29 maio 2015

Fanfic: I know is forever – Cap. 9 - That such a proposal???



Notas da Autora
Espero que gostem desse capítulo. Quero comentários bons para esse capítulo. Fiz com carinho e espero os meus comentários até o próximo.  Espero que esteja ao gosto boa leitura!!!

─ Prazer, Ian Somerhalder – Ele entrou na sala e fechou a porta, se dirigiu a meu pai.

─ Sr. Collins fico muito feliz que tenha vindo agora se não for incomodo eu gostaria de ficar sozinho com a sua filha se me permite. Sei que estão querendo matar a saudade, e eu lhes darei tempo o suficiente para isso – Disse ele enquanto eu continuava estática olhando para ele.

─ Claro, eu não quero atrapalhar – Meu pai disse.

─ Não está atrapalhando.

─ Não, tudo bem Ian, eu deixarei que os dois conversem, eu e ela teremos bastante tempo ainda – Disse meu pai e se virou para mim.

 ─ Até logo minha filha, e lembre­se de tudo que falei – Disse meu pai e saiu da sala. Eu me virei para ficar de frente para ele.

─ O que faz aqui? Por que está falando que é o Sr. Somerhalder? – Muitas perguntas circulavam em minha mente.

─ Vou me apresentar sem formalidades – Disse respirando fundo.

 ─ Sou Ian Somerhalder, mas conhecido como Sr. Somerhalder e para você o seu noivo.
─ COMO É QUE É? – Disse gritando. Ele só podia estar de brincadeira com a minha cara, e isso não tinha a menor graça.

─ Lily, sente que eu vou te explicar.  A história é grande – Disse ele fazendo sinal para o sofá que estava perto.

─ Não, há nada a ser explicado – Falei com raiva ─ Você só tem que parar de brincar com a minha cara porque se você não percebeu eu estou esperando o meu noivo, e eu quero conhecê­lo logo e você está atrapalhando – Depois de tanto querer adiar agora fiquei com vontade de conhecê­lo.

─ Eu preciso conversar antes com você para que possa entender – disse quase em uma súplica – é complicado por isso terá que entender tudo que eu vou falar, quero que preste bastante atenção.

─ Pode explicar estou ouvindo – disse me sentando.

─ Minha mãe sempre quis me casar e ficava fazendo festas para eu ir, todas as mulheres eram perfeitas aos seus olhos, nunca para os meus, todas eram interessadas na mesma coisa...

─ Dinheiro. – Ele suspirou fundo.

Dinheiro, uma palavra tão insignificante e que pode destruir uma vida. Eu não quero uma esposa que só enxergue o dinheiro, eu quero uma esposa companheira e amiga a pessoa que eu posso contar para tudo falar todos os meus problemas, e eu quero ser essa pessoa para ela também.

Eu já estava desistindo de achar essa pessoa até que soube da sua família e seu pai falou de você na carta. Logo me interessei, comecei a te vigiar de longe e me encantei com a beleza só que a dúvida persistia “e se ela só quiser o meu dinheiro como as outras” você era diferente – disse – e eu precisava me aproximar para lhe conhecer o que pudesse sobre você. Comecei a dormir pensando no seu nome em como fazia as coisas na simplicidade e a cada dia ficava, mais fascinado. E a pergunta rondava “como me aproximarei dela?” e nesse mesmo dia acho que alguém me ouviu e te encontrei no parque, conversamos e outra coisa que me fascinou foi a sua voz, uma voz doce e boa de ouvir. E foi nesse dia que veio a ideia de fingir ser meu próprio motorista – quando ele ia continuar eu o interrompi.

─ E pensou que era legal me enganar? – disse com raiva – me fazer de trouxa?

─ Não Lily, por favor, deixa continuar – suplicou.

─ Como pôde? – perguntei – viu meu sofrimento esse tempo todo e mesmo assim não fez nada, me viu arrasada com os sonhos destruídos. Eu abri meu coração para você e na primeira oportunidade você estraga tudo.

─ Tenta me entender – pediu ele.

─ Não vai adiantar esse seu discurso, a raiva que eu sinto por você eu nunca pensei que poderia sentir por alguém isso antes.

─ Lily...

─ Não sei como consegue se olhar no espelho, eu sofri chorei e você viu tudo. Devia estar rindo por dentro.

­ FICA QUIETA – disse ele sem paciência – eu não queria te ver sofrer, eu fingi ser o meu motorista que se chama Taylor. E eu não me arrependo de nada do que fiz, porque quando me contou que seu pai pediu para não mostrar o seu lado, fiquei feliz por estar conhecendo o seu verdadeiro eu. Não quero uma esposa feita para a sociedade, não a quero só pela aparência e sim pela mulher que é, você não quer meu dinheiro e sim ser feliz. E isso é tudo que procuro e quero, e acima de tudo te quero porque os meus defeitos foram feitos para você.

­ Taylor, Ian eu nem sei como devo te chamar, eu te disse que odeio mentira e foi o que fez. Mentiu o tempo todo, eu acho melhor já que o meu pai está aqui eu voltar para casa de uma vez – Falei querendo ir embora daquele lugar o mas rápido possível.

─ Como assim voltar para casa? – perguntou ele.

─ Você acha mesmo que vou me casar com um mentiroso? Uma pessoa com a qual não posso contar? Que vê a pessoa sofrendo e não faz nada?

─ Você não pode estar falando sério, eu te contei porque fiz isso – disse triste.

─ Se mentiu uma vez pode mentiu outra – Argumentei.

─ Tem certeza? Eu não vou mentir, odeio mentira e você também – disse.

─ Não jogue fora algo que nem começou.

─ Tem razão, só que é mais fácil jogar fora algo que não começou do que sofrer de novo e ser obrigada a jogar tudo fora mesmo assim – falei

─ Eu errei Lily, eu sei disso.

─ Pode ter feito isso para o meu bem, só que eu não aceito.
─ Vamos tentar ter uma vida juntos? Se não der certo podemos pelo menos dizer que tentamos – disse ele.

─ Ian, eu não posso te perdoar ainda – expliquei.

─ Só tente, não estou pedindo que me perdoe agora, não vamos desistir sem nem ao menos começar – disse ele e completou:

─ Dê uma chance para o “nós”, para ele existir.

─ Não posso, vou falar com o meu pai dizer que não poderei fazer isso. Fique tranquilo não vou falar sobre você. Só vou falar o que deveria ter falado muito antes disso tudo acontecer comigo.

─ É isso mesmo que quer? – perguntou Ian triste.

─ Sim, vou voltar a ter a minha vida e todos nós saímos ganhando.

─ Só quero ter certeza que não vai se arrepender depois – argumentou.

─ Pode ter certeza que não irei – Disse já me levantando e indo em direção a porta.

─ QUE TAL UMA PROPOSTA??? – Disse Ian entusiasmado.

Notas Finais
Gostaram de saber que eles são a mesma pessoa? Muitas de vocês queriam ela com o Taylor ou o Ian e ela tem um dois em um kkkkk! Será que ela vai ouvir a proposta? Qual é a proposta? E ela vai aceitar? Taylor Lautner realmente existe e é motorista do Ian, ele apenas usou a identidade dele. Comentem Taylovers.
                                                  

Um comentário:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA