14 dezembro 2016

Fanfiction: Diário de Uma Paixão - Capítulo 36






*** Taylor POV ***


Porque Rose e Tarik tinham que fazer escândalo? É claro que eu tive que disfarçar… a Carol era a única que não sabia sobre os dois.

Voltei a beija-la, mas ela queria fazer o que tinha começado antes e eu não deixei porque queria senti-la primeiro. Ela era perfeita! Que sabor! Era bom saber que eu tinha proporcionado prazer a ela.

Ela ficou em cima de mim e como eu já estava pelado foi tudo muito rápido. Ela colocou meu membro em sua boca e lambia delicadamente. Eu não ia conseguir me controlar. Tive que fechar os olhos porque ver a cena ia me deixar mais excitado ainda!

Os movimentos começaram a ficar mais rápidos e eu não ia aguentar.

-Espera ai - eu disse afastando sua boca
-O que foi? Machuquei você? – ela perguntou preocupada.
-Não! É que eu não vou conseguir me controlar - eu disse.
-Tudo bem - respondeu.
-Mesmo? Você não se importa? – perguntei.
-Não de verdade - ela respondeu e continuou o que estava fazendo.

Não demorou muito para eu gozar e foi difícil gemer abafado. Ela continuava os movimentos enquanto eu arfava de prazer. Quando me acalmei ela se afastou e veio até mim…

-Eu não machuquei mesmo você? – perguntou
-Claro que não! Foi ótimo! – respondi

Ela se aproximou e me beijou. Eu me afastei e perguntei:

-Tudo bem mesmo para você fazer isso?
-Porque você pergunta essas coisas hein? Só para me deixar mais sem graça! – ela disse
-Claro que não! É só porque eu achei que não faria.
-Foi a primeira vez que fiz - ela disse e eu a olhei assustado.
-A primeira vez que fiz assim, completo - ela explicou e eu ri.
-Pára de fazer isso! Você me deixa sem graça! – ela disse rindo.
-Tá bom, tá bom - eu disse e a puxei para beija-la.
-Você não se cansa? – ela perguntou.
-Não, não com você - respondi.
-Que bom - ela respondeu.

Eu me surpreendia a cada minuto com ela. Eu não tinha tanta experiencia assim na área sexual até porque minha vida louca não permitia isso, mas eu estava disposto a aprender muita coisa com ela.

Eu a beijei com mais vontade e ela sabia que a noite não tinha acabado. Ela se virou de costas e disse:

-Olha aqui nas minhas costas? Tem alguma coisa? Está coçando muito!
-Deixa eu ver - eu me aproximei e a beijei.
-Não é para beijar! É para coçar! – ela disse rindo.

Até parece que eu não me aproveitei da posição. Queria testar com ela! Continuei beijando suas costas e fui para o seu rosto. Beijávamos de lado enquanto eu estava em cima dela encostando meu membro já ereto de novo em sua bunda. Aquilo me deixava louco! E sem pensar eu afastei um pouco as suas pernas e a penetrei por trás.

-Ah - ela gemeu baixo.
-Só um pouco tá… só para sentir… - eu me justifiquei já que estávamos sem camisinha de novo.
-Chega! Chega! – ela disse e eu me afastei.
-Fica assim, por favor… - eu disse pegando mais uma camisinha.

Coloquei rapidamente e a penetrei de novo. Nossa, como era bom! Ela era minha! Eu a penetrava por trás e ela ofegava sentindo o meu prazer. Mais um pouco eu gozaria, mas ela ainda não estava pronta…

-Espera ai - ela disse ficando de joelhos ainda de costas para mim.
-Vem! – ela me chamou.

Nossa! Ela estava ali, em uma posição que nunca tinha feito antes! Foi então que a penetrei com força, porque eu não pensava mais racionalmente.

-Ah - ela disse mais alto.
-Estou machucando você? – perguntei.
-Não – ela respondeu e eu continuei.

Nem precisamos dizer que precisou de pouco tempo para chegarmos juntos ao ápice.


***


Lado a lado na cama, debaixo dos lençóis começamos a conversar.

-Eu teria uma noite assim todos os dias - eu disse.
-Eu também.
-Ainda temos mais uma! – eu disse me referindo a camisinha, mas sem forças para nada
-Podemos deixar para depois? – ela disse tímida.
-Claro! Estou brincando.
-Estou exausta.
-Eu também.

Ela se levantou e colocou a calcinha e a camisola. E me perguntou:

-Quer seu pijama?
-Só a calça - respondi.

Coloquei a calça na cama mesmo e ela se deitou ao meu lado. Com a cabeça em meu ombro eu comecei a acariciar seus cabelos. Ela adormecia lentamente e antes disso eu pecisava falar:

-Carol?
-O que?
-Preciso falar uma coisa.
-Fala.
-Lembra de quando você foi no meu quarto lá no hotel em Manila?
-Hum…
-Então, e você entrou, falou umas coisas e foi tirando a roupa?
-Ai, que vergonha! Sim, lembro - ela riu.
-Então… nesse dia eu me apaixonei por você.


Quando eu disse isso ela levantou a cabeça para me olhar. Ficamos nos olhando e ela falou:


-Nesse dia? Por quê?
-Porque você é uma mulher que me surpreende, é decidida, é simpática, é linda, é cheirosa, beija bem, enfim. Mas naquele dia foi porque você foi muito decidida, não estou acostumado com pessoas assim - expliquei.
-Você diz, com mulheres assim né.
-Você ouviu o que eu falei? – perguntei.
-O quê?
-Eu.Estou.Apaixonado.Por.Você! – falei lentamente e ela sorriu mas não disse nada.
-Você sabe para quantas pessoas eu já falei isso? – eu disse sério.
-Quantas? – ela perguntou séria.
-Zero - eu respondi e ela me beijou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA