08 junho 2016

Fanfiction: Diário de Uma Paixão - Capítulo 28




*** Carol POV ***


Os dias passavam se arrastando. James me ligava para saber como eu estava, mas a ligação durava menos de 5 minutos. Não queria papo com ele, afinal, eu ainda estava magoada e queria distância. Aproveitei para lhe contar que eu, Rose e Nat íamos para a praia. Eu precisava de um tempo entre amigas, para descansar e colocar minha cabeça no lugar.


Por falar em Natalie, minha prima de Portland, ela chegou hoje e só me fez bem. Contei tudo o que aconteceu a ela e é claro que a mesma concorda com Rose.

-Acho que ele está preservando você, Carol - disse Nat.
-Ah não sei, ele disse com todas as letras que não gostava de mim. Se era para me preservar, não precisa de tanto.
-Tá, mas se James o ameaçou é para tanto sim. Imagina como deve ser difícil para ele namorar alguém e se envolver e ainda lidar com esse tipo de coisa.
-É, talvez você tenha razão, mas isso é mais um motivo para eu me desapaixonar e partir para outra.
-É, pode ser. Porém quando estamos apaixonadas é difícil esquecer rápido, né? Ainda mais sendo Taylor Lautner. E que ainda fica te mandando mensagem, não tem como esquecer.
-Pois é. Bom, vamos falar de coisas boas. Por exemplo, praia!
-Nossa,estou super animada. Será que tem uma baladinha lá para gente ir?
-Hum, não sei, temos que falar com a Rose.

Aproveitamos a tarde livre para comprar biquínis novos. Rose foi nos encontrar na loja e também estava animada.

-Gente, esses biquínis são lindos – disse Rose com 3 em cada mão.
-Eu só vou levar dois, o preto e… - eu não sabia qual escolher.
-Leva esse aqui – disse Nat e eu concordei.
-Ah! Rose tem balada nessa praia que nós vamos?
-Hum, tem, só é uns 20 minutos da casa. É uma balada bem tranquila que só é frequentada pelas pessoas do condomínio. Só tem gente linda.
-Carol, é nessa balada que nós vamos – disse Nat sorrindo.
-Pode ser - respondi tentando me animar.
-Rose, e o Paul? Vai querer ir também? Porque ele é super caseiro e nem de balada ele gosta.
-Hum, Paul não vai mais, vai trabalhar - respondeu Rose triste.

Era impressionante como Paul nunca participava de nada. Ele era um cara legal, mas dava muita mancada. O trabalho estava sempre em primeiro lugar. E para recém casados, isso não é legal… Rose estava sempre sozinha.

-Tudo bem, ele vai perder um final de semana na praia com gente linda – digo para tentar anima -la.
-É isso ai! Nada de tristeza esse final de semana – completou Nat.
- Ai podíamos combinar uma coisa – disse Nat rindo.
-O quê? – perguntamos.
-Temos que ficar com alguém nesse final de semana. Qualquer pessoa. Se não beijarmos, vamos ter que pagar um valor. O que acham?
-Nat, por favor. Isso é tão coisa de adolescente - digo.
-Eu concordo com a Nat – Rose respondeu.
-Qualquer um? Onde, na balada?
-É, sei lá, na balada, no bar, em casa, na praia, não importa. Apenas tem que beijar. Vamos nos divertir, Carol – disse Nat
-Tudo bem, mas só se eu achar um gato bem gato – riu.
-É isso ai! Uhu – Nat gritou
-É, bem que eu queria beijar também - disse Rose triste.
- Ai amiga, não fica assim, eu não incentivo nenhuma traição, então não tenho como opinar sobre isso - digo.

-Eu sei, mas dá vontade, viu! Como minha mãe diz: “quem não dá assistência, abre concorrência!” – Rose disse e nós caímos na risada.

O dia passou voando! Rose foi para casa arrumar a mala para o dia seguinte e eu e Nat fizemos o mesmo.

-Nat, você só tem roupa linda! Olha essa – eu dizia pegando todas as peças na mão.
-Pois é! Pode pegar da minha mala se quiser…
-Obrigada.
-Ah! Eu nem te falei, mas o valor da aposta é 100 dólares!
-Que aposta?
-A do beijo! Se não beijar são 100 dólares!
-Nossa! Que caro!
-Ah, tem que ter um incentivo!
-E se só tiver cara feio? – perguntei.
-Vai ter que fazer caridade – Nat respondeu e mais uma vez caímos na gargalhada.


*** Rose POV ***


Minhas malas estavam prontas. Seria um final de semana bem agitado! Mal sabia minha amiga que Taylor estaria lá. Ai meu Deus, eu já estava com frio na barriga só de pensar.

Eu tinha que dar um jeito de contar a Natalie sobre o plano, assim ela me ajudava também… mas a Carol não desgrudava dela!

Bom, eu mais uma vez estaria sozinha. Meu recém marido me abandonava todos os finais de semana… que saco!

Aproveitei minha noite solitária para ligar para ele. Ele já devia ter chegado em New York.

-Oi amor, tudo bem?
-Tudo e vc?
-Tudo.. chegou bem de viagem?
-Sim.. tudo bem?
-Ahm… liguei para falar boa noite e lembrar que amanhã viajo para a praia…
-Ah tudo bem… cuidado na estrada…
-Que barulho é esse Paul? Estou ouvindo vozes…
-Vozes?? É a televisão!
-Ah… ok…
-Amor preciso desligar porque amanhã trabalho cedo! - ele disse
-Ah ok.. boa noite então…
-Boa noite!

E desligamos. As vezes eu pensava: para me sentir sozinha assim preferia ser solteira então…

Eu e Paul nos conhecemos no colégio e desde então namoramos, noivamos e casamos. As vezes eu acho que deveria ter aproveitado mais, mas quando gostamos de alguém de verdade é a última coisa que pensamos…

Como não tinha mais nada para fazer, tomei um banho e me arrumei… quando ia me deitar finalmente para dormir meu celular vibrou. Mensagem:


"DESCONHECIDO: VOCÊ ACHA REALMENTE QUE ERA A TELEVISÃO? SÓ PARA VOCÊ SABER, JÁ ESTAMOS JUNTOS HÁ 3 MESES E ELE TEM QUE TOMAR UMA ATITUDE. JÁ QUE OS HOMENS SÃO MUITO LENTOS ESTOU TOMANDO ESSA ATITUDE POR ELE. ELE TEM UM GRANDE RESPEITO POR VOCÊ, MAS NÃO HÁ MAIS AMOR. ESTAMOS APAIXONADOS. ESPERO QUE ENTENDA…"


E junto com essa mensagem que calou a minha alma, veio uma foto de Paul, dormindo sem camisa, na cama do hotel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA