20 junho 2015

Fanfiction: “One Day you hated” – Capítulo 12.


Dias depois da volta de Lisboa, eu estava me divertindo bastante com o pessoal. Daniel estava se saindo muito bem no grupo. Era domingo e resolvemos reunir a galera na praia fazer uma farra. 

- Vamos Daniel! – Chamei. Ele gritou como uma mulherzinha e rimos. 

Daniel desceu as escadas. 

- Ai também não né. – Ele riu.

Ele entrou no carro. Alessa foi comigo na frente e Daniel foi com a Christina atrás. Eu dirigi até a praia de Ipanema. 

- Chegamos, desçam. Eu vou estacionar o carro. – Falei.

Eles descem e eu estacionei o carro. 

Caminhamos juntos até o posto 9, aquele lugar me lembrava o Guilherme. Já tinha quase um mês sem saber notícias dele e do Taylor. Avistei o pessoal do grupo, e fomos até eles. Cumprimentamos-nos e sentamos na areia. Tirei minha roupa e fiquei de biquíni. 

- Os meninos vão vim? - Pergunto à Alessa.

- O Igor falou comigo que iria vim, não sei dos outros. 

Olhei para Christina procurando resposta. 

- O Johnny. Eu sei que vem também. 
Meia hora depois chegaram os meninos, e Michel com a Marcela. A única pessoa que não vi com eles era o Guilherme. Os meninos chegam e cumprimentam a gente. 

- Onde está o Guilherme? - Perguntei ao Michel.

- Tá vindo por ai, saudades, né? – Brincou ele.

- Não, é que não o vi com vocês achei estranho. 

- Sei... Então porque gaguejou? 

- Eu não gaguejei. 

- Gaguejou sim. – Insistiu Michel.

- Não ache. – Falei e revirei os olhos. Levantei e fui dar um mergulho.

Ao sair da água, prendi meu cabelo em um coque. Caminhei devagar de cabeça baixa. Ao levantá-la, vi Guilherme com uma bermuda preta, e uma camisa branca jogada no ombro, ele tirou os chinelos e pegou na mão e andou até onde estávamos. Parei e pensei se devia voltar para água. Não isso seria falta de educação, é melhor decidi ir complementá-lo e agir civilizadamente. 

- Oi Hilary, há quanto tempo? – Disse Gui.

- Oi. Faz um tempo, não é? - Sorri meio de canto. Ajeitei minha toalha e me sentei.

- Então galera, uma pessoa que eu quero apresentar para vocês vai chegar daqui a pouco. – Disse ele.
Como assim uma pessoa que ele queria apresentar? Ele arrumou uma garota? Aquilo martelava minha cabeça.  Confesso que fiquei para baixo, mas tentei esquecer aquilo. 

Tomei um pouco de sol, e fui até um quiosque tomar água de coco. Fiquei por lá um tempo cabisbaixa me afogando na água de coco, até que Daniel apareceu. 

- Ei vai ficar aqui mesmo? – Perguntou Daniel.

- Sim o coco é minha companhia. – Falei mostrando o côco.

Daniel sorriu e disse:

- A garota que ele falou chegou. 

- É realmente eu vou ficar por aqui. – Falei.

- Para de ser anti-social, vamos lá encarar isso de cabeça erguida. 

- Sou covarde demais, não vou. – Admiti.

- Para com isso, por mim vai, vamos lá!

- Daqui a pouco eu vou. Só mais um côco. 

- Promete que vai depois? 

- Sim.

Daniel me deixou ali com o meu côco. Minha vontade era de sair dali só de biquíni e entrar num taxi e ir para casa fazer uma panela enorme de brigadeiro e curtir a fossa, mas não eu tinha que manter a postura e tentar não demonstrar que eu era uma covarde idiota, que se pudesse matava a nova patricinha que ele tava.
Respirei fundo, depois de pagar os côcos que eu bebi, fui e caminhei devagar até onde eles estavam. Todos me acompanharam chegando. 

- Oi antisocial? – Disse Igor.

- Nada a ver. – Sorri e sentei.

Guilherme saiu da água com uma garota morena de belo corpo. 

- Hilary essa é a Jade. Jade essa é a Hilary, minha amiga. 

Amiga? Eu não acredito, ele passou dos limites. 

- Oi Jade. É um prazer. – Dei um sorriso falso.

- O prazer é meu. – Disse Jane.

Ela me olhou de pé a cabeça com cara de nojo, eu quis matá-la.

- Eu vou nessa. – Falei, me levantei e peguei minhas coisas.

- Por que amiga? – indagou Alessa.

- Ainda pergunta? - Falei baixo e fuzile Jade com olhar.

- Amiga bola para frente cara. – Disse Christina.

Joguei as chaves do meu carro para Alessa. 

- Cuida do meu carro,vou pegar um taxi. – Falei e saí.

Andei com tanta pressa, que ninguém disse nada. Fiz um sinal para um taxi, entrei e ele me levou para casa. Chegando lá, tomei um banho, terei toda a areia do meu corpo, lavei meus cabelos, vesti uma roupa leve, fiz pipoca e vi um filme. 

ENQUANTO ISSO NA PRAIA:

- Cadê a Hilary? – Gui perguntou olhando para Alessa e Christina*.

- Ainda pergunta? – Alessa reclamou.

Guilherme baixou a cabeça e sentou ao lado das meninas. 

- Ela ainda gosta de mim? Achei que já tenha me esquecido. – Disse Gui.

- Não, lembra do trato que ela fez com você e o Taylor? O tempo que ela pediu só para ela. Só que ela não sabia que você ia achar outra garota tão rápido, isso dar direito a ela de ficar com o Taylor. – Disse Alessa e bateu na cabeça de Guilherme. 

- Vamos ser sinceros, ela quer os dois para ela, aquela gulosa. – Disse Christina.

- É mais isso não tem cabimento, eu não quero dividir ela com outro cara. – Disse Gui.
                           
EM CASA.


Horas se passaram. Subi para o meu quarto. Escutei que Alessa, Christina e Daniel chegaram. Eles foram até meu quarto e fingi que estava dormindo. 

2 comentários:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA