22 agosto 2015

Fanfiction: Diário dos que já se foram – Capítulo 16: Brincadeira Mortal Part 1


Texto/fic: Olga Vitória | Capa: Kep Kat Fanfics | Beta: Dayany Marques

Até mesmo o ar parecia diferente no ginásio onde todos nós estávamos, já havia se passado das 17:00 horas e não havia mais ninguém na escola, somente nós. O grupo mais estranho de alunos que o colégio já teve. Todos olhavam vagos para qualquer lugar, uns se apoiavam nos outros, o único que parecia realmente relaxado era Justin. Ele estava visivelmente chapado, então não nos atrevemos em cortar a sua onda.
- E você não quer que fiquemos em pânico? - Louis pergunta. Ele estava em pé, andando de um lado para o outro, fazendo um barulho irritante em cada passo que dava.
- Não precisa, você já parece em pânico - Justin diz, dando um sinal que estava vivo. Por enquanto.
- Cala a droga dessa boca - Shailene diz, se virando do degrau que estava sentada para encarar Justin. Ele apenas levanta as mãos em rendição e sorri meio afetado.
- Eu sei que é pedir demais, mas sim, é o melhor que podemos fazer. Se entrarmos em pânico, vamos acabar fazendo o que ela quer – Falo tentando manter a paciência.
- Matarmos uns aos outros! Como vou saber se não é só mais um truque seu? Talvez você tenha inventado isso. Enquanto nos matamos, você nos observa e fica viva - Ele diz.
- Isso faz sentido - Justin murmura. Aproveito o fato de estar sentada ao seu lado, e dou uma cotovelada em sua costela com a maior força que consigo- Ai!
- Lily, nunca faria isso – Elena, que estava encolhida sob os braços de Paul, fala baixinho. Ela parecia pior. Odiava o que isso estava fazendo com ela, não parecia mais a garota que eu havia conhecido.
- Como nós vamos saber? Isabelle só aparece para ela, pode só estar mentindo sobre isso.
- E você acha que estou bem com isso? Ser a droga da porta-voz de uma garota que quer matar todo mundo que conheço? - Levanto-me agora irritada. Sentia-me segura estando degraus a acima dele na arquibancada, porque não conseguiria encará-lo frente a frente.
- Só sei que tudo isso começou a partir do momento que você chegou - Louis aponta para mim.
- Isso é culpa - Logan interrompe.
- O que você quer dizer com isso? - Louis pergunta encarando Logan com raiva.
- O que você ouviu, você está na lista. Então, provavelmente fez algo contra Isabelle – Logan se levanta, encarando Louis da mesma maneira - Então deve ser culpa.
- Está insinuando o quê? - Louis caminha até ele e me desespero quando os vejo a centímetros de distância.
- Aceite como quiser - Logan dá de ombros.
- Chega, Louis - Harry se mete entre os dois e Ansel também tenta os afastar, segurando Logan.
- Vou acabar com você seu cretino, filho da mãe - Louis grita, enquanto Harry o arrasta para fora e Niall, que estava sempre em silêncio, os segue.
- Cara, o que deu em você? - Ansel pergunta, mas Logan não responde.
- Tudo bem, se já tivermos acabado por aqui, tenho que levar Elena para casa - Paul se manifesta, levantando e Elena faz o mesmo. Mas antes se vira em minha direção.
- Acho que agora vamos ter que tomar mais cuidado – Os olhos dela pareciam cansados, na verdade, toda Elena parecia prestes a desabar. Ela nota em minha expressão que fiquei preocupada e dá um sorriso fraco.
- Vamos ficar bem, eu juro.
- Mesmo assim, tome cuidado - Ela diz.
- Você também.
Assim todos saem, um por um. O último a sair é Justin, que faz sua piadinha habitual sobre mim antes de ir embora. Sobrando só eu e Logan.
- Acho que é melhor eu ir também - Digo,
- Eu te levo em casa - Se levanta da arquibancada.
- Não precisa, posso ir andando.
- Agora, mais do que nunca, não vou te deixar sozinha - Ele diz pegando minha mão e me dirigindo para fora.
Enquanto os últimos raios de sol iluminavam o céu da cidade e Logan dirigia, conversávamos sobre coisas idiotas, deixando de lado todo o resto que sabia que assim que saísse daquele carro, voltariam a me assombrar. Logo ele estaciona na frente da minha casa. Suspiro
- Vai ficar bem sozinha?
- Vou, eu acho – Suspiro mais uma vez - Minha mãe deve estar em casa. Obrigada.
- Estamos sempre as ordens, senhorita Collins - Ele pega minha mão e a beija. Reviro os olhos.
- O quê? - Fala.
- Nada.
- Lily? - Insisti.
- Só não estou acostumada com esse tipo de coisa... De garotos - Ele me olha desconfiado.
- Nunca teve um namorado? - Balanço a cabeça negativamente.
- Os caras de New York devem ser cegos - Rio sem graça.
- Acho melhor eu entrar, minha mãe vai querer saber onde eu est... - Sou interrompida por Logan, que atravessa o pequeno espaço que havia entre nos dois e me beija. Não consigo fazer nada além de retribuir, já que não tinha muito espaço dentro do carro. Logan segura carinhosamente meu rosto em suas mãos, prologando nosso beijo, até que nós fiquemos sem ar.
Encaramos um ao outro por um segundo antes de começarmos a rir.
- Tá, isso não devia acontecer depois que você beija alguém - Ele diz ainda rindo.
- Acho que não.
- Podemos tentar de novo? - Volta a se inclinar em minha direção, contudo eu o interrompo.
- Você pode tentar amanhã, Romeu. Eu tenho que entrar - Abro a porta do carro, antes de descer o beijo de leve nos lábios e saio.
- Então, até amanhã - Ele diz.
- Até amanhã - Fecho a porta do carro e espero na calçada até que o carro vai embora e some na avenida. Sorrio como idiota, até ouvir algo. Encontro Louis batendo palmas e sua expressão séria me dava medo.
- O que está fazendo aqui? - Pergunto.
- Bom, eu vim ver a nossa salvadora. Não é isso que você é, a garota que devia nos salvar? - Se aproxima de mim e dou um passo para trás - Mas parece que está ocupada demais vadiando por ai.
- O que...
- Cala a boca! - Grita me interrompendo - Você vai fazer o que eu mandar a partir de agora – Ele tira uma faca enorme de dentro de sua blusa - Vamos nos divertir essa noite.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA