20 dezembro 2015

Fanfiction: Every Detail - Capítulo 30


E logo fomos ao encontro com Ellen...

...

Chegamos e logo fomos fazer a entrevista...

- Hey guys – Ellen cumprimenta a todos e eles e se animam. Nós estávamos na parte dos fundos, esperando sermos chamados. Ela falou o quê teríamos hoje - Hoje teremos os novos queridinhos da América - Disse divertida - Com vocês, Luma Miller e Taylor Lautner - Nós entramos com nossos dedos entrelaçados e todos foram a loucuras. Cumprimentamos a Ellen e a todos e logo sentamos – E então, como estão? – Sorriu para nós e retribuímos o afeto.


- Estamos bem - Falamos juntos

- Até junto falam - E sorrimos tímidos - Vamos lá, todos ficaram surpresos com o pedido de casamento feito no dia da estreia do filme, Taylor. Como você se sentiu, Luma? - Pergunta e acabo sorrindo ao  lembrar do dia.

- Normal – Falo dando de ombros e o Taylor faz cara de indignado - Mentira amor, mentira gente – Brinco e rimos – Senti-me a pessoa mais feliz do mundo, como um sonho que se realizou. Fiquei surpresa, eu pensei: ele é maluco, só pode – Riram mais ainda – Mas, quando ouvi as palavras saírem de sua boca, eu surtei por dentro - falei animada fazendo gestos e todos riram - Mas é isso.

- Mas e então, como vocês começaram a seguir o rumo do romance? - Nos olhamos e fiz sinal para que ele falasse.

- Tudo começou por ciúmes da parte dela - Abro a boca em um perfeito “O” - É mentira por acaso? – Desafia-me e faço um tímido não com a cabeça - Está vendo. Começamos a brigar por coisas sem sentindo – Interrompi.

- "Sem sentido" Lautner? – Faço aspas com o dedo de uma forma indignada.
- Sim, "sem sentido" – Faz o mesmo gesto que eu. Rimos e todos acompanharam.

- E podemos saber o "sem sentido"? – Ellen tenta arrancar algo de nós dois.

- Melhor não – Taylor dá um sorriso fraco.

- Vamos para as perguntas das fãs - Assentimos - A primeira é: Qual foi a maior mancada que fizeram um com o outro? – Lê a pergunta e olhou para nós. Eu olho para Taylor, fazendo bico, que logo todos riram.

- Para quê esse bico? – Tenta desfazê-lo.

- Fale primeiro, Sr. Lautner – Ironizo.  

- Mulher, hoje você está demais – Suas palavras fazem todos rirem - Eu não fui a um show dela.

- Qual foi o show? - Ellen me fitava com um sorriso.

- O que teve aqui, o de encerramento da turnê - Falou e dei um riso maléfico.

- Haha, pronto – Falei de um modo fofo no final e todos riram.

- E você dona Luma? - Ellen me olha esperançosa e o sorriso se desmancha dos meus lábios. Agora foi a vez do Taylor rir.

- Conta amor, conta – Instiga-me e abaixei o rosto.

- A mancada foi que, bem, eu, sem querer, derrubei um balde de tinta nele - Todos começam a rir - Estávamos no ensino médio, fazendo um trabalho de equipe, tinha duas equipes em casa: uma era a que eu participava junto com a Bia, e ele com o Paul no outro grupo. E eu e a Bia fazíamos um painel gigante e enquanto os outros faziam algo, Taylor e Paul estavam terminando o trabalho. Eu subi para pegar um balde de tinta que fiz da cor "rosa", que ficava em um lugar alto, estava em uma escada – Paro para tomar fôlego – Mas, quando eu me virei, tomei um susto e derrubei o balde nele - falei e todos riram. O fez uma careta – Mas, gente, ele ficou lindo pintado de rosa. Daí, saí correndo e tirei uma foto, guardei por algum tempo. Só que, sem querer, a foto foi postada publicamente - Falei e sorri fofo no final.

- Quero ver essa foto – A Ellen pede imediatamente e eu pego meu celular, desviando das mãos do Taylor que tenta me impedir.

- Luma... – Sua careta é de uma raiva divertida, mas mando mesmo assim para a Ellen. Com isso, ela mostrou para todos e logo fomos para outras perguntas de fãs. Respondemos mais dez perguntas.

- Mas como estão os preparativos? - Ellen se dirigi a mim.

- Já sabemos como vamos fazer tudo – Falo.

- E já marcaram? - Pergunta para nós.

- Vamos marcar amanhã – Ele comenta me olhando – Mas, na verdade, se desse, eu me casaria hoje. Agora - Beija minha mão.

- Luma, e o vestido?

- Já tenho alguns em mente - Estou um pouco ansiosa - As mulheres vão comigo ver ele, se der tudo certo, amanhã mesmo. E como o casamento vai ser marcado para bem breve, tem que ser o mais rápido possível.

[...]




Fomos cada um para nossas casas, cheguei e logo fui tomar um banho e coloquei uma roupa confortável. Logo meu celular toca, mas estranhei, pois era anônimo.

Ligação on*

- Alô? – Respondo, contudo, a linha permanece mudo - Alô? Alguém? – Nada, a não ser pela risadinha no final. Meu coração disparou, era aquela risada.

Ligação off*

Desliguei na mesma hora e fiquei um pouco com medo. Fui para a sala de dança, coloquei a música que ela me fazia dançar. Fiquei dançando, meu celular tocava, e eu não atendia. Minha porta esta quase para ser arrombada, mas nem ligava, estava com lágrimas caindo pelo meu rosto. Chora e dançava e logo eu ouvi um baque.

Continuei dançando até que aparecem o Taylor, Paul, Bia e Demi preocupados. Taylor vem em minha direção e me abraça forte. Tentei me soltar dele, mas não, o abracei e chorei. E o som foi desligado por Paul.

- Luly... o que aconteceu? – Fala preocupado e sentamos no chão ainda abraçados.

- Ela voltou - Respondo chorando e ele logo entendeu e mira o Paul – Ela voltou - Repito e as meninas vieram e me abraçaram. Taylor se levantou, andou até o Paul e o vi ligando para alguém. Tudo que escutei foi um "Está bem pai".

- Fica calma - Demi tenta me tranquilizar.

- Vou pegar água para você - Bia se levantou e foi até a cozinha.

- Luly? - Olhei para ele – Amor, vai ficar tudo bem. Vamos para minha casa, está bem? - Assenti e logo Bia voltou com a água, bebo um pouco.

Demi e Bia foram arrumar uma bolsa para eu colocar minhas coisas para ir á casa do Taylor. Paul estava falando com o Jorgie e parece que vai colocar seguranças na minha cola. Taylor estava deitado comigo no sofá, ele não se importou se eu estava suada ou não, ele só queria ficar comigo.  Até mesmo quando eu precisei ir ao banheiro, ele foi e entrou lá.

- Vamos? – Não respondo, apenas fomos para a sua casa. Bia, Paul e Demi foram para suas casas, já era 18:00 horas. Fui tomar um banho, peguei uma blusa do Taylor para fazer como camisola, já que as meninas não colocaram, mas nem liguei, e peguei uma calcinha. Eu saí do banheiro e o Taylor estava no telefone. Ao me ver, deu um meio sorriso e veio até mim, me dando um selinho e me puxando, me fazendo sentar em seu colo.

- Pedi comida japonesa - Fiquei com água na boca.

- Hum, assim não aguento - Nos beijamos, hora ele passava a mão pelas minhas costas, como também pela bunda ou até pelos seios. Percebi que ele estava excitado, é claro eu estava sentindo, e ás vezes eu rebolava e ele gemia, eu me comportava. Quando ele estava tirando sua blusa, a companhia toca.

Levantei-me do seu colo e ele foi atender. Logo voltou com algumas coisas na mão e vi que era o barco japonês. Meus olhos brilharam ao ver a comida. Ele foi até a cozinha e voltou com um pote branco cheio de molho shoyo.

- Eu amo isso - Murmuro de boca cheia.

- Mas que eu? – Taylor pergunta e assenti com a cabeça, o que o fez fazer cara de indignado.

- Para com isso bobão, te amo mais que sushi – Sorriu.

- Te amo mais que temaki – Entra na brincadeira.  Cada um pega uma coisa e colocamos um na boca do outro e damos um breve selinho.

2 comentários:

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA