18 maio 2015

Fanfiction: Believe – Capítulo 12: Desejo


- Não acredito!!! 

Taylor gritou e me pegou pelos braços me rodopiando pelo quarto.

- Paraaaaa! - eu ria de tanta felicidade e de ficar tonta.

- Não acredito que você fez isso! Você veio!!!


- Surpresaaaaa!! Gostou!?

- Se eu gostei? Eu adorei!

Foi então que ele me beijou. Eu estava eufórica e o nosso beijo era urgente de saudade... Eu passava minhas mãos pelos seus cabelos e a sua barba me arranhava... Eu me arrepiava a cada arranhão e agradecia pelo novo personagem dele exigir aquela cara de homem.

- Jenny eu sinto sua falta... - Taylor dizia entre o nosso beijo.

- Eu também... Sinto... Sua falta... - eu dizia sem fôlego.

Quando paramos ele me olhava profundamente e parecia que queria dizer alguma coisa.

- O que foi? - eu perguntei

- Nada... Estou te admirando... E me controlando...

Quando ele disse isso eu resolvi que não ia mais esperar! Chega de ser tão insegura e medrosa! Chega de não dar uma chance para quem merece...

- Lautner... - eu disse em seu ouvido e o senti arrepiar. - Eu disse que avisaria quando não quisesse mais que se controlasse...

Ele beijava o meu ombro e eu continuava a sussurrar em seu ouvido:

- Não precisa ter auto-controle hoje... Por favor...

Quando eu disse isso ele parou de me beijar e me olhou. 

- Tem certeza? - ele perguntou

- Absoluta... - eu respondi tão segura de mim mesma que me surpreendi

*** Taylor POV ***

Eu não acreditei quando a vi! Eu só podia estar sonhando!

Eu a beijava tão desesperado que as vezes os nossos dentes se batiam e eu sabia que a minha barba arranhava sua pele delicada... Mas sinceramente eu só queria seu beijo... Sentir seu corpo...

Quando ela me disse que não queria mais que eu tivesse auto-controle eu engoli seco e assimilei tudo muito rápido. Soltei o seu corpo e fui até a porta. Tranquei e me virei. Ela estava lá me esperando, parecia um pouco nervosa, mas muito segura e certa do que queria...

Eu me aproximei e a beijei tão urgente quanto antes e fui arrastando seu corpo preso ao meu para a cama. 

Deitamos juntos. Eu já não pensava mais em nada nem em ninguém... Só nela... O cansaço do dia inteiro de gravação já tinha desaparecido.
Em alguns segundos eu estava sem meu tênis e minha camiseta, ela já estava sem sua blusa e seu short.

Estávamos prontos para o próximo passo, mas eu queria fazer isso direito...

- Jenny... - eu disse ofegante

- O que foi?

- Seja minha namorada... Namorada de verdade... Eu quero assumir você para mundo! Não quero ir desacompanhado nos eventos... Não quero que diga que seu coração está bem, quero que diga que ele pertence a mim.... E olha que eu odeio expor minha vida, mas eu quero isso com você...

Ela não respondia e eu não ia me mexer enquanto ela não dissesse nada...

- Taylor... Eu preciso resolver umas coisas antes... Terapia... Psicólogo...

- Jenny eu vou ser sua terapia ok? Esquece o que já foi e viva o que está aqui na sua frente... 

Ela não respondeu, mas me puxou pela nuca com urgência e me beijou forte. Eu correspondi porque não era de ferro, mas eu queria uma resposta...

Ela me beijava e tentava tirar minha cueca. Eu a ajudei. Quando vi que ela não ia responder eu continuei... Tirei seu sutien, calcinha e... Estávamos entregues ao desejo. 

Tudo nela era alinhado: pernas, seios, quadris e bunda... Que bunda!! Nunca tinha visto uma tão linda quanto a dela. Que corpo! Tudo era muito mais do que imaginei...

Ela me indicou onde estava o preservativo. Eu coloquei e pronto! Estava consumado o que eu queria fazer muito tempo... Era delicioso, quente... Ela era maravilhosa... Eu arranhava sua pele com a minha barba com força, mas acho que ela nem percebeu... 

O seu cheiro ficava em mim e o meu provavelmente ficaria nela... Eu nunca senti o que senti naquela noite. 

Quando terminamos eu estava exausto e ela também... Estava mais do que claro que queríamos aquilo a muito tempo...

Ficamos nos encarando por um bom tempo quando eu soltei um sorriso tímido e ela também. Saí de cima dela sem falar nada, apenas um selinho... Foi o que consegui fazer. Levantei, peguei minha cueca, fui ao banheiro e voltei. Ela já estava coberta com o lençol. Eu deitei ao seu lado e me cobri também... Foi quando ela se aninhou em meu colo.

Nada foi dito. Nem precisava... O silêncio dominava... E então eu ouvi o que mais desejava naquela noite, enquanto cheirava e acariciava aqueles cabelos macios...

- Sim Lautner... Eu quero ser sua namorada...

Eu sorri, a virei para mim e disse:

- Agora eu quero fazer amor com a minha namorada...

Ela sorriu e me puxou para me beijar. 

Foi a melhor noite da minha vida.

2 comentários:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA