16 julho 2015

Fanfiction: Diário dos que já se foram – Cap.11: Os Grayson


Suicídio. Essa foi a causa que deram para a morte de Zayn, quatro jovens e todos foram dados como acidentes ou suicídios. Eu queria explicar, mas ai eu seria a louca da historia.

Naquela tarde encontraria os outros "condenados". Decidi tomar um banho para poder pensar em alguma coisa. A água quente parecia fazer tudo melhorar.

__ Lily – Escutei uma voz rouca, espectral atrás de mim. Quando me virei vi Zayn. Seus olhos não tinham mais cor, e saía água da sua boca.

__ Lily você me deixou morrer - Ele deu um passo em minha direção, e mais água saiu de sua boca.

Eu gritei e me deixei cair no canto do banheiro. Tampei os olhos e esperei escutar mais alguma coisa, mas quando eu olhei não havia mais nada. Levantei-me com cuidado e quando fui até o espelho vi algo que me assustou mais ainda, escrito com batom no espelho: 'Assassina'.

Limpei o espelho, me enrolei em uma toalha e saio. Arrumei-me para sair, pelo menos podia ficar fora o dia inteiro já que meus pais estavam trabalhando.

A casa do Logan ficava a alguns quarteirões, e claro que eu fiquei paranoica até chegar. Alguns estavam lá esperando por mim, alguns não apareceram, o que era estranho já que alguém ia morrer em pouco tempo.

__ Hoje eu e Paul vamos tentar invadir a delegacia.

__ Isso não é perigoso?

__ É, mas, também é divertido já que eu vou roubar meu pai. – Disse Logan. Ele era o único que me fazia rir nessas horas.

__ Tudo bem, eu preciso ver os Grayson, mas eu não tenho carro pai ir então quem se habilita? - Perguntei.

__Uma estrada, cheia de carros onde muitos acidentes podem acontecer, não mesmo. - Ian disse. Eu tentei ignorar ele apesar de ter um pouco de razão.

__ Eu vou, eu conheci o Grayson__ Diz Taylor.

__ Eu também vou, se eu continuar nessa cidade, vou enlouquecer. - Ansel disse.

__ Tudo bem, mas Taylor você é o próximo da lista.

__ E o diário não está aberto ainda, agora vamos.

Então Ansel foi à frente com Taylor apesar de não parecerem muito amigos enquanto eu ia no banco de traz, pedindo que a morte do Taylor não tivesse nada haver com auto estradas ou carros sendo esmagados por caminhões.

A cidade não era tão longe, mas estava nervosa com o fato de um condenado está dirigindo o carro. Não era tão difícil achar a loja dos Grayson, no lado de dentro havia uma infinidade de coisas, mas tudo parecia normal, não que dissesse "minha filha deixou um diário sentenciando todos a morte".

Então de repente vi a mulher loira e de olhos verdes no outro lado do balcão sorrindo para a gente. A mãe de Isabelle.

__ Olá, como posso ajudar você mocinha? - Ela diz para mim.

__ Sra. Grayson se lembra de mim - Disse Taylor, quando ele e Ansel entram no campo de visão dela, ela parece se assustar.

__ Taylor, o que faz aqui?

__ Precisamos fazer algumas perguntas, sobre a sua filha senhora Grayson.

__ Quem é você? Por que quer saber da Isabelle? - Ele começou a parecer apavorada.

__ Eu vivo na sua antiga casa senhora Grayson.

__ Não me importo, quero que saiam daqui.

__ Senhora Grayson, sinceramente precisamos da sua ajuda. - Disse Ansel em um tom tranquilizador, mas que não parece funcionar.

__ O que está havendo aqui Candice? - O homem que aparentemente e o senhor Grayson aparece. - O que querem?

__ Estão fazendo perguntas sobre Isabelle - Ela responde.

__ Senhor éramos amigos da sua filha - Disse Ansel.

__ Não iremos responder pergunta alguma.  - Ele responde, mas não com raiva e sim com medo.
__ Senhor, encontrei esse diário na minha antiga casa, era da sua filha. Você se lembra dele? – Falei mostrando o diário.

__ Pessoas estão morrendo, por que você não responde a nossas perguntas. – Falei irritada, batendo com força o diário no balcão.

__ Não podemos responder, nós queremos paz, o meu conselho é que fujam, mas ela nunca vai deixar vocês em paz.  - Ele disse, então derrepente as coisas nas prateleiras começaram a voar e cair no chão. Uma das enormes prateleiras caiu fazendo um imenso barulho.

__ Saiam daqui agora, saíam ela está aqui. - Ele grita enquanto protege senhora Grayson.

Taylor, Ansel e eu saímos da loja correndo. O barulho lá dentro finalmente sessou.

__ Que merda foi aquela? - Taylor gritou.

__ Isabelle.- Falei tentando me recuperar.

__ Vamos embora daqui__ Disse Ansel.

Então aconteceu. Um carro descontrolado entrou na rua, fazendo zigue­zague, então de repente estava em nossa direção. Taylor que estava mais a frente pareceu não perceber e continuou andando.

__ Taylor! - Gritei, e corri o mais rápido que podia e me joguei em cima dele o fazendo tombar de lado, evitando que o carro o atropelasse. Nós dois caímos no chão.

__ Vocês estão bem? - Ansel perguntou.
__ Acho que sim. – Falei tentando me levantar. Ansel me ajudou e depois, o Taylor. Quando olhamos de novo vimos o carro em chamas, dentro da loja dos Grayson, então de repente uma explosão fez nós todos cairmos no chão dessa vez.

__ Ainda estamos vivos? – Perguntei.  Ansel olhou espantado para loja em chamas, enquanto Taylor tentou se levantar.

__ Eu estou graças a você - Taylor diz, eu finalmente consigo me levantar__ Lily, era minha vez de morrer, o que acontece agora?

__ Acho que vamos ter que descobrir da pior maneira.


Um comentário:

  1. Continua To SUPER curiosa para ler os próximos Capítulos.😊❤

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA