psicologicamente para o dia da minha partida.

 1 mês e meio que fiquei ali parecia tão pouco.. pensei como ele viveria depois que eu terminasse o trabalho e tivesse que ir embora..

Minha ficha caiu totalmente ao receber uma encomenda para Roger, A minha empresa havia mandado este relatório como se fosse um histórico para ser escrito e ser comparados por eles, chefes que eu nem conhecia.

Respirei fundo recebendo aquela pasta das mãos de Roger.

 Ele me olhou meio triste sabendo oque poderia ser. Resultado bom, já poderia partir.

 Fiquei tão angustiada. Conversei com Fernando que poderia voltar. Mais ele disse que mesmo assim iria me ver nos finais de semana se eu quisesse. Ele era um amor, nunca forçou a barra depois de ter contado a ele oque sentia por Taylor.

Na outra semana que chegava.
 O Cd de Taylor foi vendido E em menos de 3 dias sua musica "Apologize" ficou em primeiro lugar nas radios do mundo todo E seu CD foi o mais vendido em poucas horas. Estava tudo ótimo! As conferências foram um sucesso e podiamos dizer que ele se levantou e estava melhor do que nunca.

 Sentia que meus dias ali estavam acabando quando Roger me entregou aqueles relatórios para serem enviados há empresa.

 Uma noite, a casa estava vazia, Santos já havia melhorado por isso saiu com Roger e Taylor juntos. Peguei um vinho na geladeira e coloquei na tarça, ouvi passos olhei para trás.

-Oi!   Sorriu, Era Melany.

-Oi.. pensei que tinha saído com eles.

-há. Não.. eles foram há um jogo.. não tem nada haver comigo.
Riu Se sentando do meu lado.

-Anny.. posso te fazer uma pergunta?   Falou muito cautelosa.

-Claro.. pode.   Tentei Sorrir.

-A.. Marie, ela quem fez o Taylor mudar tanto mesmo? Isso é serio?

Fiz a pergunta para não ter que responde-la.  -não acredita?

-bom, porque um dia.. saímos os quatros juntos. E.. ele não parecia gostar tanto dela, então nada melhor perguntar há você a Que fica mais tempo com ele. Bom, ficava..   falou a última desviando meu olhar.

Respirei fundo não me importava de falar pra ela. -Ele não mudou por causa dela.

Meus olhos lacrimejaram. -Foi por minha causa.. mais me mostrei muito fria em relação a isso.. Achei que seria fácil, fazer com que ela levasse os créditos de tudo, que levasse até ele..

Ela me olhou parecendo triste.
-Achei que ia ser forte em relação a tudo, mais. Eu não estou mais aguentando..   minha voz falhou.

Sentia uma dor forte no peito.
Colocou sua mão em cima da minha.
-Sinto muito Anny..

-Não sinta..   sequei as lágrimas. -mereço isso. Fui eu quem começou tudo isso, desdo começo. Não sinta.  Olhei pra ela e completei.
-fui eu quem permiti tudo.

-você não foi totalmente culpada disto, Taylor sabe do que você sente, né?
Confirmei com a cabeça.

-Então ele teve grande culpa nisto de não ter lutado por você..

-A culpa não é dele.. eu que não dei chances para ele lutar. Eu arranquei todas as esperanças que ele poderia ter comigo. Eu estou errada com ele E agora É tarde demais pra se desculpar..

Falei fazendo ela arregalar os olhos.
-Oo my good! Essa música é pra você?!?   Ficou boqueaberta.

E ela me abraçou e comecei a chorar.
-Serio, eu sabia que uma música estava sendo planejada, mais jurava ser em português, sei la ouvi falar nisto, nossa! Estou.. confusa.
Disse alisando minhas costas.

-Ele não faria.. ele não sabe português.   Tentei sorri pra parar de chorar.
E o telefone dela tocou.

-Alô?
Coloquei mais vinho na tarça para mim e para ela enquanto conversava no celular.

-A claro! Vou levar uma nova amiga comigo, ok?!   Falou me olhando.
E desligou sorrindo.

-Chega de ficar com essa cara, vamos distrair a cabeça?! Vamos dançar um pouco!   Falou animada.

-Não.. não to afim.

-Não!! Que isso?! Nem pensar que você vai ficar aqui remuendo o passado. Eu gosto muito do Taylor, mais!  Não consigo ver ninguém sofrendo por amor! Então!! Vamos! Vamos!
Sorri sem graça e fiz a vontade dela.

Fomos com suas duas amigas em uma boate. Chegando na porta tiramos nossos casacos e o rapaz na entrada levou para guardar.

-Nunca vim em festa assim. É estranho.. sinto que vão nos agarrar.
Reparei estranhando e as amigas dela riram.

Melany se virou para nós   -vamos somente dançar um pouco e vamos embora, ok meninas?   Vi um voôto. como se alguém tivesse corrido, Melany olhou para a mesma direção. Não vimos nada.

-Não! Nem pensar! Não vou deixar de beijar esses gatinhos!!    Disse uma esquecendo-se de nós.

Olhei Melany e damos de ombro pra ela E a outra a seguiu.

-estou vendo que vamos ficar paradonas aqui.    Falei.

-é, menos mal. Isso sempre acontece comigo sozinha, pelo menos agora tem você para me fazer compania.
Rimos caminhando até o balcão.

Ela falou.  -Vem! Vamos beber alguma coisa, aqui a bebida é self-service.

Olhamos as duas assustadas, com três mãos colocando o copo em cima do balcão. Trocamos olhares estranhando e Olhamos novamente.

A mão do meio tentou jogar um gelo no copo, que caiu no balcão e as três mãos viraram uma garrafinha totalmente fora do copo bagunçando o balcão todo. Continuamos olhando. Reconheci a mão do meio.

-Eu reconheço essa mão do meio..   apontei falando somente pra ela ouvir.

-Eu também reconheço essa do lado!   Gritou puxando E Roger levantou sem graça. E ela cruzou os braços encarando prestes a mata-lo.

Ele continuou mexendo no copo sem graça sem nos olhar nos olhos.
-E.. depois do jogo, bom, o jogo foi cancelado.. porque o michael jordan precisava ajeitar o.. cabelo!   Falou O final parecendo ter tido uma ideia convencente.

Olhei rindo baixinho. Ele não sabia mentir.

Santos e Taylor se levantaram juntos devagar e parei de rir na mesma hora olhando eles ali.   Santos olhou Taylor preocupado como se tivesse dito. "Fudeu"

Nos despertamos com a discussão de Melany e Roger.
-Queria mesmo ser sincero comigo, sempre?! Queria?!   Deu tapas de leve no braço dele.

-calma! Calma amor! Eu só.
Ela virou para eles, -e vocês!! Vocês não sabem que ele tem namorada?!

-Foi mal.. agente só.   Santos tentou ajudar.

-vem Roger! Vamos conversar!!
 Falou ela puxando para ir embora.

Santos e Taylor passaram por mim.
-onde pensam que vão?   Falei me virando.

Eles viraram para mim.
-Vamos para qualquer lugar que não seja da sua conta.    Falou Taylor serio.

E Santos fez uma cara tipo. "Uui Essa doeu!"

Indaguei mais me mostrei firme.
-sabe que esta quase melhorando, vai fazer com que eu fique no seu pé mais tempo?
Dei meus passos proximo a ele.

-já estou bem, pode ir embora!
Respirei fundo. o encarei E ele me encarou.

Fomos despertados por uma garota abraçando suas costas. E ele arregalou os olhos assustado.

-vemm vamos voltar a dançar..   disse ela. E então ela me olhou assustado, não me controlei.

-Garota, se você gosta dos seus braços sugiro que tire as suas mãos dele imediatamente se não eu mesma irei quebra-los!   Falei firme.
Ele arregalou os olhos para mim. Santos soltou uma risada.

E ela se afastou saindo de nossas vistas.
-Você ta doida?!
Santos se retirou.

-Não! Oque você pensa que esta fazendo?!

-você só quer ir embora né?!  Então vai!    Falou irritado.

-quero ir!! Assim eu não preciso ficar aqui sofrendo por você!!

-não! Você não sabe oque é sofrimento!

-eu sei! Eu sinto!

-você não sente! Você é fria! Você não sente nada! Olha onde você também esta! Veio pra cá para que? Pra mostrar o amor enorme que tem por mim?!    Falou irônico.

-eu vim com a Melany, pra fazer compania há ela! Não vim pra me divertir feito você!!
E ele aumentou o tom de voz.

-me divertir?! Ha! Oque me da mais raiva é ter que vir aqui, e ver que meses atras eu estaria quase pelado nesta festa pegando quem eu quisesse, mais não! Eu estou aqui! E oque me doi é saber que aqui esta cheio de mulheres e eu não estou achando a menor graça nelas!!

Seus olhos encheram de lágrimas como os meus.
-Vamos embora daqui. Discutimos depois!     Falei baixo passando por ele indo buscar meu casaco.

-não! Isso não é uma discursão!

-acha que não é?!   Perguntei com raiva.
Ele respirou fundo.

-Tá! Vamos embora!
e foi em direção ao lugar onde pegava os agasalhos.
Segui até a porta.

-Me espera aqui.   Falou meio bravo.
Ele Bateu na porta e ninguém abriu. bateu mais uma vez na porta e entrou para buscar.

-AAAAAAAAaaaaAaaaaaaaaaaaaAAAAAAaaaaaaAAAAAAH!!
Gritou desesperadamente.

-Taylor?!?!   Gritei preocupada.

E quando fui até a porta um rapaz esbarrou em mim e saiu correndo.  Taylor saiu ainda gritando de forma engraçada quase chorando.
E QUEM ESTAVA LÁ DENTRO e vinha atrás dele quem me impressionou.


GOSTOU? ENTÃO COMENTE SOBRE O CAPITULO!

5 comentários:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA