23 maio 2016

Fanfiction: A Viagem - Capítulo 26






~ Pov de Dani ~



Assim que eles saíram fui pra sala e liguei a TV, não estava passando nada de interessante, então coloquei em um canal onde passava Tartarugas Ninjas e deixei lá. Eu já disse que gosto de Tartarugas Ninja? Sou simplesmente viciada!


Ajeitei-me no sofá e fiquei assistindo, e só percebi que Henrique sentou ao meu lado ao sentir a palma da sua mão acariciando meu rosto.

- Você fica linda vendo desenho – Ele disse ainda fazendo carinho em meu rosto.

- O que você quer? – Eu disse me afastando e me ajeitando no sofá.

- O jantar esta servido, vamos?

Então, sem dizer nada, me levantei e fui para a sala de jantar com Henrique ao meu encalce. Sentei-me e logo comecei a me servir enquanto ele fazia o mesmo. Para minha surpresa, ele começou uma conversa comigo.

- E como estão as coisas?

- Estão bem – Eu disse estranhando aquela conversa.

- E a Nathy... O Gabriel...?

- Vai direto ao ponto, por favor – O olho com expressão séria.

- Não sei... Apenas tome cuido com suas amizades.

- Por que você está falando isso? Está sabendo de algo?

- Hum – Põe uma garfada na boca e me fita enquanto mastiga.
- Esses dois não são confiáveis, e agora estão juntos...

- Você só está dizendo isso porque não gosta do Gabriel e já a Nathy é por causa do JB.

- Não tem nada haver, não sei, esses dois juntos... Tem alguma coisa errada.

- A única coisa errada aqui é você com suas paranoias.

- Ok, o que acha de uma maratona de Teen Wolf? Sei que você é mega fã.

- Ah sabe? – Ergo uma sobrancelha – Ah é... Você viu na minha agenda – Alfineto-o.

- Engano o seu. Foi a Nanda que me disse outro dia em uma de nossas conversas.

Essa foi uma surpresa – ou não – saber que minha mãe e HD conversam sobre mim. É estranho. Logo jantamos sem trocar mais nenhuma palavra, mas assim que terminamos, ele veio com o convite novamente.

- Acho melhor não, amanhã temos aula cedo.

- Vai dispensar Teen Wolf, mesmo? Eu baixei todas as temporadas e gravei em DVDs para assistirmos, fazer isso sozinho é chato. Por favor.

- Você não vai parar de me perturbar, não é?

- Não.

- Nossa, quando você quer ser chato você realmente consegue –Digo irritada – Vou escovar os dentes e já volto pra vermos.

- Vai direto pro meu quarto.

- Por que seu quarto? – Agora fico desconfiada.

- Porque a TV é grande e minha cama é macia, bem melhor que o sofá, acredite – Joga-me uma piscadela.

Sem ter opção, subo as escadas e vou direto para o meu banheiro escovar meus dentes. Depois de tudo finalizado, saiu do banheiro, apagando a luz em seguida. Peguei meu celular, deslizei meu dedo na tela para desbloqueá-lo para ver se havia alguma mensagem importante, e depois o larguei encima da cama e fui direto para o quarto dele. Dei duas batidas e escutei um “entra”. Vi HD em frente à TV, ele estava ajustando a mesma, aproximei de sua cama e fiquei o observando.

- Fica a vontade – Ele disse sem olhar pra trás.

Sentei-me e não demorou muito para que ele se aproximasse da cama. Henrique apagou a luz, deu a volta na cama e se deitou. Fiquei pensando em tudo o que estava acontecendo naquele momento. Era estranho as atitudes dele.
Como ele pode fazer tudo aquilo comigo e agora ser todo gentil, fazendo de tudo para que voltássemos ao que era antes? Que tipo de brincadeira ele estava armando? Ele não seria louco de querer me zoar pela segunda vez, ou seria? Qual o propósito disso tudo?

Foi tentando decifrar isso que quando eu percebi já estava deitada ao lado dele na cama e sem perceber acabei adormecendo ali mesmo.



~ Pov de Henrique ~



Eu queria aos poucos conquistar a confiança da Dany, não acho justo estar acontecendo essa merda toda em minha vida por algo que não fiz. Ter esse momento de paz ao lado dela estava sendo a melhor coisa que me aconteceu em dias e eu não iria deixar isso escapar assim.

Aproveitei que estávamos sozinhos e a chamei para assistir algo comigo. Algo que eu sabia que ela iria gostar e para minha surpresa, em dois episódios depois ela já estava dormindo ao meu lado. Não perdi tempo e a aconcheguei em meus braços e não demorou em que eu também acabasse adormecendo.



~ Pov de Victor ~



A noite com Nanda foi mais que perfeita, mas não estendemos muito porque ela ficou preocupada em deixar os dois sozinhos em casa. Estávamos a caminho de casa quando ela entrou no assunto novamente.

- Hey, meu bem, não fique bravo comigo. Não é que eu não confie no Henrique, mas...

- Você tem que dar um voto de confiança a ele, Nanda. Não é porque ele é meu filho, eu confio na educação que dei a ele e sei que o Henrique não é assim.

- Então, como você me explica esse rolo todo?

- Há uma explicação para isso tudo. Deve ter sido algum mal entendido. Se ele estivesse realmente com a agenda da Dany, por que ele iria ficar te perguntando as coisas sobre ela? Use a lógica, meu amor.

- Talvez ele tenha perguntado coisas que não havia na agenda.

- Meu Deus, mulher! Você encontra uma teoria da conspiração em tudo! Você tem que aprender a relaxar.

- Deixei de ser uma mãe de verdade há muito tempo. Victor entenda isso. Eu só quero poder fazer as coisas certas agora que tive uma oportunidade para isso.

- A Dany já está grande, sabe se cuidar sozinha! Ela está passando por transformações e tem que aprender com os seus erros para se tornar uma grande mulher assim como você. Como você quer que ela cresça se você fica em cima dela?

Logo chegamos a casa, ainda discutindo sobre nossos filhos, até que ela vai se informar com a empregada se tudo ocorreu bem em nossa ausência. Mas quando ela soube que eles conversaram sobre assistir algo juntos, ela correu para ao andar de cima para ver se estava tudo bem. Sem perder tempo, fui atrás. Eu tinha que evitar que algo pior acontecesse.

Nanda entrou rapidamente no quarto de Dany e não a encontrou. Então, sem perder tempo, ela foi até o quarto de Henrique.

- Hey, calma! –Seguro-a pela cintura – Já estou velho para ficar correndo atrás de você – Beijo o seu pescoço.

- Deixa-me, homem! Quero ver se minha filha está bem!

- A casa está em silêncio, isso significa alguma coisa, não acha?

Sem dizer nada ela saiu dos meus braços e abriu a porta do quarto de Henrique e teve uma surpresa, os dois dormindo juntos.

- Mas o que... – Nisso eu tapei a boca dela.

- Shiii – Sussurrei em seu ouvido e logo a tirei do quarto.

- O que você está fazendo?

- Deixa eles se acertarem, ok. Você constatou que eles não estão se matando, isso significa que eles estão tentando se acertar de alguma forma.

- Mas isso não é certo.

- Eles não estão fazendo nada demais, criatura! Estavam assistindo TV, isso significa que a amizade e confiança deles está voltando aos poucos.

- Mas...

- Mas nada! Vamos para o quarto que a nossa noite ainda só está começando.

- Você só pensa nisso?

- Nisso o quê? – Faço-me de desentendido – Ainda necessito daquela massagem nas costas que você me prometeu. O dia hoje foi cansativo demais! – Digo fazendo graça.

- Dia cansativo? Você só foi durante a parte da tarde ao escritório assinar alguns papéis!

- Acredite, assinar aqueles papéis foi realmente tenso.


Não demorou muito para que eu convencesse a Nanda de deixá-los sozinhos e irmos para o nosso quarto. Eu confesso que estou na torcida para ver esses dois bem novamente.

Um comentário:

  1. to com medo do Henrique estragar a relação da Dany cm o Tay, sinto cheiro de armação. continua rapido.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA