09 julho 2015

Fanfic: I know is forever - Capítulo 15

Capa: BWD | Fic: Jessica Fraga | Beta: Mariana Leticia
  
POV: IAN

Faltavam dois dias para eu encontrar a Lily de novo e parecia uma longa eternidade para mim, contava cada segundo ou minuto não deixava passar nada. Nesses dois dias resolvi ocupar a minha cabeça e por isso resolvi algumas coisas da empresa que tinha pendente em Nova York antes que eu voltasse para Londres, e com isso os dias passaram rápido com o tanto de trabalho. Enfim havia chegado o grande dia que eu iria ver como estava a minha Lily, claro que eu sabia que ela estava bem, pois sempre tinha um segurança a vigiando e a casa também, mais não era o mesmo que vê-la, toca-la e ouvi-la. Coloquei uma roupa de motorista e fui para a sua casa, mandei meus seguranças avisarem que o motorista já estava a caminho. Quando cheguei fui recebido pela Luiza.


­ Eu sei que você vai embora – ela disse toda triste.
­ E quem te disse isso? – perguntei me agachando para ficar do tamanho dela.
­ Minha mãe, e eu também sei que a Lily vai embora e, e você que veio buscar – disse desanimada – no final os dois vão embora.
­ Eu venho visita-la! – seus olhos brilharam.
­ Promete? – perguntou esperançosa.
­ É claro! – nunca poderei dizer não a essa menina.
­ De dedinho? – eu ri com a sua infantilidade.
­ De dedinho! – e assim chegou a sua mãe.
­ Estão o esperando na sala, me acompanhe. – ela foi me guiando – é por ali – indicou com a cabeça.
­ Obrigado! – quando estava quase chegando à sala ouvi seu pai falando com ela.
­ Ai está você, achei que tinha desistido – teve uma pausa, ela pensou em desistir? – não se preocupe meu amor, tudo dará certo estarei lá para entrar com você na igreja – e infelizmente ele acabou me vendo na porta – filha esse é, o motorista que te levará para Londres – ele virou e
pude admirar tamanha beleza, percebi no seu olhar um misto de confusão e susto e nos meus lábios um sorriso estampado.
­ Você? ­ ela ficou parada me olhando e seu pai se manifestou por nós dois.
­ Minha filha esse é o Taylor o motorista que irá acompanha-la até o seu destino e Taylor essa é a Lily minha filha. ­ eu sorri e ela retribui ­ Taylor será que você poderia nos dar licença para nos despedimos?
­ Claro me desculpe, estarei esperando lá fora ­ virei e me retirei e fui para a saída da casa esperei alguns minutos que pareceram uma eternidade. Eles chegaram do meu lado Lily fez algo que não me surpreendeu pela pessoa maravilhosa que ela é mais me fez admira-la ainda mais, ela deu um abraço e um beijo em cada empregado quando foi na direção do seu pai, já pude ver o seu choro.
­Vai dar tudo certo filha, lembre-se do que conversamos. – seu pai falava em seu ouvido e parecia que ela chorava cada vez mais ­ semana que vem estarei lá para o seu casamento – abraçaram ­ se forte e separaram, quando chegarmos lá ela terá a surpresa de ver seu pai não
quero que ela sofra pela perda.
­ Te amo muito pai e pode deixar que eu serei a melhor esposa que esse homem poderia ter !– eu não tenho duvidas que você será, abri a porta para que ela entrasse fechei a porta e fui para frente ocupar o lugar do motorista, liguei o carro e pelo retrovisor pude vê-la olhando para a
sua casa.
­ Você está bem? – chamei a sua atenção
­ Não, mais vou ficar. – irei fazer de tudo para que fique ­ você sabia que era eu, a futura esposa do seu patrão?
­ Sabia só que quando eu iria te contar você já tinha que sair e como iriamos nos ver em breve, não teria problema. – eu não iria falar, conhece-la antes foi melhor do que o esperado ­ então animada para conhecer Londres?
­ Para falar a verdade sempre quis conhecer Londres, só que pela situação que estou indo conhecê-la não me anima nem um pouco preferia nem conhecer. – não posso mentir dizendo que essa resposta me deixou contente ­ mais fico muito feliz em saber que vamos nos ver por lá, agora quero saber de você, trabalha a muito tempo para o Sr. Somerhalder?
­ Não eu comecei a pouco tempo, e você não deveria chama-lo assim ele será o seu marido – me sinto mal mentindo para ela.
­ Eu sei mais terá coisas sobre mim que ele nunca saberá e para que isso aconteça acho bom o tratar com formalidade. ­ disse parecendo perceber o erro que cometeu ao falar.
­ Como assim? – queria entender sobre o que ela estava falando.
­ Meu pai me pediu para não contar certas coisas para ele então acho que não serei eu que estarei me casando com ele e sim uma menina que tem que manter as aparências. – ela vai me esconder sobre a sua vida?
­ Se não for muito incomodo o que o Sr. Somerhalder não pode saber? – a minha curiosidade sempre falou alto.
­ Eu gosto muito de fazer amizades com os empregados e também de fazer as tarefas de casa sempre fiz isso na minha casa, só que para casar com um homem como ele eu não posso fazer nada disso e essas coisas são algumas das minhas características e teria que abandona-las
por ele. ­ suspirou.
­ Me desculpa me meter nesse assunto, mais acho que ele deverá gostar de você pelo que é, e não pelo que as pessoas dizem ou tem que achar – eu nunca deixaria de gostar de você por causa disso, isso só faz ser digna.
­Você tem razão, agora vamos mudar de assunto para a onde estamos indo nesse momento?
­ Bom vamos pegar um jatinho daqui a 20 minutos, direto para Londres. – eu iria continuar se meu celular não tivesse tocado, e recebi a noticia que estava tudo certo para amanhã ­ ok então pode deixar que eu cuido de tudo ­ desliguei o celular ­ mudança de planos o jatinho não saiu de Londres e teremos que ficar aqui até amanhã dormiremos em um hotel que fica perto do local que pegaremos o jatinho acordamos bem cedo, eles estão ligando para fazer a nossa reserva no hotel.
­ Tudo bem! – fui em direção ao hotel, o plano estava dando certo eu ficaria o maior tempo possível com a Lily.
Segui rumo ao hotel, o caminho foi feito todo em silêncio não foi agradável mais por ela estar ali atrás já fez toda a diferença, chegamos no hotel resolvemos tudo e fomos para o quarto, entramos com os entregadores que logo colocaram as malas e saíram.
­ Não vai descansar no seu quarto? você deve estar cansado e amanhã teremos uma viagem longa pela frente – ela falou e eu olhei em sua direção sorrindo.
­ Eu acho que me esqueci de avisar nós vamos ficar no mesmo quarto – olhei para ela esperando a sua reação.

­ COMO É QUE É?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA