25 junho 2015

Fanfiction: Para sempre - Capítulo 8


Texto/Fic: Letícia Souza. – Capa: Kat Fanfics – Beta: Keylla Silva

Passei aquela tarde pensando em Taylor e em como ele fazia com que eu me sentisse especial. Então decidi perdoá-lo, afinal errar é humano e o que eu sentia por ele era maior do que minha raiva. Peguei meu telefone e lhe mandei uma mensagem:

"Precisamos conversar! Que tal um jantar? ------- A.".

Pouco tempo depois, ele me respondeu:

"Adorei a ideia! Passo pra te pegar às 7 --------- T.". 

Olhei no relógio e já eram quatro horas. Corri para o banheiro, tomei banho e me arrumei. Coloquei um vestido rosa, um salto, passei um pouco de gloss e desci. Quando me viu, minha tia parou e me observou.

-Quem é o sortudo que conquistou seu coração? – ela perguntou.
-Ele se chama Taylor e estudamos juntos. Vamos sair hoje e talvez você o conheça.
-Você está linda, Ashley. Nunca te vi tão feliz assim! – ela comentou.
-Obrigado tia! – eu agradeci –Lembra-se desse vestido? É dos meus 15 anos.
-Lembro! Você também estava linda nos seus 15 anos. Ele é maravilhoso! Lembro-me desse dia como se fosse ontem.

Eu a abrace e lhe dei um largo sorriso. A campainha tocou e eu sussurrei para ela:

-É ele!

Corri e abri a porta, me despedi da minha tia, entramos no carro e pegamos a estrada para o restaurante.
Taylor me levou às alturas aquela noite. O restaurante que ele havia reservado era a sete metros do chão e precisávamos pegar um elevador para chegar até ele.

-Espero que você não tenha medo de altura – ele comentou.
-Pra sua sorte, eu não tenho! – sorri.

Assim que chegamos no último andar, o elevador abriu e nós saímos. O restaurante era lindo, todo dourado e bem no centro havia um enorme lustre. Uma moça nos mostrou nossa mesa e nos entregou o cardápio. Eu pedi para o Taylor escolher e, enquanto ele fazia isso, eu observava a cidade. Quando nos mudamos, minha tia queriamorar em Los Angeles, na maior cidade da Califórnia. Eu queria uma cidade mais calma e tranquila, mas acabei me acostumando à agitação de Los Angeles, além disso, Los Angeles a noite era linda!

-Gostou do restaurante? – ele perguntou.
-Adorei... É lindo e essa vista então, é maravilhosa!
-Sabia que você ia gostar. Eu amo essa vista. Los Angeles é encantadora! – ele parecia deslumbrado.
-Também acho. Toda vez que não consigo dormir, eu gosto de ir para minha varanda e observar Los Angeles. Não sei explicar, mas isso me acalma! – confessei.
-Sei bem como é, além disso,gosto de ouvir o barulho do mar.
-Taylor, você surfa? – questionei – Porque você parece gostar muito do mar.
-Eu surfo sim – ele disse sorrindo – Euamo surfar!
-Então, você pode me dar umas aulinhas – brinquei.
-Eu adoraria! – sorrimos juntos.

Depois de muito tempo nossos pratos chegaram. Jantamos e conversamos um pouco mais.

-Qual o seu esporte preferido? – ele me perguntou.
-Eu gosto muito de vôlei – contei a ele.
-Eu gosto de vôlei também, mas meu esporte preferido é o surf – ele disse sorrindo.
-Percebi – eu também sorria.

Naquele momento, uma música começou a tocar no fundo e Taylor me convidou para dançarmos.

-Você me concederia a honra dessa dança? – ele perguntou.
-Acho melhor não, quando o assunto é dança, eu sou muito ruim! – eu sorri.
-Eu te ajudo, vai ser legal! – ele me incentivou – Vamos?
-Okay! – eu disse rendida – Eu danço com você!

Nós fomos para a pista. No começo, eu demorei a acertar os passos e até pisei no pé dele, mas depois eu pude gravar os passos e consegui me sair bem na dança. Dançamos e rimos muito, depois decidimos ir embora. O lugar onde esperávamos o elevador era todo de vidro e dava pra ver a cidade inteira. Então ficamos observando a cidade um pouco mais.

-Se você me convidou pra sair, imagino que me perdoou – ele disse.
-Taylor, eu pensei bastante nisso e percebi que o que eu sinto por você é maior do que minha raiva.
-Ainda bem... – ele parecia aliviado – Eu não conseguiria ficar longe de você!
-Taylor, você me ama como eu te amo? –perguntei.
-Ashley, meu amor por você é maior do que qualquer coisa. Eu te amo muito! – ele confessou.

Eu não pude conter o sorriso, ele acariciou meu cabelo e me beijou. Seu beijo era doce e delicado e ficamos um bom tempo assim. Ele se afastou e sussurrou no meu ouvido:

-Tenho uma coisa pra você... Espero que goste!
Ele tirou uma caixinha de dentro do bolso e me entregou. Eu a recebi e a abri, dentro havia uma pulseira de conchinhas. Ele pegou a pulseira e a prendeu em meu pulso.

-Taylor, eu amei, ela é linda. Obrigado!
- Ela ficou linda no seu braço – sorrimos um para o outro.


2 comentários:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA