12 junho 2016

Fanfiction: Every Detail - Capítulo 42




Acordei com alguém beijando minha barriga e quando eu vejo que era Sophia. Taylor ainda estava dormindo, dei um sorriso para ela e beijei sua testa, e levantei em silêncio. A pegue no colo e descemos para a cozinha, afim de comer Nutella. Preparei o café de Sol e fui para o meu, peguei o pote de Nutella, peguei pão francês que tinha lá, peguei biscoito doce e salgado e um copo de suco de morango que fiz. Estava comendo junto com Sophia e ela ria comigo das minhas palhaçadas.


Encontrei um Taylor sonolento ao olhar para o lado.
- Bom dia, meus amores -  depositou um beijo na testa da Sophia e me deu um selinho - que fome é essa, moça.

- Deu vontade, moço - tentei soar normal, pois eu estava um pouco nervosa por esconder dele.


[...]


- Vai sair hoje a tarde? -  Taylor pergunta enquanto assistíamos  desenho com Sophia.

- Vou sim - o fito - por quê?

- Vamos almoçar? Já deve estar pronto - fiz nhoque para a gente comer e ficou uma delícia. Depois do almoço, fui dar um banho em Sophia, coloquei um vestido leve nela, sapatilha, penteie seu cabelo, apesar de ele ser cacheado, peguei uma tiara e coloquei no seu cabelo. Coloquei um brinco e passei um batom fraquinho nela, pois ela tem sua maquiagem. Taylor estava lá ainda, disse que ia nos levar.

- Amor, vou tomar banho, fica com Sophia.

No banho fiquei pensando como fazer a surpresa para ele. Tenho uma caixa que guardei todas as coisas que eu comprei e que ganhei do bebê que se foi. Uma lágrima caiu pelo meu rosto, mas logo me recompus. Agora daqui para frente será somente alegria. Coloquei uma roupa e desci as escadas. Taylor foi tomar seu banho e logo voltou arrumado. Vestia uma calça, blusa de manga curta de gola v escura e um sapatênis.

- Aonde vai assim todo gatinho?  -  ele sorriu.

- Vou ficar com vocês hoje.
- Na-na-ni-na-não - seu sorriu se  desfez.

- Por quê?

- Vou fazer uns últimos ajustes no vestido - beijei sua bochecha.

Que bom, pois não vou ficar com você - falou brincando e fiz cara de indignada - Mentira, amor. Tenho que comprar o terno esqueceu?

- Então - peguei Sophia pela mão.

- Enquanto você está fazendo seus últimos ajustes com as meninas, eu vou estar do outro lado vendo meu terno com os meninos - então fomos para o carro.

- Por que vocês homens deixam tudo para a última hora? - falei rindo, e Sol riu comigo, e Taylor sorriu de leve fazendo não com a cabeça.


[...]


- O primeiro que terminar, manda mensagem - avisei a elee seguimos caminhos diferentes. A nossas lojas eram quase perto, os meninos me viram e acenei, mandei um beijo e meu pai estava lá também. Ele saiu de casa cedo para trabalhar e teve uma folguinha de duas horas.


[...]


- É para folgar um pouco, não muito - falei e senti um enjoo.

- O que foi, Lua? - falou Deborah. Estavam todas ali, menos minha sogra e minha cunhada, apenas Deborah, Bia e Demi.

- Enjoo - falei.

- Quer ir ao banheiro? - Bia parece preocupada e eu já estava tirando o vestido. Assim que me vi livre, sai correndo para o banheiro. Senti alguém segurar meu cabelo e vi que era a Bia.

- Vamos para casa? - falou Bia e Demi chegou com minhas roupas. As vesti e fomos para casa. Terminamos de fazer tudo e fiz o pagamento e saímos. Encontramos os meninos no meio do caminho. Taylor estava com umas três sacolas na mão.

- O que aconteceu para  estar com essa carinha? - Taylor vem até mim.

- Não estou me sentindo muito bem - falei manhosa.

- Vou te levar no médico - falou e eu despertei.

- Não, não - Tento me livrar - Não é nada. Vamos, é só um mal estar -  caminhamos até o carro - Pai, vai para casa?

- Não, tenho que ir para o trabalho. Serei liberado às cinco horas. Então daqui a pouco a gente se vê -  deu-me um beijo na testa e foi. Nos despedimos de todos e fomos para casa. Ao chegarmos, deixei as coisas em cima do sofá e eu fui me trocar. Pus qualquer roupa leve, então peguei uma bermuda de moletom e uma blusa branca, coloquei meu cabelo em um coque frouxo e fiquem descalça. Taylor estava na sala com um urso grande na mão, sai correndo e pulei em cima dele, fazendo a gente cair no sofá e rimos com isso.

- Te amo - beijou-me.

- Também te amo e quero um favor - falei mordendo o lábio inferior.

- O quê?

- Quero comer uma coisa - ele me olhou confuso.

- Estou ouvindo - falou ele curioso e confuso.


- Quero comer rosquinha. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA