23 maio 2015

Fanfiction: Ela é para o meu irmão - Capitulo 32

Capa/Texto Fic: Jéssica keli - TLM.

Pov de Evan:
Procurava algo no quarto de Emili que mostrasse que ela ainda sentia minha falta.
Olhei em seu guarda-roupa, em baixo da cama, em todos os lugares.
Enquanto olhava nas gavetas da estante do computador Trevan apareceu na porta muito curioso observando o que fazia.
-oque esta fazendo?

Sentei no chão antes de respondê-lo.
-Estou procurando algo que prove que a Emili ainda pensa em mim.
Ele riu ironicamente, -Emili pensa em você.. só que agora de um modo diferente, como.. um idiota, cafajeste, o cara que destruiu o coração dela..
Estalei a língua o ignorando, voltando a procurar.
-Esquece Evan, você não vai encontrar nada seu por aqui, se tivesse pelo menos uma foto eu saberia que você era o Evan que ela vivia dizendo.
Retruquei,  -Viu, ela vivia falando de mim, não parece que me esqueceu.
-mais vivia falando das formas que disse, não me lembro dela dizer que sentia sua falta.
Bufei lembrando-se daquele idiota que mora na frente da casa dela.
-Se ela pensa que não sentiu minha falta foi por causa daquele babaca.
-não. -Foi por causa de você mesmo, você fez seus erros sozinho e isto fez ela agradecer todos os dias por não estar perto de você.
-Eu sei que ela ainda me ama, ela só esta com raiva de mim e quando isto acabar porque eu vou fazer ela me perdoar, ela vai deixar esse cara de lado, Ela fez isto uma vez porque eu quis e vai fazer de novo.
Trevan riu,  -Engraçado como você ainda acha que ela ama ele como uma fã né?.
O olhei irritado, -Ela só esta iludida, achando que ele ama ela tanto quanto eu.
Ele encostou-se A beira da porta,
Cruzou os braços,   -você não vai convencer ela do contrario, eu sei, conheço a Emili muito bem, posso dizer que conheço mais que você.
Ri, eu estava com ela a 2 anos, não era 2 dias.
-Não estou nem ai para oque você diz, não vou desistir, você vai ver que ela ainda sente algo por mim e quando esta confirmação chegar da boca dela, vou te mostrar que esse cara vai desaparecer.
-Então continua se iludindo com estas bobagens, continua procurando oque quiser, isto não vai mudar o fato dela não te querer por perto.
-não me quer por perto porque sei que posso convencê-la, eu conheço a Emili.
O ignorei puxando uma caixa detrás do computador, abri e lá estava uma foto nossa juntos me levantei pronto para zoar a cara dele.
-Ha! Não falei!
E ele parou de sorrir, parecendo preocupado enquanto olhava a foto, ele Descruzou os braços e veio para ver o conteúdo da caixa e riu.
Perguntei vendo sua mudança,  -oque foi?
E ele pegou as fotos de dentro da caixa e balançou rindo ironicamente, deixando-me mais irritado, havia fotos dos seus jogos e em baixo cheio de fotos daquele filho da puta.
Pov de Emili:
Depois que coloquei a bota no pé, eles estavam bem atentos enquanto o médico tirava as luvas.
-Emi, isto esta doendo?    Perguntou Ashley apoiada no ombro de Tarik.
-não.. Esta normal.. Deixa-me tentar levantar.
-Tenta.   Disse Makena dando-me espaço para que tentasse andar.
Respirei fundo e me levantei e eles sorriram.
-Eu poderia levantar sem isto, já tinha me levantado antes, mais assim não sinto muita dor.
Makena me abraçou comigo ainda de pé.  –ai amiga que bom que você esta aqui e bem, as vezes eu nem acredito.
-na verdade, nem eu acredito que estou aqui..
Apertei mais seu abraço e por detrás do seu ombro, olhei Taylor sorrir.
Quando Makena e eu sentamos novamente o médico nos animou.
 -Vou agilizar as coisas para você ir embora mais rápido possível, esta bem?
Confirmei com a cabeça enquanto ele saía da sala.
Ashley olhou o relógio, -Gente vou precisar ir.
Tarik disse vindo em minha direção,  -Eu também já vou, vou com você espera só 1 minuto.
Deu-me um beijo na testa,  -Tchau Bebê.
-Chato.   Sorri mostrando a língua.
Eles riram.
-Vou levar vocês lá em baixo..  Disse Taylor.
Ao se despedirem Makena esperou Taylor fechar a porta.
-Amiga, me diz uma coisa, oque você sentiu quando viu Evan?
Assustei-me com a pergunta dela e não consegui deixar de demostrar meu desapontamento comigo mesma. Makena ao olhar meu semblante entristecido entendeu o recado.
-Emy..não..
-Eu não sei mais oque sinto por ele, eu o vi tão triste e isto me deixou péssima, ele já tem uma grande ideia do quanto gosto do Taylor, do quanto sou fã e ver o Taylor aqui ele quis saber de tudo.
-você não vai voltar com ele para o Brasil né?
-claro que não!
-Amiga, eu sei que não podemos mandar nos nossos sentimentos, mais você tem ideia do que meu irmão pode sentir se você voltar com o Evan?
-Ai meus Deus! Eu sei Makena, eu não gosto nem de pensar nisto, Sinto nervoso do Evan só de imaginar que precisaria desistir do Taylor de novo.
-e oque você vai fazer?
Passei as mãos no rosto desejando soluções, -Eu não sei..
Olhou-me por alguns segundos, queria saber oque ela pensava então perguntei.
-oque você acha?
-acho que seria muito suspeito oque eu quero.   Ela sorriu.
-me diz assim mesmo.
-quero que você se entenda com o meu irmão, que diga logo que ama ele e pronto e coloque Evan no devido lugar, ele não teve nenhuma consideração com você antes não é agora que vai ter.
-sabia que eu estou com medo de se entender com o Taylor?
-há! Porque isto agora?
-porque tenho medo de ser a mesma coisa que aconteceu com o Evan.
-você esta comparando o Taylor com este idiota? Fala serio! Sua memoria realmente voltou, os parafusos ainda estão soltos nos mesmos lugares.
-boba..   Ri
-não, falando serio agora, é meu irmão, eu me responsabilizo por isto se você quiser, estou dizendo que ele jamais seria alguém como o Evan foi para você.
Sorri dando ouvidos a ela, -oque seria de mim nestas horas sem você, hem?
-é né, quem te daria esses empurrões, não é mesmo? Anda, quando ele vir falar com você, fala com ele sobre isto, ouviu? É uma intimação.
-nossa! Ok!   Ri sem graça.
-e logo.
-tá.
-não demora.
Ri, -tá, já falei que tá.
E ela me encarou segurando a risada. –oque é?
A porta foi aberta, era Taylor, um frio na barriga permanecia toda vez que ele me olhava, agora parecia que não iria aguentar de tantos arrepios.
 Makena sussurrou antes de se levantar, -Boa sorte.
Pensei aa não.. não vai..
Mais, Quem eu queria enganar? Estava mais que na hora de termos uma conversa.
Ele passou por ela e observou fechar a porta.
Perguntou inocentemente, -esta bem?
-estou, tirando esta bota linda que estou na perna..
Aproximou-se mais da cama, -que isso.. não parece ser tão ruim..
-também achava isto até ter que usar uma.
Vê-lo rir, automaticamente fez-me rir também.
Lembrei das coisas que deveríamos conversar, eram tantas.
Oque dizer primeiro?
-acho que temos bastantes coisas para conversar.
E ele sorriu, -só acha?
Sentei-me na beira da cama enquanto ele se aproximava.
-tá, eu sei. Tem muita coisa.
E ele riu sem graça, mostrei que antes que conversássemos sobre qualquer coisa, deveria deixar claro algumas coisas que para mim ainda estavam confusas. Respirei fundo antes que começasse.
Perguntei, -Eu te desculpei, né?
Ele riu atento e confirmou com a cabeça ficando em minha frente.
-você me desculpou, certo?
Ele levantou a sobrancelha e me preocupei.
Ele riu me deixando aliviada da sua brincadeira bem nesta hora.
-bobo, você me assustou..
-é claro que te desculpei.. na verdade, te desculpava 5 minutos depois das nossas brigas.
Fiquei surpresa, -serio?
Mostrou-se sem graça e bateu de leve com o dedo indicador na ponta do meu nariz, -É, mais não acostuma ok.
Rimos.
Esquecemos da nossa conversa por alguns segundos, um olhando para o outro, meu coração não parava de acelerar. Parecia que o mundo havia parado para nós.
Não sei por quanto tempo nos olhamos em silencio, mais ele me despertou.
-mais alguma duvida?
Finalmente pisquei os olhos, -não, mais eu tenho outra coisa para falar.
ele mostrou-se atento, Antes que dissesse aquelas palavras olhei para os lados totalmente sem jeito de encara-lo.
 -Você sabe que o Evan esta aqui, não sabe?
Ouvi sua respiração pesar e ele foi para o meu lado, apoiando-se na cama.
Pronunciou serio, -sei.
-e ele veio aqui..
E ele mostrou-se calmo, achando que havia sido no dia que ele o impediu.
-e Ele veio falar comigo..
Ele me olhou rapidamente assustado.
-e ai conversamos.
Ele indagou, vi seus olhos mudarem, atentos ao oque dizia.
-conversamos muito mal, mais queria deixar bem claro para você..
Ele cortou, -deixa bem claro para mim oque? agora estou preocupado..
Sorri por ver sua preocupação, que fofo ver o quanto ele se importava.
Ficou sem graça voltando a ficar na minha frente,  -porque esta rindo? Não tem graça.
-tem sim.. porque ver você assim me deixa mais confiante para poder falar oque quero.
Ele apertou os lábios antes de me olhar,  -e oque você quer?
Sorri sentindo todo o meu rosto corar, -olha, no momento eu poderia dizer varias coisas, mais a única que me interessa dizer agora é.. que eu preciso muito de você.
Ele me olhou serio segurando o sorriso e voltei a dizer, -Que não importa quem chegue agora, ou que peça milhões de desculpas, ninguém roubaria um lugar que já é seu.
Vi seus olhos brilharem tanto quanto os meus.
-E você sempre foi importante para mim, depois que te conheci, os sentimentos passaram a ser mais fortes muito mais fortes.
Ele olhou para o chão mostrando-se pensativo, preocupei-me com oque pensava.
-Eu antigamente dizia que te amava, mais era um amor tão normal, hoje é tão diferente, eu sinto tanta intensidade tanta falta de controle.
E ele me olhou bem calmo mais em silencio.
-O que foi? Diz alguma coisa..
E ele finalmente sorriu.
-já esperava que iriamos conversar sobre isto, mais não esperava ouviria estas coisas, sabe, porque você faz tantos rodeios.. eu tenho um grande desejo de saber porque.
Respirei fundo finalmente pronta para ser sincera com ele.
-Passei um relacionamento que me feriu demais você sabe, hoje eu tenho tanto medo de pronunciar palavras assim porque eu ainda acho que amar demais alguém dói..
Ele sorriu, -Então você me ama demais?
-eu te amo demais e isto vira um medo de me machucar outra vez..
Ele aproximou-se mais do meu rosto, -Eu jamais ousaria fazer você sofrer.. sei que começamos as coisas de forma errada, brigamos muito, mais tudo isto eu reconheço que foi meu erro, porque não sabia medir o seu medo de me corresponder’.
-Eu até tentei te esquecer, mais foi impossível e eu ainda estou com medo, mais estou muito mais apaixonado para me importar com meu medo.
Sorri fazendo-o sorrir, -Eu também..
-Tenho lutado contra oque sinto desde quando você mostrou que não queria nada comigo.
Lembrei-me do nosso passado,  -me desculpa eu
Cortou-me,  -eu sei que você teve motivos, qualquer pessoa faria isto no seu lugar..
-mais eu também fiz por onde, deveria ter insistido, deveria ter te ajudado a superar tudo em vez de agravar mais o seu problema.
Sussurrei, -Taylor eu te amo.
Ele riu querendo ouvir outra vez, -oque?
Precisei falar mais alto, -Taylor eu te amo! Esta bem assim?
Ele riu encostando sua testa na minha. –Sabia que eu não queria que você parasse nosso beijo daquela vez?
-mentira..
-só queria que você me dissesse que sabia oque estava fazendo, você teria mais.
-lembra quando você disse para mim que se eu te beijasse não iria querer outra coisa?
Ele riu, -eu só tentei te irritar eu juro.
-mais você disse a verdade.. acho que não quero outra coisa.
O beijei fazendo todo o meu corpo ansiar por mais intensidade, senti suas mãos ficarem em cima das minhas junto a cama. Enquanto sentia seus lábios tão macios, lembrei de todas as vezes em que senti o desejo de beija-los e beijaria por todas as vezes que os neguei. Fazendo nossas respirações mudarem, provocando-me mais sede do seu beijo e ouvimos a porta ser aberta.
Rapidamente rimos pelo susto e ele escondeu seu rosto em meu pescoço.
Olhei e era a minha mãe, ela nos olhou surpresa e sorriu sem graça.
 Sussurrou, -ai meu Deus! Me desculpem!
Ela ia fechar a porta, iria voltar para o corredor mais Taylor se afastou.
-Não, eu preciso dar um saída, pode ficar.
Passou por ela todo vermelho e ela o observou saindo.
Ela fechou a porta rindo, -ai minha filha que mico que paguei, prometo bater na porta daqui para frente.
-Tudo bem mãe, talvez tenha sido uma hora boa, se não fosse você seria algum funcionário do hospital e ai seria muito mais perigoso.
Ela der repente me olhou preocupada e se sentou na beira da cama.
-Filha, oque você esta fazendo com este rapaz? Sabe que ele gosta de você, você gosta dele o suficiente para dizer não a qualquer coisa que o Evan tentar?
Porque todo mundo queria me fazer esta pergunta? Porque todo mundo queria me fazer pensar no Evan agora? Mais que raiva! estava tudo perfeito com o Taylor, não queria pensar no que o Evan poderia ou não fazer.
COMENTE SOBRE OQUE VOCÊ LEU! Motive seu Autor.

6 comentários:

  1. Nossa, ninguém merece o Evan. Ele é mais parece um castigo na vida de qualquer um, desculpa a palavra mas ele é um pé no saco. Ele tá precisando de um choque de realidade. Agora a Emi vai ter que ser bem dura com o Evan, tem que esquecer de ser educada e falar com jeitinho com ele, senão ele vai continuar com a ladainha chata dele, só acho. Ainda bem que o nosso casal começou a se entender.

    ResponderExcluir
  2. Muito boa essa história eu estava louca por esse capítulo, vc e uma ótima escritora continue assim, espero q o próximo capítulo sai logo eu estou ansiosa para saber o final dessa história.

    ResponderExcluir
  3. Omg finalmenteee eles se entenderam!!!!!! Amei de mais melhor fic de todas parabéns!!!! Continua estou super ansiosa para o próximo capítulo!!!!

    ResponderExcluir
  4. O capítulo pelo qual eu tanto esperei FINALMENTE saiu, era isso que ru queria ver, eles juntos finalmente, esse é definitivamente o melhor capítulo (até agora) dessa fic 😍😍😍
    Continua, preciso de maaaaáis...

    ResponderExcluir
  5. Evan rachou a cara quando viu as fotos do Taylot na caixa da Emi, tomou distraidoo kkkkkkkkkkk
    Odeio e amo ele..
    Mais amei Taylor e a Emili juntos .-.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA