05 junho 2016

Fanfiction: Every Detail - Capítulo 41






Alguns dias depois *

- Luma, você está bem? - perguntou Bia.

- Não - permaneço deitada na cama.

- O que você tem, anjo? – Demi se aproxima.


- Enjoada, tonta, cansada, dor de cabeça – Paro por um momento - Que cheiro enjoativo - percebi que o cheiro vinha da Bia – Ah Bia, que perfume enjoado - faço careta.

- Esse é o perfume que eu sempre uso... - fala e encara a Demi.

- Não é, não. Doce demais - Logo levantei e sai correndo para  o banheiro.

- Vai vomitar? - Demi me segue.

- Não - voltei para o quarto - Que foi? - elas me olharam com os olhos brilhando.

- Sua menstruação chegou esse mês?

- Atrasou um pouco... - dou de ombros e volto a deitar na cama.

- Um pouco quanto tempo? -  Demi insisti.

- Não sei, uns - Tento lembrar - não sei - como um estalo de galho seco sobre  chão, eu saquei onde elas queriam chegar - não, eu não estou... - e elas sorriram.

- Vou à farmácia - Bia sai correndo porta a fora.

- Vou com você - Demi pegou a bolsa dela e saíram correndo, e até   esbarraram com meu pai.

- Nossa, as duas saíram daqui parecendo um foguete - falou ele e minha cara entregou - você está com cara de que aprontou algo - faço que não com a cabeça - desembucha logo, Luma.

- É que... Que... As meninas acham que estou grávida - falei baixo.

- O quê?

- As meninas acham que estou grávida - repeti em bom som para ele ouvir. Sua reação foi sair do quarto correndo e eu não entendi.


[...]


- Cheguei - falaram as três.

- Aqui - Demi me entrega uma sacola.   

- Não se precipita - tentei soar calma.

- Comprei dois, é mais confiável que ratoeira - falou meu pai e rimos com a comparação, e lá vai eu fazer.

- Cara, aqui tem sete teste - eles me empurraram para o banheiro.

E lá vamos nós...


[...]


Sai do banheiro com todos os testes na mão, e com os olhos brilhando. As meninas assim que me viram se levantaram e olharam. Ao verem o resultado, desararam a pirar. Meu pai me olhou com os olhos brilhando e todos vieram me abraçar e eu sorri como nunca sorri na minha vida.

- Temos que contar para o papai - Bia pega o celular e eu tomo de sua mão. 

- Não vou contar para o Taylor - meu pai me interrompeu.

- Como assim você não.. - sou eu quem o interrompo.

- Irei contar no dia do casamento - falei - vou fazer uma surpresa somente para ele, na verdade vou contar para a família dele, para o pessoal próximo, mas só não vou contar para ele -  sorri.

Ligação on*

- Alô? -  Makes atende.

- Makes, é a Luma. Faz-me um favor e põe no viva-voz - falei alegre.

- Por que no viva-voz?

- Coloca, tenho uma novidade para vocês.

- Pai, mãe, Luma quer falar algo com a gente - ficamos em silêncio um pouco - Pronto, eles estão aqui, e o celular está no viva-voz.

- Ok, é que não sei como falar - comecei a chorar.

- Você está chorando? Taylor fez algo? - Daniel pergunta rápido, mas o interrompo.

- Taylor fez sim - e começaram os murmurinhos - Gente - gritei e eles pararam - ele fez eu ficar feliz, ele me fez a mulher mais feliz e agora mãe coruja - e agora foi a vez de começar uma gritaria só.

- Você está grávida? - perguntou Deborah.

- Estou - respondo e sorriu mais ainda. Meu pai, Bia e Demi ainda estavam ali.

- Vou contar para o Tay - falou Deborah.

- Outra coisa, não falem nada com o Taylor.

- Por quê? Ele é o pai tem que saber - falou Daniel.

- Eu sei, é só que, eu quero fazer uma surpresa.

- Ok, parabéns, minha querida. Que o bebê venha com saúde, pois amor, felicidade e paz, ele já tem aqui - falou e todos me parabenizaram e logo desliguei.

Ligação off*


[...]


- Pronto, já falei com Jorgie, Sophia deu um grito na hora da notícia, ela ficou alegre e muito e disse que daqui a pouco está aqui - e fomos pra cozinha, pois meu pai estava lá - Pai, Sophia está vindo para cá.

- Ok, estou fazendo uma coisinha para você - eu arregalei os olhos.

- É o quê? - perguntei.

- Torta de morango - quando ele falou isso pulei de alegria e meu telefone tocou.

Ligação on*

- Oi, amor - Taylor.

- Oi, amor - falei alegre.

- Estou notando sua alegria daqui - riu e o acompanhei - Por que essa alegria toda?

- Nada não, vai vim aqui hoje? - perguntei.

- Vou sim, só vou ao shopping ver uma coisa para a sala de jogos e já estou indo.

- Ok.

- Beijos na boca e te amo. 

- Beijos e também te amo.

Ligação off*

- Ele disse que daqui a pouco está aqui - falo para todos.


[...]


- Você chegou - corri para abraçá-la.

- Oi, tia Lua. Presente - entrega-me uma sacolinha e dentro continha um conjunto lindo.

- Não precisava, Sol. Vem dá um beijo na tia -  ela me deu um beijo na bochecha e se abaixou para beijar minha barriga.

- Daqui a pouco você vai estar aqui, brincando conosco - falou com minha barriga e sorrimos. Estou uma porcaria de sentimentos, já estava chorando.

- Parabéns Luma - Jorgie e Deborah me parabenizaram.
- A gente pode dar uma saída? - perguntou Deborah.

- Claro que pode, e deve, deixa que eu cuido dela - eles deixaram as coisas de Sophia e saíram.

- Vamos lá em cima? - falei e ela assentiu. Fomos em meu quarto, escondi o presente para Taylor não ver e falei para ela que não era para falar nada com ele.


[...]


- Oi, amor. Cheguei - estava comendo a torta que meu pai fez quando ele chegou. Veio até mim e me deu um beijo rápido.
- Gosto de morango -  e me deu um selinho demorado - Sol -  ela foi até ele e o abraçou.

- Quer um pedaço? - perguntou meu pai.

- Não, depois eu como - falou meio sem jeito. Ele fica assim na minoria das vezes que fala com meu pai.

- Deixa que eu coloco - Bia se levantou e num estante ele estava comendo. Sophia não queria ajuda de ninguém para comer, então coloquei a cadeirinha dela perto da mesa de centro e ela comeu lá sozinha, e a vezes conversando com a gente.

- Galera, está ficando tarde. Então eu vou indo - falou Demi - beijos.

- Demi espera, vou com você. Ah e vou falar com Paul, tchau - falou Bia. Ai tem coisa, Paul estava viajando, foi visitar a avó que está doente.

- Ok, veja se não aprontam - e caímos na risada. Ainda estava cedo, mas recebi uma mensagem do Jorgie, falando que vai levar Deborah para jantar e que vai chegar tarde. Respondi que tudo bem e que pode deixar a Sophia dormir aqui.


[...]


- Estou com sono, vou me deitar - Taylor me olhou com uma cara. Meu pai tinha saído para resolver algo do trabalho, é de noite, uma hora dessas, para você ver.

- Amor, ainda são - olha o relógio - oito horas - falou ele com uma careta.

- Ah, eu acordei cedo hoje, então o sono já está chegando - olhei para o lado e Sophia dormiu no puf. Fui até ela e a levei para a cama. ela iria dormir comigo hoje, tirei sua roupa  devagar e coloquei o pijama.  A posicionei no meio da cama. Desci para falar com Taylor, o encontrei me olhando encostado a porta. Sorri e ele veio até mim, me abraçando pela cintura.

- Você será uma ótima mãe  - parecia que ele sabia que eu estava grávida.

- É - selei nossos lábios - vou tomar banho, vai dormir aqui? - perguntei.

- Vou, eu acho que também vou nesse banho - não pensei duas vezes e o puxei comigo.

Tomamos banho juntos, mas com carinho. Era como se ele já soubesse, estava sendo carinhoso. A gente transou, mas ele foi mais cuidadoso, não que ele não seja, só que foi mas ainda. Passava a mão por minha barriga, entre outros. Depois do banho, peguei uma bermuda dele no meu closet e entrei. Coloquei uma roupa leve e fomos dormir. Cada um ficou em um lado e Sophia no meio.

- Boa noite, amor - dei-lhe um selinho rápido.

- Boa, amor. Te amo - sorrio retribuindo o selinho.

- Também te amo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA