27 novembro 2015

Fanfiction: Para Sempre - Capítulo 9






Eu peço licença pro Taylor e vou ao banheiro. No caminho, eu acabo esbarrando com alguém. Ao analisar melhor, vejo que é o meu ex-namorado. Christopher. Ele está mais alto, mais pálido e mais bonito. Nem parece o Christopher que eu conheci á anos atrás quando eu morava na Vírginia. Nem parece o cara que eu namorei á anos atrás.

- Ashley, eu estava mesmo te procurando. Que bom te ver – Fala com ar de surpresa.


- Oi, nossa, como você mudou.

- Ashley, eu sou o mesmo, ainda te amo! Amo-te como ninguém e queria que você me desse uma nova chance!

- Christopher, quando eu me mudei da Vírginia pra cá, tudo na minha vida mudou. Agora que você voltou, tudo vai mudar também e eu preciso de um tempo pra me acostumar com isso.

- Ashley, eu já esperei muito tempo pra te ver de novo, posso esperar mais um pouco.

Eu não digo mais nada, apenas caminho até o banheiro. Não ouso olhar para trás, apenas entro. Minha cabeça dói, eu não consigo pensar direito. Eu amo o Taylor e o Christopher ficou no passado. Eu não quero voltar no passado. Quero viver o presente.

Eu retoco meu gloss e volto pra mesa.

- Taylor, será que podemos ir embora? Não estou com cabeça pra nada.


- O que aconteceu pra você querer ir embora assim tão cedo? – Pergunta sem entender.

- Estou com dor de cabeça, só isso.

- Ok, vamos.

Ele paga a conta e nós vamos embora. Chegamos a minha casa e ele me acompanhou até a porta.

- Tem certeza que você não quer que eu cuide de você?

- Não, eu estou bem. Desculpa acabar com nosso passeio – Faço um muxoxo.

Eu dou um beijo nele e entro.

Eu coloco minha bolsa na mesa e pego um pacote de biscoitos. Naquele momento alguém bateu na porta e vejo que o Christopher está parado bem em frente a ela.

- Oi Ashley, desculpa vir sem avisar, mas eu preciso falar com você.

- Eu não tenho nada pra falar com você – Tento fechar a porta, mas ele não permite.

- Mas eu tenho algo pra falar com você, não vai me deixar entrar?


Eu abro a porta e faço um gesto para que entre. Ele passa por mim e me observa. Observo-o enquanto coloca uma rosa branca e um cartão na mesa.

- Christopher, eu tenho namorado. E além do mais você já me magoou muito.

- Eu não vou te magoar mais, porque eu te amo! – Fala e vejo que tenta se controlar - Eu sei que você não gosta daquele cara, você ainda me ama.

- Eu não te amo mais! – Falo entre dentes - Eu amo o Taylor, ele é a melhor coisa que já me aconteceu.

- Eu sei que no fundo você ainda me ama.

Ele me puxa para mais perto e tento me soltar, só que ele é mais forte, muito mais. E então o desgraçado tenta me beijar.

- Para, me solta! – Praticamente grito - Você passou dos limites, Christopher! Me solta!

Naquele momento, o Taylor entra e me tira dos braços dele. Tudo que vejo é o Taylor desferindo um soco em seu rosto e o Christopher sai da casa aos tombos.

- Eu vou, mas prometo que eu volto.

Eu fecho a porta ás pressas e abraço o Taylor, depositando um beijo em seguida. Ele me olha sério.

- Você me deve explicações.

Eu seguro em sua mão e o levo até a sala. Sentamo-nos de frente um para o outro e conto para ele toda a história sobre mim e meu ex-namorado.  Conto como nos conhecemos, como ele me traiu e como eu terminei com ele. As lembranças invadem minha mente como um vendaval. Naquele momento, me lembro do acidente dos meus pais. Lágrimas surgem nos meus olhos, mas enxugo-as discretamente.


- Desculpa fazer você relembrar seu passado – Tranquiliza-me


- Sem problemas, não foi sua culpa.

- Ashley, vou te proteger dele. Esse desgraçado não vai te incomodar mais – Acaricia meu rosto e deposita um singelo beijo.

Depois de todo o ocorrido, colocamos um filme legal para assistir. Entretanto, no meio do filme eu pego no sono e acabo dormindo no colo do Taylor. Desperto no meio da noite e o Taylor já foi embora, deixou apenas um bilhete e uma linda tulipa vermelha.

"O filme estava bom, porém já é tarde e eu tenho que ir. Você estava linda dormindo, te amo”

                                                                                               Taylor"

Eu pego a tulipa e sinto seu cheiro. Ela tem o mesmo cheiro do Taylor.


Minha barriga ronca e resolvo descer para comer algo. Como a primeira coisa que encontro, tomo um relaxante banho e deito. Contudo, não consigo dormir. Então, saio um pouco e fico em minha varanda, observo a cidade ao meu redor. Naquele momento, vejo alguém embaixo da minha varanda, me fitando. Quando olho melhor, percebo que a pessoa não está mais no mesmo lugar que a tinha visto. Passo a mão na cabeça, respiro fundo e volto para dentro. Deus, eu acho que estou louca.

Um comentário:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA