01 novembro 2016

Fanfiction: Believe - Capítulo 31




*** Taylor POV ***


     Cheguei no horário para o aniversário que eu mais esperei nos últimos tempos. Eu queria vê-la, abraça-la, ficar com ela a noite toda.
Eu fui o mais casual possível, e com o meu boné inseparável, então os paparazzi que estavam na porta registraram o momento.
Entrei na famosa casa rosada e estava tudo muito bonito, tinha bastante gente. Alguns minutos depois, Tarik chegou e fui cumprimenta-lo.


- E ai cara, tudo bem? - Tarik fala ao me aproximar.
- Tudo – Respondo - Onde ela está?
- Ela não desceu ainda.
- Ah... Ok...
- Parece nervoso.
- Estou ansioso para vê-la!

E estava mesmo! Mal podia esperar. Enquanto ela não descia, eu dei uma volta pela festa, avistei o chato do Bieber e outros conhecidos. Mas ainda bem que não vi aquele inglês... Com mais um pouco de sorte ele não viria à festa.

Foi então que um tempo depois ela estava lá. Descendo as escadas, e meu Deus que linda! Maravilhosa... Eu a olhava igual um idiota babão, mas não era só eu e sim todos os homens. As pernas de fora era um pecado... Que pecado!

Assim que ela desceu eu fui correndo cumprimenta-la. Parei na frente dela e consegui dizer os parabéns. Depois disso eu percebi que minha noite tinha ido por água a baixo.

          Ela sabia que eu tinha transado com a Marie! Como?

Saí correndo para tirar satisfação com meu amigo traíra!

- Tarik! Vem aqui já! - eu o puxei.
- O que foi?
- Como a Jenny sabe que eu e a Marie dormimos juntos? Como?
- A Danny ouviu pelo telefone quando me assustei e gritei com a Marie saindo do apartamento correndo de manhã.
- Eu não acredito, que merda! E agora?
- Agora você vai arcar com as consequências.
- É, eu vou, vou tentar explicar.
- Vai fazer isso no dia do aniversário dela?
- E quando eu vou ter outra chance? Agora que ela não vai querer me ver em nenhum outro dia mesmo.
- Ah você que sabe! Eu já disse que não quero me meter nessa história.
- Eu vou lá... Vou tentar, não custa nada. Ainda tem o presente que vai chegar.

        Eu saí pela festa procurando minha garota. Eu ia me explicar, eu precisava fazer isso, de qualquer jeito.


*** Jenny POV ***


- Zayn!

         Eu gritei, mas nem precisava, Zayn veio em minha direção, me abraçou bem apertado e me rodopiou. O abraço mais sincero e seguro da noite.

- Parabéns! Você está mais que linda, Jenny.
- Obrigada, obrigada! Que bom que chegou.
- Desculpe meu atraso.
- Não tem problema. Vem, vamos tomar alguma coisa.

       Eu e Zayn fomos até o bar montado perto da piscina. Estávamos rindo, bebendo e conversando quando ele mais uma vez veio atrapalhar:

- Jenny, desculpe interromper, mas posso falar com você?
- Taylor, estou conversando. Podemos falar depois?
- Não pode ser agora?
- Não!

Ele me olhou, olhou para Zayn e saiu, contudo voltou.

- Precisamos conversar ainda hoje.

Eu o olhei e assenti com a cabeça.

- Pode ir Jenny, se quiser - Zayn disse.
- Não quero – Dou de ombros - Vamos dançar?
- Claro!

        Eu e Zayn fomos de mãos dadas para a pista. Todos olhavam e ouvíamos os cochichos, afinal as pessoas achavam que éramos namorados.

Foi aí que uma das convidadas disse:

- Jenny, deixa eu tirar uma foto do casal.

Eu e Zayn nos olhamos e rimos, mas tiramos a foto.
Eu comecei a reparar o quanto Zayn era bonito e sexy. Ele me tocava como quem toca um cristal. Era delicado e gentil o tempo todo. Eu tentava comparar o que sentia por ele e pelo Lautner. Era diferente, mas os dois me faziam arrepiar!

       Ele me abraçava e eu conseguia sentir seu hálito em minha orelha. Isso me arrepiava também.

- Jenny, preciso dar o seu presente.
- Ah Zayn, não quero presente. Aliás, quero um presente sim!
- Ah é? Mas eu já comprei.

Eu dei risada...

- Quero outro tipo de presente.
- Nossa, agora estou nervoso!
- Vem aqui.

         Eu o puxei pela mão. Fomos para perto da piscina. Como eu sabia o que queria e precisava tentar, então criei coragem.

- Zayn... Se quiser... Humm... Eu quero que me dê uma coisa de presente.

        Ele me olhava e engolia seco.

- Quero aquele beijo interrompido. Mas só se quiser, por favor, não se sinta.

       Ele me interrompeu com o meu presente. Um beijo que eu lembraria daqui 500 anos. Foi muito bom! Parecia que estávamos sozinhos. Ele me abraçava mais e mais e eu fazia massagem em sua nuca. Sua língua pedia passagem e é claro que eu dei. Eu não queria parar. Todas as partes do meu corpo se acenderam e com certeza partes do corpo dele também. E como para todo mundo éramos namorados mesmo, não estávamos nem aí.

        Quando paramos, ele ainda me dava selinhos, sorrimos e ficamos um pouco sem graça.

- Era esse o presente então. Foi o melhor presente que já dei em toda minha vida! - Zayn disse rindo.
- Ah é? Mas eu quero o presente em camadas durante a festa. Depois...
- Ah, com o maior prazer!

       Beijamo-nos de novo e as pessoas pararam de nos olhar, acho que se acostumaram, ou pelo menos é o que parecia.

       Quando nós voltamos para a pista, eu avistei Taylor olhando para nós como se fosse nos atacar a qualquer momento. Eu desviei o olhar, afinal não era para atingi-lo que eu faria aquilo. Era para me sentir amada de verdade. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA