13 dezembro 2016

Fanfiction: Believe - Capítulo 37






Acordei naquela manhã de sexta-feira mais ansiosa do que nunca.



Taylor me ligava a todo o momento. Ele não pôde me pegar no aeroporto, claro, senão seria bom demais para os paparazzi, então só iriamos nos encontrar no restaurante onde estariam os pais dele e a irmã, Makena. Jantaríamos todos juntos naquela noite e meu coração ia sair pela boca de tanta ansiedade.




Coloquei um vestido claro, fiz uma trança, uma maquiagem básica e pronto. Eu e Carlos fomos os últimos a chegar ao restaurante. Para variar estava lotado de paparazzi. Realmente não dava para escapar deles sempre. O importante é que todos foram educados e eu para retribuir posei para as fotos.



Ao entrar no restaurante, Taylor, seus pais e Makena já estavam sentados, e na mesa ao lado os seguranças. Era engraçado como Jeff e Carlos se tornaram parceiros.
Quando olhei para Taylor e ele para mim, fiquei corada de vergonha. Ele me fitou dos pés a cabeça e parecia maravilhado. Maravilhada estava eu com tanta beleza daquele homem. Deborah, Daniel e Makena também me olhavam muito. O que me deixou ainda mais com vergonha.


- Oi, amor - Taylor falou baixo e me cumprimentou com beijo no rosto, claro, era assim nossa atuação em público.
- Oi - eu respondi sem graça.
- Jenny, esse é meu pai Daniel, minha mãe Deborah e minha irmã Makena - ele dizia e eu cumprimentava cada um.
- Jenny, eu sou sua fã! É um prazer conhecer você! - Makena me abraçou forte. Uma fofa.
- Obrigada - foi o que consegui responder.
- Jenny, você é mais bonita ainda pessoalmente - disse Daniel.
- Imagina, mas obrigada. É um prazer conhecer vocês, Taylor fala muito da família.
- Ah é? Bom saber - disse Deborah rindo.



O jantar foi uma delicia. Conversamos sobre a minha vida, meus pais, a vida deles, enfim. Eles são muito simpáticos. Bem mais do que parecia nas fotos.



- Jenny, querida, apareça em casa quando tiver um tempo - disse Deborah.
- Claro que sim, com o maior prazer – respondo animada.
- Jenny, eu pedi para o Taylor me levar em um show seu - disse Makena.
- Mais para frente farei um aqui em L.A e você pode ir. Vai ao meu camarim também.
- Obrigada - disse Makena rindo e Taylor revirou os olhos.
- Jenny, foi um prazer. Até logo - disse Daniel.



Taylor já tinha dito a eles que iria embora comigo. Pelo telefone antes do jantar eu combinei com ele de dormir em seu apartamento, por isso assim que saímos do restaurante eu dispensei Carlos e Jeff nos levou embora.



O apartamento era lindo. A mãe de Taylor que decorou.


- Jenny, você está maravilhosa. Quando eu vi você nesse vestido e com esse seu sorriso eu quase te agarrei no meio do restaurante e na frente dos meus pais – derruba-me no sofá.
- Você é louco!
- Por você - nos beijamos loucamente. Os amassos estavam ótimos e ele não parava de tentar tirar meu vestido.
As mãos quentes dele nas minhas costas estavam me matando.

- Vem conhecer meu quarto – sussurra ao pé do meu ouvido.
- Tay.... Estou com tanta saudade - falo sem raciocinar direito.
- Eu também. É por isso que eu quero que você conheça meu quarto - ele disse e sorri.



Ele me deitou na cama sem parar de me beijar. Lentamente foi levantando meu vestido e eu me livrando dos sapatos. Quando abri os olhos ele já estava sem o casaco e estava abrindo a calça. A cena mais sexy que eu já vi em toda minha vida. Mais do que todas as vezes que transamos. Ele não tirava os olhos de mim e aquilo me deixava louca!



- Sabe o que eu mais amo em você? – Tay fala.
- O quê? - eu sorri.
- Seu sorriso. Eu nunca vi um tão lindo assim - ele disse enquanto terminava de tirar a calça.


Eu estava ali de sutien e calcinha aguardando seu corpo no meu. O cheiro dele pelo apartamento e pelo quarto me deixava ainda mais louca e foi então que o agarrei e o beijei com a maior intensidade possível. Ele se surpreendeu, mas pareceu gostar. Dessa vez eu fiquei por cima para dominar a situação. Ele me olhava perplexo cada parte do meu corpo e aproveitava para me tocar. Eu fui desmanchando minha trança lentamente enquanto ele engolia seco.



Nem preciso dizer que a noite foi maravilhosa. Estávamos exaustos e felizes.


- Precisamos ficar mais um bom tempo sem nos vermos – comenta.
- Engraçadinho.
- Uau, foi demais. Nem sei o que dizer - ele completou.
- Não diga nada - eu disse e dei um selinho me virando de costas para dormirmos de conchinha.


Rapidamente ele pegou no sono. E eu estava orgulhosa do nosso relacionamento. Estava feliz em ter conhecido os pais dele. A única coisa ruim foi ter que pensar no que o idiota do Patrick me disse. Será que ia ser assim para sempre ou logo o sonho ia acabar? Eu pensava nisso enquanto Taylor dormia lindamente ao meu lado. Estava ansiosa para o dia seguinte e contar a ele a visita desagradável que tive em meu camarim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA