05 setembro 2015

Fanfiction: Diário dos que já se foram - Capítulo 18: Ouija


Texto/fic: Olga Vitória | Capa: Kep Kat Fanfics | Beta: Dayany Marques

- Você está bem? - Logan pergunta e me ajuda a sentar no gramado do lado de fora do refeitório. Inclino-me para trás querendo aproveitar mais o sol em meu rosto.
 Rio de sua cara de preocupação.
- Estou bem agora, como estava a sete minutos atrás quando você me perguntou - Respondo.
- Desculpe, mas a três dias você foi sequestrada e quase morta, esperava mais pânico da sua parte. Ainda mais com Louis a solta - Coloca o braço atrás de mim para que pudesse me escorar nele. Era reconfortante.
- Não acha que eu aprendi a ser um pouco mais forte nesses meses? Se chorar e me trancar no meu quarto ajudasse, com certeza já estaríamos a salvo. Vamos achar um jeito de nos salvar de tudo isso.
- Desvendou mais alguma coisa do diário?
- Não, só os mesmos textos de ódio de sempre. Também não tive mais nenhum daqueles sonhos, nenhuma aparição. E não vou dizer que não estou feliz por esta parte, por que estou - Desabafo.
- Vamos dar um jeito - Ele faz carinho em meu rosto e se inclina em minha direção, mas somos interrompidos.
- Vocês dois? Sério? Agora? - Elena está em pé diante de nós, com as mãos na cintura. Ela está estranhamente... Bem! Como não estava a meses, quase radiante. Cabelos escovados e vestindo roupas que eram realmente do seu tamanho, ou quase, já que a saia que usava era menor do que devia.
- Oi, você está bem? - Pergunto.
- Estou ótima - Da de ombros, como se não soubesse do que estava falando – Desculpa interromper o momento de vocês ou seja lá o que for isso - Ela meche as mãos em nossa direção.
- Fala logo, Elena - Logan balbucia impaciente ao meu lado.
- Eu acho que encontrei algo, quero mostrar a vocês – Murmura, agora seria.
- O que você encontrou? - Fico um pouco tensa.
- Não se preocupe, não é ruim. É muito... Muito bom, na verdade. Hoje a noite na minha casa, digam aos seus pais que vão dormir na casa de alguém. Vou avisar a Shailene e Ansel também.
- Ok. Mas e o Taylor e Paul? - Logan pergunta.
- Taylor está doente e Paul não foi convidado - Diz por fim - Agora tenho que encontrar os outros, ok! Às sete na minha casa - Ela acena antes de se voltar para escola, deixando a curiosidade no ar.
- Sou eu ou isso me parece ruim? - Logan pronuncia, se jogando de costas na grama. Não podia deixar de concordar.
***
Faltava alguns minutos para às 19:00. Já havia escurecido, porém não havia nenhum sinal de estrelas no céu, a escuridão reinava absoluta. A casa de Elena ficava no final de uma rua sem saída, era uma casa pequena, apesar de ter dois andares, e era pintada de branca. As luzes do andar de baixo estavam apagadas, a única luminosidade vinha do sótão. Logan, que estava ao meu lado, estava tenso, apesar de um pouco mais firme do que eu. Caminhamos vagarosamente até a varanda da casa e bato na porta. Não demora muito para escutarmos uma correria de alguém descendo as escadas. Assusto-me um pouco, mas logo uma sorridente Elena abre a porta.
- Vocês vieram, que bom – Fala toda alegre.
- Estamos aqui, não estamos! E os outros? - Pergunto.
- Lá em cima. Estavam me ajudando arrumar as coisas - Nos dá espaço para entrarmos - Meus pais saíram, só vão voltar de madrugada. Não se preocupem.
- É difícil admitir isso, mas estou começando a me assustar, Elena - Logan admite envergonhado.
- Não seja pateta, vamos - Faz sinal para subirmos. Entramos no sótão empoeirado, Elena puxa as escadas e fecha a porta. O lugar, mesmo cheio de velas, ainda sim era um pouco assustador. Foco na mesa arrumada com cinco lugares e um tabuleiro ouija em seu centro. Shailene e Ansel estavam em pé logo ao lado, Ansel parecia meio assustado, Shailene era indiferente. Eu ainda era um meio termo.
- Desculpa o lugar, mas não posso fazer isso lá embaixo, meus pais podem ver - Elena comenta, nem um pouco afetada.
- O que é isso, Elena? - Pergunto, me virando para ela.
- O que parece?
- Ouija, sério? Não é engraçado.
- Tentamos dizer a ela - Ansel diz - Mas ela diz que conversou com Ian.
- Como? - Fico espantada com isso. Agora entendo o porque dela parecer tão bem de repente.
- É verdade! Nós conversamos ontem á noite, ele pediu para que chamasse vocês.
- E por que Paul não pode vir? - Logan questiona.
- Acho que Ian estava com ciúmes, algo assim.
- Você está pirando.
- Não diga isso, ele pode não aceitar conversar conosco por sua causa - Ela o xinga.
- Elena... - Logan tenta continuar, mas o paro.
- O que ele quer falar conosco? - Pergunto.
- Isso é o que estamos prestes a saber, se vocês aceitarem jogar - Ela sorri.
- Eu não vejo problema nenhum - Shailene diz.
- Tudo bem, eu faço - Ansel tenta mostrar coragem sem obter muito sucesso.
- Eu faço - Digo.
- Lily! - Logan se irrita. Apenas dou de ombros, sem saber o que fazer. Ele suspira longamente antes de responder – Estou dentro.
- Ótimo - Elena diz – Sentem-se, vamos começar o jogo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA