13 outubro 2015

Fanfiction: Diário de uma paixão - Capítulo 18: dia seguinte



Entrei em meu quarto e fui direto para o banho. Que noite! Taylor foi simplesmente demais! E a cada minuto que passava eu pedia para não me apaixonar por ele. É só sexo. É só sexo! Eu ficava repetindo mentalmente.
Quando saí do banho vi que a tela do meu celular piscava. Era uma mensagem:
Taylor: não tem como não sonhar com vc essa noite... Até amanhã.
Ai, Deus! Como olhar para ele amanhã?! Minha vontade era de ligar para Rose e contar o que tinha acontecido. Ela ficaria louca!
Nem respondi a mensagem. Em alguns minutos estava capotada, e depois dessa noite, voltei a sonhar com Taylor.
***

Acordei pulando de susto com o despertador. Sete da manhã. Não recebi nenhum sinal de James sobre o horário, então resolvi perguntar.
– Alô? James?
– Oi, bom dia!
– Oi! A que horas vamos sair hoje?
– Às nove. Nos encontramos no café, ok?
– Tudo bem!
Ainda tinha um tempinho. Fiquei enrolando na cama, pensando em Taylor e em como nossa noite tinha sido boa. Lembrei de Rose e do fuso horário. Eba! Poderia ligar para ela e contar como foi!
– Só isso? – Rose disse, indignada.
– Só isso o que? Nós transamos!
– Tá, mas foi muito fraco. Não rolou dedinho, nem sexo oral, nem nada! Papai e mamãe com aquele gato é muito pouco, Carol!
– Haha. Rose você é louca. Você acha que deu tempo de fazer tudo isso? Nem se ficássemos a noite toda juntos. Eu estava com medo de James me procurar, e ainda tinha o produtor no meu pé!
– Ah, eu vi uma foto desse produtor no Google. Ele é muito gato! Você precisa ficar com ele quando desencanar do Lautner.
– Não quero desencanar dele, não por enquanto.
– Hum. Quem te viu quem te vê!
– Tá, agora preciso desligar.
– Me conta se vocês transarem de novo hoje, hein? Quero saber se a qualidade melhorou ou não.
Eu ri sozinha, pensando nas bobagens que Rose dizia. Ela tinha razão. Devia ter aproveitado mais!
Assim que saí do banho, recebi uma mensagem:
Taylor: Bom dia! Que horas vai tomar café?
Eu: Às nove... com James.
Taylor: :(
Carinha triste?
Eu: Bem-vindo ao mundo real.
Taylor: Ontem tudo foi real pra mim
Eu: Pra mim tbm :)
Taylor: :))
Eu: Vou me trocar. Até daqui a pouco
Suspirei. Ele sabia ser gato, sexy e meigo. Pena que não podia existir “mais” entre nós.
Deixei meus pensamentos românticos de lado e terminei de me arrumar.
Às nove em ponto ouvi batidas na porta. Será que era ele? Fui toda empolgada abrir e:
– Christian?
– Bom dia! Vim te chamar para tomarmos café.
– Ah, claro... James está me esperando lá embaixo.
– Eu sei. Eu disse a ele que viria te buscar.
Puta merda! Outro cara que sabia ser gato e sexy. E ainda com o consentimento de James!
Saí do quarto e fomos para o elevador. Comecei a rezar, pedindo para que Taylor não saísse do quarto dele e nos visse ali juntos. Ok. Foi em vão.
Ouvi um barulho de uma porta se abrindo, e então Tarik saiu do quarto e veio em nossa direção. Em seguida, Taylor saiu, e assim que nos viu fechou a cara da pior maneira possível.
Tarik também já devia saber o que aconteceu na noite passada, porque me olhava feio. Mas o que eu poderia fazer? Bem, fingi que não era comigo, afinal sou livre, leve e solta. Não tinha compromisso com ninguém.
Entramos no elevador. Os quatro. O silencio reinou até que:
– Esqueci de dizer que você está linda hoje – disse o produtor gato, pegando em meu braço.
Fiquei sem graça. Taylor suspirou forte.

Seria um longo dia!


Um comentário:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA