03 janeiro 2016

Fanfiction: Every Detail - Capítulo 31




Acordei no outro dia direto para o banheiro. Quando eu saí, Taylor estava sentado olhando para mim preocupado. Desviei meu olhar do dele e segui caminho para cozinha. Percebi que estava vindo atrás e nem liguei, fui direto beber água.

- Vamos que horas? - Perguntei e ele demora a responder

- Não muda de assunto Luma, o que é que você tem?

- Devo ter comido demais ontem, não foi nada - Falei tranquila.

- Que tal irmos ao médico antes? – Insisti.


- Taylor, eu já disse que eu não vou ao médico, eu estou bem – Taylor vai para a sala e sigo um tempo depois. Vejo que ele está no telefone e espero até que acabe.

- Tudo bem – Vira-se para mim – Nos falamos depois.

- Quem era? – Tento não demonstrar ciúmes.

- O Paul. Estávamos combinando de assistir o jogo de hoje aqui em casa.

- Ok, que horas é? – Observa o celular.

- 10h50min – Fala - Acordamos tarde hoje – Curvou-se para me dar um selinho.
- Vamos tomar banho? – Sugeri e assinto com a cabeça – Daí, podemos almoçar fora, que tal? - Sorri e ele acompanhou, puxando meu corpo e entrelaçamos nossas pernas. E sim, rolou sim no banho. Trocamos de roupa eu e ele juntos, sempre fazendo palhaçadas. Fiz uma rápida maquiagem e pronto.

- Amor, estou pronta – Almoçamos em um restaurante que achamos legal, e logo depois deu uma vontade de comer pizza de romeu e julieta.

- Tay - Falo manhosa.

- O que foi, amor? – Olhou-me malicioso.

- Quero comer pizza de “Romeu e julieta” - Sorriu meiga ao falar.

- Mas você acabou de comer.

- Mas eu quero.

Se dando por vencido, fomos á uma pizzaria perto e pedimos uma romeu e julieta. Comi a pizza toda e logo fomos à Igreja perto para marcar o dia do casamento. O padre falou que a data mais perto era para daqui a alguns meses.

- Meus jovens, é o mais próximo que tenho - Fiquei animada.

- Mas e o dia certo, padre? – Taylor se manifesta.
- No dia 25 de fevereiro – Ele falou isso e meus olhos se encheram de lágrimas - Minha querida você está bem?

- Amor, calma.  Se não quiser...

- Eu quero – O interrompo e sorriu fraco.

- Espera – Taylor se levanta e vai até o canto da sala com o padre.

- Desculpe, é que foi o dia que os pais dela morreram.

- Sinto muito - Falou o padre – Podemos tentar mudar o dia.

- Não, eu quero.

A data ficou por essa mesmo e fechamos tudo. No caminho, encontramos uma cartomante que passava. Ela agarrou minha mão, me dando um tremendo susto, mas deixei para lá.

- Reparei uma coisa em você - Taylor quase avançou para tirar sua mão de cima de mim, mas o segurei.

- O que seria? – Manti a calma, pois acredito um pouco nisso.

- A claridade vai vir, mas a escuridão vai ser maior. Tudo pode estar perdido, mas a claridade vai voltar com o dobro da força e coisas boas vão prosseguir - Não consegui entender o que ela quis dizer com isso.

- Você vai entender e muito em breve - Deu um beijo em minha mão e saiu.

- Mulher maluca – Taylor me olha de um jeito engraçado e ao mesmo tempo confuso.

- Vamos para casa, estou ficando cansada – Contudo, ao dar o primeiro passo, tudo se torna uma completa escuridão.


Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA