19 novembro 2015

Fanfiction: I Know Is Forever - Capítulo 21



Flashback On

­- No Brasil – Edna disse toda empolgada.

- ­ Mãe, a senhora sabe que eu tenho negócios a tratar aqui. Não posso ficar um mês fora. ­

- Ah, pelo amor de Deus, Ian.  Você se apaixonou e se casou, pois achou que essa moça linda e maravilhosa, que está do seu lado, era com quem queria passar o resto de sua vida. E agora que devem aproveitar e curtir um momento juntos, já que é a lua­-de-­mel de vocês,  a resposta que eu tenho que ouvir é um “eu sou um homem muito ocupado e não posso fazer isso”? Para de ser careta, devia é me agradecer. Duvido que ficaria, pelo menos, dois dias em casa sem ir trabalhar para curtir sua esposa. Ela não está mais em sua casa, deve ser difícil para a mesma e o que você está fazendo para isso mudar? – Ela esperou uns 5 minutos para que ele respondesse, e olhe lá – Nem precisa responder porque eu já sei a resposta:  você não fazendo nada e nem está tentando.


- ­Mã... - ­ Ian não conseguiu falar, sua mãe foi rápida, o cortando -­ Nem comece, se não quer ir para a sua própria lua-­de-­mel,  tudo bem. Mas não irei jogar fora o meu dinheiro, por isso, irei eu e a Lily enquanto você resolve essas coisas importantes por aqui. E daqui a um mês volto com sua esposa, morena e um sucesso. Na verdade, com os brasileiros que dizem ter por lá, não vejo motivo para ela querer voltar tão cedo – Ela deu um riso sarcástico – Não é querida?

Fiquei espantada com a forma de Edna falar, esperava que fosse ingênua, porém o que vejo é uma mulher decidida e que sabe muito bem controlar a cabeça do filho. Ela mentiu sobre ir só nós duas para o Brasil, óbvio, mas seu filho não pareceu perceber. E dava para ver em seus olhos que estava completamente vencido pela mãe. ­

- Mãe, eu não quis dizer que não quero ir nem nada. Eu sei que a Lily merece tudo isso e muito além do que eu posso dar – Ele suspirou.  Olhou para mim e depois voltou seu olhar para a mãe – Por isso, eu e Lily iremos ao Brasil. ­

- Oh meu Deus, eu não acredito – Começou a gritar pela conquista que teve – As malas estão prontas, então, acho que o casal deve ir para o aeroporto. ­

- Mas já? – Ian se espanta. Como ele não percebeu ainda que a mãe o tem nas pontas dos dedos? ­

- Sim, vamos logo! Amo vocês, não fiquem chateados por querer os ver muito longe de mim. É só para o bem e a felicidade dos dois – Ela ri – E, se não for pedir muito, se previnam.

Eu corei até as pontas do cabelo e ela logo completou


- Do sol, dos insetos e tudo que acontecer por lá – Tirou sarro.

-­ Pode deixar mãe, te amo – O Ian foi até ela e a abraçou. ­

- Eu também te amo. Agora, corram antes que cheguem atrasados.

Ian me puxou e eu olhei para trás, a tempo de vê-la sussurrando um “divirta-se”. Sorri para a mesma, assentido logo em seguida.


Flashback off


E assim foi a pequena confusão da nossa vinda para a lua-­de-­mel. Tudo isso ocorreu pelo Ian achar que não deveria me forçar a algo que não aconteceu e nem existe o amor. Só que a mãe dele não sabe e achou injusto da parte dele me fazer ficar sem algo que é essencial na vida de um casal após o seu casamento.

Estou apavorada com o fato de ficarmos um mês fora, bom, eu acho que esse será o tempo. Pretendo que seja o mais curto possível, somos apenas nós três: eu, Ian e o Taylor.

O Taylor está vindo para nossa casa. Se quisermos sair, visitar,  ter um motorista seria bom. E melhor ainda, poder ter alguém que não seja só o Ian e eu. Obvio que com o fato de o casamento não ser verdadeiro, os quartos devem ter uma distância. Quanto mais longe, melhor para a minha sobrevivência.

No aeroporto foi tudo muito rápido e fácil, nada complicado de se resolver. Não iriamos no jatinho, pois o do Ian só pode ser usado com a sua autorização, e isso destruiria os seus planos fazendo com que fossemos de primeira classe.

Taylor iria conosco na primeira classe, só algumas poltronas atrás. Penso que querem dar privacidade para os recém ­casados... Por mim não precisava.

Olhando pela janela do avião, percebo várias pessoas andando para o lado e para o outro, me faz pensar:  Será que aquela moça já amou? Será que já se casou? Será que já sofreu uma desilusão? Será que já chorou por uma perda? Será que tem filhos?

Será que aquela criança recebeu amor o suficiente? Será que aquele casal tem a sua chama acesa? Será que o que eu vejo aqui é sempre assim? Será que todos são falsos? Será que aquele sorriso é verdadeiro? Será que todos nós complicamos tudo?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA