30 maio 2015

Fanfiction: One Day You hated - Cap 9.


Acordei tarde, meio com preguiça, estava feliz por ter feito as pazes com o Taylor. Recebi uma mensagem de bom dia dele. Fiquei mais feliz ainda.
 O dia praticamente passou normal, almoço em familia, de tarde saí com as meninas para a praça do condomínio e encontramos com o Daniel lá e até ensinamos a ele mais uns passos.

 Era 17 horas e já estava começando a anoitecer e o tempo ficando mais frio ainda. Recebi outra mensagem do Taylor:

"Linda, daqui a pouco estou indo para casa. Então se arruma porque vou te levar num rodízio de panquecas, que tal? Muito bom né, então não demora beijos, te adoro". Taylor :)


- Tá tudo muito bom, mas eu tenho que voltar para casa. Vou me arrumar para sair com o Taylor. 

- É esse negocio ai ta ficando sério. – Disse Daniel.

- Haha nada ver. É que só viramos amigos novamente só isso. 

- Sei conheço esse tipo de amizade. – Disse Christina.

- Vamos anda gente. Tchau Daniel. – Falei e sai.

- Tchau meninas e bom passeio Hilary. – Disse Daniel.

- Obrigada. 
Chegamos em casa. Eu saí correndo para meu quarto só faltava pouco de 40 minutos para Taylor chegar e eu tinha que arranjar uma roupa, maquiagem e cabelo meu Deus. 


- Me ajudem, por favor. – Falei.

- Calma me deixa ver se acho algo elegante. – Disse Alessa.

Alessa abriu o guarda-roupa e foi tirando umas peças, em um instante ela montou uma roupa para mim. Fui, tomei um banho e Christina foi fazendo a maquiagem enquanto a Alessa arrumou meu cabelo numa trança muito linda. Vesti minha roupa com cuidado para não estragar o penteado. 

- Já são 18h10min. Você está pronta e ele atrasado.  – Disse Alessa.

- Ele deve ter passado em casa. 

A companhia tocou.

- Chegou vamos. – Disse Alessa.

Descemos as escadas. Quando eu abri a porta minha boca foi no chão as meninas fizeram as mesmas coisas. 

- Ferrou. – Alessa sussurro.

Era Guilherme, Jonathan e Igor. 

- Surpresa! – Disse Igor.
As meninas estavam com a mesma roupa que fomos à praça. Elas ainda estavam suadas porque dançamos e eu estava linda graças a ajuda das minhas amigas. 

- Que surpresa boa. – Disse Alessa.

Guilherme tenha um buque de flores na mão. 

- A não vai dizer nada Hilary? 
               
- É porque nossa ficha não caiu ainda.  – Disse Christina.

- Ah, desculpem por ter vindo sem avisar. É que queríamos fazer surpresa. – Disse Jonathan.

- Filha, não escuto a companhia? – Disse minha mãe.

Minha mãe desceu a escada meio indo e parando. 

- Olá? – Disse ela sem graça.

- Entrem. Mãe esses são Igor, Jonathan e Guilherme, uns amigos da gente de faculdade. 

- Amigos e futuros namorados. – Disse Igor.

- Que legal, sejam bem vindos.

Minha mãe me puxou num canto. 

- Aquele é o Guilherme que me contava pelo telefone? – Perguntou ela.

- Sim, o que eu faço? O Taylor está chegando para mim sair com ele. 
- Serio? – Minha mãe perguntou preocupada.

- Sim. Ai mãe, meu Deus, me ajuda.

- Calma tudo tem seu jeito. 

Minha mãe se aproximou do sofá. 

- Senhora Hellen, a Hilary falava muito bem da senhora. É um prazer em conhecê-la e desculpa chegar assim sem avisar. – Disse Guilherme.

- Tudo bem, não precisa pedir desculpa, estou curiosa para saber como descobriram o endereço. 

- Uma vez a Hilary me chamou para vim para cá com ela, então eu disse que eu compraria as passagens para virmos, então pedi que deixasse o endereço daqui comigo e assim ela fez. – Disse Guilherme.


- Entendi. Ela veio só com as meninas e você ficou. – Disse minha mãe.

- Sim mais foi por causa de um pequeno desentendimento. 

A companhia tocou. 

- Eu abro. – Falei e fui até a porta. Era o Taylor.


- Uau esta linda, e aí, vamos? Só me deixe cumprimentar sua mãe. 

- Não vai dar para mim ir. – Falei sendo direta.

Estava tampando a porta de todos os jeitos. 
- Por que? 

- Estou meio indisposta. 

- Mas você já esta arrumada. 

- Pois é, mas estou passando mal. 

- Com licença, quero falar com sua mãe. 

Ele entrou numa hora errada bem errada. 

- Senhora Hellen quero pedir a mão da Hilary em namoro. – Disse Guilherme.

- Como é que é? – indagou Taylor ao ouvir.

- Taylor!!!. – Disse minha ao vê-lo entrar pela porta.

- Merdaaa. – Falei baixo.

- Ai meu Deus. – Disse Alessa.

- Quem é esse cara? – Perguntou Jonathan.

- Boa pergunta. Quem é ele Hilary? – Perguntou Guilherme.

- Hellen, Hiláry pode me explicar o que esta acontecendo aqui? – Pediu Taylor.

Sem reação, eu não sabia o que fazer minha vontade era de sair correndo dali sem olhar para trás. 

- Aposto que você é o Guilherme. – Constatou Taylor.

- Sim, sou eu. Como sabe? Quem é você, a final?

- Isso não interessa agora. Hilary, o que significa isso?

- Gente, está havendo uma grande confusão aqui. – Expliquei.

- Deu para perceber que você tem dois cara, um em cada país. – Disse Igor.

- Você veio para cá para ficar com ele, Hilary? E tudo que passamos no Rio? Não conta mais? Tudo que eu disse, os meus sentimentos. – Disse Guilherme nervoso.


- Ah, fala sério Guilherme! Você me enganou. Jurou que não ficava com nenhuma garota, além de mim e só uma brechinha minha você ficou com a minha arquiinimiga Andressa. – Acusei de saco cheio.

- Isso não te dá o direito de fazer o mesmo comigo. Apesar  de eu nem saber  quem é ele. Quem é ele? 

- Sou um amigo dela. A gente tá ficando, porque? 

- Mas que porra. – Disse Jonathan.

Taylor e Guilherme ficaram encarando um o outro. 

- A Hilary é minha e não vai ser você que vai tirá-la de mim.

- Isso é o que vamos ver, já passei 11 anos sem ela, não vou desistir fácil assim. Você tem o que, um ano e meio que conhece ela? Pois eu não. Conheço-a dos pés a cabeça. Sei de tudo dela, tudo mesmo, e você sabe o que? 

- Espere ai, Hilary não vai me dizer que tu ta ficando com o babaca do seu passado, que te fazia sofrer? – Perguntou Guilherme.

- Eu vou te mostrar o que é babaca. – Disse Taylor gritando.

Taylor já preparava o punho para dar um soco no Guilherme só que eu entrei no meio. 

- Parem vocês dois! – Gritei.

Kevin desceu as escadas. 

- O que ta acontecendo aqui? – Perguntou Kevin diante da gritaria.

- Por favor, Taylor vai embora, amanha conversamos. – Pedi.

- Vou porque você está me pedindo, mas eu quero uma explicação muito boa depois. – Disse Taylor e saiu em disparada pela porta. 

- Vai lá o babaca. – Gritou Guilherme.

- Chega Guilherme. Você já trouxe confusão demais. – Falei.

- Quem são esses rapazes? – Perguntou Kevin.

- Desculpa Kevin, são meus amigos, namorados da Christina e da Alessa. Este é Guilherme, o encrenqueiro. – Falei.

- Vamos querido, vamos subir. Ela precisa conversa a sós com ele e meninas levam seus namorados para a cozinha sirvam um lanche para eles. – Disse minha mãe. As meninas levantaram e foram. 

- Então acho que me deve uma explicação. – Pediu Guilherme.

- Não te devo explicação. Não temos nada um com outro. 

- Como não? Você vem para cá, começa um romance com o cara que te tratou mal praticamente a adolescência toda e eu chegou de surpresa todo feliz para te pedir em namoro e é isso que eu recebo? E os meus sentimentos ficam aonde? – Acusou Guilherme.


- Guilherme você me magoou demais. Tudo bem que combinamos e tal, mas, naquele dia além de ter ficado com a Andressa, ainda fingia que não me conhecia. Você falou para todos que nunca tinha ficado comigo, que o máximo que tínhamos em comum era uma amizadizinha. Você arranjou uma desculpa esfarrapada que estava bêbado,  pelo amor de Deus, eu te conheço, quando está bêbado fica estava ciente do está falando e fazendo. O Taylor me magoou muito mais sim, mas ele reconheceu seus erros e me pediu perdão e me provou o quanto me ama e me dá valor. 

- Ah espere aí, tá querendo dizer que nunca te provei que estava gostando de você? E o que rolou entre agente na praia? E as vezes que eu dizia que estava louco por você e queria dar um passo a mais e você dizia que eu estava rápido demais, que você não queria nada sério ainda. Ai um deslize meu e você vem para cá, começa a ficar com o cara que até poucos dias atrás você odiava com todas suas forças. 

- Ah, então agora a ficada com a Andressa foi um deslize? 
- Com certeza e estou totalmente arrependido eu vim para ficar com você, meu amor. – Disse Guilherme pegando em minha mão.

- Me solta Guilherme, ainda não estou boa. Eu preciso de tempo, quero pensar no que fazer daqui para frente. 

- Então sua decisão é essa? Não quer mais? – Perguntou Guilherme.

- Eu não disse isso, disse que quero um tempo para minha cabeça. 

- Tudo bem, amanha vou embora, fica tranquila. 

Guilherme foi até a cozinha e disse:

- Estou indo para o hotel vocês vem? 

- Claro cara. – Concordou Igor. Eles deram um beijo nas meninas. 

- Então amanha viremos para buscar vocês. – Disse Igor.

- Okay. – Disse Alessa.

- Tchau Hilary. – Disse Hilary.

- Tchau Igor, bom te ver. – Falei.

- Tchau, Hilary. – Disse Jonathan.

- Tchau Johnny, bom te ver também. 

Os meninos foram embora. 

- Amiga temos que te contar uma coisa. – Disse Alessa.
- PodeM dizer. 

- Amanha iremos fazer uma viagem de férias com os meninos. - Disse Christina.
                                                                                                                
- Iremos embora amiga. – Disse Alessa.

- Que legal, é uma pena. Mas aproveitem por mim essas férias com os novos namorados de vocês. Parabéns. 

- Não vai ficar chateada com a gente? – Perguntou Christina.

- Eu não. Vocês têm mais que aproveitarem mesmo. 

Ficamos mais um tempo ali. 

- Vou subir para o meu quarto preciso ficar sozinha. 

Subi entrei para o meu quarto e chorei rios de lágrimas. O que fazer? Estava dividida entre dois caras que eu amava. Chorei até as lágrimas não quererem mais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA